Viagem a Santos, no litoral de São Paulo: Guia prático para você organizar seu passeio. Descubra quando ir, como chegar, onde se hospedar e quais são as principais atrações e praias da cidade!
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Há pessoas que consideram uma viagem a Santos a maior roubada do século. Eu mesmo, antes de visitar a cidade, não sabia ao certo se valeria a pena passar alguns dias por lá. Ainda assim, contrariando as recomendações de alguns amigos que insistiam que era melhor ficar em casa do que ir para aquelas bandas da Baixada Santista, organizei um roteiro de quatro dias, arrumei a mala e cai na estrada.

Foi bom. Aliás, foi muito melhor do que eu esperava. Não que Santos seja um destino com milhares de atrações ou praias paradisíacas – longe disso. No entanto, há sim lugares legais para conhecer num final de semana. Além disso, o astral despretensioso do calçadão a beira-mar das praias de Santos, é um verdadeiro presente para os viajantes que precisam de um respiro de Sampa.

Acredite, uma viagem a Santos pode ser mais bacana do que dizem por aí. E, para que você consiga aproveitar o que há de melhor por lá, neste texto eu darei algumas dicas para você se planejar adequadamente.

1- Quando ir

Com relação ao clima, Santos segue a mesma dinâmica de outros destinos do litoral paulista: verão quente e chuvoso e inverno seco com temperaturas mais amenas. Outono e primavera, estações intermediárias, costumam ter temperaturas agradáveis e chuvas ocasionais.

Verdade seja dita, porém, que quem mora em São Paulo não precisa se preocupar com as condições climáticas. Como uma viagem a Santos não requer meses de planejamento, basta ter um final de semana de sol, em qualquer estação do ano que seja, que você pode improvisar uma viagem rápida para lá.

Se a previsão for de chuva é melhor deixar o passeio para outra época. Afinal, as principais atrações da cidade são ao ar livre. Além do que, enfrentar os constantes alagamentos da Baixada Santista não é exatamente a melhor experiência do mundo.

roteiro para final de semana em Santos
Orla de Santos

2- Quantos dias ficar

Em um final de semana, chegando no sábado bem cedo e indo embora no domingo a noite, dá pra visitar os principais pontos turísticos de Santos. Com mais tempo, é claro, você poderá curtir cidade num ritmo mais desacelerado e, quem sabe, incluir outros destinos no seu roteiro, como por exemplo, Guarujá.

dicas de santos
Região da Praia do Gonzaga

3- Como chegar e se locomover

Para quem for viajar de ônibus para Santos, as empresas Expresso Luxo, Ultra e Rápido Brasil, oferecem saídas praticamente de hora em hora desde o Terminal Rodoviário Jabaquara, em São Paulo.

Você pode comprar sua passagem na hora, o valor é de aproximadamente R$ 30,00 e o deslocamento leva cerca de uma hora e dez minutos.

Chegando na Rodoviária de Santos, que está situada próxima ao centro comercial da cidade, você pode utilizar o transporte público ou Uber para ir até a sua hospedagem. A Praia do Gonzaga, onde estão os principais hotéis, fica a cinco quilômetros, e uma corrida com os aplicativos – Uber ou 99 táxi – custa na faixa de R$ 12,00.

Para se locomover no dia a dia, caminhadas no calçadão da orla de Santos é uma ótima pedida. Para deslocamentos maiores, o transporte público funciona muito bem. Utilizei ônibus diversas vezes e apenas segui as instruções do Google Maps, que acertou o caminho e a linha dos ônibus em todas as ocasiões.

4- Hospedagem em Santos

A rede hoteleira da cidade se concentra na Praia do Gonzaga e na Praia do Boqueirão. E, de fato, são ótimos lugares para se hospedar em Santos.

Além de estar no eixo central da orla, essa é a região mais animada durante a noite e com melhor estrutura para os viajantes. Não faltarão bares, padarias, restaurantes e comércios em geral.

No entanto, antes de reservar sua hospedagem é recomendável ler atentamente as avaliações dos hóspedes que já ficaram lá (no Booking.com você tem acesso a essa facilidade). Isso porque, muitos hotéis, embora com fotos legais, estão com a estrutura sofrida. Mofo nos quartos, por exemplo, é uma reclamação comum entre muitas acomodações.

Para quem quiser se hospedar num albergue, o Rolds Hostel é uma das poucas – e boas – opções de Santos. Foi lá que eu fiquei hospedado e com toda certeza ficaria outras vezes. O local tem dormitórios confortáveis, cozinha compartilhada, área comum bacaninha e esteve sempre limpo. Não há café da manhã, mas há duas padarias bem ao lado.

Se você não quiser abrir mão de um quarto privativo, porém, nem por isso gastar uma fortuna, a Pousada Beira Mar e o IBIS Budget Santos Gonzaga, têm excelente custo-benefício.

Podendo investir em hotéis mais estrelados, mas com preços realistas, o Atlântico Golden Apart Hotel e o Novotel Santos, são ótimas opções. Aliás, também fiquei uma noite no Novotel e o café da manhã é daqueles que deixam saudades quando voltamos para casa.

dicas de lugares para ficar em Santos
Rolds Hostel

Leia também: 10 pousadas baratas em Santos – SP

5- Passeios, atrações e praias de Santos

Uma boa pedida para sua viagem a Santos é começar seus passeios pelo centro-histórico da cidade. Embora não há tantas construções emblemáticas, algumas ruas são fotogênicas e há outras atrações por lá. Uma delas, e a que eu mais gostei, é o Museu do Café.

Situado no prédio da antiga Bolsa Oficial de Café, aliás, prédio que por si só já valeria a visita, o museu conta a história do ciclo cafeeiro no Brasil, e como essa época foi importantíssima par a cidade de Santos.

Outro passeio pela região central é o Bondinho Turístico de Santos, que num caminho de cinco quilômetros passa pelos locais mais importantes da vizinhança. Adultos, por favor, não se empolguem muito com o passeio. Mas quem estiver viajando com criança pode apostar que os pequenos irão adorar.

centro histórico de Santos
Centro histórico de Santos (O prédio central é onde está o Museu do Café)

Ainda por estas bandas, o Monte Serrat oferece uma vista panorâmica de Santos. Dá pra subir a pé (de graça!), através de uma escadaria de 415 degraus, ou com um bondinho funicular, que custa R$ 42,00 os dois trechos. Se você for fazer o passeio do bondinho turístico que recomendei anteriormente, faça antes do Monte Serrat e guarde seu ticket – ele lhe dá direito a 50% de desconto no ingresso do funicular para Monte Serrat.

E, se for de funicular para Monte Serrat, guarde seu ingresso também, pois ele te dará desconto para outra atração de Santos: o teleférico de São Vicente.

Embora pertença a cidade vizinha, o teleférico está bem na divisa de Santos e São Vicente. O destino final do teleférico é o Pico da Asa Delta, onde há outra vista privilegiada de Santos.

Quem quiser economizar a grana deste passeio, saiba que também dá pra ir até lá de carro. Uma corrida de Uber desde a Praia do José Menino custa cerca de R$ 12,00. Inclusive, é mais barato do que o teleférico.

pontos turísticos em Santos
Teleférico de São Vicente

E por falar em praia, aproveitar o bem cuidado calçadão a beira-mar da cidade é outra coisa que você não pode deixar de fazer durante a sua viagem a Santos. Com seis quilômetros de extensão, a faixa de areia santista é divida em cinco praias que estão lado a lado: Praia do José Menino, Praia do Gonzaga, Praia do Boqueirão, Praia do Embaré e Praia da Aparecida.

Todas as vizinhanças tem boa estrutura de quiosques na orla, no entanto, a Praia do Gonzaga e a Praia do Boqueirão são as mais frequentadas, e oferecem mais comércios bairro adentro.

Outros lugares para visitar em Santos, são: Pinacoteca Benedito Calixto, Museu do Mar, Museu de Pesca e o Parque Municipal Roberto Mário Santini.

lugares para conhecer em Santos
Parque Municipal Roberto Mário Santini

Leia também: Melhores praias de Santos [Entanta]

6- Outras dicas para sua viagem a Santos

» Como pouco me dediquei nesta viagem a Santos aos burburinhos gastronômicos da cidade, caso precise de dicas sobre onde comer, indico o texto “Melhores restaurantes em Santos”.

» Se pretende viajar a Santos durante algum feriado reserve sua hospedagem com antecedência – principalmente no Ano Novo. Embora a cidade tenha uma boa rede hoteleira, os quartos com melhor custo-benefício acabam rapidamente.

» Pegou chuva em Santos? Aproveite para conhecer as atrações fechadas que já foram mencionadas, como a Pinacoteca Benedito Calixto, Museu do Mar, Museu de Pesca e o Museu do Café. Para os futebolísticos de plantão, tem ainda o Museu do Pelé e o Memorial das Conquistas.

» Dúvidas ou outras dicas para uma viagem a Santos? Me conta aí nos comentários! 🙂

3 lugares para se hospedar em Santos

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Rolds Hostel é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, o Novotel Santos tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do Sheraton Santos Hotel.

» Se preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Santos.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here