Viagem a Monte Verde, em Minas Gerais: Tudo o que você deve saber para organizar o seu roteiro! [Melhor época para ir, como chegar, onde se hospedar e passeios!]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Localizada no sul de Minas Gerais, no munícipio de Camanducaia e a apenas 160 quilômetros de São Paulo, Monte Verde é um destino cheio de clichês deliciosos para os pombinhos de plantão.

Frio da Serra da Mantiqueira, pousadas charmosas e restaurantes aconchegantes, formam um combo pra lá de especial para quem for viajar acompanhado da sua cara metade.

Ainda assim, não se engane: uma viagem a Monte Verde também costuma ser uma ótima pedida para famílias que estão em busca de tranquilidade, contato com a natureza e dias de descanso.

Além disso, outra conveniência ao viajar a Monte Verde é que não é necessário ter muitos dias disponíveis. É claro que quanto mais tempo você tiver, mais passeios poderá incluir no seu roteiro. No entanto, com dois dias completos você já conseguirá recarregar as energias da rotina agitada.

E, para que você consiga aproveitar ao máximo a sua viagem, neste texto eu contarei tudo o que você deve saber antes de sair de casa.

# Dicas de viagem a Monte Verde

1- Melhor época para ir a Monte Verde
2- Quantos dias ficar?
3- Como chegar em Monte Verde?
4- Hospedagem em Monte Verde
5- O que fazer em Monte Verde?

1- Melhor época para ir a Monte Verde

Apesar de ser um destino de inverno, uma viagem a Monte Verde não precisa ser limitada a época mais fria do ano. Aliás, as temperaturas amenas estão presentes em qualquer mês.

De dezembro a meados de março é a baixa temporada por lá, com os termômetros registrando médias de 16°C, podendo cair a 13°C durante a noite e a madrugada.

O maior inconveniente, porém, é que o verão em Monte Verde é chuvoso – com índice pluviométrico acima dos 200 mm ao mês. Ou seja, seus passeios ao ar livre podem ser prejudicados por conta disso.

Em abril as chuvas começam a se tornar raridade e a temperatura cai ainda mais. Para quem quer fugir do tumulto e dos preços elevados da altíssima temporada, abril e maio são ótimos meses para viajar a Monte Verde.

Junho, julho e agosto são os meses de frio mais intenso e maior movimento turístico na cidade. Além das temperaturas congelantes, as férias escolares e o Festival de Inverno – que normalmente acontece no final de julho – são responsáveis por atrair uma multidão de forasteiros.

Se acaso for viajar durante a alta temporada em Monte Verde, prepare-se para gastar mais e encarar temperatura média de 10°C durante o dia, e em torno de 5°C depois que escurecer.

Em setembro, outubro e novembro o fluxo de turistas diminui e os preços ficam mais camaradas. A surpresa climática, porém, está em setembro, quando as chuvas dão as caras por alguns dias, ocasionando chatos aguaceiros ao longo do dia.

Por fim, tenha em mente que em qualquer feriado prolongado Monte Verde terá mais turistas e preços acima da média para hospedagem.

2- Quantos dias ficar?

Além dos dias de deslocamento de ida e volta, recomendo mais 48 horas livres para uma viagem a Monte Verde. Ou seja, o ideal é ter quatro dias disponíveis. Isso porque, dessa forma você conseguirá aproveitar a tranquilidade da serra fazer alguns passeios.

Com mais tempo, é possível organizar um roteiro incluindo outros destinos da região que estão relativamente próximos, como por exemplo, São Francisco Xavier, São Bento do Sapucaí e Santo Antônio do Pinhal.

Ainda assim, se você só pode viajar num final de semana qualquer, a viagem a Monte Verde continua valendo a pena. Afinal, chegando na cidade numa sexta-feira à noite e ficando até o final do domingo, você terá praticamente dois dias inteiros por lá.

Monte Verde - dicas
Monte Verde

» Clique aqui e encontre as melhores ofertas de hospedagem em Monte Verde

3- Como chegar em Monte Verde?

Independente de qual seja o seu ponto de partida, a melhor maneira para chegar em Monte Verde é com um carro próprio. Inclusive, um veículo particular também será bastante útil para se locomover por lá.

Para ir de ônibus, será necessário pegar duas ou três conduções – a depender de onde você sair.

Além disso, dependendo do local em que você ficará hospedado durante a sua viagem a Monte Verde, talvez seja necessário completar o trajeto de táxi ou caminhando.

Vale lembrar ainda que em Monte Verde não há rodoviária convencional, e o desembarque é feito pelos arredores da Avenida do Sol Nascente.

Saindo de São Paulo

Para ir de São Paulo a Monte Verde você precisará pegar dois ônibus. Primeiro, de São Paulo para Camanducaia, e depois, de Camanducaia para Monte Verde.

Os ônibus de São Paulo para Camanducaia saem do Terminal Rodoviário Tietê, são operados pela empresa Viação Cambuí, a passagem custa R$ 38,00 e a viagem leva duas horas.

A rota entre Camanducaia e Monte Verde é operada pela mesma Viação Cambuí, a passagem custa R$ 18,00 e o tempo de deslocamento é de uma hora.

Para não ficar esperando muito tempo na rodoviária de Camanducaia ou perder o último ônibus a Monte Verde, consulte os horários atuais no site da empresa.

Saindo de Belo Horizonte ou do Rio de Janeiro

Tanto para ir de Belo Horizonte como do Rio de Janeiro a Monte Verde, é necessário pegar três ônibus. Isso porque, não há ônibus direto entre as capitais e Camanducaia.

O primeiro passo, seja saindo de BH como do Rio, é pegar um ônibus até a cidade de Pouso Alegre. Em Pouso Alegre, a Viação Cambuí tem saídas de hora em hora para Camanducaia. E, em Camanducaia, a mesma Viação Cambuí opera a rota até Monte Verde.

» Belo Horizonte x Pouso Alegre
– Empresa: Expresso Gardenia
– Preço da passagem: entre R$ 97,00 e R$ 135,00
– Duração: 6hs

» Rio de Janeiro x Pouso Alegre
– Empresa: Viação Sampaio
– Preço da passagem: R$ 100,00
– Duração: 6h30

» Pouso Alegre x Camanducaia
– Empresa: Viação Cambuí
– Preço da passagem: R$ 18,00
– Duração: 1h30

4- Hospedagem em Monte Verde

O burburinho hoteleiro de Monte Verde se encontra no seu centrinho turístico, mais especificamente aos arredores da Avenida Monte Verde – a principal avenida da cidade.

É por lá que estão muitos restaurantes, hotéis, lojas, galerias de comércio e tudo o que viajante costuma precisar.

Para quem gosta de praticidade e sair sem carro, essa é a melhor região para ficar em Monte Verde.

Por outro lado, também há muitas pousadas mais afastadas desta área – a dois ou três quilômetros. Apesar de precisar de carro para fazer qualquer deslocamento, a vantagem de ficar fora do centro é que você encontrará uma vizinhança mais sossegada e acomodações mais charmosas e românticas.

Se hospedar em um local mais isolado é uma boa pedida, principalmente, para quem quer investir em uma estadia especial e passar parte do dia curtindo as regalias do hotel.

Hotéis e pousadas em Monte Verde

Uma das pousadas com melhor custo benefício de Monte Verde é a Pousada Oliveri, que se encontra grudada no centrinho da cidade.

Outra opção para quem não quer gastar muito é a Pousada Cantinho Colibri. No entanto, ela se encontra mais afastada do burburinho central – cerca de um quilômetro e meio.

Para os viajantes que querem investir numa pousada mais romântica, com a comodidade de estar próximo ao centro e sem ir à falência, a Chalés Amabilis e a Pousada Villa Monte Verde costumam surpreender os viajantes.

Por fim, se acaso quiser se presentear com uma experiência cinco estrelas, aposte na impecável Pousada Spa Mirante da Colyna.

o que fazer em Monte Verde
Centro de Monte Verde

Leia também: 10 pousadas baratas em Monte Verde

5- O que fazer em Monte Verde?

Embora uma viagem a Monte Verde seja uma escolha e tanto para relaxar, comer bem e bater perna despretensiosamente pelo seu centrinho, também há passeios e atividades para gastar as calorias extras consumidas durante as férias.

A diversão mais clássica e que nenhum viajante deixa de fora de um roteiro em Monte Verde, é perambular pelas galerias, lojas de lembrancinha e chocolaterias que há no centro.

Para os mais dispostos, há diversas opções de trilhas para incluir na programação. As duas mais famosas são a Trilha do Chapéu do Bispo (nível fácil) e a Trilha da Pedra Redonda (nível moderado).

Em dias nublados, porém, ir à Pedra Redonda pode decepcionar devido à vista embaçada. Ainda assim, se o dia estiver claro e com céu azul não perca a chance de ter uma das vistas panorâmicas mais bacanas da região.

Outro passeio em Monte Verde que é bastante tradicional é o circuito de quadriciclo ou 4×4, que leva os viajantes por trilhas estreitas e faz paradas em diversos atrativos com acesso mais complicado.

Para adicionar ainda mais adrenalina na programação, considere passar uma manhã ou tarde na Fazenda Radical – onde você poderá fazer tirolesa, arvorismo, escalada e outras atividades do gênero.

Além disso, outros lugares que você pode visitar durante a sua viagem a Monte Verde é o Ice Bar Monte Verde (Bar de Gelo), a Cervejaria Fritz (há visitação guiada!), o Orquidário MV ou até mesmo fazer patinação no gelo.

3 lugares para se hospedar em Monte Verde

($) Para os viajantes que procuram uma pousada com bom custo-benefício, a Pousada Oliveri é uma boa pedida.

($$) Quem faz questão de um ambiente mais romântico, vale consultar as suítes da Pousada Villa Monte Verde.

($$$) Podendo investir em uma experiência cinco estrelas, aposte na Pousada Spa Mirante da Colyna.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Monte Verde.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here