O que fazer na Patagônia (Argentina e Chile): Os melhores passeios pelos principais destinos para incluir no seu roteiro de viagem! [Ushuaia, El Calafate, El Chaltén, Torres del Paine e Punta Arenas]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Há muito o que fazer na Patagônia. Seja do lado argentino ou chileno, esta parte da América do Sul nos encanta com um roteiro cheio de aventura, paisagens naturais impressionantes e um estilo de vida pouco imaginado pela maior parte dos viajantes.

E sem essa de ficar confabulando se a Patagônia na Argentina é mais bonita do que no Chile, ou vice-versa. Ambas possuem belezas dignas de cartão postal e merecem igualmente a sua visita.

No entanto, é claro que você deverá fazer algumas escolhas. Afinal, há muitos lugares para conhecer na Patagônia e, dificilmente, conseguimos visitar tudo numa única viagem.

Porém, tenha em mente que a decisão de quais destinos incluir no seu roteiro vai depender mais do seu estilo de viagem e da logística da sua programação. O que posso adiantar, é: vá com calma.

Isso porque, ao menos em minha opinião, mais vale dedicar mais tempo para aproveitar tudo o que há de melhor em cada cidade, do que ficar num insano pinga-pinga ao sul do mundo.

Leia também: Quando ir para a Patagônia | Clima e melhor época para viajar

# O que fazer na Patagônia

Não seria exagero dizer que quase 100% das coisas para fazer na Patagônia sejam passeios ao ar livre e que envolve a natureza. Portanto, vá preparado para estar diante de muitas paisagens que mais parecem fazer parte de outro planeta.

Os destinos mais tradicionais dessa região são Ushuaia, El Calafate e El Chaltén – os três na Argentina – além de Punta Arenas e Puerto Natales, ambos no Chile.

No entanto, saiba que a Patagônia vai além dessa rota mais clássica. Com tempo, é possível explorar outros pedaços ainda pouco visitados e que guardam belas surpresas.

O tempo mínimo que eu recomendo para uma viagem a Patagônia é entre dez dias e duas semanas. Afinal, ir para tão longe e ficar pouco tempo acaba aumentando as despesas gerais das suas férias.

Porém, é claro, se só conseguir viajar por sete dias ou menos, escolha apenas um destino e aproveite tudo o que há de melhor por lá.

Além disso, antes de começar a organizar sua lista do que fazer na Patagônia, lembre-se de que os passeios são diferentes durante o verão e o inverno. Inclusive, alguns destinos devem ser evitados durante a época mais fria do ano.

É o caso de El Chaltén, que tem trilhas como principais atrações e que, durante o inverno, podem ficar bloqueadas pela neve.

Por fim, saiba que você pode utilizar a plataforma da Get Your Guide para deixar todos os seus passeios organizados antes de sair de casa. Além de fazer sua reserva de um jeito rápido e seguro, você pode consultar as avaliações feitas por outros viajantes!

» Clique aqui para ver preços e reservar seus passeios na Patagônia

# Ushuaia (Argentina)

Considerada a cidade mais ao sul do mundo, Ushuaia faz parte do imaginário dos viajantes que sonham em conhecer os destinos mais isolados do planeta. No entanto, não pense que irá encontrar um local tão isolado assim.

Apesar da enorme distância a ser vencida para chegar lá, Ushuaia é uma cidade desenvolvida e com ótima estrutura para o turismo. Até porque, o turismo é a principal fonte de renda deste destino.

Seja durante o inverno ou verão, começar seus passeios em Ushuaia com um city tour e uma visita ao Glaciar Martial é uma excelente ideia.

Outro passeio tradicional que pode ser feito em qualquer época do ano é o que leva os viajantes até o Parque Nacional Tierra del Fuego.

Para completar os tours mais tradicionais na cidade, inclua no seu roteiro os seguintes passeios:

Navegação pelo Canal Beagle e Ilha dos Lobos

Trilha para Laguna Esmeralda

Lagos Fagnano e Escondido

Recomendo passar ao menos três dias inteiros em Ushuaia.

» Clique aqui para ver preços e reservar os melhores passeios em Ushuaia

o que fazer na Patagônia - Argentina
Parque Nacional Tierra del Fuego

# El Calafate (Argentina)

É a partir de El Calafate que se pode visitar um dos lugares mais incríveis da Patagônia: a enorme montanha de gelo Glaciar Perito Moreno.

No entanto, muita atenção na logística do seu roteiro se você quiser visitar o destino na mesma viagem que Ushuaia: El Calafate está a quase 900 quilômetros distante. Ou seja, fazer este deslocamento pode ser mais trabalhoso do que muita gente imagina.

Anda assim, com um planejamento adequado, um itinerário pelas duas cidades – ou até mesmo por outros destinos – é perfeitamente possível.

Em El Calafate, reserve um dia inteiro para visitar o Parque Nacional los Glaciares, que é onde se encontra o Perito Moreno.

Além de fazer o passeio mais básico que inclui apenas as passarelas e mirantes, saiba que dá para fazer um mini-trekking sobre a geleira, e até mesmo um passeio de barco que chega bem próximo desta imensidão branca.

Num segundo dia, considere bater perna pelo simpático centrinho de El Calafate e fazer o passeio de 4×4 até o Balcón de El Calafate – de onde se tem vistas panorâmicas da região.

Outra possibilidade é fazer o passeio bate-volta até o Parque Nacional Torres del Paine, no Chile. No entanto, saiba que o passeio é cansativo, se passa muito tempo dentro da van, e essa não é a maneira mais proveitosa de se visitar este parque.

» Clique aqui para ver preços e reservar os melhores passeios em El Calafate

melhores passeios na Patagônia
Glaciar Perito Moreno

Leia também: Seguro viagem para Argentina | Dicas indispensáveis

# El Chaltén (Argentina)

Localizado a 213 quilômetros de El Calafate, El Chaltén é um dos melhores destinos de trekking na América do Sul. E o melhor: as trilhas são bem sinalizadas, gratuitas e o acompanhamento de guia é opcional.

Apesar de muitos viajantes visitarem esse pequeno vilarejo pé de montanha num passeio bate-volta desde El Calafate, para conhecer as melhores paisagens recomendo ter ao menos dois dias inteiros por aqui.

E, se você for aficionado por trilhas, pode reservar três ou quatro dias que certamente não irá se arrepender.

O grande senão é que para aproveitar El Chaltén sua viagem deve ser entre outubro e março. Isso porque, durante o inverno muitas trilhas ficam perigosas por conta da neve, e os dias curtos acabam sendo inconvenientes para as caminhadas que podem durar até doze horas (entre ida + volta).

Os dois principais trekkings da região são o Laguna de los Tres e Laguna Torre. Cada um deles ocupará um dia inteiro da sua programação.

melhores tours na Patagônia
Cerro Fitz Roy

# Parque Nacional Tores del Paine (Chile)

Não há um único viajante que esteja organizando o que fazer na Patagônia e não encontre como sugestão o Parque Nacional Torres del Paine. Afinal, situado a 80 quilômetros de Puerto Natales, este parque é um das joias mais preciosas da Patagônia chilena.

Para visitar os diversos cenários de Torres del Paine, você pode gastar de um a nove dias. Explico.

Saindo de Puerto Natales, é possível fazer um passeio bate-volta até lá. O tour dura o dia inteiro e você irá percorrer o parque de dentro de uma van, fazendo curtas paradas nos principais cartões postais do parque. No caso, este é o passeio de um dia.

Para os mais aventureiros, é possível fazer trilha pelo Parque Nacional Torres del Paine – acampando, ou ficando em hospedagens simples dentro do próprio parque.

Há dois circuitos que levam os viajantes aos principais pontos do parque: o Circuito W e o Circuito O – este último também conhecido como Circuito Completo.

Outra possibilidade de conhecer o parque com mais calma e sem precisar caminhar durante dias, é se hospedar em algum dos luxuosos hotéis dentro do parque. Além da hospedagem, estas acomodações também oferecem pacotes de passeios diferenciados.

Os três hotéis mais bacanas são o Hotel Lago GreyRío Serrano Hotel + Spa e o Hotel Las Torres Patagonia.

» Clique aqui para ver preços e reservar os melhores passeios em Puerto Natales

» Pacote para fazer o Circuito W (inclui transporte, hospedagem, guia e refeições!)

o que fazer na Patagônia - Chile
Parque Nacional Torres del Paine

# Punta Arenas (Chile)

Embora não seja a cidade com maior número de belezas por metro quadrado da Patagônia, a cidade de Punta Arenas tem relevância num roteiro.

Primeiro, porque é a maior cidade da Patagônia chilena, funcionando assim como ponto de chegada e partida para diversos outros destinos. Inclusive, Puerto Natales está a apenas 250 quilômetros de distância.

E segundo, porque também guarda poucas, mas excelentes atrações para o seu roteiro, como por exemplo, a Isla Magdalena e a Reserva Nacional Magallanes.

Para organizar uma programação bem bacana pela cidade, recomendo as dicas do post “O que fazer em Punta Arenas”, do blog Viajei Bonito.

» Clique aqui para ver preços e reservar os melhores passeios em Punta Arenas

# Como comprar os passeios para fazer na Patagônia

Para deixar toda sua programação acertada antes de sair de casa, uma boa maneira de comprar ingressos dos passeios para fazer na Patagônia é através da Get Your Guide, um site onde você pode pesquisar e encontrar detalhes de tours, verificar os preços e já fazer sua reserva imediatamente – tudo online.

Além de oferecer um ambiente seguro, outra vantagem da Get Your Guide é que você pode fazer alterações nas datas dos passeios. Ou ainda, muitas atrações têm cancelamentos gratuitos até 24 horas antes do início da atividade.

Outro benefício, embora nem sempre, é que dependendo do passeio os preços são bastante realistas. Alguns podem até ser mais em conta do que comprando direto com as empresas responsáveis, já que como eles tem um grande volume de reservas conseguem tarifas mais simpáticas.

Ainda assim, antes de fazer sua reserva recomendo que fique atento a estes três detalhes para não ter nenhuma surpresa desagradável:

» Caso você ainda não tenha certeza das datas do seu roteiro, verifique se a atração indica que o cancelamento e gratuito.

» A maior parte dos passeios para fazer na Patagônia são com guias que falam espanhol e inglês. Alguns até incluem guias em português, mas não costuma ser regra!

De qualquer forma, os guias que falam em espanhol costumam se virar muito bem no portunhol e isso não chega a ser um grande problema.

» Leia atentamente toda a descrição do passeio: o que está incluso no valor, quais itens são opcionais no momento da compra (refeições, traslados…), qual a duração e horário da atividade e onde é o ponto de encontro.

1 COMENTÁRIO

  1. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here