Viagem a Cabo Frio, no Rios de Janeiro: Dicas práticas para montar seu roteiro. Descubra quando ir, quantos dias ficar, onde se hospedar e o que fazer na cidade!
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Embora a cidade seja muitas vezes ofuscada pelas suas vizinhas mais concorridas, uma viagem a Cabo Frio, no Rio de Janeiro, pode ser uma excelente ideia para quem quer fugir dos altos preços de Búzios, ou das multidões de Arraial do Cabo. E o melhor: o mar continua cheio de encantos por este pedaço.

Além disso, viajar para Cabo Frio costuma proporcionar uma experiência menos dependente de agências ou tours em grupo. Não que isso seja ruim. Mas por conta disso você não precisa se preocupar em fechar passeios com antecedência – já que as praias e atrações da cidade podem ser aproveitadas no seu ritmo e por conta própria.

E, para que você consiga aproveitar ao máximo esse destino que costuma passar batido pela maioria dos viajantes, neste texto eu te darei algumas dicas práticas para que você possa se organizar adequadamente.

Leia também: 7 coisas que você não pode deixar de fazer em Cabo Frio

1- Quando ir

Assim como em outros destinos do litoral do sudeste, a época mais concorrida na cidade é justamente o período com mais chuvas: o verão. De dezembro a março os preços sobem, a cidade fica lotada, o trânsito pode incomodar e a chance de ter um dia de praia perdido por conta do clima ruim é maior. Feriados prolongados também exige uma dose extra de paciência para enfrentar a multidão. Na minha opinião, essa é uma época que deve ser evitada.

Em abril e maio o clima está mais estável, as temperaturas continuam altas e o fluxo de turistas é menor. Além disso, é quando as águas começam a ficar mais cristalinas. Considero estes os melhores meses para fazer uma viagem a Cabo Frio.

De junho a setembro, o inverno, apesar de não ser rigoroso e até render alguns dias ensolarados, deixa a água do mar – que normalmente já é fria – ainda mais gelada. Se for, vá ciente de que ficar de bobeira na água não será tão confortável.

Outubro e novembro é outra época intermediária em que as temperaturas já estão mais agradáveis e ainda não há tantos turistas. Espere, no entanto, chuvas ocasionais.

2- Quantos dias ficar

Pelo menos dois dias inteiros. E como em qualquer destino de praia, não há limite para curtir dias à toa de frente para o mar.

Já se quiser incluir no mesmo roteiro Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios, o ideal é que você tenha ao menos sete dias disponíveis.

dicas para viajar a Cabo Frio, no Rio de Janeiro
Praia do Forte, em Cabo Frio

3-Como chegar em Cabo Frio

Apesar de ter um pequeno aeroporto na cidade, o jeito mais comum de ser chegar a Cabo Frio é pela estrada. Isso porque, os voos para lá são limitadíssimos, caros e saem apenas de Belo Horizonte.

Portanto, o mais conveniente é chegar por algum dos aeroportos do Rio de Janeiro, e depois seguir viagem de carro alugado ou ônibus.

Os viajantes que forem fazer este deslocamento de veículo próprio devem gastar em torno de duas horas e meia para vencer os 160 quilômetros entre as duas cidades.

Já quem for de ônibus, a empresa 1001 leva três horas para fazer o trajeto e cobra entre R$ 53,00 e R$ 75,00 pela passagem – dependendo do horário escolhido. Há várias saídas ao longo do dia e os ônibus saem da Rodoviária Novo Rio.

Atente-se que durante finais de semana e feriados o tempo de deslocamento deve ser maior por conta do trânsito.

Para quem quiser ir de São Paulo a Cabo Frio de ônibus, a 1001 dispõem de duas saídas diárias. No entanto, além da viagem levar cerca de dez horas, a passagem não é tão baratinha: varia entre R$ 140,00 e R$ 300,00, dependendo do horário e tipo de assento escolhido.

4- Onde se hospedar

A rede hoteleira de Cabo Frio se concentra pelos arredores da Praia do Forte, uma região central onde você estará perto dos principais bares, restaurantes e atrações da cidade. De fato, pra quem gosta de ficar perto do burburinho, é a melhor área para ficar em Cabo Frio.

Para os viajantes que costumam se hospedar em albergue, o Cabo Frio Fun Hostel é um dos mais bem avaliados da cidade, oferece áreas comuns agradáveis e com decoração colorida, além de dormitórios espaçosos.

Já quem faz questão de um ambiente mais privativo e não quer gastar uma fortuna, a Pousada Valle Verde é uma excelente escolha. Oferece suítes amplas, atendimento simpático e limpeza impecável. O café da manhã também é sempre muito elogiado. Além disso, a pousada tem uma piscina no terraço.

Para quem gosta de hotéis mais convencionais, o  Malibu Palace Hotel – de frente para o mar – é um dos queridinhos da cidade.

Outra região que conta com boas acomodações é o bairro da Passagem. Por lá, quem reina em absoluto são hospedagens mais sofisticadas mas que não custam uma fortuna. Vale ficar de olho nas ofertas do Hotel Boutique Recanto da Passagem e da Pousada Recanto da Passagem

Não se esqueça de que caso você pretenda viajar durante os meses em que a cidade está mais cheia, é importante reservar a sua acomodação o quanto antes para garantir melhores preços.

hospedagem em Cabo Frio
Bairro da Passagem

Leia também: Onde ficar em Cabo Frio?

5 melhores hostels em Cabo Frio (E baratos!)

5- Praias e atrações

É incontestável: o mar e as belezas naturais são os grandes atrativos durante uma viagem a Cabo Frio.

O principal pedaço de areia da cidade é a Praia do Forte, que apesar de urbana de estar pertinho do centro, possui areia clara e fininha e o mar azul típico destas bandas. Além disso, os banhistas dividem a faixa de areia com diversos vendedores ambulantes. Já na orla da avenida à beira-mar há uma boa estrutura de quiosques, restaurantes e comércios em geral.

Na mesma faixa de areia da Praia do Forte, mas seguindo pela direita em direção a Arraial do Cabo, a Praia das Dunas é uma alternativa para curtir a mesma paisagem sem tanto tumulto e estrutura.

A quinze quilômetros do centro, a Praia do Peró é um refúgio para quem quer se distanciar do agito de uma vida cotidiana. A praia e o bairro de mesmo nome contam com uma boa estrutura de comércios e hospedagens, porém, não espere nada muito sofisticado. Ao lado da Praia do Peró vale conhecer também a Praia das Conchas.

Grudado no centro o bairro da Passagem é o espaço mais bacana para o fim de tarde em algum bar com mesinhas na calçada. Além disso, outro destaque da vizinhança é a arquitetura colonial das suas construções.

Por falar em bar, o Boulevard Canal é outro polo gastronômico onde não faltam bares e restaurantes para comer bem.

Voltando à categoria de paisagens naturais, a Ilha do Japonês é a melhor pedida para tranquilidade a pouquíssimos quilômetros do centro. Isso é claro, se você for durante a semana e fora da alta temporada, já que nos períodos mais concorridos a ilha fica cheia e é difícil achar um espaço para chamar de seu.

Para ir a Ilha do Japonês basta pegar um dos barquinhos que ficam nas margens da lagoa, ao lado do bairro da Passagem. O trajeto de ida e vota custa R$ 15,00 por pessoa e o percurso não leva nem dez minutos. Se for pra passar o dia leve tudo o que for precisar, pois não há nenhuma estrutura por lá.

Cabo Frio dicas de viagem
Praia do Peró, em Cabo Frio

+ Dicas para sua viagem a Cabo Frio

Além de Cabo Frio render uma viagem e tanto, quem tiver tempo disponível pode considerar fazer um roteiro mais completo pela Região dos Lagos, e visitar também Arraial do Cabo e Búzios.

Para Arraial, que está a apenas quinze quilômetros de Cabo Frio, dedique ao menos dois dias inteiros do seu itinerário. Dessa forma você conseguirá conhecer as principais praias da cidade, como a Praia da Ilha do Farol, Prainhas do Pontal do Atalaia e a Praia do Forno.

Já em Búzios, recomendo que você passe pelo menos três dias inteiros para conhecer parte de suas praias. Algumas das minhas favoritas foram a Praia Azeda, Praia Azedinha, Praia da Tartaruga, Praia da Ferradurinha e Praia de Geribá.

3 lugares para se hospedar em Cabo Frio

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Bravo Hostel Design é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, a  Pousada Valle Verde tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do Hotel Boutique Recanto da Passagem.

» Se preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Cabo Frio

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here