como evitar perrengues de viagemA viagem dos sonhos é aquela em que tudo dá certo. Mas sempre pode acontecer algum problema capaz de estragar tudo, principalmente, o humor do viajante. Para evitar esses perrengues de viagem, o ideal é organizar tudo com antecedência.

Escolher o destino, comprar passagens aéreas e reservar a hospedagem são apenas algumas etapas com as quais se preocupar. Uma viagem bem feita leva em conta diversos fatores.

Alguns perrengues de viagem podem ser evitados ou contornados com o mínimo de jogo de cintura, conforme listado abaixo.

1- Companhia errada

Viajar acompanhado é muito comum. As pessoas querem compartilhar momentos e garantir boas recordações juntos. Mas a diferença entre personalidades, gostos e manias pode causar problemas e arruinar não só a viagem, como os relacionamentos.

Antes de viajar com alguém é preciso certificar-se de que o grupo realmente se dá bem, se tem os mesmos interesses e se consegue passar um tempo satisfatório juntos. Se um gosta de concertos e o outro de festivais de música eletrônica, a viagem pode não dar muito certo.

As diferenças aparecerão, mas todos os envolvidos precisam ceder numa viagem. Se na ida vão a pé, na volta pedem um Uber. Se hoje comem hambúrguer, amanhã, comida japonesa. Mas nem todos devem se sentir obrigados a fazer o mesmo programa, por isso é importante dar e ter o próprio espaço. Acordar cedo para ir à praia pode ser ótimo para um, mas péssimo para quem gosta de dormir até mais tarde.

perrengue viajando com os amigos - dicas
Praia de Iracema, em Fortaleza

2- E se chover?

A chuva pode atrapalhar bastante um belo passeio no parque ou a viagem para a praia, por isso, é importante ficar de olho na previsão do tempo e verificar se o período escolhido para a viagem é de tempo instável.

Os sites de meteorologia não costumam mostrar a previsão para datas muito distantes, mas é possível saber se na época da viagem costuma chover mais ou fazer mais sol. O ideal é sempre ter uma opção de passeio indoor para fazer: visitar museus, galerias de arte ou ir a um restaurante especial.

No Deserto do Atacama (Chile), que é o deserto mais seco do mundo, o mês de fevereiro de 2019 ficou marcado pelas chuvas intensas que interromperam os passeios na região por mais de duas semanas!

3- Atrações indisponíveis

O viajante fez tudo direitinho, mas esqueceu de verificar os dias e horários de funcionamento dos museus, espaços culturais e monumentos que fazia questão de visitar. Resultado: metade dos lugares estava fechado e por isso, literalmente, perdeu a viagem.

Esse é um erro comum que só pode ser evitado com planejamento. Atrativos desse tipo geralmente ficam um dia da semana fechados. Pesquisando, consegue-se planejar a chegada para um desses dias e aproveitar as portas fechadas para se organizar no hotel e conhecer como a cidade funciona.

Dar com a cara na porta é uma grande frustração, mas é possível contornar a situação buscando outro lugar que esteja aberto, fazendo um passeio ao ar livre e reavaliando a visita para outro dia.

Dica certeira: comprar as entradas com antecedência, pela internet. Além de normalmente mais baratas, sabe-se exatamente quando o espaço estará aberto.

lugares fechados durante uma viagem
O Museu de Arte de São Paulo (MASP), assim como a maioria dos museus da cidade, é fechado às segundas-feiras.

4- Filas quilométricas

Alta temporada, feriados locais e finais de semana são os grandes responsáveis por filas quilométricas em qualquer atrativo turístico. Esperar pode chatear bastante, portanto a dica é tentar programar as visitas a locais muito badalados em dias e horários menos concorridos e aproveitar para explorar os arredores ou pontos da cidade nem tão conhecidos. A experiência pode ser melhor do que se espera.

5- Itens esquecidos em casa

Muitos planejam a viagem toda e se esquecem de organizar bem a mala. Erro grave que pode causar alguns perrengues.

Aquele necessaire de medicamentos não pode faltar: dor de cabeça, enjoo, azia, dor muscular, tudo pode acontecer e é melhor ter como remediar do que precisar encontrar uma farmácia em um país estrangeiro, com outra língua, correndo o risco de tomar o remédio errado.

Outro esquecimento comum é o casaco. Não importa se o destino é praiano ou não. Geralmente, o ar condicionado do avião, do Uber, do hall do hotel e do aeroporto vai estar ligado. E se esfriar à noite? Melhor prevenir.

O mesmo serve para todo o tipo de equipamento: carregador de celular, bateria extra para a câmera, tablet, notebook. Se deixar em casa, vai sentir falta na viagem.

Pior pode ser perder algum documento durante um passeio. A dica é ter uma cópia colorida do passaporte e andar com outro documento de identidade válido. O passaporte original fica no hotel, dentro da mala, sem risco de perda.

perrengues com malas durante a viagem
A boa e velha listinha com o que levar na mala sempre é uma boa ideia!

6- Acabou o dinheiro?

Eis uma situação que não pode acontecer. Se o dinheiro acabar durante a viagem, pode causar um problema sério. A melhor forma é planejar os gastos e nunca gastar mais do que se pode pagar.

Uma das dicas é aproveitar promoções e procurar passagens aéreas com desconto, para ter um pouco mais para usar na viagem.

Adquirir voos e reservar os hotéis à vista pode garantir preços mais baixos e ainda deixa o cartão livre para os gastos durante a viagem.

Passeios gratuitos também garantem bons momentos. Vale a pena planejar bem e conferir em quais dias museus e centros culturais estão abertos ao público de graça. 

Na hora da comida, vale procurar restaurantes onde os moradores locais costumam comer. Normalmente, longe dos atrativos turísticos são mais baratos e oferecem comida típica de verdade.

Artigo Patrocinado

*** Este é um texto publicitário que foi patrocinado pela marca indicada no artigo!

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

2 COMENTÁRIOS

  1. estou encantada com sua coragem…. a pouco tempo decidi que é exatamente isso que quero da minha vida, viver viajando, mas tenho algumas duvidas, como voce faz para conseguir se manter esse tempo todo? trabalha? e se sim como faz pra conseguir emprego em cada pais?

    um abraço

    • Oi Fran, tudo bem?

      Não vivo viajando 100% do tempo. Embora eu pudesse, já que atualmente meu único trabalho é blog, decidi adotar São Paulo como casa e faço viagens de 2 ou três semanas!

      Mas quando eu fiz minha viagem mais longa, eu tinha uma grana guardada e fiz alguns trabalhos em troca de hospedagem para diminuir os custos!

      =)

      Abração

  2. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here