San Blas, no Panamá: Tudo o que você precisa saber para organizar a sua viagem e passeios ao melhor destino do Caribe panamenho. [Onde fica, melhor época para viajar, como chegar, melhores praias e ilhas, quanto custa, o que levar e muitas outras informações.]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Um dos vários paraísos que existem na Terra se encontra no Panamá e atende pelo nome de San Blas.

Inclusive, esse foi um dos principais motivos pelo qual eu queria conhecer esse país e, sem dúvida, foi o ponto alto da viagem pelo meu primeiro destino na América Central.

Sabe aquelas fotos de proteção de tela do seu computador?

Uma ilha com vários coqueiros, água cristalina e areia branquinha que parecem existir somente na nossa imaginação?

Pois é, assim é San Blas, um lugar que definitivamente deve estar no seu roteiro pelo Panamá.

No entanto, como tudo tem seu preço, não vá pensando que chegar nesta parte do caribe panamenho será tarefa simples. Isso porque, a logística até lá requer um mínimo de planejamento.

Além disso, já adianto: San Blas é um destino para os viajantes que gostam de lugares simples e realmente desconectado do restante do mundo. Portanto, não vá esperando nenhum tipo de requinte para as suas férias.

Leia também:O que fazer no Panamá | Melhores passeios

# Dicas de viagem a San Blas

1- Onde fica San Blas?
2- Melhor época para visitar San Blas
3- Como chegar em San Blas?
4- As ilhas
5- Quanto custa uma viagem a San Blas?
6- O que levar para San Blas?
7- Passeio bate-volta para San Blas, vale a pena?
» Contratar seguro viagem para o Panamá

1- Onde fica San Blas?

O Arquipélago de San Blas – composto por mais de 350 ilhas – se encontra na Costa do Caribe panamenho, a aproximadamente 100 quilômetros da Cidade do Panamá.

Apesar da distância não ser muita, chegar até o o Porto de Carti – local de onde saem os barcos para às ilhas – exige de duas a três horas na estrada e uma dose extra de paciência.

Se por um lado os primeiros 60 quilômetros de viagem são percorridos em uma rodovia excelente, por outro, o trecho final é marcado pelas curvas sem fim (tomar um remédio para enjoo pode ser uma boa ideia!).

Além de saber onde fica San Blas, outra coisa que você deve ter em mente é que este arquipélago é um território autônomo e indígena dos Kuna Yala. Isso significa que o governo do Panamá tem pouquíssima – talvez, até mesmo nenhuma – influência nas ilhas.

Para você ter uma ideia desta autonomia, antes de entrar no território demarcado, precisamos apresentar nosso passaporte (não se esqueça de levá-lo!).

Além disso, todos os serviços de turismo envolvidos em San Blas, como transporte de barco, acomodação nas ilhas e refeições, são providenciados pelos próprios índios.

dicas de San Blas
San Blas

2- Melhor época para visitar San Blas

A melhor época para viajar a San Blas é entre os meses e dezembro e abril. Isso porque, esse é o período mais seco e com menor chance de chuva.

Além disso, o sol e o céu azul costumam estar sempre presentes, contribuindo ainda mais para que o mar fique com aquela cor azul clarinha que a gente tanto gosta.

Na outra ponta, os meses mais chuvosos e que eu recomendo que você evite são junho, julho, agosto, setembro e outubro.

melhor época para viajar a San Blas
Arquipélago de San Blas

3- Como chegar em San Blas?

Há basicamente três maneiras para chegar nas ilhas de San Blas:

» Carro + barco
» Avião + barco
» Veleiro

Cada uma destas opções oferecem experiências – e despesas – completamente diferentes.

Carro + barco

Essa categoria pode ser dividida em duas. Isso porque, você tem a opção de alugar um carro (caminhonete) e ir por conta própria até o porto de San Blas, e lá, pegar o barco para às ilhas.

Ou então, contratar o serviço de transporte terrestre com alguma agência e ela te buscará no seu hotel, te levará para o porto, e lá você também pegará o barco para às ilhas.

Ao fazer o deslocamento em um carro alugado por conta própria, você terá a vantagem de fazer tudo no seu tempo sem depender de horários malucos de excursões. No entanto, é você quem deverá providenciar o seu transporte de barco e a sua acomodação nas ilhas, se acaso você pretender passar algumas noites por lá.

Por outro lado, ao fazer o deslocamento terrestre com alguma agência, elas deixarão tudo acertado para o seu passeio. Ou seja, são eles quem cuidam para reservar seus deslocamentos de barco e também a sua hospedagem.

No entanto, atenção: você pagará à agência somente o transporte terrestre. Transporte de barco, hospedagem e refeições, são pagas na própria ilha, diretamente aos índios Kuna Yala responsáveis.

Avião + barco

É possível chegar em San Blas com a combinação de avião e barco. No entanto, na minha opinião, o deslocamento dessa forma não é tão vantajoso.

Apesar do tempo de voo ser de apenas 20 minutos, o tempo que você gastará com as burocracias de embarque no aeroporto fará com que o tempo total de deslocamento seja maior – ou muito parecido – com o deslocamento de carro.

Além disso, tenha em mente que os aviões que vão para o aeroporto de San Blas (Aeroporto Isla Porvenir, código PVE) são de pequeno porte, ao melhor estilo teco-teco.

De qualquer forma, se ainda interessar, quem opera este voo é a Air Panama, as rotas não são frequentes (há períodos do ano em que eles não operam), e a passagem de cada trecho deve custar em torno de US$ 70,00.

Veleiro

Se você quiser passar alguns dias visitando as praias paradisíacas de San Blas, ir à bordo de um veleiro pode ser uma excelente escolha.

Há empresas, como a San Blas Sailing, que oferecem diversos tipos de pacotes para esse passeio.

Normalmente, esse acaba sendo uma aventura mais privativa.

De um modo geral, os pacotes são para pelo menos duas noites, inclui acomodação no próprio barco, todas as refeições e paradas em diversas ilhas ao longo dos dias.

Custa, em média, US$ 250,00/dia/pessoa.

A principal vantagem de visitar San Blas dessa forma é que você conseguirá conhecer muitas ilhas com acesso mais difícil e afastadas. Ou seja, dificilmente você passará o dia em um pedaço de areia tumultuado.

como chegar em San Blas
Isla Senidup

4- As ilhas

O Arquipélago de San Blas é um conjunto de 360 ilhas, porém, apenas 36 delas são habitadas pelos Kuna Yalas.

Todas as ilhas que conheci são incrivelmente paradisíacas, e acredito que todas as outras também sejam assim.

É importante você ter em mente que as ilhas possuem uma infraestrutura bem básica e rústica para receber os turistas, portanto, não espere nenhum luxo.

Fique hospedado nas cabanas Senidup e gostei bastante.

Nessa mesma ilha estão as cabanas Franklin. Independente de em qual delas você vai ficar, a praia será a mesma.

A diferença é que cada uma fica em um lado diferente da ilha e cada família Kuna Yala toma conta do seu lado.

Apesar de todas as ilhas serem bem parecidas e bonitas, a que eu mais gostei foi a Isla Perro. Outras duas que são bastante procuradas são as Robinson e Ina.

Por fim, outros praias que você pode visitar quando estiver fazendo a sua viagem a San Blas, são: Isla Iguana, Isla Pelicano e Isla Chicheme.

Normalmente, se você for se hospedar em alguma ilha, basta negociar com algum barqueiro para que ele te leve até outras ilhas da região.

o que fazer em San Blas
Isla Perro
melhores ilhas de San Blas
San Blas

5- Quanto custa uma viagem a San Blas?

É um bom e velho depende.

Mas vamos à algumas colocações práticas.

Se você for fazer apenas um passeio bate-volta saindo da Cidade do Panamá, espere gastar entre US$ 150,00 e US$ 200,00.

Para se hospedar por alguns dias em San Blas, uma boa estimativa, é:

» Transporte terrestre (ida + volta): US$ 100,00.

» Transporte de barco principal (ida + volta) US$ 30,00.

» Hospedagem com 3 refeições incluídas: US$ 40,00/noite.

» Taxa de entrada ao arquipélago + outras ilhas: US$ 30,00.

» Passeios de barco durante a estadia: US$ 30,00 cada.

Além disso, calcule mais US$ 30,00 por dia para despesas extras, como água, bebidas, lembrancinhas e outros possíveis gastos.

passeios para San Blas
Fim de tarde em San Blas

6- O que levar para San Blas?

Nada de levar seu mochilão com todas as suas coisas para a ilha. Afinal, uma mochila pequena é mais do que suficiente para os seus dias de frente para o mar.

Se você tiver se hospedado na Cidade do Panamá antes de ir a San Blas, basta explicar para o seu hotel que você irá ao arquipélago e gostaria de deixar sua bagagem principal guardada por alguns dias.

As acomodações na capital panamenha já estão acostumadas a oferecer este serviço. Muitas vezes, inclusive, gratuitamente.

Sobre o que colocar na mala, você deve levar aquelas coisas básicas que todo mundo leva quando vai a praia:

– Toalha de banho.

– Sunga, biquíni, bermudas e camisetas.

– Protetor solar, papel higiênico e repelente (na ilha em que fiquei não tinha mosquitos, mas é bom prevenir).

– Dinheiro em espécie e trocado.

– Passaporte original (tem que ser original, nada de cópia).

– Lanterna, baterias de câmera já carregadas e óculos de natação ou snorkel.

– Água, bebidas, lanchinhos, frutas e guloseimas para os seus dias.

Como falei, tudo nas ilhas é bem rústico e simples. Algumas delas vendem alguns itens como água, cerveja, refrigerante e umas bolachinhas água e sal, mas não espere encontrar muita coisa.

Sinal de internet? Esqueça!

Todo o restante que você for consumir na ilha, é você quem deve levar.

hospedagem em San Blas
Cabanas Franklin

7- Passeio bate-volta para San Blas, vale a pena?

Fazer o passeio bate-volta para San Blas (US$ 150,00), saindo da Cidade do Panamá, é melhor que nada.

No entanto, na minha opinião, este destino merece ao menos duas noites do nosso roteiro.

Uma viagem a San Blas é uma experiência tão diferente do que estamos habituados, que acho que vale a pena dedicar alguns dias para realmente aproveitar esse refúgio.

Além disso, lembre-se de que o acesso ao arquipélago não é dos mais simples. Em um passeio de um dia, boa parte do seu tempo será gasto na estrada ou no barco, e não, de fato na areia.

Em todo caso, se para você é impossível passar duas ou três noites por lá, o passeio de um dia já será capaz de te fazer se apaixonar por um novo cantinho da América Latina.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

48 COMENTÁRIOS

    • Oi Suriàn, tudo bem?

      San Blás ainda não é tão conhecido entre os brasileiros, mas definitivamente é um destino que vale muito a pena! hehehe

      Abraço

  1. Amei suas dicas sobre San Blas. O Panamá estava em meus planos de 2020 mas pretendo conhecer esse ano. Pelo jeito, é um perrengue para chegar mas vale super a pena pela cor desse mar. Obrigada por esse post super completo. Vai me ajudar muito.

    • Oi Luciana, tudo bem?

      Que bom que gostou das dicas de San Blas! =)

      De fato, chegar lá exige paciência, mas vale cada segundo gasto na estrada. hehehehe

      Abraço

  2. Que sonho é visitar San Blas no Panamá! Adorei cada dica sua, mas não imaginava que a logística era tão complicada. Curiosidade: a estrada pode dar enjoos e o mar? A viagem de barco é tranquila?

    • Oi Lulu, tudo bem?

      Que bom que gostou das dicas de San Blás!

      Olha, a estrada é bem chatinha, é dependendo do seu organismo, pode dar enjoo, sim. Já a parte de barco é bem tranquila.

      Abraço

  3. Apesar de já ter estado na Cidade do Panamá, não fui a San Blas. Os cenários são indiscutivelmente bonitos! Talvez por morar em cidade de praia, na cara do mar (de um lindo azul turquesa), raramente eu penso em visitar praias em minhas viagens…
    Por isso, não fui a San Blas…
    Entretanto, depois desses tempos de pandemia, acho que alguma coisa mudou por aqui, que sempre que penso agora em viagens (para quando for possível novamente), me vejo incluindo locais de natureza! 🙂 Quem sabe assim, San Blas não entre em algum próximo roteiro?! Já sei que é destino incrivelmente lindo e seus custos médios. 🙂
    Em tempo: não tinha ideia de que era território autônomo e indígena! 🙂

    • Oi Analuiza, tudo bem?

      De fato, essa pandemia acabou por mudar algumas preferências que tínhamos, né?!

      Sem dúvida San Blás é um baita destino, independente da época! hehehehe

      Vale muito a pena se programar para visitar essa parte do Caribe!

      Abraço

  4. Murilo, show de bola as dicas. Parabéns!
    Estou indo ao Panamá dia 09/01 e chego lá as 16h30. Compensa chegar e já ir direto a San Blas ou passo uma noite no Panama (hostel siriri)? Tem alguma dica?

    Muito obrigado.

    • Faaala Fernando, tudo bem?

      Você vai precisar passar a noite na Cidade do Panamá e seguir a San Blas no dia seguinte.
      As agências que fazem o transporte de Panama City para San Blas, saem da capital de madrugada, por volta das 4h30.

      Abraço!

  5. Lugar incrível. Este destino com certeza está incluso na minha viagem para a América Central. Só uma curiosidade, tem energia elétrica na ilha? Você falou de levar baterias carregadas da câmera, fiquei na dúvida.

    • Oi Marcos,

      San Blás é mesmo fantástico!

      Cara, na época que fui, e na ilha que fiquei (senidup) não tinha.
      Como já faz quase três anos, não sei te dizer se ainda continua assim! =[

      Abraço!

    • Oi Rayane,

      Nãããão…. hehehehe

      Você faz checkout e deixa sua mala guardada em um salinha ou armário especial para isso…
      Quando voltar faz um novo check-in ou segue viagem para outro lugar!

      Abraço

  6. Uau cara! Mais um post inspirador! Bateu aquela vontade louca de partir! Lugar incrível!!! Post fantástico! Só conheci um pouquinho da Cidade do Panamá, mas já deu pra ver que é um país fantástico!

  7. Murilo, amei suas dicas. Fiquei com muita vontade de conhecer SAN Blás! Que lugar lindo!!! Confesso que pensei que os gastos seriam maiores para estar nesta Praia maravilhosa…

    • Eu pensava a mesma coisa Julia!
      Até que conheci um panamenho durante uma viagem e ele me disse que precisa conhecer o país dele!

      Perguntei porque e ele me mostrou uma foto de San Blás!!!
      Sacanagem né!? hahahaha

      Abraço

    • Olá José,

      Não recebi a notificação do seu comentário, por isso a demora pra responder! =/

      Quando fui não choveu não… Peguei um dia nublado mas mesmo assim estava calor!

      Não sei como é o clima em agosto!

      Abraço

    • Oi Lucila…
      Que bom que gostou! Espero que o post tenha te ajudado.

      E aproveitando, curto muito o Viagem Cult. Principalmente seus vídeos! hehehe
      Abz
      Murilo

    • Olá Ana Paula,

      Fechei no hostel Luna’s Castle que fica na Cidade do Panamá. A agência que trabalha com eles é a Cacique Cruiser e não tive nenhum problema.
      Se você ficar hospedada no Lunas, você pode deixar a sua mala grande guardada no hostel quando for visitar as ilhas. Não precisar pagar nenhum valor extra por isso.

      Fechei tudo quando cheguei lá… Fiz a reserva na quinta-feira a noite para ir no sábado de manhã.

      Espero ter ajudado!
      Murilo

    • Henrique, paguei oitenta dólares pelo transsporte terrestre de ida e volta. Fechei direto no Hostel Luna’s Castle. O pessoal te busca e te deixa no próprio hostel.

  8. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here