Mesmo não tendo feito tudo o que gostaria em BH, arrumei minha mochila e parti para o próximo destino da minha viagem: Ouro Preto.

Já fazia algum tempo que planejava conhecer essa cidade, porém, por um motivo ou outro, sempre acabava adiando.

Mesmo com uma baita dor no coração em deixar Belo Horizonte, fui assim mesmo, afinal, acreditava que muita coisa boa estava por vir.

E veio.

Ainda à caminho da cidade histórica mineira, fiz uma parada rápida em lugar bastante pitoresco e fotogênico, o Museu Jeca Tatu. Trata-se de uma bagunça organizada, um local repleto de móveis, vinis e outros tantos objetos de decoração. Gostei tanto de conhecê-lo que se a trip tivesse terminado por aí já teria valido a pena.

Mas sabe como é, eu estava indo em direção à uma das cidades mais importantes da história do nosso país e, por mais que eu tenha gostado desse museu um tanto quanto diferente,  a viagem e as agradáveis surpresas estavam apenas começando.

Portanto, se você também quer aproveitar ao máximo a sua viagem a Ouro Preto, neste texto eu contarei tudo o que você deve saber para se organizar adequadamente.

Leia também: 7 pousadas baratas em Ouro Preto

# Dicas de viagem a Ouro Preto

1- Quantos dias ficar?
2- Como chegar em Ouro Preto?
3- Hospedagem em Ouro Preto
4- Atrações e pontos turísticos em Ouro Preto
5- Onde comer em Ouro Preto?

1- Quantos dias ficar?

Recomendo dedicar ao menos dois dias inteiros para sua viagem a Ouro Preto. Isso porque, dessa forma você conseguirá conhecer as principais atrações da cidade.

No entanto, se puder dedicar mais dias para essa região, saiba que existem outros destinos que você pode incluir no seu itinerário.

turismo em Ouro Preto
Museu Jeca Tatu

2- Como chegar em Ouro Preto?

Nem Ouro Preto e nem suas cidades vizinhas possuem aeroporto. Portanto, os aeroporto mais próximos estão em Belo Horizonte: o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, que na verdade fica no município de Confins, ou então, o Aeroporto da Pampulha.

Depois de chegar em algum deles  você pode continuar sua viagem de ônibus, carro ou com algum serviço de transfer direto.

A Patrícia, do blog Memórias de Bagagem, escolheu a última opção citada para fazer esse trajeto e contou como foi a experiência dela nesse post.

Chegando de ônibus em Ouro Preto

Saindo de Belo Horizonte, a empresa de ônibus que faz o percurso até Ouro Preto é a Pássaro Verde. Há saídas de hora em hora, a passagem custa R$ 41,00, e o tempo de viagem (sem trânsito) é de duas horas.

De São Paulo, os ônibus saem do Terminal Rodoviário Tiête e quem faz essa linha é a empresa Util. A passagem custa R$ 134,00, há uma única saída diária, e a viagem leva cerca de 12 horas.

Para quem sai do Rio de Janeiro, viajar de ônibus até Ouro Preto leva em torno de sete horas. O trajeto também é feito pela empresa Util e a passagem custa R$ R$ 138,00.

Circulando em Ouro Preto

Apesar de ser um pouco cansativo, a melhor opção para conhecer o centro histórico de Ouro Preto é caminhando.

Para ir do centro histórico até a rodoviária eu fui andando. No entanto, se você estiver com muita bagagem pode tomar um táxi ou até mesmo um ônibus.

viagem para Ouro Preto
Centro histórico de Ouro Preto

3- Hospedagem em Ouro Preto

Em relação a localização não tem como fugir: a melhor vizinhança para ficar em Ouro Preto é o o centro histórico.

A Praça Tiradentes funciona como referência. Ou seja, quanto mais próximo dela, mais próximo você também estará das melhores opções de bares, restaurantes e até mesmo da rodoviária.

A minha escolha de hospedagem em Ouro Preto foi o Hostel Trilha de Minas e não me arrependi em nada. O albergue está localizado ao lado da Praça Antônio Dias, a 550 metros (de muita descida/subida) da Praça Tiradentes e a 1,2 quilômetros da rodoviária.

Paguei R$ 55,00 pela diária em um quarto compartilhado para seis pessoas. O café da manhã, simples e delicioso, já estava incluído nesse preço. 

O dormitório em que fiquei é bem espaçoso, possuí locker e tomada individual. O banheiro é dentro do próprio quarto e bem grande.

Além disso, a atenção dos funcionários não poderia ter sido melhor. Desde o momento em que cheguei me ajudaram com todo tipo de informação.

Se acaso você quer ficar em um ambiente que possibilite a interação com outros hóspedes, o hostel José e Maria era a minha segunda opção. Ele possui um bar, está a 500 metros da Praça Tiradentes e custa R$ 55,00 / noite.

O Rock In Hostel também me parece ser uma boa escolha e é super bem avaliado no Booking.

Por outro lado, se você prefere se hospedar em pousadas, a Laços de Minas e a Pousada dos Meninos são bem localizadas, não muito caras e bem avaliadas.

onde ficar em Ouro Preto
Hostel Trilhas de Minas

» Clique aqui e encontre as melhores ofertas de pousadas em Ouro Preto

4- Atrações e pontos turísticos em Ouro Preto

Não tem jeito, falar sobre o que fazer em Ouro Preto é falar sobre a arquitetura colonial e sobre as inúmeras igrejas que há por lá. Afinal, é daí que vem toda a história e encanto da cidade.

A mais famosa cidade histórica de Minas Gerais possui um dos conjuntos arquitetônicos do estilo barroco mais importantes e bem preservados de todo o mundo. Não à toa, foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade em 1980, pela UNESCO.

Suas igrejas são verdadeiras obras de arte e que merecem a sua atenção durante a viagem Ouro Preto. Por outro lado, o difícil é escolher quais delas conhecer primeiro, ou pior, decidir quais não irá conhecer.

A minha sugestão é que você faça uma pesquisa minuciosa sobre cada uma delas, e depois veja quais são aquelas que parecem mais interessante para você.

No meu caso, duas que me chamaram muita atenção e que me conquistaram pela arquitetura imponente foram a Igreja de Nossa Senhora do Carmo e a São Francisco de Assis.

Por fim, vale lembrar que para visitar o interior de cada igreja é cobrada uma taxa de entrada que varia entre elas. Outro ponto que pode influenciar o seu planejamento é que todas elas estão fechadas na segunda-feira.

igrejas em Ouro Preto
Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Outras atrações 

Ainda pelo centro histórico de Ouro Preto, outros dois lugares que, na minha opinião, você não pode deixar de conhecer, é o Museu da Inconfidência e a Casa dos Contos.

Além disso, outro local que costuma chamar a atenção dos viajantes é a feirinha de utensílios feitos em pedra sabão, localizada bem em frente à Igreja São Francisco de Assis.

Para quem está afim de ter uma vista bacana da cidade, a dica é ir até o Mirante do Morro São Sebastião. Em meia hora de caminhada a partir da Praça Tiradentes você estará lá.

Por fim, no meio do caminho entre Ouro Preto e Mariana há mais um ponto turístico bem interessante: a Mina da Passagem. Trata-se da maior mina de ouro aberta à visitação em todo o mundo.

Praça Tiradentes
Museu da Inconfidência, bem em frente a Praça Tiradentes

Leia também: O que fazer em Ouro Preto, Minas Gerais (no blog Janelas Abertas)

5- Onde comer em Ouro Preto?

Se você assim como eu fica mega indeciso para escolher alguma coisa quando te dão muitas opções, sejam elas quais forem, certamente ficará em dúvida sobre onde comer em Ouro Preto. Afinal, se tem uma coisa que não falta nessa cidade são lugares para você fazer suas refeições.

Vou listar abaixo alguns dos restaurantes e lanchonetes que eu conheci e recomendo. Todos eles estão localizados no centro histórico, bem perto da Praça Tiradentes.

Restaurante Conto de Réis

Esse foi o primeiro lugar onde almocei em Ouro Preto, e muito bem diga-se de passagem.

O preço é um pouco acima da média do que eu costumo pagar, mas foi justificado pelo bom atendimento, pela decoração bacana e, claro, pela comida mineira saborosa.

O sistema da casa durante o almoço é self-service, com um preço fixo de R$ 55,00/pessoa e para comer à vontade.

No buffet há pratos típicos mineiros como tutu, tropeiro, frango ao molho pardo, costelinha e alguns outros. Também já estão incluídas sobremesas nesse valor.

Para o jantar os pratos são ao à la carte e custam entre R$ 40,00 e R$ 80,00.

Restaurante Santa Ceia

Digamos que esse restaurante é uma versão menor e mais econômica do Conto de Réis.

Aqui também são servidos pratos da cozinha mineira, porém a variedade não é tão grande como no anterior.  Ainda assim, achei a comida igualmente saborosa.

Trabalham com diversos tipos de preço para o mesmo buffet:  à vontade por R$ 30,00; por quilo à R$ 44,00/kg; ou o prato feito com um tipo de carne à R$ 18,00.

À noite o cardápio é de pizzas.

Restaurante Parada do Conde

Ambiente agradável, atendimento atencioso e comida satisfatória. Durante à noite é uma creperia e também possuí diversas opções de cervejas.

Começaram a servir almoço faz pouco tempo. A cada dia oferecem duas opções diferentes de prato principal.

Fui em uma terça-feira e comi uma salada de entrada; bife a parmegiana, arroz e purê de batatas como prato principal; e de sobremesa ainda tinha um gelado de abacaxi.

Tudo isso por R$ 25,00.

onde comer em Ouro Preto
Prato feito do Parada do Conde

Hamburgueria Pão de Queijo

Apesar de ter ficado tentado em pedir um pão de queijo recheado, o que eu comi nessa lanchonete foi um delicioso hambúrguer.

Pedi um especial que eles nomearam Ouro Preto: pão especial, alface crespa, hambúrguer recheado com cheddar, mais queijo cheddar, bacon, molho barbecue, tomate cereja e cebola roxa. O lanche ainda veio acompanhado de fritas e custou R$ 30,00.

Além disso, também servem pão de queijo recheado de diversos sabores e custam em torno R$ 10,00 cada.

Café Cultural Ouro Preto

O Café Cultural Ouro Preto fica bem ao lado da Praça Tiradentes e do Centro de Informação ao Turista. Possui uma decoração bacana e um cardápio diversificado.

Há bolos, sanduíches, caldos, saladas, quiches, sobremesas e uma grande variedade de cervejas. Os preços não são dos mais amigáveis, mas como passei apenas para tomar um café não precisei gastar muito.

+ Dicas de viagem a Ouro Preto

» Ouro Preto pode ser ainda o ponto de partida para você conhecer outras cidades históricas de Minas Gerais. Mariana, por exemplo, está a apenas meia horinha de ônibus e pode ser uma boa opção de passeio bate-volta.

» Se acaso você pensa em fazer um roteiro ainda mais completo, passando por cidades como Congonhas, Tiradentes e São João del Rei, recomendo fortemente que leia o artigo “Viagem de carro pela cidades históricas de Minas”, do blog Compartilhe Viagens.

3 lugares para se hospedar em Ouro Preto

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Trilhas de Minas Hostel é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Por outro lado, quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, a  Pousada dos Meninos tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Finalmente, podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do Hotel Solar do Rosário .

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Ouro Preto.

Avatar para Anônimo
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

22 COMENTÁRIOS

  1. Olá Murilo
    Excelente suas dicas !
    Parabéns pelo seu belíssimo trabalho!
    Irei pela primeira vez em Ouro Preto , ficarei hospedada no Sesc …
    Vc acha que preciso de guia para fazer os passeios? Vc chegou a fazer trilhas ? Visitar cachoeiras ?
    Um grande abraço e mais uma vez parabéns pelo conteúdo!

    • Oi, Miriam, tudo bem?

      Muito obrigado pelos elogios, fico feliz em saber que gostou!

      As estadias nos Sescs são bacanas demais, né!? hehehe

      Eu acho que vale a pena fazer um passeio guiado pelo centro-histórico, sim. Não é “obrigatório”, mas a visita será bem mais interessante. E depois você pode voltar sozinha nos lugares que tiver vontade!

      Sobre as cachoeiras e trilhas, infelizmente não fiz nenhum destes passeios!

      Abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here