Embu das Artes, em São Paulo: Tudo o que você precisa saber para organizar o seu passeio. [Como chegar, pousadas, o que fazer, como funciona a Feira de Artesanato e dicas de restaurantes]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Situado na Região Metropolitana de São Paulo, a cerca de 30 quilômetros da capital paulista, o munícipio de Embu das Artes é um excelente destino para um passeio aos finais de semana.

Dona de uma vocação artística incontestável, Embu das Artes – ou ao menos o seu centrinho histórico – é aquele tipo de lugar simpático, com jeito de interior, que nos convida a perambular sem rumo e sem pressa pelas suas ruas apinhadas de visitantes.

E, apesar de ter um roteiro detalhado não ser pré-requisito para aproveitar tudo o que há de bom por estas bandas do estado, neste texto eu te darei algumas informações que provavelmente lhe serão úteis durante o seu passeio em Embu das Artes.

# Dicas sobre Embu das Artes

1- Por que visitar este destino?
2- Como chegar a Embu das Artes de ônibus?
3- Bate-volta ou pernoitar na cidade?
4- O que fazer em Embu das Artes?
5- Restaurantes em Embu das Artes

1- Por que visitar este destino?

Não é sem motivos que a Estância Turística de Embu das Artes recebe centenas de visitantes todos os finais de semana.

Fazendo jus ao nome que tem, Embu é um lugar para quem gosta de arte – dos mais variados tipos. Porém, não apenas.

Inclusive, até mesmo a pessoa sem o menor senso artístico consegue aproveitar um passeio por lá.

Embora as lojas de artesanato e de decoração, as galerias de arte e a sua ferinha sejam as grandes estrelas do pedaço, Embu das Artes também é um baita destino… Gastronômico.

Portanto, mesmo que você não tenha a intenção de comprar nenhuma peça artística, ir até lá com o único objetivo de deixar o seu estômago contente já é um motivo plausível.

Sabe aqueles restaurantes com mesinhas na calçada e um astral pra lá de descontraído, que servem pratos generosos e cerveja gelada? Você encontrará muitos deles quando for a Embu das Artes.

Feira de Artesanato de Embu das Artes

Com mais de 50 anos de história, a Feira de Artesanato de Embu das Artes é a grande responsável por atrair os visitantes que chegam à cidade.

Como acontece somente aos sábados, domingos e feriados – normalmente das 10h30 às 18hs – recomendo que você programe seu passeio para estas datas. Afinal, ir a Embu das Artes e não perambular pela sua tradicional feirinha deixará a sua visita incompleta.

Além dos expositores de artesanato, as ruas do centro histórico de Embu – que é onde acontece a feira – também é o endereço de muitas barraquinhas de comidas, principalmente, de doces caseiros.

Portanto, a melhor dica para o seu passeio, é: vá com fome para aproveitar todas as delícias que há por lá.

Sobre o itinerário a ser seguido a melhor dica, é: não tenha itinerário. Anotar alguns lugares que você quer conhecer até faz sentido.

No entanto, uma vez que você chegar à feira, é muito provável que você comece a andar sem rumo parando nos lugares que mais chamarem a sua atenção no momento.

A propósito, muitos dos locais que irão se destacar durante a sua andança são justamente àqueles que você anotou que queria visitar. Portanto, não há motivo para preocupações.

Além disso, como a ferinha se concentra em apenas seis ruas pelos arredores da Praça das Artes, o mais comum é a gente ficar andando em círculo e passando várias vezes pelo mesmo lugar.

Feira de Artesanato de Embu das Artes
Feira de Artesanato de Embu das Artes

2- Como chegar a Embu das Artes de ônibus?

Saindo da cidade de São Paulo há várias linhas de ônibus que vão até Embu das Artes. Sendo, que a melhor opção, vai depender do seu ponto de partida da capital.

No meu caso, optei em pegar a linha 56 EMTU, que sai do Terminal Metrô Campo Limpo (linha Lilás do metrô).

Aos finais de semana o intervalo entre os ônibus desta linha costuma ser de cerca de 40 minutos, portanto, é bom consultar o horário antes de sair de casa.

Da estação Campo Limpo até Embu das Artes o deslocamento de ônibus dura aproximadamente 40 minutos, sendo que há um ponto de descida muito próximo da feirinha.

Além disso, também há mais linhas de ônibus que saem de outras regiões de São Paulo, como por exemplo, Clínicas, Butantã e Morumbi.

Normalmente, embarcando nos ônibus que saem das áreas mais centrais de São Paulo o tempo de deslocamento até Embu das Artes será de aproximadamente 1h40 minutos.

Para consultar qual linha de ônibus é mais adequada para o seu caso, o resultado indicado pelo Google Maps costuma ser bastante eficiente.

Por outro lado, se você pretende ir a Embu das Artes de carro, saiba que há diversos estacionamentos próximos à feirinha que custam em torno de R$ 25,00.

como chegar em Embu das Artes
Centro de Embu das Artes

3- Bate-volta ou pernoitar na cidade?

Se sua intenção é conhecer apenas a Feira de Artesanato de Embu das Artes e ter um almoço diferente, não há nenhuma necessidade de pernoitar na cidade.

No meu caso, cheguei a Embu por volta das 10h30 e às 16hs já estava cansado de perambular por lá e de barriga cheia. Ou seja, objetivo alcançado com sucesso.

No entanto, se você quer passar um final de semana em Embu das Artes, não há o menor problema. Inclusive, há algumas pousadas legais para você se hospedar.

Além disso, passando o final de semana por estas vizinhanças você pode aproveitar para conhecer também o Templo Zu Lai, que fica na cidade de Cotia, a apenas 22 quilômetros de Embu das Artes.

Pousadas em Embu das Artes

Se acaso você pretende se hospedar em Embu das Artes, o melhor a fazer é escolher uma pousada próxima ao burburinho turístico.

Uma das hospedagens com melhor custo-benefício que você encontrará é a Pousada Du Valle. Além da localização conveniente, as suítes são confortáveis, o café da manhã é bem servido e a limpeza está sempre impecável.

Outra acomodação próxima ao centrinho e que ostenta ótima reputação é a Pousada Nossa Senhora Aparecida.

Por outro lado, se o seu plano é na realidade se afastar dos holofotes e se aconchegar em uma pousada campestre para ter mais sossego e contato com a natureza, a Villa Serena Bed & Breakfast – que está a quatro quilômetros da Feira de Artesanato de Embu das Artes – é um endereço conveniente.

Por fim, se acaso preferir, clique aqui para encontrar outras pousadas em Embu das Artes.

onde ficar em Embu das Artes
Praça das Artes

4- O que fazer em Embu das Artes?

O meu passeio em Embu das Artes começou no Parque Francisco Rizzo. E, na minha opinião, vale a pena incluir essa atração no seu roteiro.

Apesar de não ter nenhum diferencial mirabolante, o Francisco Rizzo é um parque agradável, bem cuidado e com belas paisagens naturais.

Além disso, ele se encontra a apenas 15 minutos de caminhada do burburinho histórico de Embu das Artes. Ou seja, dá para fazer este deslocamento com as próprias pernas.

Parque Francisco Rizzo
Parque Francisco Rizzo

Lugares para visitar em Embu das Artes

No mais, as outras dicas sobre o que fazer em Embu das Artes são, na realidade, algumas referências que podem nortear a sua jornada pela Feira de Artesanato.

Na Rua Siqueira Campos, além de lojas de decoração, você também encontrará a Feira do Verde – que são barraquinhas que vendem flores e plantas.

Feira do Verde
Feira do Verde
lojas de móveis em Embu das Artes
Loja de móveis na Rua Siqueira Campos

Além disso, nesta rua está um dos acessos da fotogênica Viela das Lavadeiras. Trata-se de um corredor estreito e enfeitado, onde há com comércios padrão Embu das Artes. Aliás, é lá o endereço do famoso Antiquário Marcelo Aguila.

Viela das Lavadeiras
Viela das Lavadeiras

Na outra ponta da viela, na Rua Nossa Senhora do Rosário, está o Empório Z Decorações – também bastante conhecido na cidade. E, na mesma rua, vale visitar a Florbela.

bate-volta para Embu da Artes
Florbela

Também na Nossa Senhora do Rosário – que é uma das ruas mais movimentadas do centrinho de Embu das Artes – está O Barão, que é um empório onde você poderá provar e comprar cachaças, licores, pimentas, doces caseiros e outras delícias.

Outro lugar para encontrar produtos desta mesma categoria é O Alambique.

O Alambique
Cachaças e Licores do O Alambique

Voltando para a linha artística e peças de decoração, o lugar que mais me encheu os olhos foi A Baronesa, que fica na Rua Joaquim Santana – paralela a Nossa Senhora do Rosário, e também uma das mais movimentadas de lá.

Por fim, a Praça das Artes e o Largo dos Jesuítas são outros dois lugares por onde você certamente passará. Enquanto no primeiro há vários artistas expondo as suas obras (há muitas pinturas!), no segundo é onde está o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas.

lojas em Embu das Artes
A Baronesa

5- Restaurantes em Embu das Artes

Uma das grandes vantagens de se hospedar na região é que você poderá experimentar vários restaurantes em Embu das Artes ao longo dos dias.

Com diversas opções para comer e beber, o centrinho de Embu é aquele tipo de lugar que deixa os indecisos em pânico. E, com experiência de causa, digo que ter que escolher um único local para almoçar é desesperador.

Além de alguns quitutes das barraquinhas de comida, também provei a maravilhosa empanada da Cafeteria Florbela e o baião de dois do Joaquim Brasil.

Porém, bisbilhotando de canto de olho as mesas alheias enquanto caminhava, não pude deixar de notar os pratos de dar água na boca de outros restaurantes.

Alguns que me ganharam pelos olhos, foram: Mamute Restaurante, Restaurante Bilhartbar, Maria Bonita Bar e Restaurante, Casa Grande e Santa Helena.

Além de cardápios muito semelhantes com foco em comida caseira, os preços dos menus também são muito parecidos.

De modo geral, espere pagar entre torno de R$ 130,00 e R$ 170,00 em um prato à la carte para duas pessoas.

Além disso, muitos restaurantes funcionam no sistema buffet à quilo ou coma à vontade. Em média, o preço do quilo é em torno de R$ 70,00, e o coma à vontade aproximadamente R$ 35,00 por pessoa.

restaurantes em Embu das Artes
Empanada do Florbela

3 lugares para se hospedar em Embu das Artes

($) Para os viajantes que economizar, a Pousada Du Valle é uma das mais econômicas da cidade.

($$) Outra que oferece excelente custo-benefício é a Pousada Nossa Senhora Aparecida.

($$$) Querendo investir um pouco mais e ficar longe do centro, consulte as ofertas da Villa Serena Bed & Breakfast.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here