Dicas e roteiros de viagem pela América Latina

Por Murilo Pagani

O que fazer em Itacaré: Melhores passeios e roteiro

A receita do sucesso dos passeios para fazer em Itacaré não é exclusividade deste destino. É fácil, inclusive, encontrar pelos quatro cantos do mundo pequenos vilarejos praianos com ingredientes semelhantes que cativam principalmente o público jovem. Porém, é inquestionável: o tempero baiano torna este lugar ainda mais irresistível.

Além disso, Itacaré tem o privilégio de ter uma matéria prima de altíssima qualidade.

As praias, que são o carro chefe da casa, não são boas apenas para fisgar os surfistas, mas também, são pratos com apresentação caprichada que servem aos viajantes que comem com os olhos.

Como se não bastasse, o apetite daqueles que têm mais energia para gastar também é saciado. Isso porque, trilhas, cachoeiras, e até mesmo rafting, fazem parte do cardápio de passeios em Itacaré.

Por fim, como ninguém é de ferro, a sobremesa é muito bem servida. Diferente de destinos mais estrelados do litoral da Bahia, onde a doçura das férias pode causar indigestão no bolso, em Itacaré isso não acontece. Afinal, até mesmo os turistas mais habituados com um PF baratinho conseguem deixar a barriga cheia e o coração contente sem ir à falência.

Quantos dias ficar em Itacaré?

Sem delongas: o tempo mínimo que eu recomendo para uma viagem a Itacaré é de três dias completos apenas para aproveitar as atrações da própria cidade. Ou seja, considerando o dia de ida e o dia de volta, que serão parcialmente gastos com deslocamento, o ideal é ter pelo menos cinco dias.

Dá para aproveitar um passeio com menos tempo no roteiro? Até dá. Porém, você precisará abrir mão de algumas atividades.

Além disso, saiba que ficando em Itacaré você também terá a chance de fazer passeios bate-volta a outros destinos que estão relativamente próximos. Os receptivos turísticos, por exemplo, realizam tours para as ilhas de Camamu, Península de Maraú, Ilhéus e até mesmo para lugares mais distantes como Boipeba e Morro de São Paulo.

Se acaso você quiser incluir algum destes passeios em Itacaré no seu itinerário reserve um dia extra para cada um deles. Porém, atenção: na minha opinião, nem todos estes bate-voltas valem a pena. Isso porque, dependendo da distância a ser percorrida, seria mais conveniente pernoitar algumas noites no destino.

quantos dias ficar em Itacaré

Para fazer todos os passeios em Itacaré o ideal é passar 7 dias na cidade

» Clique aqui para encontrar ofertas de pousadas em Itacaré

Como fazer os passeios em Itacaré?

Apesar de um carro facilitar bastante as andanças pela região de Itacaré, também dá para se virar sem um veículo. Inclusive, visitei todos os lugares que queria fazendo uma combinação de caminhadas + ônibus + passeios guiados.

Para começar, as praias urbanas da cidade estão perto do burburinho central da vila. Gasta-se entre 10 e 30 minutos para ir andando aos pedaços de areia mais próximos.

O maior problema é para ir às praias selvagens que estão mais distantes do centro. Portanto, são nesses casos que um carro vai tornar os seus deslocamentos mais ágeis e/ou econômicos.

Se essa não for uma possibilidade para o seu roteiro, você terá que se juntar aos passeios guiados ou ir de ônibus por conta própria.

Para ir de ônibus em Itacaré, a grande questão é que não há um sistema de transporte público com horários frequentes. Para se locomover desta forma se deve utilizar os ônibus intermunicipais da linha Itacaré x Ilhéus, que são operados pela empresa Rota Transportes e sai da rodoviária. Apesar desta prática ser bastante comum e com tarifas diferenciadas a depender do seu trajeto, o maior senão é que os horário são limitados – grosso modo, de hora em hora.

Por fim, caso decida fazer os passeios em Itacaré com agências de turismo, na Rua Pituba você encontrará meia dúzia delas com roteiros e preços semelhantes. As atividades pelas atrações da própria cidade têm saídas quase que diárias e dá para contratar com um ou dois dias de antecedência. Por outro lado, os bate-voltas para destinos mais distantes (Barra Grande, Boipeba ou Morro de São Paulo), precisam ser agendados com mais antecedência.

E por falar em Pituba, saiba que é pelos arredores desta rua a melhor localização para a sua estada nas pousadas em Itacaré

como fazer os passeios em Itacaré?

Praia de Jeribucaçu

1- Praias centrais de Itacaré

Uma das melhores surpresas que tive em Itacaré foi perceber que as suas praias mais próximas ao centro também têm um cenário rodeado de muito verde, fazendo assim, que seja um pequeno sacrilégio chamá-las de urbanas. Portanto, mesmo que você não queira fazer longos deslocamentos, saiba que estará bem servido de pedaços de areia perto do burburinho central. Inclusive, se você estiver hospedado próximo da área da Rua Pituba, dá para ir andando até elas.

Praia da Concha

A praia com melhor estrutura de barracas, e que de quebra tem ainda um marzão sem ondas, é a Praia da Concha. Lá você encontrará desde quiosques simples e sem muitas firulas a cabanas com música ao vivo estilo beach club. Além disso, é no canto esquerdo desta praia onde está um dos lugares mais indicados para ver o pôr do sol: o Mirante do Xaréu.

Resende, Tiririca, Costa e Ribeira

O outro trecho de praias centrais de Itacaré é composto por quatro comadres que estão lado a lado – mas separadas por rochedos: Resende, Tiririca, Costa e Ribeira. Dá para ir andando de uma para outra caminhando sobre as pedras da encosta – o que proporciona bonitas vistas panorâmicas – ou pela rua principal de acesso às praias, a Caminho das Praias – que é mais segura e livre de possíveis escorregões.

Dentre as comadres, a que está mais próxima da Rua Pituba, mais especificamente a 700 metros, é a Praia do Resende. Lá você encontrará alguns quiosques improvisados que garantem cadeiras, guarda sol, bebidas geladas e petiscos.

Ao lado dela está a Praia da Tiririca, que é o point dos surfistas e banhistas que preferem ondas. Além disso, é lá que está a Cabana Aloha Surf, que tem uma estrutura mais ajeitada para quem faz questão de conforto de frente para o mar.

Por fim, estão a Costa e a Ribeira. Enquanto a Costa está sempre vazia e não oferece nenhum tipo de estrutura para os visitantes, a Ribeira tem um ambiente mais familiar por causa do seu mar mansinho, do riacho de água doce e da boa estrutura de quiosques.

Na minha opinião, um bom plano é fazer uma caminhada para visitar todas estas praias de uma única vez, e depois voltar para ficar o restante do dia naquela que mais gostou. Da Praia do Resende à Praia da Ribeira, passando pela Tiririca e Costa, a distância a ser percorrida não chega a um quilômetro e se gasta em torno de 20 minutos para ir de uma ponta a outra.

dicas do que fazer em Itacaré

A Praia da Tiririca é uma das questão próximas do centro de Itacaré

2- Trilha à Prainha

Na Praia da Ribeira está o início da trilha que leva os visitantes a uma das mais lindas praias de Itacaré: a Prainha – que de “inha” não tem nada. Com uma faixa de areia clara a perder de vista e margeada por uma fileira de coqueiros altíssimos, trata-se de um dos refúgios com o menor sinal de urbanização que você encontrará durante os passeios.

Inclusive, tenha em mente que não há nenhum tipo de estrutura na praia. Até há uma barraquinha que eventualmente pode estar vendendo água de coco, porém, é melhor não contar com isso.

A trilha para a Prainha começa margeando o riacho que está na Praia da Ribeira. Ao chegar na Ribeira não precisa descer até a praia, basta seguir adiante em direção ao riacho, caminhando à direita do curso d’água. Na dúvida, é só perguntar para qualquer pessoa das barracas que elas indicarão o caminho.

A partir daí, caminha-se por aproximadamente 1h até chegar à Prainha. A maior parte do caminho é sombreado pela vegetação e os desníveis do percurso não chegam a ser cansativos. Atente-se, porém, que alguns trechos podem estar bastante escorregadios caso tenha chovido recentemente.

Embora algumas pessoas achem que esta trilha é mal sinalizada e pode causar confusão durante a pernada, eu achei bastante simples. Depois que iniciar a aventura, basta seguir pelo caminho demarcado e ir acompanhando uma tubulução azul que está no chão e que estará presente em boa parte da rota. Além disso, em alguns trechos também há indicações com setas amarelas marcadas nas árvores. 

Prainha Itacaré

Fazer a trilha da Prainha é um excelente passeio para fazer em Itacaré

3- Trilha das 4 praias

Provavelmente uma das trilhas com melhor custo-benefício que já fiz na vida, este percurso leva os visitantes a quatro pedaços de areia selvagens e cheios de beleza: Engenhoca, Havaizinho, Camboinha e Itacarezinho.

O caminho completo da trilha das 4 praias de Itacaré pode ser percorrido em aproximadamente uma hora, sendo que, em média, gasta-se 15 minutos para ir de uma praia a outra.

Dá para começar tanto por Engenhoca como por Itacarezinho, porém, para mim, é melhor iniciar em Itacarezinho (eu fiz o contrário e me arrependi).

O que acontece é que Itacarezinho tem apenas dois ou três restaurantes, e todos fazem a linha Trancoso de ser – ou seja, são caríssimos. Por outro lado, na Praia do Havaizinho e na Engenhoca há quiosques mais modestos e com preços mais realistas.

Para quem pretende fazer esse passeio por conta própria basta pegar o ônibus na rodoviária de Itacaré (da empresa Rota, sentido Ilhéus) e descer no acesso da Praia de Itacarezinho. Na volta, basta pegar o ônibus na rodovia no acesso da Praia da Engenhoca.

Quem for de carro consegue pará-lo no estacionamento na beira da rodovia em frente ao acesso da Praia da Engenhoca.

Além disso, na altura do acesso da Praia de Itacarezinho também há locais para estacionar na beira da rodovia. Até dá para descer pertinho da praia de carro, porém, os estacionamentos dos restaurantes de Itacarezinho chegam a cobrar R$ 100,00 pela vaga.

No mais, saiba que também há passeios guiados pela trilha das 4 praias (R$ 100,00 por pessoa). Além de incluir o transporte e acompanhamento de guia, este tour também vai à Cachoeira de Tijuípe. Para quem estiver sem carro e quer conhecer a queda d’água, é um ótimo negócio.

pontos turísticos de Itacaré

Praia do Havaizinho

trilhas para fazer em Itacaré

Praia de Itacarezinho

4- Praia de Jeribucaçu

O melhor banho de rio dentre os passeios para fazer em Itacaré está na Praia de Jeribucaçu. E mais do que isso: o visual deste cantinho pra lá de sossegado é também um dos mais fotogênicos da cidade. Apesar de o acesso até lá ser um pouco chato, na minha opinião, valeu a pena o investimento.

Além de poder passar o dia à toa às margens do rio, a partir da Praia de Jeribucaçu dá para fazer uma trilha curtinha até o pedaço de areia vizinho, a Praia da Arruda. Durante a maré baixa piscinas naturais se formam próximo da faixa de areia, o que deixa o passeio ainda mais especial.

Por falar em trilha, saiba que o único acesso à Praia de Jeribucaçu é por um caminho íngreme (a subida é na volta) que leva entre 20 e 30 minutos de caminhada. Não chega a ser difícil, mas também não dá para falar que é uma baita moleza.

Quem estiver de carro consegue deixá-lo no estacionamento que há no início da trilha (R$ 20,00).

Por outro lado, os viajantes desmotorizados deverão contratar um passeio guiado para fazer esta atividade. Isso porque, os ônibus só passam pela rodovia, a cinco quilômetros do início da trilha. Ou seja, se você for de ônibus, precisará andar estes cinco quilômetros – que são de estrada de terra – antes mesmo de começar a trilha para a Praia de Jeribucaçu.

Os passeios guiados custam na faixa de R$100,00 por pessoa e ainda incluem no roteiro uma visita a Cachoeira da Usina.

Por fim, saiba que a estrutura na Praia de Jeribucaçu se limita a dois quiosques básicos e sem firulas. Servem de – quase – tudo, mas não vá esperando barracas emperiquitadas.

Jeribucaçu

Praia de Jeribucaçu

5- Cachoeiras em Itacaré

As quatro cachoeiras em Itacaré que você pode incluir no seu roteiro, são: Cleandro, Bom Sossego, Usina e Tijuípe.

A mais visitada e que tem acesso mais simples para ir por conta própria é a Tijuípe, que se encontra próxima da rodovia e a oito quilômetros da entrada da Praia de Itacarezinho. Inclusive, o mais comum é visita-la no mesmo dia em que for fazer a Trilha das 4 Praias (as agências já a incluem na programação deste passeio).

Além de uma queda d’água de respeito e um poço enorme onde as pessoas não precisam brigar por espaço, o complexo onde está a Cachoeira de Tijuípe tem restaurante, banheiro e outros tipos de serviços.

A Cachoeira da Usina também é integrante dos itinerários de passeios em Itacaré oferecido pelas agências de turismo. Neste caso, a visita é no mesmo tour que vai para a Praia de Jeribucaçu. Ir por conta própria até é possível, mas como é preciso fazer uma trilha chatinha, de aproximadamente 20 minutos, recomendo ir com alguém que conheça o local.

A Cachoeira do Bom Sossego está no endereço mais próximo do centro da cidade, a nove quilômetros. O acesso de carro é fácil, a cachoeira é linda e , assim como na Tijuípe, também há um restaurante que garante bebidas geladas, petiscos e até mesmo refeições completas. O maior senão é que devido à proximidade com o centrinho ela pode estar lotada aos finais de semana e períodos de alta temporada.

Por fim, a Cachoeira do Cleandro tem acesso somente de barco, pelo Rio de Contas. Se você estiver viajando em grupo dá para negociar o passeio diretamente com os barqueiros que ficam na orla da Praia da Coroa. Neste caso, espere pagar em torno de R$ 50,00 por pessoa (as agências cobrariam na faixa de R$ 100,00 por cabeça).

Um bom plano para visitar a Cachoeira do Cleandro é ir à tarde, por volta das 14h, e na volta da cachoeira emendar uma parada na Praia do Pontal, mais especificamente no Iemanjá Beach Club, para ver o pôr do sol.

cachoeiras em Itacaré

Cachoeira de Tijuípe

6- Pôr do sol em Itacaré

O clichê mais sedutor de qualquer viagem à praia tem endereços certos em Itacaré. Portanto, anote estes três nomes: Mirante do Xaréu, Mirante Lounge Bar e Deck Bar. Estes três lugares estão pertinho um do outro, pelos arredores da Praia da Concha.

O Mirante do Xaréu é a formação rochosa que está no canto esquerdo da Praia da Concha e ao lado da foz do Rio de Contas (o pôr do sol é no rio). É o melhor lugar para quem está a fim de algo descompromissado sem precisar gastar um único centavo. Ainda assim, se quiser um drink para acompanhar este momento, há uma barraquinha ali que faz caipirinhas caprichadas.

O Mirante Lounge Bar está a poucos passos do Xaréu e tem um espaço cheio de charme, música ambiente agradável e cardápio recheado de drinks e petiscos. É um excelente lugar especialmente para os pombinhos viajantes que estão em busca de uma pitada de romantismo para essa hora do dia.

 Um pouco mais adiante está o recém-inaugurado Deck Bar, quem tem astral descontraído e aconchegante. Como há poucas mesas, é bom chegar cedo para garantir um lugar de frente para o rio.

Além disso, outro endereço que é um velho conhecido para ver o pôr do sol em Itacaré é o Iemanjá Beach Club, que fica na Praia do Pontal, na outra margem do Rio de Contas. Para chegar lá é preciso fazer a travessia com os barquinhos que saem da orla da Praia da Coroa (na faixa de R$ 15,00 ida e volta). Mesmo que você não queira usar a estrutura do beach club, dá para ir até lá e ficar na areia mesmo.

Por fim, lembre-se: normalmente o pôr do sol acontece entre 17h e 17h30.

pôr do sol em Itacaré

A Praia do Pontal é um dos melhores lugares para ver o pôr do sol em Itacaré

7- Passeio para Serra Grande

Serra Grande é um distrito que pertence ao município de Uruçuca, localizado a 30 quilômetros de Itacaré e no meio do caminho para Ilhéus. E, como bom destino baiano que é, tem praias que justificam o passeio.

Os pedaços de areia mais recomendados para passar o dia são a Praia Pé de Serra e a Praia do Sargi. Além de uma extensa faixa de areia margeada por coqueiros, ambas possuem um astral sossegado ideal para quem está em busca de tranquilidade.

Além do banho de mar, outras duas atrações que valem a parada são a Cachoeira do Tijuípe e o Mirante de Serra Grande.

O maior inconveniente é que para realizar este itinerário o ideal é que você esteja com um veículo próprio. Isso porque, fazer todas as paradas de ônibus torna o passeio inviável e as agências de turismo não oferecem tour regulares para lá.

Ainda assim, outra possibilidade é ir de ônibus até o centrinho de Serra Grande e a partir daí fazer um tour de bicicleta pela região. O passeio dura em torno de 4h30 e quem organiza a atividade é a empresa Elo Bike Trips.

Serra Grande Bahia

Vista do Mirante de Serra Grande

8- Rafting em Taboquinhas

Para quem gosta de atividades de aventura este é o passeio mais imperdível para incluir no roteiro em Itacaré. Afinal, além de rafting pelas corredeiras do Rio de Contas, o tour também inclui uma descida de tirolesa.

Localizado a quase 30 quilômetros do centrinho de Itacaré, Taboquinhas é um distrito deste mesmo município e onde se inicia a diversão. Tanto o transporte até lá como também todos os equipamentos necessários para que o passeio seja realizado em segurança já estão incluídos no valor do tour (R$ 160,00 por pessoa).

Normalmente, a programação deste dia é a seguinte: as vans buscam os viajantes em seus hotéis por volta das 9h30 e seguem para Taboquinhas. Depois de quase uma hora na estrada, chega-se ao local de início do rafting e os aventureiros recebem uma aula teórica com todas as instruções necessárias para executar o passeio. Em seguida, é a hora dos finalmente e se inicia a descida pelas corredeiras – que dura aproximadamente 1h30.

Por fim, antes de retornar a Itacaré há ainda uma descida de tirolesa.

9- Bate-volta à Península de Maraú

Localizada 60 quilômetros ao norte de Itacaré, a Península de Maraú é um dos destinos que funciona muito bem como um passeio bate-volta para quem estiver com dias sobrando. É claro que para aproveitar o cardápio completo deste trecho do litoral baiano seria necessário passar algumas noites por lá, porém, o tour de um dia já é um ótimo tira gosto.

Para este passeio recomendo se juntar com algum grupo dos receptivos turísticos – mesmo que você esteja viajando de carro particular. Normalmente, as agências têm dois tours para esta região: Ilhas da Península (que também pode ser conhecido como “4 Ilhas” ou “Baía de Camamu”) e Península Off Road.

No Ilhas da Península, após fazer a primeira etapa do deslocamento pela estrada, o restante do passeio será praticamente todo pelo mar – navegando em escuna ou lancha – e parando em algumas ilhas da baía. Alguns lugares que costumam fazer parte do itinerário, são: Pedra Furada, Ilha do Goio, Ilha do Sapinho e Ponta do Mutá.

Por outro lado, o Península Off Road é feito inteiramente pela estrada e com paradas nas praias continentais de Maraú. Normalmente, os locais que fazem parte da programação, são: Morro do Celular, Praia de Algodões, Saquaira e Taipu de Fora.

Como estes passeios são mais caros (entre R$ 200,00 e R$ 300,00), não acontecem todos os dias e precisam de uma quantidade mínima de interessados para que ele aconteça, recomendo deixar reservado antes de chegar a Itacaré ou agendar logo no primeiro dia.

Itacaré tours

Barra Grande

10- Outros passeios para fazer em Itacaré

Além de todos os passeios para fazer em Itacaré que já foram indicados, saiba que também há outros tours que podem preencher as suas férias. Porém, para mim, não são todos que valem a pena.

O único que ainda considero uma possibilidade é para Ilhéus, caso você queira conhecer as suas atrações históricas que estão nas páginas do Jorge Amado ou alguma fazenda de cacau. Para curtir praia, não compensa sair de Itacaré.

Além disso, também há passeios disponíveis para outros dois destinos que fazem sucesso na Bahia: Boipeba e Morro de São Paulo. No entanto, devido à longa distância a ser percorrida – pelo menos 2h30 na estrada e mais 40 minutos de lancha – considero estes bate-voltas mais cansativos do que divertidos. 

Se acaso você quiser incluir estes lugares em uma mesma viagem com Itacaré, sugiro que tenha pelo menos mais quatro noites extras para dividir a sua estada. Até porque, Boipeba e Morro de São Paulo têm atrações de sobra para uma programação exclusiva nesta ilha.

bate-volta de Itacaré para Ilhéus

A Casa de Cultura Jorge Amado é um dos principais pontos turísticos do centro histórico de Ilhéus

O que fazer em Itacaré à noite?

Existe vida noturna em Itacaré. Agora, se o agito estará rolando solto durante a sua viagem e se é o tipo de badalação que você gosta, é outra história.

O programa universal para fazer em Itacaré à noite é curtir os bares e restaurantes que estão distribuídos na Rua Pituba, na Passarela da Vila e na orla da Praia da Coroa. Por aqui, sempre haverá movimento e ambientes com música ao vivo pelo menos até às 23h, sendo que os arredores do Favela Coffee Shop é um dos mais animados.

Depois deste horário, é a época da sua viagem quem dirá para onde seguir a noitada – seja para uma festa até o nascer do dia ou para a sua pousada. Durante o verão, férias escolares, feriados prolongados e alguns finais de semana, sempre haverá farra para quem quiser esticar a noite. Aliás, nos períodos de maior movimento é comum que tenham dois ou três endereços para a diversão.

Por outro lado, nos períodos de baixa temporada será mais difícil encontrar uma balada que entre a madrugada adentro.

Se você estiver na cidade nos períodos de festas, dois lugares que costumam ditar a programação noturna em Itacaré são o Iemanjá Beach Club e a Cabana Corais. Porém, sempre aparecem eventos em outros lugares menos conhecidos. Portanto, assim que chegar à cidade, comece a perguntar na sua acomodação e nos bares em que for, se haverá alguma festa boa naquela semana.

Rua Pituba Itacaré

A noite em Itacaré acontece principalmente na Rua Pituba

o que fazer em Itacaré à noite

Sai para beber e jantar nos bares e restaurantes da Pituba é um dos passeios para fazer à noite em Itacaré

O que fazer em Itacaré com chuva?

Não há muito o que fazer em Itacaré com chuva. Afinal, os passeios deste destino são ao ar livre e ficam melhores se o tempo estiver ensolarado.

Ainda assim, a boa notícia é que não necessariamente o clima em Itacaré irá prejudicar os seus dias de praia. Apesar de chover com frequência na cidade, os aguaceiros são bem distribuídos ao longo do ano e, na maior parte das vezes, não se estendem por um dia inteiro.

Durante a minha viagem, por exemplo, não teve um dia sequer que não tenha chovido em algum momento. Porém, dos 10 dias que passei em Itacaré não teve nenhum que eu tenha ficado preso na pousada o dia inteiro por causa de chuva. Mesmo nas manhãs que começavam debaixo d’água, eu não precisava esperar nem mesmo até a hora do almoço para sair.

Em todo caso, se você quiser aumentar as suas chances de pegar um clima em Itacaré digno de esticar a canga na areia, evite viajar em abril e novembro. Isso porque, historicamente, nestes dois meses são registrados os maiores índices pluviométricos do ano.

Na outra ponta, os meses com menor volume de chuva costumam ser agosto, setembro e outubro. Aliás, são os únicos do ano que apresentam volume pluviométrico abaixo dos 100 mm ao mês.

o que fazer em Itacaré com chuva?

Ainda que o pôr do sol seja tímido, quase sempre dá para aproveitar as praias de Itacaré

O que fazer em Itacaré em 5 dias?

Deixarei a seguir uma sugestão de roteiro para fazer em Itacaré em 5 dias de viagem – que é o tempo mínimo que eu recomendo para um itinerário. Porém, sinta-se à vontade para fazer as adaptações que achar mais conveniente de acordo com o seu perfil e gostos.

Além disso, tenha em mente que para fazer todos os passeios em Itacaré que foram indicados é necessário passar mais tempo na cidade. Neste caso, vá acrescentando um dia extra para cada tour que você também gostaria de fazer.

» Primeiro dia: Chegada, check-in na pousada, Praia da Concha e pôr do sol no Mirante do Xaréu.

» Segundo dia: Circuito de praias urbanas em Itacaré (Resende, Tiririca, Costa e Ribeira). Pôr do sol na Praia do Pontal.

» Terceiro dia: Trilha das 4 Praias (Itacarezinho, Camboinha, Havaizinho e Engenhoca).

Se você não é fã de trilhas, faça pelo menos o percurso até a Engenhoca ou Havaizinho.

Além disso, se você estiver de carro ou se pretende fazer este passeio com um tour guiado, dá para conhecer também a Cachoeira do Tijuípe.

» Quarto dia: Passeio a Cachoeira da Usina, Praia de Jeribucaçu e Praia da Arruda (esta última, durante a maré baixa).

» Quinto dia: Manhã livre e retorno.

3 lugares para se hospedar em Itacaré

($) Para os viajantes que querem economizar, o Bahia Bonita Flat tem tarifas bastante acessíveis.

($$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes da Pousada Burundanga.

($$$) Para uma estada mais especial, o Terra Boa Hotel Boutique é um dos melhores endereços.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Itacaré.

Murilo Pagani
Introvertido de carteirinha com picos de sociabilidade quando necessário ou depois de alguns goles de cerveja. Queria saber escrever bonito, mas cultivo um enorme apego à desculpa de que sou originalmente de exatas para justificar a minha falta de dedicação em combinar as palavras uma depois da outra. Espero que entenda!
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.