Viagem a Cuenca, no Equador: Dicas práticas para você organizar o seu roteiro. [Documentos, melhor época para viajar, quantos dias dicar, como chegar na cidade, onde se hospedar e o que fazer em Cuenca]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Terceira maior cidade do país e localizada a mais de 2.500 metros de altitude, Cuenca também é um dos principais destinos turísticos do Equador.

Declarada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1999, essa cidade possui um dos centro histórico mais belo e bem preservado não apenas do território equatoriano, mas, provavelmente, de toda a América Latina.

Além disso, sua tranquilidade , as charmosas construções antigas e a boa estrutura para receber os mais diversos tipos de turistas, faz com que a maioria dos viajantes se encantem por Cuenca.

Aliás, eu gostei tanto que ao invés de ficar dois dias como havia planejado, prolonguei a minha estadia para cinco – mesmo sabendo que três dias inteiros seriam mais do que suficiente para conhecer suas principais atrações.

E, para que você consiga organizar sua viagem a Cuenca adequadamente, neste texto eu contarei tudo o que você deve saber para planejar o seu roteiro.

Leia também: O que fazer no Equador | Melhores passeios 

# Dicas de viagem a Cuenca

1- Documentos para viajar ao Equador
2- Melhor época para ir a Cuenca
3- Quantos dias ficar?
4- Câmbio e dinheiro no Equador
5- Como chegar em Cuenca?
6- Hospedagem em Cuenca
7- O que fazer em Cuenca?
» Contratar seguro viagem para o Equador
» Reservar passeios em Cuenca

1- Documentos para viajar ao Equador

Brasileiros não precisam de visto para entrar no Equador caso a viagem seja a turismo por até 90 dias.

Aliás, por causa do acordo do Mercosul, é possível entrar no país utilizando o RG como documento. É necessário, no entanto, que o RG esteja em bom estado de conservação e com foto que permita identificar claramente o titular.

Se acaso você preferir entrar no Equador utilizando o passaporte, saiba que é necessário ele ter validade mínima de seis meses.

Além disso, os brasileiros devem apresentar o Certificado de Vacinação Contra a Febre Amarela, sendo que a vacina deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da data de embarque.

Seguro viagem para o Equador 

Desde 2018 o Equador passou a exigir seguro viagem a todos os turistas estrangeiros, sendo que não há exigência de valor mínimo para a cobertura da apólice.

Uma boa plataforma para contratar seu seguro é a Seguros Promo. Lá você encontrará planos de diversas seguradoras que custam a partir de R$ 15,00 por dia de viagem.

Além disso, saiba que utilizando o cupom VOLTOLOGO5 você ganha 5% de desconto. E, fazendo o pagamento através de boleto bancário, pagará mais 5% a menos. Portanto, sua economia pode chegar até 10%.

Se acaso quiser fazer uma cotação online, clique aqui.

2- Melhor época para ir a Cuenca

Cuenca pode ser visitada o ano inteiro. Apesar de chover mais do a média entre os meses de janeiro e março, os aguaceiros dificilmente arruinarão o seu roteiro.

Sobre as temperaturas, tenha em mente que Cuenca tem um clima sempre ameno-frio, com os termômetros raramente passando dos 20°C. Portanto, leve ao menos um agasalho independente da época do ano.

Cuenca Equador
Rio Tomebamba

3- Quantos dias ficar?

Três dias inteiros é tempo suficiente para sua viagem a Cuenca. Dessa forma, você conseguirá visitar os principais pontos turísticos da cidade, além de incluir algum passeio-bate-volta na sua programação.

4- Câmbio e dinheiro no Equador

A moeda oficial do Equador é o dólar americano. Portanto, caso pretenda levar um pouco de dinheiro em espécie, já leve a moeda dos Estados Unidos. 

Se possível, dê preferência para cédulas menores de US$ 100,00 pois facilitará sua vida na hora de trocar o dinheiro.

Além disso, saiba que o uso de cartão de crédito não é tão comum quanto no Brasil – principalmente em estabelecimentos de pequeno porte. Sempre questione antes de fazer alguma compra para não ter nenhuma surpresa.

5- Como chegar em Cuenca?

Cuenca está localizada no sul do país e fica no caminho dos mochileiros que estão viajando do Equador para o Peru.

Assim como em todo o Equador, a viagem de ônibus até Cuenca te proporcionará lindas paisagens e preços que cabem no bolso de qualquer um.

Saindo de Guayaquil, a viagem dura aproximadamente cinco horas e custa em torno de US$ 10,00. Há diversas saídas durante todo o dia, portanto, não há necessidade de comprar a passagem com antecedência.

Partindo da capital Quito a viagem é mais demorada: são quase nove horas na estrada. Se você não se importar em perder as paisagens do percurso talvez seja uma boa ideia fazer essa trip à noite.

6- Hospedagem em Cuenca

A melhor região para ficar em Cuenca é no seu centro histórico. Afinal, você estará perto de diversos bares, restaurantes, bancos, lavanderia e também dos principais pontos turísticos da cidade.

Fiquei hospedado no hostel El Cafecito e gostei bastante. O quarto compartilhado para seis pessoas me custou US$ 11,00/ noite com banheiro dentro do dormitório.

Outros hostels bem avaliados e com ótimos preços são os  La Querencia e o Mi Casa Hostel.

Na linha de pousadas, vale a pena conferir a El Paraíso de Betania e Hostal Ines Maria.

Se acaso preferir, clique aqui para acessar o Booking.com e encontrar outros lugares para ficar em Cuenca. Inclusive, saiba que muitas vezes há ofertas especiais com até 40% de desconto.

Cuenca dicas
Centro-histórico de Cuenca

7- O que fazer em Cuenca?

Confira a seguir as principais atividades para incluir no seu roteiro de viagem a Cuenca.

Centro Histórico de Cuenca

Esse é o ponto alto da cidade e o principal motivo que torna Cuenca tão famosa e agradável.

Suas ruas estreitas e diversos prédios antigos fazem parte do dia a dia da cidade. Inclusive, é comum encontrar diversos restaurantes, cafés e até bancos que atualmente utilizam as antigas construções como estabelecimentos. Tudo em completa harmonia.

O centro histórico de Cuenca não só pode como deve ser percorrido a pé. Pelo menos em um primeiro momento.

Se você, assim como eu, também gosta de aprender um pouco sobre a história dos lugares que está conhecendo, é interessante contratar algum tour guiado ou até mesmo fazer o passeio com o ônibus turístico. Para mais informações sobre city tour em Cuenca, clique aqui.

Cuenca Equador
Igreja em Cuenca

Passeio pelo Rio Tomebamba

Outro passeio muito agradável que você não pode deixar de fazer em Cuenca é caminhar pelas margens do Rio Tomebamba.

Esse rio divide a cidade em duas: de um lado você estará a caminho da parte histórica, do outro, é onde ficam as casas e construções mais novas.

Museus

Apesar de pequena, Cuenca possui uma infinidade de museus. A grande maioria possui entrada gratuita, em outros você terá que desembolsar pouquíssimos dólares.

Um dos mais procurados é o Museu e Ruínas de Pumapungo.

Parque Nacional Las Cajas

Esse belíssimo parque nacional está localizado a aproximadamente 30 quilômetros da cidade de Cuenca.

Vales, montanhas e muitos lagos – essa é uma oportunidade única de conhecer um pouco das belezas naturais do Equador.

Para mais informações sobre o passeio bate-volta até o Parque Nacional Las Cajas, clique aqui.

Gualaceo

A grande atração desse pequeno pueblo a 40 quilômetros de Cuenca é o mercado de rua que acontece aos domingos.

Há transporte público de Cuenca até lá, portanto, não é necessário contratar nenhum tour.

A minha recomendação é que você vá bem cedo para poder aproveitar todo o movimento do mercado.

Águas termais de Baños

Não confundir esse município que está localizado a apenas 8 quilômetros de Cuenca com a outra cidade homônima que está na província de Tungurahua (região central do Equador).

Assim como na maior e também popular entre os mochileiros, nesse município você encontrará diversas opções para relaxar em águas aquecidas naturalmente.

Para chegar até lá basta pegar um ônibus ou ir de táxi – a corrida custará em torno de US$ 8,00.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here