Inicialmente, minha programação de passeios para fazer em Teresópolis, um dos destinos da Região Serrana do Rio de Janeiro, havia ficado imensa. Eram tantas atividades que eu cheguei a pensar que não teria tempo suficiente para visitar todos os lugares que gostaria.

Porém, depois que comecei a me informar sobre cada atração me dei conta que, na realidade, o que me impediria de visita-las não era a falta de tempo, mas sim, a logística da minha viagem.

Apesar de ter muitos pontos turísticos em Teresópolis, boa parte deles estão localizados fora da área urbana da cidade. Ou seja, chegar aos cenários mais fotogênicos não será possível para uma parte dos viajantes,

Ainda assim, saiba que mesmo que você não pretenda viajar de carro dá para fazer muita coisa em Teresópolis. E, neste texto, eu contarei tudo o que você precisa saber para organizar o seu itinerário.

Dicas do que fazer em Teresópolis

O carro-chefe de uma viagem a Teresópolis são os seus preservados parques naturais, trilhas e cachoeiras. Portanto, a primeira coisa que você precisa saber é que, diferente de Petrópolis, por aqui você encontrará pouquíssimos museus e atrativos em ambiente fechado.

Para fazer um grande recorrido pelos quatro cantos da cidade, vale a pena fazer um roteiro com três ou quatro dias inteiros em Teresópolis. Porém, neste caso, você precisará estar com um veículo próprio para conseguir chegar a todos os lugares que desejar.

Por outro lado, também é perfeitamente possível fazer uma bela viagem de final de semana em Teresópolis. Com dois dias, por exemplo, o carro se faz dispensável porque você pode focar as suas andanças nas atrações mais centrais, onde dá para ir caminhando, de ônibus ou solicitando carros em aplicativos de corrida.

Hospedado em Petrópolis e querendo conhecer apenas o Parque Nacional Serra dos Órgãos Sede Teresópolis, dá até mesmo para fazer um bate-volta, caso você esteja de carro. Isso porque, as duas cidades estão a 60 quilômetros uma da outra e o deslocamento entre elas levará apenas 1h30.

No mais, confira a seguir sete passeios em Teresópolis dão para fazer em um final de semana. E, no final do texto, há dicas de outros lugares que você pode visitar caso queira deixar o seu roteiro ainda mais completo.

1- Mirante do Soberbo
2- Parque Nacional Serra dos Órgãos (Sede Teresópolis)
3- Granja Comary
4- Horto Municipal de Teresópolis
5- Feirinha do Alto
6- Vila St. Gallen
7- Casa da Memória Arthur Dalmasso

pontos turísticos de Teresópolis
Apesar de não ter vocação turística, o centro de Teresópolis possui duas ou três atrações

» Clique aqui para encontrar ofertas de pousadas em Teresópolis

1- Mirante do Soberbo

Localizado em um recuo de acostamento na Rodovia Rio-Petrópolis, logo na entrada da cidade, o Mirante do Soberbo proporciona a vista cartão postal de Teresópolis: para o pico Dedo de Deus, um dos visuais mais conhecidos do Parque Nacional Serra dos Órgãos.

O passeio ao mirante não tem burocracia. Se você estiver chegando de carro é só estacionar e fazer uma parada de alguns minutos para foto. Isso, é claro, se o clima estiver colaborando e sem neblina.

Embora o espaço demarcado para os visitantes seja bastante nítido e amplo, tome cuidado ao caminhar às margens da rodovia ou se for atravessar para o outro lado – onde há uma área com lanchonete e pastelaria.

Se você estiver sem carro para ir até lá, uma corrida com carros de aplicativo saindo do centro deve custar em torno de R$ 20,00.

Por fim, saiba que o Mirante do Soberbo está a apenas dois quilômetros da entrada do Parque Nacional Serra dos Órgãos. Portanto, você pode visita-lo no mesmo dia em que for ao parque.

» Endereço: BR-116, Km 92, s/n – Soberbo, Guapimirim.

» Horário de funcionamento: Acesso livre 24hs.

» Preço: Gratuito.

o que fazer em Teresópolis com chuva
O Mirante do Soberbo está localizado na entrada de Teresópolis

2- Parque Nacional Serra dos Órgãos (Sede Teresópolis)

Grande estrela de qualquer lista do que fazer em Teresópolis, o Parque Nacional Serra dos Órgãos costuma ser o principal objetivo dos turistas. E, a boa notícia, é que esta sede é a melhor estruturada e com acesso mais fácil dentre os três municípios.

Para você ter uma ideia, a entrada do parque está na principal avenida da cidade, a apenas um quilômetro da Ferinha do Alto. Mesmo assim, para que você possa aproveitar todas as trilhas e poços com calma, reserve o dia inteiro apenas para este passeio.

O interior do parque é dividido em duas áreas: parte baixa e parte alta. No caso, a parte baixa é onde estão as trilhas principais e mais fáceis – ou seja, é a parte mais visitada pelos viajantes.

O principal circuito de trilhas é composto pelos seguintes percursos: Trilha da Primavera, Trilha Mozart Catão, Trilha 360 e Trilha Cartão Postal. Apesar de parecer muitos caminhos, eles são interligados, formando assim uma única trilha circular onde todas elas estão conectadas.

Meu passeio começou pela Trilha da Primavera. Ao final dela já se iniciava o caminho para Mozart Catão. Depois de terminar esta parte e chegar ao mirante que tem vista para a cidade de Teresópolis continuei pela Trilha 360, que basicamente é o trecho que conecta a Mozart Catão com a Trilha do Cartão.

Por fim, cheguei ao mirante final da Trilha do Cartão Postal, que tem vista para o Pico Dedo de Deus, e é o grande atrativo do parque.

Caso você não faça questão de fazer todo este circuito dá para fazer apenas o percurso que pertence à Trilha do Cartão Postal.

Cachoeiras no Parque Nacional Serra dos Órgãos

Ao terminar o circuito de trilhas vem a melhor parte do passeio: se refrescar nos poços e piscinas do parque. Portanto, se você também quiser se dar este presente, leve uma troca de roupa e toalha de banho na mochila.

Voltando para entrada do parque, mas antes de chegar ao centro de visitantes, há um caminho que vai até o Poço Dois Irmãos. Apesar de não ser muito grande, já garante um belo mergulho em meio à natureza.

Outra opção para se refrescar é a piscina circular de águas naturais, que fica bem ao lado do centro de visitantes e ainda tem uma excelente área com mesas e bancos para piquenique. Aliás, muita gente vai ao parque apenas para curtir essa piscina.

» Endereço: Avenida Rotariana, s/n, Soberbo, Teresópolis.

» Horário de funcionamento: Diariamente, das 8hs às 17hs.

» Preço: Ingresso geral para brasileiros, R$ 21,00.

Parque Nacional Serra dos Órgãos Teresópolis
A vista do mirante da trilha do Cartão Postal é… o cartão postal mais famoso de Teresópolis

3- Granja Comary

A Granja Comary é um dos pontos turísticos de Teresópolis que, na minha opinião, faz parte categoria “Já que…”. Já que estamos aqui, por que não ir até lá?

Famosa por abrigar a sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e ter cinco campos para treinamento das seleções, a Granja Comary também é um condomínio residencial.

O motivo para eu incluí-la na categoria “Já que…” é que não há nenhum atrativo especial por lá. De fato, a paisagem é bonita e há um lindo lago artificial emoldurado pelas serras da região.

Porém, a visita é basicamente isso: caminhar em uma pequena área determinada para visitantes, ver os campos de futebol e o lago. Não é permitido entrar na sede da CBF – não há nenhum tipo de visitação guiada, museu ou área para turistas.

Ainda assim, como a Granja Comary está bastante próxima dos melhores bairros para ficar em Teresópolis, você pode ir rapidamente até lá para tirar algumas fotos.

» Endereço: Avenida Hercílio Ferreira dos Santos, Carlos Guinle, Teresópolis.

» Horário para visitação: Segunda a sábado, das 8hs às 18hs.

» Preço: Gratuito.

roteiro em Teresópolis
A Granja Comary é um dos principais pontos turísticos de Teresópolis

4- Horto Municipal de Teresópolis

Se você for de carro até a Granja Comary aproveite para esticar o seu passeio até o Horto Municipal de Teresópolis, que está a dois quilômetros da sede da CBF.

Ocupando uma área com mais de 10 mil metros quadrados, o Horto foi reinaugurado em julho de 2021 depois de passar por um longo processo de revitalização. E, atualmente, voltou a atrair moradores e turistas.

Diferente de outros parques urbanos, o Horto Municipal de Teresópolis tem foco no cultivo de mudas de plantas que serão utilizadas para arborização e paisagismo de outras áreas públicas do município.

Além destes espaços para cultivo, no Horto também há área para piquenique, horta, jardim sensorial e parque pet.

» Endereço: Avenida Tobias Barreto, 21, Quarenta Casas, Teresópolis.

» Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 8hs às 16hs.

» Preço: Gratuito.

5- Feirinha do Alto

Já é tradição: sábados, domingos e feriados é dia de Feirinha do Alto – também conhecida como Feira de Artesanato de Teresópolis ou FEIRARTE.

Localizada no burburinho do bairro Alto, que é um dos bairros centrais mais turísticos da cidade, a FEIRARTE é uma típica feirinha onde podemos comprar diversas coisas ou simplesmente bater-perna para dar a famosa olhadinha.

Apesar de boa parte das barracas serem exclusivas de roupas e peças de vestuário, também há bancas com peças de decoração, brinquedos, utilidades domésticas e guloseimas.

Aliás. por falar em guloseimas, no final da feira há uma grande praça de alimentação com lanchonetes e trailers de comida. Sabe aquele esquema de mesas de plástico com uma grande tenda de cobertura, estilo quermesse de igreja? Assim que é!

Além disso, para quem estiver em busca de o que fazer em Teresópolis com crianças, ao lado da Feirinha do Alto sai Big Magic Trem. Trata-se de trenzinhos coloridos que fazem um recorrido pelo bairro. A cereja do bolo são os personagens de desenhos animados fantasiados que garantem muita animação e diversão para os pequenos.

» Endereço: Praça Higino da Silveira, 128, Alto, Teresópolis.

» Horário de funcionamento: Sábados, domingos e feriados prolongados, das 10hs às 18hs.

» Preço: Gratuito.

o que fazer em Teresópolis no domingo
Visitar a Feirinha do Alto é um bom passeio para fazer em Teresópolis aos finais de semana

6- Vila St. Gallen

Espécie de mini vila germânica criada pela Cervejaria Therezópolis, o St. Gallen é aquele tipo de lugar que faz bem aos olhos e ao estômago. Localizado no bairro Alto, lá é possível ter diferentes tipos de experiências gastronômicas e cervejeiras.

Embora atualmente (4/11/2021) o Bier Tour esteja indisponível, os outros ambientes e serviços do Vila St. Gallen continuam funcionando a todo vapor.

Os espaços mais concorridos são o pub e o jardim com ambiente externo (Biergarten). Nestas áreas, o cardápio é recheado com pratos típicos da culinária alemã, além, de claro, muito chope gelado.

Ao lado do jardim há uma cafeteria, onde além do tradicional cafezinho pós-almoço, você também poderá tomar deliciosos sorvetes artesanais.

Além disso, outro restaurante no Vila St. Gallen é o 1912 Trattoria, especializado em pratos italianos. E, durante a temporada de inverno, o 1912 Trattoria divide espaço com o 1912 Fondue.

Por fim, como tudo o que é bom tem o seu preço, tenha em mente que os valores das refeições no Vila St. Gallen não são exatamente os mais em conta da cidade. Em média, as entradas custam em torno de R$ 50,00; os pratos individuais para uma pessoa custam na faixa de R$ 85,00; e os sanduíches e hambúrgueres em torno de R$ 50,00.

Ainda assim, na minha opinião, é o tipo de lugar que vale a pena incluir no roteiro de passeios para fazer em Teresópolis. Nem que seja ao menos para tomar um chopinho no final da tarde.

» Endereço: Rua Augusto do Amaral Peixoto, 166, Alto, Teresópolis.

» Horário de funcionamento: Cada ambiente tem um horário próprio. Você pode consultar todos eles no site do Vila St. Gallen.

dicas do que fazer em Teresópolis
O Vila St. Gallen é um dos restaurantes mais famosos em Teresópolis

7- Casa da Memória Arthur Dalmasso

Verdade seja dita: o centro de Teresópolis não tem apelo turístico. Isso porque, a área central é dedicada quase que exclusivamente a comércios, e há apenas uma ou outra construção histórica por lá.

Ainda assim, se estiver com folga no seu roteiro, a Casa da Memória Arthur Dalmasso é um os poucos lugares que valem a pena visitar.

Situada ao lado da Praça da Igreja Matriz, a casa funciona como um museu e abriga um bom conjunto de objetos e documentos históricos sobre a cidade. Em menos de uma hora você conseguirá ter uma excelente ideia sobre o passado de Teresópolis – especialmente se optar em fazer a visita guiada gratuita que eles oferecem.

Outros lugares que você pode visitar durante o seu passeio pelo centro de Teresópolis, são: Calçada da Fama, Palacete Granado e SESC Teresópolis.

» Endereço: Praça Baltazar da Silveira, 91, Várzea, Teresópolis.

» Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 10hs às 17hs.

» Preço: Gratuito.

passeios em Teresópolis
A Casa da Memória Arthur Dalmasso é um dos únicos museus que há em Teresópolis

O que fazer em Teresópolis à noite?

A noite em Teresópolis não costuma ser intensa. Aliás, normalmente os próprios viajantes preferem programas mais sossegados para terem energia de sobra nos dias de passeios que envolvem trilhas.

O mais habitual para fazer à noite em Teresópolis é sair para algum barzinho ou restaurante. E, nesta categoria, há bons endereços para o seu roteiro.

No bairro Alto, o Vila St. Gallen e o Mad Brew – Tap & Steak House são dois lugares que se destacam entre as boas opções da vizinhança.

Na região de Agriões – outro bairro de Teresópolis – estive no Food Bunker Rebellados e no Centro Gastronômico Recanto. Enquanto o primeiro é especializado em sanduíches e hambúrgueres, o segundo tem um vasto cardápio com porções de petiscos, refeições de frutos do mar, comida japonesa e fondue.

Para um ambiente mais familiar, o Paraíso Agriões funciona como restaurante durante o dia e pizzaria à noite. Aliás, seu rodízio de pizza tem precinho bastante camarada e é muito elogiado.

Na área central da cidade, os dois restaurantes mais tradicionais de Teresópolis são o Taberna Alpina e o Tempero com Arte. Ou, para um ambiente mais descontraído estilo bar, o Vagão é uma das melhores pedidas.

Por fim, um pouco mais afastado deste burburinho, o Paradise Garage é um pub com muita personalidade e que também merece espaço na sua agenda.

o que fazer em Teresópolis à noite?
Há bons bares para sair à noite em Teresópolis. No meu caso, fui bastante feliz com este sanduíche do Rebellados

O que fazer em Teresópolis com chuva?

Eu adoraria poder dar dezenas de dicas do que fazer em Teresópolis com chuva, mas a realidade é que os seus passeios serão prejudicados no caso do clima não colaborar. Afinal, as principais atividades turísticas da cidade são ao ar livre.

Para minimizar a chance de ter os seus dias de turismo em Teresópolis prejudicados, o melhor a fazer é se organizar para evitar o período com maior quantidade de chuva: de novembro a março. Ou seja, durante o verão.

Por outro lado, de abril a outubro o volume pluviométrico cai consideravelmente, sendo que a época mais seca é durante o inverno. Aliás, apesar das temperaturas baixas, quem pretende fazer a travessia Petrópolis x Teresópolis deveria viajar entre maio e agosto.

Em todo caso, se o clima em Teresópolis não estiver do seu lado, aproveite para dedicar mais tempo e $$$ nas atrações gastronômicas de lá, como, por exemplo, no já mencionado Vila St. Gallen.

O que fazer em Teresópolis em 2 dias?

Não há grandes dilemas para montar um roteiro de 2 dias em Teresópolis. Afinal, com pouco tempo, o mais adequado é focar nos pontos turísticos mais famosos e com acesso mais fácil.

Se possível, chegue na cidade ainda na sexta-feira, e programe a volta para o domingo à noite. Ainda assim, mesmo que você só consiga chegar no sábado de manhã dá para fazer o mesmo itinerário sem prejuízo.

» Primeiro dia: Mirante do Soberbo, Parque Nacional Serra dos Órgãos e noite no Vila St. Gallen.

» Segundo dia: Granja Comary, Horto Municipal de Teresópolis, Feirinha do Alto e Casa da Memória Arthur Dalmasso.

o que fazer em Teresópolis em 2 dias?
Poço Dois Irmãos, no Parque Nacional Serra dos Órgãos

+ Dicas do que fazer em Teresópolis

As sete dicas do que fazer em Teresópolis cabem em um final de semana de andanças pela cidade. E, na minha opinião, esse é o roteiro mais básico para uma primeira visita ao destino.

No entanto, se você pretende passar mais tempo e estiver viajando de carro, dá para incluir outras atrações que estão afastadas da área urbana. No caso, os atrativos mais famosos são parques e cachoeiras que, eventualmente, podem exigir alguns trechos de trilha.

Para aumentar o seu repertório de Serra dos Órgãos, considere visitar também a sede que está na cidade de Guapimirim, a apenas 12 quilômetros de Teresópolis.

A 18 quilômetros do centro de Teresópolis outra opção de parque com trilha é o Parque Natural Montanhas de Teresópolis. Porém, não precisa se preocupar, pois as trilhas são curtas e de fácil acesso inclusive para crianças. O caminho mais bacana é o que vai até o topo da Pedra da Tartaruga.

Por falar em crianças, outro lugar para levar os pequenos é o Parc Magique – um parque de diversões com temática medieval que está localizado no Resort Le Canton. Antes de ir, porém, consulte os horários de funcionamento porque costuma ser limitado.

Voltando para as atrações naturais, a Cachoeira dos Frades é uma das quedas d’ água mais visitada pelos moradores e turistas. O acesso é pela estrada Teresópolis x Nova Friburgo, a 30 quilômetros do centro de Terê.

Antes de chegar à cachoeira você pode aproveitar para fazer uma parada no Sobrado Histórico José Francisco Lippi, que está localizado na mesma estrada.

3 lugares para se hospedar em Teresópolis

($) Para os viajantes que querem economizar, o  Hotel Vilanova é um dos mais em conta da cidade.

($$) Outra opção com excelente relação preço x conforto é o  Intercity Teresópolis.

($$) Por fim, querendo uma estada mais próxima da natureza, os Chalé Van Gogh é uma escolha certeira.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Teresópolis.

Avatar para Anônimo
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here