COMPARTILHAR
seguro viagem
Foto: Shutterstock

“Será que realmente devo gastar toda essa grana em um seguro viagem? Com esse dinheiro consigo viajar por pelo menos mais  um mês!”.

Foi exatamente esse o meu pensamento antes de contratar o seguro viagem para a minha trip de 10 meses pela América Latina. E caso você seja um viajante independente, muito provavelmente já passou por uma situação semelhante. 

A verdade é que nos dói no fundo da alma saber que vamos gastar dinheiro em alguma coisa que TALVEZ não usaremos. Sim, me arrisco a dizer que a grande maioria dos turistas acabam não precisando utilizar os serviços contratados (ainda bem). E isso acaba por nos fazer a acreditar que também não precisaremos utilizá-lo. Seja pela experiência de outras pessoas, ou até mesmo por um histórico pessoal das nossas viagens.

Mas Murphy não costuma vacilar, meu amigo. Não sou profeta e nem acredito que tenha alguma vocação para isso, mas se tivesse que dar um palpite sobre quando você vai precisar de um seguro viagem, diria que será exatamente quando você viajar sem contratar um.

# Por que contratar um seguro viagem?

Essa pergunta poderia ser respondida de um jeito bem simples, claro e objetivo, das seguintes formas:

“Você deve contratar um seguro viagem porque imprevistos e acidentes acontecem com qualquer pessoa”.

Ou então

“Você deve contratar um seguro viagem pois ele pode salvar a sua vida. Tanto a propriamente dita, como a sua vida financeira”.

Mas para não deixar a resposta superficial, vou falar mais especificamente em quais situações eles são úteis. 

Sei que pode ser meio pra baixo ficar pensando nessas coisas antes de viajar, mas esse é um bem necessário.

Voos atrasam e são cancelados, bagagens são extraviadas, a culinária local pode não cair muito bem, torcer o pé durante uma trilha não é algo raro e dentes do siso sempre resolvem se manifestar em horas inconvenientes (como nas suas férias).

Essas são apenas algumas coisas que podem acontecer com um viajante de primeira viagem ou com quem já deu uma volta ao mundo. Mas independente disso, o fato é que um bom seguro viagem poderá te auxiliar em todas essas situações.

Além dessas surpresas nada agradáveis que podem acontecer durante a sua trip, em muitos países é obrigatório apresentar um comprovante do seu seguro na hora da imigração. É o caso dos países que assinaram o Tratado de Shengen na Europa, Cuba, estudantes que farão intercâmbio na Austrália (há um especifico para isso) e alguns outros.

seguro viagem dicas
Foto: Shutterstock

# Como funciona um seguro viagem?

Não existe uma regra que funcione igualmente para todos os seguros de viagem existentes no mercado, tudo vai depender do plano e da seguradora que você contratar.

No entanto, a grande maioria possui algumas características em comum. Muitos procedimentos são parecidos ou até mesmo iguais entre diversas empresas.

Basicamente eles funcionam do seguinte modo.

De acordo com o seu  destino, você irá contratar um seguro para todos os dias da sua viagem (incluindo o dia de ida e o dia de volta). Esse plano que você adquirir cobrirá diversos tipos de gastos e serviços que você eventualmente possa precisar durante a trip.

Após a contratação ser efetivada, a seguradora te enviará todas as informações necessárias de como proceder no caso de alguma emergência. Além de claro, uma cópia do seu contrato/apólice  onde estão descritos todos os itens cobertos pelo seu plano.

Eu recomendo que você leve todos esses documentos impresso durante a viagem. Além de facilitar na hora de procurar alguma informação, em alguns países é necessário apresenta-los na hora da imigração.

# Dicas para escolher o seguro viagem mais adequado para VOCÊ!

Nesse item também não há uma regra geral. Todo plano possui as suas vantagens e restrições.

Não existe um seguro de viagem perfeito e que funcione para todas as pessoas e para todos os tipos de viagem.

[Ok, provavelmente exista. Mas ele deve custar muito mais do que a maioria de nós está disposta a pagar].

O que quero dizer, é que para cada tipo de viagem há um plano de seguro que se adequa melhor para tal finalidade.

Por exemplo. Se você vai viajar a trabalho e a sua maior aventura será dentro de uma sala de reuniões, não há necessidade de você contratar um seguro viagem com cobertura para acidentes praticando esportes radicais.

Esse tipo de análise e bom senso é importantíssimo na hora de escolher o seu seguro. Seja para saber exatamente o que o seu plano cobre, como para economizar.

Abaixo, alguns itens que considero essenciais analisar na hora de contratar um seguro viagem:

>>> Atendimento

– 24 horas?
– Somente em inglês ou em português também?

>>> Cobertura

– Valor total da apólice
– Valores máximos para assistência médica e odontológica
– Todos os países que vou visitar fazem parte da cobertura?
– Extravio de bagagem
– Vou praticar esportes radicais ou atividades de alto risco durante a viagem? O plano cobre?
– Repatriação em caso de invalidez ou morte
– Cancelamento, interrupção e retorno antecipado da viagem

>>> Europa

– Vou para algum país que faz parte do Tratado de Shengen?
– O seguro possui uma cobertura mínima de 30 mil euros?

seguro viagem como contratar

# Qual seguradora contratar?

Faça uma pesquisa rápida no Google com as palavras seguro viagem e você ficará momentaneamente desorientado com a quantidade de opções que ele irá te mostrar. 

Sim. Há muitas seguradoras e planos disponíveis para você. Há tantas, que para quem nunca utilizou nenhuma fica difícil escolher.

Confesso que felizmente nunca precisei de fato utilizar um seguro viagem, mas sempre acabo contratando alguma das empresas que citarei abaixo.

Os motivos?

Preço, atendimento na hora da contratação, facilidade para renovação, ampla cobertura e boa prestação de serviço ( esse item baseado nas experiências de outros blogueiros nos quais confio, e que já utilizaram os serviços dessas seguradoras).

>>> Assist Card

Foi o seguro que contratei durante a minha viagem de 10 meses pela América Latina, tive um desconto muito bom por fazer parte da AIESEC e foi o melhor custo beneficio que encontrei na época.

A Fernanda do blog Preciso Viajar também utilizou a Assist Card na sua viagem de volta ao mundo. Ela precisou acioná-lo quatro vezes e em nenhuma dela teve problemas.

>>> Seguros Promo

A Seguros Promo não é de fato uma seguradora. Ela atua como uma plataforma que oferece e vende seguro viagem de diversas empresas. Além disso, ela também atua como intermediária entre você e a seguradora em casos de sinistro.  

É a empresa que utilizei mais vezes e que sempre me apresenta a melhor proposta de negócio.

A Seguros Promo possui uma ferramenta disponível a qualquer pessoa, onde ela fornece uma comparação de valores, planos e custos benefícios entre as melhores seguradoras do país (inclusive a Assist Card).

Além disso, outras vantagens de contratar seu seguro com a Seguros Promo é a possibilidade de parcelar em até 12x no cartão de crédito.

E tem mais benefícios. Por ser parceira do Volto Logo, utilizando o nosso cupom de desconto ( VOLTOLOGO5 ), você ganha 5% de desconto. Ou seja, além de ajudar o blog, você gasta menos.

>>> Clique aqui para fazer uma cotação com a Seguros Promo

>>> WorldNomads

Essa é uma empresa estrangeira, toda a comunicação na hora da contratação, termos de apólice e contatos e para utilização do serviço será feita em inglês

É um dos melhores custos benefícios para mochileiros que viajarão por longos meses e turistas que irão praticar esportes radicais.

Eles cobrem uma infinidade de práticas esportivas com alto risco de lesão, o que é uma verdadeira raridade entre as seguradoras.

Leia também: Seguro viagem pela América Latina | Dicas e Desconto

# E o seguro viagem oferecido por cartão de crédito?

Saiba que essa também é uma opção válida.

Muitos cartões de crédito oferecem algum tipo de cobertura para os viajantes, algumas vezes até “de graça”.

Obviamente isso depende de cartão para cartão e pode estar sujeito a algumas condições. Por exemplo, para conseguir esse beneficio você precisa comparar as suas passagens aéreas com ele ou alguma coisa desse tipo.

Vale a pena você se informar se seu cartão oferece algo assim.

Mas atenção redobrada na hora de analisar as regras, condições de uso e cobertura do plano. Normalmente os serviços oferecidos são bem básicos e pode não te ajudar com determinados problemas.

# Preciso usar o meu seguro viagem, e agora?

“Palma, palma, Não priemos cânico!”.

Afinal, o seguro viagem está ai para te ajudar a solucionar algum problema ou imprevisto, e não para criar outros.

Para que você possa entrar em contato com a sua seguradora o mais rápido possível quando necessário, é muito importante que você leve anotado o telefone para emergência sempre contigo.

Normalmente as seguradoras te fornecem um “cartão de identidade” onde estará seus dados pessoais, o seu número de identificação com a seguradora e um telefone para contato. Tenha SEMPRE uma cópia desse cartão no seu bolso/carteira, principalmente se estiver viajando sozinho. Caso você sofra algum acidente e fique inconsciente, essa é uma maneira da pessoa que for te socorrer descobrir que você é um turista e que possui um seguro viagem.

Com as dicas acima você já teve ter percebido que o primeiro passo ao precisar utilizar o seu seguro viagem é entrar em contato com a seguradora. Isso também é essencial mesmo em casos de problemas de saúde.

Você deve entrar em contato com a seguradora e seguir as instruções que ela te passar. É ela que te orientará em qual hospital ou consultório médico você deve ir.

No caso de emergência e de não conseguir entrar em contato com a seguradora, guarde todos os documentos do hospital e comprovantes de pagamento para pedir o reembolso posteriormente. Fazer isso não é 100% de certeza que você irá conseguir seu dinheiro de volta, pois você pode acabar indo à algum lugar não conveniado com a sua seguradora. Porém, há casos em que não se pode esperar.

Aliás, é assim que a maioria dos seguros viagem funcionam:  você pagará as despesas para solucionar o seu problema com o seu próprio dinheiro, e depois será reembolsado pela seguradora.

Para solicitar o reembolso é necessário apresentar uma série de documentos e comprovantes. Esses documentos variam de acordo com a situação ocorrida e de quais são as regras da sua seguradora.

Por isso, saiba exatamente o que você precisará apresentar para receber seu dinheiro de volta e não ter nenhum problema.

Se possível, peça uma lista com essas informações na hora de contratar o seu seguro.

seguro viagem o melhor

+ Dicas sobre seguro viagem

>>> Tenha em mente quais são os possíveis riscos que terá durante a sua viagem. Isso facilitará a sua vida na hora de escolher o melhor plano para você.

>>> Está partindo para uma viagem sem data para volta ou decidiu prolongar a viagem? A maioria das seguradoras fazem a prorrogação do mesmo plano que você já está utilizando.

Para isso basta você entrar em contato com a seguradora alguns dias antes do vencimento da sua atual apólice e solicitar que isso seja feito.

Como isso é variável de acordo com a empresa, o melhor é você se informar a respeito desse procedimento com a sua seguradora antes de viajar.

>>> Se a sua viagem é longa e/ou passará por diferentes países em diferentes continentes, uma coisa que pode ser feita para economizar é contratar apólices especificas para essas regiões.

Por exemplo. O custo com saúde nos Estados Unidos é um dos mais caros do mundo, por isso, é interessante que você tenha um seguro viagem que cubra um valor alto dessas possíveis despesas. Já na Índia, o custo de vida em geral é muito menor do que nos Estados Unidos e consequentemente isso reflete nos serviços de saúde. Portanto, o valor total da cobertura da sua apólice não precisa ser tão alto como nos EUA.

>>> Leia muito atentamente todas as cláusulas e coberturas do seu plano.

>>> Despesas médicas não costumam ser baratas em nenhum lugar do mundo. E como já disse lá em cima, na maioria das vezes é você quem terá que pagar esses valores para depois ser reembolsado. Um cartão de crédito internacional pode ser muito útil nessas horas, se possível viaje com um.

>>> Deixe uma cópia de toda a documentação envolvendo o seu seguro viagem com algum familiar ou amigo.


QUER AJUDAR O BLOG SEM PRECISAR GASTAR UM ÚNICO CENTAVO? 

Ao contratar o seu seguro viagem com a Seguros Promo, através dos links e banners que estão aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão e VOCÊ NÃO PAGA ABSOLUTAMENTE NADA A MAIS POR ISSO.

>>> Clique aqui para fazer sua cotação, e não se esqueça de utilizar o cupom de desconto VOLTOLOGO5

Se você já usou a Seguros Promo, tem outras dicas, ou dúvidas para contratar um seguro viagem, me conta sua aí nos comentários. Tenho certeza de que ajudará outros viajantes! 🙂

COMPARTILHAR
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

2 COMENTÁRIOS

    • Oi Mônica,

      Então, difícil te dar alguma resposta precisa… hehehe

      Outubro e novembro de fato são meses com mais chuvas na Colômbia. Pode acontecer de você pegar sol todos os dias, por exemplo.
      Mas é bom estar ciente de que a chuva pode atrapalhar um pouco…

      Abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here