COMPARTILHAR
dicas de viagem
Bariloche, Argentina

Depois de um tempo viajando me dei conta que algumas coisas fazem muita diferença nas minhas trips. Comecei a colocar em prática todas as dicas de viagem que encontrava pela internet e passei a aproveitar muito mais as minhas férias.

Claro que nem todas as dicas tiveram o mesmo efeito. Afinal, cada pessoa tem gostos e estilos diferentes, tanto na vida como durante uma viagem.

Por isso, hoje quero compartilhar com você quais foram as dicas que mais impactaram a forma como eu viajo e explicar porque também as recomendo.

Depois de ler esse post caberá somente a você decidir se vale a pena ou não, pelo menos testá-las.

1- Pesquise

Algumas pessoas dizem que pesquisar demais quebra o encanto durante a viagem. Eu, particularmente, não concordo com isso.

Pesquise tudo o que puder sobre o lugar que irá visitar. Desde coisas básicas como hospedagem, custo, lugares para conhecer, até maneiras de como ir do aeroporto até o seu hotel, por exemplo.

Além de já começar a curtir a viagem antes mesmo de sair de casa, pesquisando você descobre muitas maneiras de economizar durante a viagem.

2- Não engesse seu roteiro

Veja bem, não engessar seu itinerário não significa que você não fará um roteiro de viagem. Significa que você poderá mudar sua rota em algum momento sem ser prejudicado com isso.

Aliás, mudar o roteiro é uma das coisas que acontecem com frequência durante minhas viagens. Às vezes você gosta de um lugar e quer ficar um dia a mais, ou então descobriu uma cidade incrível que nunca tinha ouvido falar e quer conhecê-la. Por isso, é  interessantes  ter um pouco de flexibilidade para essas mudanças.

dicas de viagem argentina
Glaciar Perito Moreno, Argentina

3- Aceite os imprevistos

Voos são cancelados, malas não chegam e ônibus atrasam. Não tem jeito, por mais que planejamos cada detalhe da nossa viagem há certas coisas que estão fora do nosso controle.

Fiquei cinco dias em Bocas del Toro, uma das praias mais bonitas do Panamá, e foram poucos os momentos em que a chuva deu uma trégua.

Se você ficar se martirizando por cada imprevisto que acontecer não irá aproveitar o resto da sua viagem. A melhor coisa a ser feita é não ficar esquentando a cabeça.

4- Viaje leve

Você não precisa levar todo o seu guarda roupa e seus badulaques juntos com você. Pagar por excesso de bagagem não deve ser uma hipótese a ser considerada a menos que você tenha excelentes motivos.

Opte por levar roupas leves e que não façam muito volume, viajar no verão é ótimo por isso. Arrisco a dizer que a mala de uma pessoa que vai viajar por 15 dias e a que vai viajar por 10 meses é praticamente igual. A única diferença, na minha opinião, é que a viagem mais longa pode fazer com que você passe por diferentes estações do ano, e consequente ter que levar roupas para diferentes ocasiões

dicas de viagem

5- Viaje devagar

Conhecer cinco países na Europa em duas semanas parece ser tentador certo!? Mas isso depende de qual o seu conceito de conhecer.

Se pra você, conhecer um lugar é somente tirar uma foto bacana, vá tranquilo e sem medo para essa trip. Porém, suspeito que o tempo para tirar sua foto será cronometrado.

No entanto, se você quer entender sobre os hábitos locais ou então como funciona o transporte público em uma cidade, precisará de mais tempo em cada parada.

Sei perfeitamente que 30 dias de férias (quando o temos) não são suficientes para conhecer todos os lugares que gostaríamos, porém, acredite, fazer da sua viagem uma maratona não é a melhor maneira de conhecê-los.

Além de ser muito cansativo a sua viagem será mais cara. Já deixei de conhecer muitas cidades para poder aproveitar mais a estadia em outra. Por isso,  não tem jeito, se você quer realmente conhecer a essência de um lugar e não tem tempo suficiente, terá que deixar outros para uma próxima oportunidade.

Leia também: 8 erros que cometi no meu primeiro mochilão

6- Vá além dos lugares turísticos

Claro que de uma maneira geral sua viagem sempre terá destinos turísticos no roteiro, isso é inevitável. Porém é muito interessante não se limitar apenas a esses lugares.

Uma das melhores maneiras de descobrir onde ficam os locais que ainda não foram invadidos pelo turismo em massa, é conversando com gente que vive na cidade ou país que você irá visitar. Se você não conhece ninguém, uma ótima ferramenta e que uso muito é o Couchsurfing. Você não precisa se hospedar na casa de ninguém se não quiser, pode utilizá-lo apenas como qualquer outra rede social como meio de comunicação.

7- Tire um dia para não fazer nada (ou o que você mais gosta)

Quando estamos viajando normalmente temos uma lista enorme de lugares para conhecer e coisas a fazer. Um hábito que adquiri depois de um tempo é de sempre que possível tirar um dia para não fazer nada, ou melhor dizendo, para fazer o que mais gosto.

Sair para fotografar, ler um livro, caminhar por ruas desconhecidas ou até mesmo assistir um filme – fica ao seu critério.

dicas de viagem
Baños, Equador

Leia também: Viajar e suas consequências, algumas verdades que você deve saber

8- Converse com as pessoas que encontrar

Viajar sozinho me obrigou a ter esse costume. Ou eu começava a conversar com as pessoas que encontrava nos hostels, ônibus, ou seja lá onde fosse, ou então ficaria sozinho durante toda a viagem.

Vale ressaltar que não há nenhum problema em querer ficar um tempo sem conversar com ninguém ou até mesmo durante toda a sua trip, é uma questão de gosto. Porém, ao conversar com outras pessoas você poderá compartilhar um pouco do que está vivendo, receber outras dicas de viagem e fazer novos amigos.

9- Economize desde o primeiro dia

Controlar os gastos durante a viagem não é uma tarefa das mais simples. Imprevistos acontecem, às vezes da vontade de gastar mais em um jantar ou então surgiu a oportunidade de fazer um passeio que você não conhecia. As possibilidades para você ficar no vermelho são incontáveis.

O importante é você ter conhecimento do seu orçamento e segui-lo desde o primeiro dia de viagem. Claro que em alguns dias gastamos mais do que em outros, mas você não pode deixar que isso se acumule e tente compensar os gastos excedidos de um dia o mais rápido possível. Até porque essa coisa de “vou economizar na última semana” quase nunca funciona.

Leia também: Como viajar barato e gastando pouco dinheiro?


QUER AJUDAR O BLOG SEM PRECISAR GASTAR UM ÚNICO CENTAVO POR ISSO? 

Utilizando os serviços dos nossos parceiros através dos links, banners e caixas de pesquisa que estão aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão e VOCÊ NÃO PAGA ABSOLUTAMENTE NADA A MAIS POR ISSO.

Confira as dicas de como pesquisar e reservar sua hospedagem através do Booking.com

Compare e contrate seu seguro viagem através da Real Seguros


Ficou com alguma dúvida ou tem outras dicas de viagem? Deixe um comentário abaixo!

Esse post te ajudou ou foi útil de alguma maneira? Curta e compartilha clicando nos botões abaixo. Não custa nada e é uma forma de sabermos se você está gostando do nosso conteúdo. Além de deixar um blogueiro muito feliz! xD

 

COMPARTILHAR
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

6 COMENTÁRIOS

  1. De novo, meus parabéns! Eu estou planejando minha viagem desde janeiro deste ano. Passou rápido. Viajarei de Manaus para Rio Branco-AC, no dia 02 de janeiro de 2015, com minha esposa, em nossas férias. Talvez nossa viagem seja uma pouco corrida, mas tudo foi perfeitamente organizado. Todos os hotéis estão reservados e todas as passagens aéreas e algumas terrestres também. Economizamos um pouco também e estaremos levando uma certa quantia em dólares para eventuais câmbios. De Rio Branco iremos a Cusco, Machu Picchu, Lima, Chiclayo, Guayaquil (só um dia), Quito e Bogotá. Voltaremos a Manaus, saindo de Bogotá a Letícia pela Avianca e retornando para Manaus pela Azul em 31 de janeiro de 2015. Todos os dias, quando tenho um tempo, leio alguma coisa no Google, nos sites (como o seu) e no Youtub (todos os dias), de modo que já conheço um pouquinho de cada lugar onde irei passar.
    Valeu pelas dicas.
    Abração.
    Humberto

    • Bom dia Humberto. Primeiramente desculpa a demora em responder, mas como estou viajando nem sempre tenho acesso a internet. janeiro é temporada alta por dois motivos: férias escolares (não só dos colombianos mas também da maioria dos países na América do Sul) e por ser uma das melhores épocas para viajar na Colômbia (estação seca). Estação baixa no caso seria abril,maio, junho, setembro, outubro e novembro. O clima em Bogotá é em torno dos 14 C durante todo o ano, e em janeiro é ótimo, porque como já disse não há chuvas (ou muito raramente). Em relação a passagem de Bogotá para outra cidade pode ficar tranquilo, sempre há muitas saídas todos os dias para as principais cidades, o que recomendo é você comprar assim que chegar em Bogotá ou então dois dias antes. Em relação a dica, Bogotá é uma cidade grande e com muitas coisas para conhecer, recomendo pelo menos 3 dias inteiros para conhecer a cidade. Espero ter ajudado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here