Copán Ruínas, em Honduras: Dicas para você organizar sua viagem ao destino com as Ruínas Maias mais importantes de Honduras. [Descubra quando ir, como chegar, onde se hospedar e o que fazer!]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Ao visitar algum sítio arqueológico Maia pela América Central você quase sempre se encontrará diante da seguinte situação: filas que não acabam mais, gente tentando te oferecer todo tipo de souvenir e cidades onde muitas vezes há um turismo massivo e desenfreado. A exceção para esse cenário é Copán Ruínas, na Honduras.

Veja bem. Não quero dizer que não há turistas em Copán e nem que a cidade não esteja preparada para recebê- los. Muito pelo contrário. O turismo é uma das principais atividades econômicas da cidade.  

No entanto, Copán Ruínas soube explorar muito bem o fato de estar ao lado de uma das mais importantes cidades Maias que já existiu.

Visitar Copán Ruínas é como visitar o passado. Onde muitos dos moradores locais continuam a levar a vida como antigamente, só que agora com alguns turistas e curiosos por perto.

Leia também: 8 Ruínas Maias para você conhecer na América Central e México

# Dicas de viagem a Copán Ruínas

1- Documentos para viajar a Honduras
2- Melhor época para ir a Copán Ruínas
3- Quantos dias ficar?
4- Câmbio e dinheiro em Honduras
5- Como chegar em Copán Ruínas?
6- Hospedagem em Copán Ruínas
7- O que fazer em Copán Ruínas?
» Contratar seguro viagem para Honduras

1- Documentos para viajar a Honduras

Brasileiros não precisam de visto para entrar em Honduras caso a viagem seja a turismo por até 90 dias. No entanto, lembre-se de que você precisará de um passaporte com validade mínima de seis meses para entrar no país.

Além disso, os brasileiros devem apresentar o Certificado de Vacinação Contra a Febre Amarela, sendo que a vacina deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da data de embarque.

Por fim, em caso de atravessar fronteiras terrestres saiba que pode ser cobrado pequenas taxas de entrada e/ou saída. O valor não costuma ser maior do que US$ 5,00 e o pagamento deve ser feito em dinheiro na moeda local.

Seguro viagem para Guatemala

Apesar de não ser obrigatório, recomendo que você contrate um seguro viagem para sua viagem a Honduras. Aliás, esse é um cuidado que, na minha opinião, devemos ter em qualquer ocasião em que vamos sair do nosso país.

Uma boa plataforma para contratar seu seguro é a Seguros Promo. Lá você encontrará planos de diversas seguradoras que custam a partir de R$ 15,00 por dia de viagem.

Além disso, saiba que utilizando o cupom VOLTOLOGO5 você ganha 5% de desconto. E, fazendo o pagamento através de boleto bancário, pagará mais 5% a menos. Portanto, sua economia pode chegar até 10%.

Se acaso quiser fazer uma cotação online, clique aqui.

2- Melhor época para ir a Copán Ruínas

A melhor época para uma viagem a Copán Ruínas é entre os meses de novembro e abril. Isso porque, esse é o período de seca, portanto, ideal para as atividades ao ar livre.

Por outro lado, deve-se evitar viajar entre os meses de maio e outubro devido às chuvas constantes.

3- Quantos dias ficar?

Você vai precisar de um dia inteiro para visitar as Ruínas Maias de Copán – que é a principal atração turística da cidade.

No entanto, você pode acrescentar mais um ou dois dias na sua estadia para fazer passeios bate-volta pelos arredores da região.

turismo em Honduras
Ruínas de Copán
Copán Ruínas - Honduras
Ruínas de Copán

4- Câmbio e dinheiro em Honduras

A moeda oficial de Hondura é a Lempira, que é representada pelo símbolo HNL. 

A melhor moeda para levar durante a sua viagem é o dólar americano devido a facilidade para se trocar nas casas de câmbio e bancos.

Em junho/2020, a cotação da Lempira, é:

US$ 1,00 = 25,00 HNL

Embora exista caixa eletrônico em Copán Ruínas, levar um pouco de dinheiro em espécie pode facilitar a sua vida. Afinal, nem todos os estabelecimentos aceitam cartão de crédito como forma de pagamento.

Principais gastos

A cidade de Copán Ruínas foi um dos destinos mais baratos que visitei durante a minha viagem pela América Central.

Mesmo estando com o orçamento apertado, pude aproveitar algumas regalias como almoçar em restaurante todos os dias, fazer diversos passeios e tomar aquela cerveja sem peso na consciência.

Segue abaixo alguns valores:

» Hospedagem em quarto compartilhado: US$ 10,00/noite

» Suíte em hotel simples para duas pessoas: a partir de US$ 40,00/noite

» Café da manhã típico: US$ 3,00

» Almoço, “plato del dia”: US$ 4,00

» Garrafa de água 600 ml: US$ 1,00

» Cerveja long neck em supermercados ou na rua: US$ 1,00

» Cerveja long neck em bares/balada: US$ 3,00

» Passagem de transporte público: média de US$ 1,00/hora de viagem

» Tuk-Tuk: As corridas dificilmente passam de US$ 2,00.

» Passeio completo ao sítio arqueológico de Copán: US$ 40,00

5- Como chegar em Copán Ruínas?

Chegar ou sair de Copán pode ser uma tarefa fácil ou cansativa, tudo vai depender da sua disposição e orçamento.

A opção mais prática e cara são os shuttles (transfers compartilhados). Muito comum em quase todas cidades turísticas da América Central, você não terá dificuldade em encontrar algum que vá até Copán Ruínas. Principalmente se estiver em cidades como Antígua e Cobán (Guatemala), El Tunco e San Salvador (El Salvador).

Além disso, algumas empresas de ônibus convencionais fazem a rota direta até Copán Ruínas saindo de destinos da Guatemala, El Salvador ou até mesmo Honduras. Clique aqui para conferir os itinerários.

Por fim, ir com os famosos chicken buses também é possível, mas esteja preparado para fazer muitas trocas de ônibus para chegar ao seu destino final. Essa é a opção mais barata, mas também a que levará mais tempo.

Copán Ruínas - fronteira
Fronteira entre Guatemala e Honduras

6- Hospedagem em Copán Ruínas

A maioria das hospedagens em Copán Ruínas se concentram no pequeno centro turístico da cidade. E, de fato, essa é a melhor região para você se hospedar.

Além de ter bares, restaurantes, bancos e comércios em geral a sua disposição, você estará relativamente próximo das Ruínas Maias de Copán.

Para os viajantes que pretende ficar em um albergue, o Hostel Iguana Azul é o mais bem avaliado da cidade.

Se acaso você preferir se hospedar em um hotel convencional, o Hotel Brisas de Copán é um dos mais econômicos de Copán.

Podendo investir numa estadia mais especial, recomendo consultar as suítes Pousada La Casa Rosada e do Hotel Marina Copán. Aliás, ambos têm excelente reputação.

Se preferir, clique aqui para acessar o Booking.com e encontrar outros lugares para ficar em Copán Ruínas. Muitas vezes, há acomodações com até 40% de desconto.

7- O que fazer em Copán Ruínas?

Embora as ruínas maias sejam a grande atração da cidade, saiba que há outras atividades para fazer em Copán.

» Ruínas de Copán: Do centro até o sítio arqueológico você não gastará mais do que 20 minutos de caminhada. Portanto, não há motivos para se preocupar em como chegar.

Apesar de não ser tão grande com Tikal, recomendo que você comece a visita logo na parte da manhã para aproveitar ao máximo.

Contratar um guia para te acompanhar durante o passeio, ou pelo menos parte dele, é uma excelente ideia. Sim, você terá que desembolsar alguns dólares para isso, no entanto, sua experiência será completamente diferente do que simplesmente passear pelas ruínas.

» Fazenda El Cisne: Passeios para conhecer belas fazendas e ter a chance de andar à cavalo é uma prática bem comum em Copán.

Diversas agências oferecem essa diversão por um preço bastante justo. Uma das fazendas mais procurada é a Finca El Cisne

» Águas termais: Passar algum tempo relaxando em águas termais também é outro passatempo muito procurando em Copán Ruínas.

As mesmas agências que oferecem os passeios à fazenda, costumam incluí-lo em um único tour.

Uma das mais famosas é a Luna Jaguar Aguas Termales, a aproximadamente 25 quilômetros da cidade de Cópan.

» Tirolesa: Diversas agências oferecem essa atividade e os pacotes que costumam incluir transporte, entrada ao parque, equipamentos e um lanche rápido. Custam em torno de US$ 50,00.

Honduras - dicas

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

1 COMENTÁRIO

  1. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here