Eu poderia começar este texto sobre o que fazer em Ilhéus dizendo que a cidade é um dos destinos mais imperdíveis do sul da Bahia. Porém, isso soaria exagerado e nem seria 100% sincero da minha parte. E, veja bem, eu realmente adorei a minha viagem para lá.

Porém, Ilhéus está longe de reunir os clichês típicos do litoral baiano que atraem e conquistam os viajantes. Paradisíaco? Charmoso? Pacato? Nada disso lhe cai bem. Aliás, se quisermos utilizar algumas destas características em uma mesma frase com Ilhéus, é justamente para dizer o contrário.

Teriam então os romances de Jorge Amado nos iludido com a magia de um lugar que não existe fora da ficção? Não exatamente. Inclusive, alguns cenários que fizeram parte das obras do escritor – que nasceu em Itabuna e viveu a maior parte da infância em Ilhéus – continuam lá, para vermos ao vivo e a cores.

No entanto, a graça de Ilhéus não está escancarada. Da mesma forma que as palavras de Jorge Amado não fisgam a todos os leitores logo nas primeiras páginas, Ilhéus muito provavelmente não irá te seduzir logo no primeiro contato. Ainda assim, tanto os livros como a cidade, guardam encantos que podem fascinar àqueles que têm a paciência de insistir mais um pouco.

Como fazer os passeios em Ilhéus?

Situada na região conhecida como Costa do Cacau, Ilhéus é o munícipio com o litoral mais extenso da Bahia, ocupando pouco mais de 100 quilômetros da costa baiana. Consequentemente, percorrer parte das suas atrações exige certo planejamento.

Como não há muitas agências com passeios regulares, o transporte público pode ser demorado e as distâncias são longas, viajar com um carro próprio vai facilitar a sua vida.

Ainda assim, caso essa não seja uma solução para você, saiba que dá para se virar utilizando aplicativos de corrida. Inclusive, eu mesmo viajei desta forma e consegui visitar a maior parte dos lugares que gostaria. O maior problema será para ir muito além da área urbana e para as praias mais isoladas, pois, neste caso, na hora de voltar, será necessária uma pitada de sorte – ou paciência – para conseguir um motorista.

Além disso, para fazer os principais passeios em Ilhéus recomendo passar pelo menos três dias inteiros na cidade. Dessa forma, será possível visitar suas principais áreas turísticas sem deixar nenhuma de fora do roteiro.

Por fim, caso queira incluir Itacaré em uma mesma viagem, o ideal é passar pelo menos sete dias na Costa do Cacau.

passeios para fazer em Ilhéus
Praia da Avenida no centro de Ilhéus

» Clique aqui para encontrar ofertas de pousadas em Ilhéus

Centro-histórico de Ilhéus

É no centro-histórico de Ilhéus onde estão os principais endereços que fazem referência a Jorge Amado. E, apesar da enorme obra do autor, o centro não é tão grande assim. Dá para percorrer seus pontos turísticos em uma manhã ou tarde – recomendo as primeiras horas do dia para escapar do calorão depois do almoço.

Logo em uma das entradas do setor histórico está a Catedral de São Sebastião, que tem o segundo prédio mais chamativo da vizinhança. Na rua lateral da igreja está o icônico Bar Vesúvio e, um pouco mais adiante, em uma rua apenas para pedestres, encontra-se a Casa de Cultura Jorge Amado.

A casa foi construída pelo pai do escritor, na década de 1920, e foi de fato o local onde ele morou durante parte da sua infância e adolescência. Além de diversos exemplares originais publicados pelo autor, lá você encontrará objetos pessoais que foram do mesmo e alguns móveis que compunham a decoração da época.

A uma quadra dali está a construção mais imponente do centro-histórico de Ilhéus, o Palácio Paranaguá. Atualmente, o prédio abriga o Museu da Capitania de Ilhéus e algumas secretarias da prefeitura da cidade.

 Na hora em que a fome bater, vale a pena unir o útil ao agradável e deixar o seu estômago contente no Bar Vesúvio ou no Bataclan. Instalados em casarões históricos, ambos os estabelecimentos preencheram as páginas de Amado e seguem funcionando até os dias de hoje. Dá para ir na hora do almoço em um e voltar para jantar em outro.

 Por fim, outros dois lugares que você pode incluir no seu itinerário é o Mercado de Artesanato de Ilhéus e o Mirante do Canhão – os dois estão bem próximos desta região.

Casa de Cultura Jorge Amado em Ilhéus
A Casa de Cultura Jorge Amado é um dos pontos turísticos de Ilhéus
centro histórico de Ilhéus
Palácio Paranaguá

Praias de Ilhéus

Apesar de ser a cidade com o maior litoral da Bahia, as praias de Ilhéus são muito semelhantes. Há sim alguma diferença natural e, principalmente, de estrutura de quiosques entre elas. Porém, em quase todas você encontrará uma faixa de areia extensa, plana e com água sem os tons de verdes ou azuis que costumam nos impressionar.

Ainda assim, vale muito a pena dedicar parte do roteiro para visitar as praias de Ilhéus que estão espalhadas pelos quatro cantos da sua costa.

praias de Ilhéus
Praia do Cururupe

Praias do centro de Ilhéus

As praias do centro de Ilhéus ajudam a compor o cenário de uma típica cidade praiana. Porém, elas não são os melhores lugares para esticar a canga na areia. Inclusive, é comum que elas não estejam em situação própria para banho de mar, portanto, sempre consulte as informações atuais divulgadas pelo Inema (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia).

Na minha opinião, a visita a estes trechos só é válida se você estiver passando por perto e quiser conhecer, tirar uma foto ou algo do tipo. Por outro lado, se a sua intenção é ir para passar o dia à beira-mar, recomendo seguir viagem até alguma das outras praias que ainda serão indicadas.

As praias que estão nos arredores da área central de Ilhéus, são: Praia do Malhado, Praia da Avenida, Praia do Cristo (à beira do Rio Cachoeira) e Praia da Concha (no Morro do Pernambuco).

as praias de Ilhéus são boas para banho?
Praia do Cristo

Praia do Sul e Praia dos Milionários

Ao cruzar a Ponte Jorge Amado em direção ao sul de Ilhéus as primeiras praias que irão aparecer são as urbanas Praia do Sul e Praia dos Milionários.

Trata-se do trecho mais movimentado e com maior quantidade de barracas de frente para o mar – especialmente nesta última. Apesar de estar a oito quilômetros do centro propriamente dito, é a Praia dos Milionários que cumpre o papel de principal praia da cidade.

Ainda assim, embora seja um excelente lugar para passar o dia, no quesito hospedagem acho mais conveniente ficar nas pousadas em Ilhéus que estão na altura da Praia do Sul e da vizinhança conhecida como Jardim Atlântico. Isso porque, por estas bandas você estará mais próximo de outros pontos turísticos e terá maior oferta de bares, restaurantes e comércios para o dia a dia.

Além disso, vale destacar também que apesar da boa estrutura de barracas, essas praias não possuem orla com grande calçadão para pedestres e/ou comércios. Ou seja, é para passar o dia na barraca e pronto. No meu caso, o local que escolhi para ficar na Praia dos Milionários foi a Cabana Gabriela.

Praia dos Milionários em Ilhéus
Praia dos Milionários

Praias do extremo sul: Cururupe, Olivença e Batuba

Seguindo para o sul de Ilhéus começam a aparecer praias com um perfil menos urbano.

A Praia do Cururupe, por exemplo, apesar de ser a próxima depois de Milionários, ostenta traços mais naturais devido ao Rio Cururupe que deságua no mar por ali. Por aqui, você ainda encontrará um bom conjunto de barracas na areia.

O próximo trecho a ter alguma estrutura é na altura da Praia de Olivença, onde está a simpática e familiar Barraca da Bica Olivença – um dos poucos quiosques que você terá à disposição. Para garantir uma sombra aos finais de semana, chegue cedo.

Por fim, a 18 quilômetros do centro de Ilhéus está a Praia Batuba. Quando estive lá não havia nenhum tipo de serviço para os banhistas, porém, há uma estrutura física de quiosque que suponho estar aberto durante a alta temporada.

melhores praias de Ilhéus
Praia Batuba

Praias do norte de Ilhéus

Se você preza por praias mais selvagens e com mais vegetação no seu entorno, saiba que é ao norte de Ilhéus onde você irá encontra-las. Apesar da faixa de areia e do mar serem muito semelhantes com as do sul, por estas bandas o verde se torna mais abundante e as barracas mais escassas. Inclusive, é bom sair de casa com um endereço certo.

Além das próprias praias de Ilhéus, você pode esticar o passeio até as praias do munícipio vizinho de Uruçuca. É lá, inclusive, que estão alguns dos melhores trechos de frente para mar, como a Praia do Sargi e a Praia do Pé de Serra. Dá para seguir ainda mais adiante e ir até a Cachoeira do Tijuípe. O maior senão é que para colocar este itinerário em prática você deve estar com um carro próprio.

roteiro Ilhéus
Praia do Sargi

Morro do Pernambuco e Pontal

Ao cruzar a Ponte Jorge Amado – que conecta o centro de Ilhéus às praias do sul da cidade – você passará entre estes dois lugares. Inclusive, devido à proximidade com o centro, dá para aproveitar para conhecê-los no mesmo dia em que você estiver batendo-perna na área histórica (mas vá de carro).

Aos pés do Morro do Pernambuco está a praia mais bonita perto do centro de Ilhéus: a Praia da Concha. Apesar de pequena, este pedaço de areia tem um bonito cenário formado por água clara e rodeado de vegetação. Tenha em mente, porém, que aos finais de semana você irá encontrara-la completamente lotada e com uma certa competição entre as caixinhas de som mais potentes. Por outro lado, durante a semana é comum que ela esteja vazia.

Outro atrativo do Morro do Pernambuco é o Restaurante Morro de Pernambuco. O lugar tem mesinhas ao ar livre em um simpático gramadão e vista para Ponte Jorge Amado e para a baía formada pelo Rio Cachoeira. O ambiente é bastante agradável, especialmente nos finais de tarde quando o pôr do sol acontece atrás do rio.

Já o Pontal é a vizinhança às margens do Rio Cachoeira. Parte da sua orla é ocupada com alguns poucos bares com mesas de frente para a água. Além de ser uma boa pedida para o final de tarde – especialmente aos finais de semana, quando a região ganha mais vida – a vizinhança tem bons bares e restaurantes para ir à noite.

Alguns endereços para ter anotados, são: Meu Bar (onde as pessoas se arrumam para ir), Praça Padre Luiz Palmeira (em frente ao Meu Bar, tem diversos trailers de comidas), Fachada Lounge Bar (boteco pé no chão na beira do rio) e Restaurante Top Deck (para refeições mais reforçadas).

lugares para conhecer em Ilhéus
Visual no Restaurante Morro do Pernambuco

Fazendas de Cacau

O nome de Costa do Cacau não foi dado a esta zona turística da Bahia em vão. Afinal, estamos falando da região que durante décadas colocou o Brasil no topo da lista de maior produtor mundial desta fruta, até pelo menos meados de 1920. Porém, da mesma forma como aconteceu com outras monoculturas que o Brasil teve ao longo da sua história, seus momentos de glória ficaram no passado.

Embora o cacau continue sendo produzido e seja de grande importância para a região, seu auge durou até o final da década de 80, quando um mercado já em crise, foi surpreendido por um fungo típico da região Amazônica – a “vassoura de bruxa” – e que devastou a maior parte das plantações de cacau.

Ainda assim, a fruta e suas ramificações continuam sendo um dos pilares que apoiam o turismo da cidade. E, para entender mais sobre a história, um bom passeio para fazer em Ilhéus é visitar alguma das suas fazendas de cacau – que continuam em funcionamento até os dias de hoje.

O local mais próximo da área urbana de Ilhéus é a Fazenda Yrerê. Dá para ir por conta própria (necessário agendamento antecipado), porém, se você não estiver de carro, talvez seja uma boa ideia se juntar a um tour guiado.

Se quiser ir além, outras duas fazendas de cacau em Ilhéus que podem fazer parte do seu roteiro é a Fazenda Provisão e a Fazenda Riachuelo. Todas elas possuem programas de visitação guiada para acompanhar os viajantes.

Por fim, outros lugares com esta temática que você pode visitar é a loja de fábrica da Chocolate Caseiros Ilhéus ou a sua pequena loja no centro da cidade. Esta última, está localizada no coração do centro histórico, na rua atrás da Casa de Cultura Jorge Amado.

Bate-volta a Itacaré

Localizada a 75 quilômetros de Ilhéus, Itacaré é uma das grandes sensações da chamada Costa do Cacau. Inclusive, muitos viajantes que chegam pelo Aeroporto Jorge Amado (IOS) vão direto para a cidade vizinha. O que é compreensível, afinal, além de um conjunto de belas praias, Itacaré tem a alma de vila praieira que falta a sua irmã.

Em todo caso, se por algum motivo você não for ficar hospedado por lá – o que de fato vale muito a pena – um passeio bate-volta para Itacaré já é melhor que nada. Além de poder ir de carro por conta própria, algumas agências em Ilhéus oferecem este passeio (na faixa de R$ 150,00 por pessoa).

Na minha opinião, o melhor roteiro para um bate-volta é focar as suas andanças nas praias mais próxima do centro de Itacaré. De manhã, você pode visitar as praias da Ribeira, Costa, Tiririca e Resende. Todas elas estão próximas uma das outras e a caminhada entre todas não levará muito mais do que uma hora.

Para o almoço, se acomode em alguma das barracas da Praia da Concha, que é o pedaço de areia perto ao centro com melhor estrutura de quiosques. Além disso, o melhor fim de tarde também é por aqui, mais especificamente no Mirante do Xaréu.

» Passeio bate-volta de Ilhéus para Itacaré (R$ 145,00/pessoa)

passeios de Ilhéus para Itacaré
Um dos passeios para fazer em Ilhéus é um bate-volta até a cidade vizinha de Itacaré

O que fazer em Ilhéus à noite?

A vida noturna em Ilhéus não é das mais empolgantes. Além disso, a falta de uma “vila” onde as atrações noturnas estejam lado a lado acaba espalhando os festeiros de plantão. Ainda assim, há alguns endereços que oferecem um pouco de movimento para os viajantes que não pretendem dormir tão cedo.

No centro-histórico de Ilhéus, dois bares que já foram mencionados neste texto figuram como ponto de encontro entre os turistas: o Bar Vesúvio e o Bar Bataclan.

Ainda por estes lados tem a Pracinha Castro Alves onde está o famoso Acarajé da Irene e o American Park. Este último, trata-se de uma espécie de grande praça de alimentação a céu aberto com sorveterias e lanchonetes que garantem tapioca, hambúrguer, pizza, acarajé e outros quitutes.

Outra área que costuma ter bastante movimento nas noites em Ilhéus é o bairro Pontal.

Na avenida à beira-mar o lugar mais ajeitado para um ambiente com música ao vivo é o Meu Bar. Em frente a ele está a Pracinha Padre Luiz Palmeira, onde há trailers de lanche e mesinhas em um gramado. Um pouco mais escondido, mas ainda aí perto, está o Fachada Lounge Bar – um boteco à beira do Rio Cachoeira com zero frescura e muita animação.

 Além disso, ainda no bairro Pontal, mas vizinhança adentro, está o quarteirão conhecido como Passarela do Álcool. Na Rua Hermínio Ramos, altura com a Rua Cel. Pessoa, há uma série de bares, hamburguerias, pizzarias e lanchonetes.

Por fim, para esticar a diversão até de madrugada aos finais de semana, um dos lugares mais conhecido na cidade é o Mar Aberto Music Bar, que também está localizado no bairro Pontal.

o que fazer em Ilhéus à noite
O Pontal, às margens do Rio Cachoeira, é um dos principais bairros para sair à noite em Ilhéus

O que fazer em Ilhéus com chuva?

Não tem muito para onde correr: não há tantos passeios para fazer em Ilhéus com chuva. Com exceção dos pontos turísticos do centro histórico que podem ocupar parte da sua programação nos momentos de aguaceiros, só nos resta torcer para que as torneiras do céu se fechem o quanto antes.

Além disso, trago outra verdade inconveniente: costuma chover bastante em Ilhéus – durante o ano todo. Apesar das enxurradas mais intensas acontecerem em novembro, dezembro e abril, não há uma estação absolutamente seca. Ainda assim, nem tudo está perdido: durante o verão e o inverno, por exemplo, as chuvas tendem a ser passageiras.

Estive na cidade durante um mês de fevereiro e, mesmo com chuviscos e um constante clima nublado, em diversos momentos do dia o céu clareava e o sol brilhava com intensidade máxima. Portanto, mesmo que um dia amanheça debaixo de chuva torrencial, pode ser que ela passe mais rápido do que você imagina.

o que fazer em Ilhéus com chuva?
Poucos minutos antes de tirar essa foto estava chovendo muito em Ilhéus

O que fazer em Ilhéus em 4 dias?

Na minha opinião, o tempo mínimo necessário para uma viagem a Ilhéus são quatro dias. Neste caso, considere um dia para ir, dois dias completos na cidade e mais um dia para voltar. Dessa forma, será possível visitar os princípios pontos turísticos e passar um tempo à toa de frente para o mar.

E, para incluir Itacaré em uma mesma viagem, recomendo ter pelo menos mais três dias extras para ficar também na cidade vizinha.

No mais, confira abaixo a minha sugestão de passeios para fazer em Ilhéus em 4 dias. Tenha em mente, porém, que a depender do seu horário de chegada ou saída pode ser necessário fazer alguns ajustes na programação. E, dependendo da situação, passar um dia a mais na cidade.

» Primeiro dia: Chegada, check-in na pousada e tarde nas praias do sul de Ilhéus (Cururupe ou Olivença).

» Segundo dia: Centro-histórico de manhã, Praia do Sul à tarde e fim de tarde no Morro do Pernambuco.

» Terceiro dia: Passeio a fazenda de cacau de manhã e Praia dos Milionários à tarde.

» Quarto dia: Manhã livre e retorno. Se a sua volta for só à noite, dá para passar o dia visitando as praias do norte de Ilhéus.

3 lugares para se hospedar em Ilhéus

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Hostel da Jô é a melhor opção da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, a Pousada dos Hibiscus é uma das mais bem cotadas de Ilhéus.

($$$) Querendo um hotel de maior porte, vale conferir as suítes do Jardim Atlântico Beach Resort.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Ilhéus.

Avatar para Anônimo
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here