COMPARTILHAR

Chichén Itzá, México“E por acaso vocês imaginam qual era o destino dos derrotados?”, perguntou o guia que nos acompanhava pela cidade Maia de Chichén Itzá após uma breve explicação sobre o Jogo de Bola Mesoamericano.

Apesar de muitos imaginarem qual era a resposta, ninguém do grupo se atreveu a falar. Aguardamos mais alguns segundos para que o guia pudesse finalizar, “Muitas vezes, os derrotados tinham como destino a morte. Eram sacrificados para servir como oferenda aos deuses”.

É esse e muitos outros fatos fazem a cultura Maia despertar o interesse de muitas pessoas ao redor do mundo. Uma das melhores maneiras de conhecer mais sobre esse povo é viajando até os lugares onde eles viveram. E, nesse quesito, nenhum outro sitio arqueológico Maia é tão procurado como Chichén Itzá, no México.

Declarada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1988 e eleita em 2007 como umas das Novas Sete Maravilhas do Mundo, a cidade de Chichén Itzá recebe anualmente mais de um milhão de turistas. 

ruínas Maias no México

A primeira imagem que nos vem à cabeça ao falar dessa cidade Maia é a famosa Pirâmide de Kukulcán, ou El Castillo – a construção da imagem acima. Ela, é de fato a construção mais imponente de toda a zona arqueológica. Porém, Chichén Itzá possui muitas outras áreas interessantes e cheias de história, como por exemplo o Campo de Pelotas – que é o maior da Mesoamérica, o Templo dos Guerreiros e o Cenote Sagrado – onde muitas oferendas, incluindo sacrifícios humanos, eram despejadas.

civilização Maia
Campo de Pelota Maia
Chichén Itzá turismo
Templo de los Guerreros

ruínas maias no México

# Como chegar em Chichén Itzá 

Localizado no estado de Yucatán, a aproximadamente três horas da Riviera Maia, chegar em Chichén Itzá é relativente fácil. Há ônibus da empresa ADO que saem das três principais cidades da Rivera Maia: Cancun, Playa del Carmen e Tulum.  Você pode consultar os horários, preços e tempo de percurso no site da ADO.

Outra opção para chegar a Chichén Itzá é através de excursões que duram o dia inteiro. Tanto em Tulum, Playa e Cancun há diversos lugares que oferecem esse passeio. Mesmo não sendo muito adepto , acabei me rendendo a um desses para conhecer a cidade Maia pelos seguintes motivos:

>>> Conhecer Chichén Itzá sem um guia é algo que não recomendo. Parte da magia do lugar está nas histórias e curiosidades que você escutará. Claro que é possível contratar serviço de guia diretamente no sítio arqueológico, mas para quem viaja sozinho poderá ser mais caro.

>>> O custo benefício vale a pena. Se você somar tudo o que gastará indo por conta própria, provavelmente será mais caro. Paguei US$ 50,00 pelo passeio que durou o dia inteiro. Nesse valor estava incluído o transporte de ida e volta a partir de Playa del Carmen, entrada ao parque (que custa aproximadamente US$ 15,00), serviço de guia com diversas informações sobre todos os lugares que fomos e almoço, no melhor estilo self-service à vontade.

Além disso, fizemos outras duas paradas: a primeira, antes  de chegar em Chichén Itzá ,ficamos por cerca de uma hora em um cenote. A segunda, após  visitar a cidade Maia, fizemos uma parada rápida em  Valladolid.

Como nem tudo são flores, vale lembrar que nesse tipo de passeio você fica preso aos horários estipulados pela empresa que contratou. No meu caso, achei que o tempo livre para fotografar e percorrer o sitio arqueológico sozinho sem o acompanhamento do guia foi pouco.

Para quem também pretende visitar a cidade de Mérida e quer fazer o passeio sem agência, vale lembrar que Chichén Itzá está apenas a 110 quilômetros. Ou seja, é mais perto conhecer a cidade Maia tendo Mérida como base do que a Riviera Maia.


QUER AJUDAR O BLOG SEM PRECISAR GASTAR UM ÚNICO CENTAVO POR ISSO?

Ao reservar os serviços dos nossos parceiros através dos links, banners e caixas de pesquisa que estão aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão e VOCÊ NÃO PAGA ABSOLUTAMENTE NADA A MAIS POR ISSO.

Confira as dicas de como pesquisar e reservar sua hospedagem através do Booking.com

Compare e contrate seu seguro viagem através da Real Seguros


Ficou com alguma dúvida ou tem outras dicas de viagem para Chichén Itzá, no México??? Me conta aí nos comentários! 🙂

Esse post te ajudou ou foi útil de alguma maneira? Curta e compartilha clicando nos botões abaixo. Não custa nada e é uma forma de sabermos se você está gostando do nosso conteúdo. Além de deixar um blogueiro muito feliz! xD

COMPARTILHAR
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here