Viagem a Quito, no Equador: Dicas práticas para você organizar o seu roteiro. [Documentos, melhor época para viajar, quantos dias ficar, câmbio, transporte, hospedagem, passeios e o que fazer na capital equatoriana]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Quito costuma ser a porta de entrada para os viajantes que aterrissam no Equador.

Apesar de não ser a maior cidade do país, a capital equatoriana possui mais de um milhão de habitantes e atrações na mesma proporção.

Com um centro histórico que foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1978, a cidade está habituada a receber turistas de todo o mundo e possui uma excelente infraestrutura para isso.

Além de ter diversas opções de museus, parques e passeios em geral, uma viagem a Quito servirá como uma ótima base para você explorar outras regiões do Equador que estão ali perto.

E, para que você consiga organizar o seu roteiro adequadamente, neste texto eu darei todas as dicas que você precisa para o seu planejamento.

# Dicas de viagem a Quito

1- Documentos para viajar ao Equador
2- Melhor época para ir a Quito
3- Quantos dias ficar?
4- Câmbio e dinheiro
5- Transporte em Quito
6- Hospedagem em Quito
7- O que fazer em Quito
» Reservar passeios em Quito
» Contratar seguro viagem para o Equador

1- Documentos para viajar ao Equador

Brasileiros não precisam de visto para entrar no Equador caso a viagem seja a turismo por até 90 dias.

Aliás, devido à existência do Acordo Mercosul, brasileiros podem entrar no país utilizando apenas o documento de identidade (RG). É necessário, no entanto, que o RG esteja em bom estado de conservação e que o titular seja claramente reconhecido na foto do documento.

Se acaso preferir, você pode entrar no Equador utilizando um passaporte válido.

Além disso, desde 2017, os brasileiros devem apresentar o Certificado de Vacinação Contra a Febre Amarela, sendo que a vacina deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da data de embarque.

Seguro viagem para o Equador

Além do documento pessoal e do certificado internacional de vacinação contra a febre amarela, desde 2018, todo turista ao entrar no Equador deve apresentar um comprovante do seu seguro viagem.

Ou seja, atualmente este item é obrigatório para viagem ao Equador. Porém, diferente da Europa, não há um limite mínimo de cobertura exigido.

Uma boa plataforma para contratar seu seguro é a Seguros Promo. Lá você encontrará planos de diversas seguradoras que custam a partir de R$ 15,00 por dia de viagem.

Além disso, saiba que utilizando o cupom VOLTOLOGO5 você ganha 5% de desconto. E, fazendo o pagamento através de boleto bancário, pagará mais 5% a menos. Portanto, sua economia pode chegar até 10%.

Se acaso quiser fazer uma cotação online, clique aqui.

2- Melhor época para ir a Quito

Mesmo estando próxima a Linha do Equador, Quito possui uma temperatura amena-fria durante todo o ano, sem grandes variações em cada estação.

De um modo geral, espere encontrar os termômetros registrando médias de 15°C, com mínimas de 7°C e máximas de 22°C.

As chuvas também são bem distribuídas, sendo que os meses mais secos são de junho a setembro. Nos outros períodos, é sempre bom ter um guarda-chuva na mochila pois os aguaceiros podem chegar sem aviso prévio.

Para não perder nenhum passeio devido ao clima ruim, programa-se para ir a Quito na época mais seca. No entanto, se acaso não for possível, durante as outras estações a viagem continua valendo a pena.

Altitude em Quito

Quito está localizada a mais de 2.800 metros acima do nível do mar. Portanto, no começo da sua estadia você pode se sentir desconfortável.

Alguns sintomas comuns do mal de altitude, são: dor de cabeça, dificuldades para dormir e  ficar ofegante/cansado com facilidade.

É importante deixar o seu corpo se adaptar a esse novo ambiente antes de começar a realizar grandes caminhadas ou atividades físicas.

melhor época para viajar a Quito
Centro histórico de Quito

3- Quantos dias ficar?

Recomendo dedicar a sua viagem a Quito pelo menos cinco dias completos.

Isso porque, dessa forma será possível visitar os principais pontos turísticos da cidade (em 2 dias) e fazer outros passeios no esquema bate-volta até outros atrativos da região.

Leia também: Roteiro de 15 dias no Equador

4- Câmbio e dinheiro

A moeda oficial do Equador, desde o ano 2000, é o dólar dos Estados Unidos (US$). Portanto, essa é a melhor moeda para levar durante a sua viagem a Quito.

Se possível, prefira levar cédulas menores a US$ 100,00, pois pode ser difícil de trocá-las em estabelecimentos de pequeno porte.

Além disso, tenha em mente que o uso de cartão de crédito não é tão utilizado quanto no Brasil. Inclusive, mesmo alguns locais que aceitam pagamento com cartão podem exigir um valor mínimo para pagamento. (Exemplo: só aceita cartão em compras acima de US$ 25,00)

5- Transporte em Quito

Apesar de ser uma metrópole e não possuir metrô, o transporte público em Quito me surpreendeu positivamente.

Um pouco confuso no começo, o sistema de Trólebus – os ônibus que circulam em vias especiais – abrangem boa parte da cidade a um baixíssimo custo (US$ 0,35 a passagem).

Nessas vias há diversas estações que nada mais são do que os pontos de ônibus que estamos acostumados. Como cada uma possui um nome, isso ajuda bastante na hora de sabermos onde descer.

Já a rodoviária principal de Quito se chama Terminal Quitumbe, também  conhecido como terminal terrestre, é de onde saem os ônibus intermunicipais para as principais cidades do país.

É para o Terminal Quitumbe que você deve ir se pretende viajar até Baños, Guaiaquil ou Latacunga, por exemplo. Há diversas linhas de trolebus que tem como destino final o Terminal Quitumbe.

Além disso, táxis e Uber são bem baratos. No caso dos táxis, apesar de possuírem taxímetro nem sempre eles são acionados. Portanto, verifique isso antes de iniciar a sua corrida.

Aeroporto Internacional Mariscal Sucre

O Aeroporto Internacional Mariscal Sucre (UIO)  é o aeroporto que atende a capital do Equador e está localizado a 40 quilômetros do burburinho central da cidade.

Você pode realizar este deslocamento de diversas maneiras:

Táxi ou Uber

Uma corrida do aeroporto até a região central te custará aproximadamente US$ 30,00 em um percurso que demorará 40 minutos.

Se você estiver acompanhado durante sua viagem a Quito para dividir a corrida, essa é a maneira com melhor custo-benefício para fazer este deslocamento.

Aeroserivicios

São ônibus executivos que funcionam 24 horas e fazem o percurso aeroporto x cidade.

A passagem custa a partir de US$ 12,00 e você pode comprar antecipadamente pelo site da empresa ou diretamente no aeroporto.

Transporte Público

São ônibus públicos comuns que passam pelo aeroporto e tem como destino os terminais Quitumbe ou Rio Coca. Quando chegar em algum deles você terá que pegar outro ônibus que te deixe próximo ao seu destino final .

Essa é aquela opção nem um pouco confortável, mas que é ideal para quem não quer gastar muito. Você não gastará mais do que US$ 3,00.

O transporte até o Terminal Quitumbe é feito pelo consórcio Cosibo e há ônibus em circulação das 5h50 às 20h25.

O transporte até o Terminal Rio Coca é feito pelo consórcio Sotranor e há ônibus em circulação das 6hs as 22h05.

Por fim, atualmente também há ônibus até o Terminal Carcelén. O transporte é feito pelo consórcio Opernorte, das 6h05 às 20h30.

O terminal mais próximo da rede hoteleira de Quito é o Terminal Rio Coca – que se encontra a 5 quilômetros do bairro de Mariscal, e a 8 quilômetros do centro histórico.

dicas de viagem a Quito
Centro histórico de Quito

6- Hospedagem em Quito

Os dois melhores bairros para ficar em Quito são o Mariscal e o centro-histórico.

Enquanto na área central você estará próximo de muitos pontos turísticos, em Mariscal você estará ao lado da área mais moderna e da noite quitenha.

No meu caso, me hospedei em Mariscal e não me arrependi. Sem dúvida é uma vizinhança em que eu me hospedaria novamente.

Para evitar possíveis barulhos durante à noite, evite ficar muito próximo da Plaza Foch, que é onde se concentra muitos bares, restaurantes e casas noturnas de Mariscal.

Hostels e hotéis em Mariscal

Para quem pretende se hospedar em um dormitório compartilhado, ou até mesmo em um quarto econômico individual, as duas opções mais bem avaliadas do bairro são o Travellers Inn e a Posada del Maple.

Para uma acomodação estilo pousada, vale consultar as suítes da  Alcala.

Se acaso quiser investir em um hotel mais elegante, o Boutique Hotel Antinea é bem avaliado e tem ótimas tarifas.

Hostels e hotéis no centro histórico

No centro histórico de Quito, os albergues mais concorridos são o  Rebel Hostel e o Masaya Hostel Quito.

Para se hospedar em grande estilo sem precisar gastar uma fortuna, o Hotel Casa Montero é uma escolha certeira.

Por fim, para os forasteiros que não abrem mão de um hotel cinco estrelas, a melhor pedida é o Casa San Marcos Hotel Boutique.

Mariscal
Bairro de Mariscal

7- O que fazer em Quito

Seu roteiro de viagem a Quito pode ser dividido em duas partes: as atrações da área urbana da cidade, e os passeios bate-volta pela região.

Pontos turísticos em Quito

Recomendo que você reserve aos menos dois dias inteiros para visitar as principais atrações de Quito. Ou, para os viajantes que gostam de entrar em todas as igrejas e museus, vale deixar um dia extra.

Alguns lugares e atividades que você pode incluir na programação, são:

» Centro Histórico de Quito (Comece pela Plaza Grande)
» Free Walking tour pelo centro histórico
» Catedral do Voto Nacional e a Torre do Condor
» Calle La Ronda (noite)
» Vida noturna no bairro de Mariscal
» Parque Ejido
» Teleférico e Mirante Cruz Loma
» Parque la Mitad del Mundo

Passeios em Quito

Além das atrações que você pode visitar por conta própria, há também tours guiados que você pode incluir no seu roteiro em Quito.

Deixarei a seguir algumas opções que você pode contratar através da Get Your Guide.

» Circuito urbano em ônibus turístico (US$ 15,00)
» Lendas Urbanas de Quito à noite (US$ 15,00)

Além disso, há três passeios bate-volta pelos arredores de Quito, que dura um dia inteiro cada um, que eu recomendo que você faça.

Como são lugares afastados da capital do Equador, a melhor custo benefício para conhecer estes lugares são com os tours que já incluem transporte.

» Parque Nacional Cotopaxi (US$ 60,00)
» Laguna Quilotoa (US$ 60,00)
» Mercado de Otavalo (US$ 60,00)

3 lugares para se hospedar em Quito

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Rebel Hostel é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, o Boutique Hotel Antinea tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do cinco estrelas Casa San Marcos Hotel Boutique.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Quito.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here