Dicas e roteiros de viagem pela América Latina

Por Murilo Pagani

O que fazer em Caraíva: Melhores praias e passeios

Para muitos viajantes este é o cantinho mais especial dos mais de mil quilômetros da costa baiana. Curiosamente, porém, o que torna este lugar tão sedutor para os forasteiros não é uma extensa lista do que fazer em Caraíva.

Aliás, pelo contrário. Comparado a outros destinos do estado, esse pequenino e distante distrito – que pertence ao município de Porto Seguro – oferece poucos passeios para além de esticar a canga na areia. E talvez, seja justamente essa falta de obrigações turísticas que torne Caraíva tão apaixonante.

 Além disso, também há outras qualidades que contribuem para cativar os turistas. No topo das preferências está o astral sossegado e despretensioso que apenas um local com acesso cansativo é capaz de proporcionar. Seja para chegar lá ou para bater perna durante o dia a dia, primeiro é preciso zerar a sua carga de energia para só então recarregá-la novamente de frente para o mar.

Ou de frente para o rio. Afinal, Caraíva é um dos seletos destinos praianos brasileiros que têm um cenário de água doce tão exuberante quanto à imensidão do oceano. Inclusive, o pedaço de areia mais ocupado dentre as praias de Caraíva é às margens da foz que limita a região.

Ainda assim, não se engane: apesar de não ser um lugar com mil e uma atrações, esboçar um roteiro com os passeios para fazer em Caraíva certamente deixará a sua viagem mais proveitosa. E, neste texto, eu contarei quais são as atividades que você pode incluir na sua programação.

o que fazer em Caraíva

Caminho até a Praia do Satu, em Caraíva

» Clique aqui para encontrar ofertas de pousadas em Caraíva

Dicas do que fazer em Caraíva [Bahia]

Indo na contramão do que eu disse no início deste texto, a minha primeira dica do que fazer em Caraíva, é: se possível, passe três ou quatro dias inteiros por lá.

Eu sei, pode parecer muito tempo para um lugar que até então não oferecia tantas possibilidades. No entanto, esse é o tempo necessário para Caraíva começar a exibir seus encantos, para você entrar no ritmo preguiçoso que ela pede, e para conseguir visitar todas as paisagens em uma única viagem.

Se acaso isso não for possível, saiba que ficando pelo menos dois dias completos na vilazinha o deslocamento já valerá a pena.

Além disso, tenha em mente que dá até mesmo para fazer um passeio bate-volta a partir de Porto Seguro, Arraial d’Ajuda ou Trancoso. Porém, na minha opinião, Caraíva é merecedora de mais atenção durante as suas férias.

Em todo caso, saiba que o tour de um dia para Caraíva também tem o seu valor. Se essa rotina de sossego em um único lugar não é a sua praia, se o foco do seu roteiro é outro destino, se você tem dificuldades para se locomover em ruas de areia fofa ou se está viajando com crianças, o passeio de um dia pode ser um bom plano.

Por fim, confira a seguir mais detalhes sobre as minhas sete dicas do que fazer em Caraíva.

1- Praias de Caraíva
2- Praia do Satu
3- Passeio de buggy à Ponta do Corumbau
4- Passeio à Praia do Espelho
5- Rio Caraíva de boia
6- Boteco do Pará
7- Forró do Pelé e Forró do Ouriço

passeios para fazer em Caraíva

Praia central de Caraíva

1- Praias de Caraíva

Como não poderia deixar de ser, as grandes estrelas de qualquer lista do que fazer em Caraíva são as suas praias. E, próximo ao burburinho da vila, os dois trechos para os banhistas são a Barra de Caraíva e a Praia de Caraíva – para banho de rio e mar, respectivamente.

Para mim, estas duas praias são os melhores lugares para ir no dia de chegada ou partida. Isso porque, por estarem perto da vila, você rapidamente consegue acessá-las para preencher a parte livre do seu roteiro.

Barra de Caraíva

O pedaço mais movimentado é a Barra de Caraíva – no encontro do Rio Caraíva com o mar – que está a 10 minutos de caminhada do centrinho. Para chegar lá, dá para ir andando pela praia, em direção ao lado esquerdo, ou pela Rua Beira-Rio.

Além de água calma, especialmente durante a maré a baixa, a Barra de Caraíva oferece boa estrutura de quiosques. São barracas simples e sem firulas, mas você terá tudo o que precisa para passar o dia sem precisar gastar uma fortuna – ou menos do que gastaria na praia vizinha.

melhore praias de Caraíva

A Barra da Praia de Caraíva é o melhor trecho central para um banho de rio

Praia de Caraíva

 A outra opção para passar o dia de frente para o mar sem precisar andar muito é a Praia de Caraíva – que é a praia principal da vila. A praia é bonita, mas não há nada de muito especial se comparada aos outros lugares que ainda serão indicados.

Ainda assim, seu maior trunfo que pode conquistar parte dos viajantes são as belas pousadasrestaurantes que há de frente para o mar. Se você preza por uma estrutura mais ajeitada para passar o dia e pode investir por isso, aproveite. As três opções mais badaladas e próximas do burburinho central são Coco Brasil, Bar da Praia e Cores do Mar.

Normalmente, estas pousadas-restaurantes cobram um valor mínimo de consumação que pode variar entre R$ 200,00 e R$ 500,00, a depender da época do ano e do quão perto do mar está a sua mesa. Como os preços dos comes e bebes tendem a ser alto, se você estiver em duas ou três pessoas não precisará consumir muito para atingir essa cifra.

Porções de isca de peixe e pratos individuais, por exemplo, custam a partir de R$ 70,00, enquanto um prato mais elaborado de frutos do mar para das pessoas começa em R$ 180,00.

No mais, se você não pretende investir tanto tempo e dinheiro nesta praia, saiba que caminhando para o lado direito há um trecho sem estrutura e com um pequeno espaço com sombras de árvore.

Praia de Caraíva

Praia principal de Caraíva

2- Praia do Satu

Provavelmente a mais queridinha dentre as praias de Caraíva, a Praia do Satu faz por merecer a boa fama que tem. Afinal, sua combinação de areia clara, água cristalina sem ondas e estrutura rústica, é a base do conceito de paraíso para muitas pessoas.

Por outro lado, saiba que chegar lá exige planejamento.

O jeito mais comum é ir caminhando por quase uma hora pela faixa de areia. Neste caso, vá até barra do Rio Caraíva, no trecho próximo à praia, e faça a travessia do rio em uma canoa. A qualquer hora do dia você sempre encontrará barqueiros fazendo este percurso e cobrando apenas R$ 8,00 por pessoa. Ao descer do outro lado, basta começar a andar – são aproximadamente 3,5 quilômetros pela areia e sem sombra, portanto, capriche no filtro solar.

Além disso, outro cuidado que você deve ter para ir andando até a Praia do Satu – tanto na ida como na volta – é o de consultar a tábua das marés. Isso porque, a caminhada será mais rápida e fácil quando ela estiver baixa. Minha recomendação é que você comece este passeio em Caraíva em torno de 1h antes do horário da maré mais baixa do dia.

Outra opção para chegar à Praia do Satu é de barco. Normalmente, os deslocamentos até lá custam na faixa de R$ 100,00 por pessoa, sendo necessário no mínimo três passageiros.

Ou ainda, é possível visitar a Praia do Satu em uma parada de passeio barco que inclua também outros lugares, como por exemplo, a Praia do Espelho. Espere investir cerca de R$ 250,00 por pessoa em uma programação deste tipo.

Para quem for até lá para passar o dia – que é o ideal – vá preparado para investir nos comes e bebes. Há apenas duas ou três barracas na praia, sendo a mais famosa a Satu Beach Club, que cobra consumação mínima de R$ 100,00 a R$ 250,00 por pessoa, a depender da época do ano.

Outra barraca que garante petiscos, refeições e bebida gelada é a Pousada e Restaurante Mangaba Satu.

Praia do Satu - Caraíva

Praia do Satu

3- Passeio de buggy à Ponta do Corumbau

Um dos lugares mais lindos que visitei durante a minha viagem a Caraíva pertence ao município vizinho de Prado e atende pelo nome de Ponta do Corumbau.

Localizado a apenas 10 quilômetros ao sul do centrinho de Caraíva, este destino é aquele tipo de lugar que por si só faz valer a pena qualquer deslocamento. Inclusive, se eu tivesse que indicar um único passeio para o seu roteiro certamente seria este.

Além de um marzão a perder de vista com água clarinha ao melhor estilo piscina sem ondas, a Ponta do Corumbau tem um bom conjunto de barracas que não costumam cobrar taxa mínima de consumação. Aliás, fiquei na Barraca Nativa e recomendo.

Como se não bastasse, a Ponta do Corumbau tem um detalhe que deixa a sua paisagem ainda mais especial: durante a maré baixa, um banco de areia fica exposto mar adentro, tornando o visual ainda mais fotogênico.

Para visitar este refúgio do litoral baiano o melhor plano é contratar um passeio de buggy. Na verdade, a atividade nem chega a ser um tour, pois o único destino é a própria Ponta do Corumbau. Ainda assim, esse translado de buggy será praticamente o único jeito de chegar até lá.

Os passeios de buggy à Ponta do Corumbau acontecem diariamente e você pode contratar com um ou dois dias de antecedência. As próprias pousadas em Caraíva costumam indicar algum bugueiro, mas, em todo caso, saiba que os passeios saem do Estacionamento Xandó. Ou seja, também dá para ir até lá e contratar o passeio pessoalmente.

 No mais, se organize para dedicar um dia inteiro da sua programação para esta atividade. De modo geral, os passeios saem por volta das 9h e retornam até às 16h – você combina o horário de volta com o bugueiro.

Além disso, saiba que o valor do passeio é tabelado: R$ 110,00 por pessoa, podendo ir até 4 passageiros por buggy. Se você estiver sozinho, peça ao bugueiro para te encaixar com outros viajantes. Isso porque, no caso de apenas um passageiro o passeio custará R$ 200,00.

passeio de buggy em Caraíva

Ponta do Corumbau

4- Passeio à Praia do Espelho

A partir de Caraíva é possível fazer um passeio bate-volta até uma das praias mais famosas da Bahia: a Praia do Espelho. No entanto, já adianto que dependendo do seu gosto e orçamento este não será o melhor ponto de partida para visitá-la.

Diferente de Porto Seguro, Arraial d’Ajuda e Trancoso, que possuem agências com passeios diários à Praia do Espelho por um preço camarada, em Caraíva não há essa modalidade de tours em van. Para chegar até lá o mais comum é ir de barco, ônibus ou caminhando.

O passeio de barco costuma funcionar muito bem, mas tem um custo de aproximadamente R$ 250,00 por pessoa e um mínimo de três passageiros. A vantagem é que além da praticidade você pode visitar a Praia do Satu no mesmo dia.

De ônibus, o maior inconveniente é que a única saída pela manhã é às 6h20. No caso, é o mesmo veículo que vai até Arraial d’ Ajuda, da Viação Águia Azul. Além disso, o ônibus te deixará na entrada do Condomínio e Pousada Outeiro das Brisas e você precisará andar mais 1,5 quilômetro para chegar à faixa de areia.

 Para voltar de ônibus basta fazer a mesma logística para o caminho contrário. O ônibus para Caraíva costuma passar por lá entre 16h30 e 17h30, podendo atrasar até às 18h.

Por fim, a outra possibilidade, que foi a que eu fiz, é ir andando durante a maré baixa e voltar de ônibus. De Caraíva à Praia do Espelho pela faixa de areia são cerca de 10 quilômetros percorridos em torno de três horas. Para quem gosta de caminhadas é um baita passeio, afinal, durante o percurso também passamos pela Praia do Satu e Praia de Juacema.

passeio de barco em Caraíva

Praia do Espelho

5- Rio Caraíva de boia

Está com tempo de sobra no seu roteiro em Caraíva e quer uma trégua da água salgada? Se sim, programe-se para fazer o passeio de boia pelo Rio Caraíva. Aliás, como esta é uma atividade de curta duração, você pode fazê-la no dia em que for ficar de bobeira em alguma das praias centrais.

Assim como para curtir as praias, para esta diversão você também deve ficar de olho no horário da maré. Isso porque, é durante a maré vazante que dá para aproveitar o sentido da correnteza do rio e flutuar de boia até o seu encontro com o mar.

Ainda assim, não se preocupe com isso. Saiba apenas que o melhor horário para o passeio não será o mesmo todos os dias, mas basta perguntar para os responsáveis pela brincadeira que eles informarão a que horas irá acontecer.

Sobre a dinâmica do passeio não há segredos: um barquinho leva os viajantes até um determinado trecho do rio, na altura da Prainha, e a partir de lá eles voltarão boiando até chegar ao mar. A descida costuma durar entre 1h e 1h30, a depender das condições da maré.

passeios em Caraíva

Descer o rio de boia é um dos melhores passeios para fazer em Caraíva

6- Boteco do Pará

Seja para almoçar, petiscar ou apenas para provar a especialidade da casa (o pastelzinho de arraia): o Boteco do Pará é figurinha carimbada na maior parte dos roteiros em Caraíva.

Aliás, mesmo os viajantes que nunca ouviram falar dele certamente o veriam durante a viagem. Isso porque, suas simpáticas mesinhas à beira-rio no meio do caminho para a Barra de Caraíva são um irrecusável convite para uma pausa.

O horário mais disputado é no final da tarde, quando os visitantes saem da praia e param por ali para acompanhar o pôr do sol. Portanto, se você pretende fazer isso, saiba que não será o único e que as mesas podem estar todas ocupadas – se adiante para garantir um lugar.

Além dos pastéis sequinhos que são os quitutes mais pedidos, o cardápio também é recheado com petiscos de frutos do mar e moquecas.

roteiro em Caraíva

O pastelzinho de arraia do Boteco do Pará é provavelmente o petisco mais famoso de Caraíva

7- Forró do Pelé e Forró do Ouriço

Se as praias de Caraíva reinam em absoluto durante o dia, os forrós do Pelé e do Ouriço são as grandes estrelas da noite. Portanto, se você é do tipo de viajante que faz questão de se divertir até o nascer do sol, saiba que essa poderá ser uma realidade durante a sua viagem.

Como o próprio nome indica, estes dois lugares são ótimas pedidas para quem gosta de um legitimo forró pé-de-serra. E, mesmo os turistas menos entendidos do assunto, certamente terão a diversão garantida.

De modo geral, as noites de forró em Caraíva acontecem de quarta a sábado, intercalando cada dia em uma das casas. Porém, na altíssima temporada de verão pode ter – quase – todos os dias, e na baixa temporada de inverno apenas aos finais de semana.

Está em dúvida em qual deles ir? Não se apegue a isso. Além da estrutura física dos locais serem muito semelhantes, a banda que toca em um também costuma tocar no outro. Portanto, vá naquele em que estiver aberto no dia em que você tiver vontade de ir.

Só deixo um aviso: não saia da pousada tão cedo. Inclusive, dá para chegar da praia, jantar, descansar um pouco e só então sair para farrear. Isso porque, os forrós abrem somente às 23h, e o público começa a chegar por volta da meia-noite.

Além disso, vale a pena comprar seu ingresso antecipadamente – especialmente durante a alta temporada. Dependendo do movimento, pode ser que seja mais caro na hora. Quando fui, paguei R$ 50,00 comprando antecipado.

forró em Caraíva

Ir ao forró é uma das melhores programações para fazer em Caraíva à noite

O que fazer em Caraíva à noite?

Caraíva é um destino predominantemente jovem. E, apesar de não ser um lugar com mil e uma atrações noturnas, sempre há algum tipo de diversão para estes jovens.

A dica mais básica do que fazer em Caraíva à noite é sair para jantar e beber em algum restaurante da Rua Beira-Rio – a mais movimentada e onde estão os principais comércios da vila.

O bar mais animado do pedaço costuma ser o Beco da Lua, porém, saiba que em praticamente qualquer local haverá música ao vivo.

Depois que os bares e restaurantes começam a fechar as portas o destino de quem não pensa em voltar para a pousada será o mesmo: Forró do Pelé ou Forro do Ouriço, conforme já foram indicados anteriormente.

o que fazer em Caraíva à noite

O centrinho de Caraíva fica ainda mais charmoso à noite

O que fazer em Caraíva com chuva?

A melhor coisa para fazer em Caraíva com chuva é… torcer para a chuva parar. Brincadeiras à parte, o fato é que se os aguaceiros marcarem presença durante as suas férias o encanto da viagem não será o mesmo. Se a chuva for muito intensa a ponto de não dar para ficar na praia, sua única solução será ficar na pousada, em bares ou restaurantes.

Por outro lado, a boa notícia é que o clima em Caraíva costuma colaborar. Embora não tenha uma estação seca tão definida, as chuvas tendem a ser bem distribuídas ao longo do ano.

Ainda assim, lembre-se que sempre pode haver exceções. Em dezembro de 2021, por exemplo, o litoral sul da Bahia foi devastado por temporais que não costumam ser tão comuns nesta época do ano. Se levarmos em consideração o histórico pluviométrico deste destino, os meses a serem evitados por terem maior volume de precipitação, são: março, abril, outubro e novembro.

o que fazer em Caraíva com chuva?

Trecho do mar ao lado do Rio Caraíva

O que fazer em Caraíva em 4 dias?

Deixarei a seguir uma sugestão de roteiro de passeios para fazer em Caraíva em 4 dias. Neste caso, vou considerar um dia de ida, dois dias livres na vila e outro dia de volta. Porém, tenha em mente que dependendo do seu horário de chegada ou saída, pode ser que a programação precise de alguns ajustes.

Portanto, caso esteja dentro das suas possibilidades, tente passar pelo menos mais um dia inteiro na cidade para não correr o risco de deixar algum atrativo de fora do itinerário.

» Primeiro dia: Chegada, check-in na pousada e tarde na praia da Barra de Caraíva.

» Segundo dia: Caminhada à Praia do Satu ou passeio de barco combinando Praia do Satu + Praia do Espelho.

» Terceiro dia: Passeio de buggy a Ponta do Corumbau.

» Quarto dia: Manhã livre (pode ir à Praia Central de Caraíva) e retorno.

3 lugares para se hospedar em Caraíva

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Hostel e Pousada Casa de Paixão Caraíva é o mais bem cotado para a sua estada.

($$) Quem faz questão de privacidade mas não quer gastar uma fortuna, a Pousada Aroeira tem ótimo custo-benefício. Inclusive, foi lá onde fiquei hospedado e com toda certeza voltaria outras vezes.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir a charmosa Pousada Vila Verde Caraíva.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Caraíva.

Murilo Pagani
Introvertido de carteirinha com picos de sociabilidade quando necessário ou depois de alguns goles de cerveja. Queria saber escrever bonito, mas cultivo um enorme apego à desculpa de que sou originalmente de exatas para justificar a minha falta de dedicação em combinar as palavras uma depois da outra. Espero que entenda!
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.