Ruínas Maias: Descubra quais são os melhores sítios arqueológicos da civilização maia para você incluir no seu roteiro de viagem pela América Central e pelo México!
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Dentre as culturas pré-colombianas que existiram na América Latina, a civilização dos Maias certamente é uma das que mais me despertam interesse.

As construções imponentes, os costumes peculiares e seu declínio misterioso são, no mínimo, muito curiosos para mim.

Sim, até hoje os arqueólogos não conseguem afirmar com muita precisão o que causou o desaparecimento dessa civilização. Revolta da população, invasão de estrangeiros, mudanças climáticas e epidemias são algumas das hipóteses mais aceitas.

Com tanta incerteza, uma das coisas que podemos fazer para aprender um pouco mais sobre a cultura Maia, é viajar aos lugares onde até hoje estão suas antigas cidades e seus descendentes.

E, nesse post, vou te contar quais são algumas Ruínas Maias que você pode conhecer em uma viagem pela América Central e México.

Precisa de uma força para organizar sua viagem?

Meu e-book “América Central | 15 Roteiros Surpreendentes”, certamente pode te ajudar!!!

» Clique aqui para baixar agora

# Ruínas Maias na América Central e México

1- Tikal
2- El Caracol
3- Copán Ruínas
4- Tazumal
5- Chichén Itzá
6- Ruínas de Tulum
7- Cobá
8- Palenque
» Contratar seguro viagem para América Central ou México


1- Tikal [Guatemala]

Localizada ao norte da Guatemala, Tikal foi uma das maiores e mais importantes  cidades Maias que já existiu.

O fato do parque estar localizado em lugar com pouca civilização e em meio a farta vegetação, torna a sua visita ainda mais especial. Afinal, é um daqueles lugares que enquanto você caminha fica pensando como conseguiram construir tudo aquilo, com tão pouco e em um lugar distante de tudo.

Para chegar à Tikal é bacana que você tenha a cidade de Flores como base. Essa agradável ilha no Lago Petén Itzá possui boas opções de hospedagem, restaurantes e agências onde você pode contratar um passeio por esse parque arqueológico.

civilização Maia
© Carol Moreno [Blog Mochilão Trips]

2- El Caracol [Belize]

Na Reserva Florestal Mountain Pine Ridge a aproximadamente 140 quilômetros de Belize City encontra-se as Ruínas de El Caracol, o maior cidade Maia que existiu em nesse país.

Estima-se que durante o seu auge, El Caracol tenha abrigado cerca de 150 mil pessoas em um território maior do que a atual Cidade de Belize.

A mais notável estrutura nesse sitio arqueológico é Caana, o “Lugar no céu”. Com 43 metros de altura essa segue sendo a construção mais alta em Belize já feita pelo homem.

Ruínas Maias em Belize
© Devon Jones | Wikimedia Commons

3- Copán Ruínas [Honduras]

Copán Ruínas é uma cidadezinha hondurenha que abriga Ruínas Maias de mesmo nome, e que fica bem perto de uma das fronteiras com a Guatemala.

Aliás, dos sítios arqueológicos que conheci esse foi um dos mais agradáveis e de que mais gostei.

Se por um lado ela não possui construções tão emblemáticas como em Tikal e Chichén Itzá, por outro, o fato de poucos turistas a incluírem em um roteiro pela América Central faz com que o parque seja praticamente só seu.

Além disso, outro ponto positivo é que as ruínas se encontram  a uma curta caminhada do centro de Copán, ou seja, você não precisa contratar nenhuma agência para te levar até lá e pode ir e voltar a hora que bem entender.

civilização Maia em Honduras
Ruínas de Copán

4- Tazumal [El Salvador]

Considerada as Ruínas Maias mais bem preservadas de El Salvador, o sitio arqueológico de Tazumal está próximo à cidade de Santa Ana.

Muito arqueólogos afirmam que esse era um ponto estratégico da civilização Maia. Isso porque, muitos objetos encontrados aqui sugerem uma relação de trocas comerciais com lugares distantes como Panamá e México.

5- Chichén Itzá [México]

Certamente esse é um dos sítios arqueológicos Maia mais famosos mundialmente. Afinal, em 2007 foi eleito como uma  das Novas Sete Maravilhas do Mundo, o que aumentou ainda mais a sua popularidade.

Há pouco mais de duas horas de cidades caribenhas como Cancún e Playa del Carmem, muitos viajantes aproveitam para conhecer Chichén Itzá em um passeio bate-volta.

Diversas agências oferecem esse tipo de passeio que normalmente incluem o transporte, almoço, entrada do parque e uma parada de aproximadamente uma hora em algum Cenote.

O valor do passeio custa, em média, US$ 70,00 por pessoa.

civilização Maia - México
Chichén Itzá

Leia também: Seguro viagem para América Central | Dicas indispensáveis

6- Ruínas de Tulum [México]

Outras Ruínas Maias bastante populares no México são as que se encontram em Tulum.

Apesar de não ser tão bem preservada como outras, e de sua arquitetura não ser tão imponente,  por estar bem ao lado do mar calmo e azul caribenho  a torna uma atração no mínimo diferente.

Afinal, onde mais você poderá dar um mergulho no Caribe mexicano entre uma caminhada e outra pelo sitio arqueológico?

Uma maneira bem fácil de chegar até lá é alugando uma bike. A zona das ruínas fica bem perto do centro de Tulum.

Ruínas Maias no México - dicas
Ruínas de Tulum

Leia também: 13 lugares que você precisa conhecer no México

7- Cobá [México]

Mais uma ruína localizada na região da Riviera Maya é Cobá.

Diferente das outras duas atrações mexicanas já citadas no texto, Cobá ainda não caiu no turismo em massa. É um passeio que pode ser combinado em um único dia junto com as Ruínas de Tulum.

civilização Maia - Cobá
© Daniela Almeida [Blog D&D Mundo Afora]

8- Palenque [México]

Apesar de não ser uma das maiores cidades Maias que já existiu, Palenque é um lugar que se destaca pelos seus belos exemplares de arquitetura e escultura.

Além disso, a localização em meio a selva e o fato de estar a pouco menos de dez quilômetros da cidade de mesmo nome também contam pontos a favor. 

Outra dica bem legal para quem estiver por essa região é reservar alguns dias para conhecer San Cristóbal de las Casas, uma charmosa cidade colonial que também está localizada no estado de Chiapas  a 200 quilômetros de Palenque.

civilização Maia - Palenque
© Jan Harenburg | Wikimedia Commons

+ Dicas sobre passeios pelas Ruínas Maias

» Normalmente durante um passeio pelas Ruínas Maias você irá andar bastante e por grandes campos abertos.

O sol forte está quase sempre presente, portanto, use protetor solar e leve também um guarda-chuva (ele pode ser útil tanto para a chuva como o sol).

» Levar água e pequenos lanches na bolsa é essencial se você não quiser gastar  uma fortuna com a comida vendida nesses lugares.

» Fazer uma visita com um guia local te proporcionará um passeio mais proveitoso e interessante. Normalmente os preços não são lá muito baratos, o que pode fazer que você gaste mais que o esperado.

Ainda assim, o investimento vale a pena!

» Por fim, tenha paciência. Afinal, como já mencionei acima alguns desses lugares foram tomados pelo turismo em massa.

Chichén Itzá é o exemplo mais claro disso. Você certamente encontrará uma multidão visitando o lugar junto com você, o que muitas vezes atrapalha para tirar uma foto que você tanto queria ou até mesmo para caminhar dentro do parque.

Portanto, já vá ciente desse fator, não se estresse e aproveite!

melhores Ruínas Maias

6 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pelos posts Murilo!!! Dicas muito boas.
    Continue aproveitando suas viagens pq viajar é sinônimo de cultura, crescimento e alegria. Tá aí uma coisa que faço constantemente e que me renova, sempre!

  2. Excelente o seu blog.Tenho viagem marcada para fim de outubro para o México e Guatemala.Pretendo conhecer a civilização Maia.Foi de grande valia para mim ter lido e aprendido com seu blog.Parabéns.

  3. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here