Viagem a Gramado, no Rio Grande do Sul: Tudo o que você deve saber para organizar suas férias! [Quando ir, como chegar, quantos dias ficar, hospedagem, passeios, restaurantes, preços e muitas outras dicas]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Não é de hoje que uma viagem a Gramado, no Rio Grande do Sul, entrou na mira dos brasileiros.

Particularmente, antes de conhecer a cidade, pensava que sua fama turística era um pouco exagerada. No entanto, depois de passar quase uma semana por estas bandas da Serra Gaúcha, entendi os motivos pelos quais Gramado se tornou um dos destinos mais cobiçados do Brasil.

Depois da minha experiência, se eu tivesse que dar um único adjetivo para a vizinha de Canela seria organizada. Isso porque, a dinâmica do turismo em Gramado funciona muito bem.

Além de inúmeras atrações que dificilmente cabem todas num único roteiro de viagem, a estrutura turística capricha pra valer na hora de conquistar os forasteiros.

Os hotéis oferecem ótimos serviços, a hospitalidade é daquelas que até nos deixam sem jeito diante de tanta educação, e cada visita em qualquer restaurante pode se revelar uma tremenda surpresa – positiva, claro.

Ainda assim, vale destacar: uma viagem a Gramado pode não ser para todos. É preciso ter em mente que este é um destino para relaxar e fazer passeios sossegados. Não menos importante, saiba que para desfrutar das melhores atividades e sabores, é adequado reservar um orçamento mais generoso.

Além disso, não consigo eleger uma grande atração na cidade, daquelas que justifica a viagem inteira – como, por exemplo, as Cataratas, em Foz do Iguaçu. Gramado funciona bem como um todo, e talvez, seja justamente isso, o que mais encanta os turistas.

# Dicas de viagem a Gramado

1- Qual a melhor época para ir a Gramado?
2- Quantos dias ficar?
3- Como chegar a Gramado?
4- Melhor região para se hospedar?
5- Atrações em Gramado
6- Onde comer em Gramado?
7- E Canela?
8- Natal Luz em Gramado
9- É realmente caro viajar para Gramado?
» Reservar passeios em Gramado

1- Qual a melhor época para ir a Gramado?

A melhor época para ir a Gramado é quando você quiser. Levando em consideração, é claro, a sua preferência climática.

Apesar de ter se consolidado como destino de inverno, Gramado pode ser aproveitada em qualquer estação do ano.

Além disso, a cidade organiza diversos festivais que podem deixar a sua programação ainda mais especial. Alguns deles, são: Natal Luz (novembro, dezembro e inicio de janeiro), Gramado In Concert (fevereiro), Páscoa, Festa da Colônia (maio), Festival de Cinema (agosto) e Festival de Cultura e Gastronomia (setembro).

Para garantir preços mais acessíveis – principalmente em hospedagem e alimentação – e fugir do frio intenso, viaje na segunda quinzena de janeiro, fevereiro, março, setembro ou outubro.

Quer mesmo curtir o friozinho da serra e está disposto a investir ($$$) para isso? Marque sua viagem a Gramado para maio, junho, julho ou agosto.

Em novembro e dezembro, embora não esteja frio, a cidade está em alta temporada por conta do Natal Luz – o maior festival deste tema no Brasil.

quando ir para Gramado
Paróquia de São Pedro, no centro de Gramado

2- Quantos dias ficar?

Na minha opinião, o tempo mínimo para uma viagem a Gramado são três dias inteiros. No entanto, tenha em mente que algumas atrações ficarão de fora da sua programação.

Para aproveitar sua viagem com calma, inclusive, visitando os principais pontos turísticos de Canela, recomendo organizar uma viagem de cinco dias em Gramado – além dos dias de ida e volta que provavelmente serão perdidos com deslocamentos.

Com mais tempo, dá para montar um roteiro ainda mais completo pelo Rio Grande do Sul, incluindo pernoites em Porto Alegre ou até mesmo Bento Gonçalves.

quantos dias ficar em Gramado
Le Jardin Parque de Lavanda

3- Como chegar a Gramado?

O aeroporto mais viável para chegar a Gramado é o Aeroporto Internacional de Porto Alegre Salgado Filho, que se encontra a 117 quilômetros distantes.

Não é o aeroporto mais próximo de Gramado – o de Caxias do Sul está a apenas 65 quilômetros. No entanto, além de maior oferta de voos que consequentemente deixa as tarifas mais econômicas, chegando pelo Aeroporto de Porto Alegre você terá mais opções de transporte para fazer seu segundo deslocamento até o destino final.

Desembarcando no Aeroporto Salgado Filho, você poderá seguir viagem a Gramado de táxi (R$ 260,00), Uber (entre R$ 180,00 e R$ 240,00), transfer (R$ 120,00 por pessoa), ônibus (entre R$ 44,00 e R$ 60,00) ou alugar um carro. Caso opte em ir de ônibus, saiba que os ônibus da Citral saem do próprio aeroporto – ou seja, você não precisa se deslocar até a rodoviária.

» Clique aqui para reservar o seu transfer de Porto Alegre para Gramado por apenas R$ 120,00.

(Crianças com idade entre 6 a 11 anos e 11 meses pagam apenas R$ 60,00).

viajar para Gramado
Local onde se compra a passagem de ônibus para Gramado, no Aeroporto Internacional de Porto Alegre Salgado Filho

Como se locomover na cidade

A primeira coisa que você deve saber sobre se locomover durante uma viagem a Gramado, é: esqueça o transporte público.

Além das principais atrações serem afastadas uma das outras, os horários de ônibus urbano é bastante limitado.

Para quem pode e gosta de dirigir, alugar um carro é uma excelente ideia.

Se não for o seu caso, dá para se virar muito bem fazendo um combo de Bus Tour e Uber. Utilize o ônibus turístico de Gramado (Bus Tour) para os deslocamentos mais longos e o Uber para trechos menores.

Táxi também é uma opção. No entanto, as tarifas costumam ser caras.

4- Melhor região para se hospedar?

Os melhores bairros para ficar em Gramado, são: centro, Floresta e Planalto.

Embora quanto mais próximo do burburinho central, mais fácil é para bater-perna durante o dia e à noite, as outras duas vizinhanças ficam a menos de três quilômetros do centro.

Além disso, se afastando um pouco do eixo central – que se concentra principalmente na Avenida Borges de Medeiros na altura da Rua Coberta – é possível encontrar pousadas mais baratas em Gramado.

Outra possibilidade, que funciona muito bem para quem quer economizar é se hospedar na cidade de Canela, que se encontra a menos de dez quilômetros de Gramado.

Ainda para gastar pouco, vale ficar de olho nas ofertas do site Booking.com. Muitas vezes, dá para encontrar hotéis e pousadas com até 40% de desconto.

Acomodações em Gramado

A minha experiência de hospedagem durante minha viagem a Gramado foi no Eleganz Hostel & Suítes. E, com toda certeza, me hospedaria lá novamente.

Ideal para quem viaja sozinho, o hostel oferece dormitórios confortáveis a preços acessíveis, café da manhã digno de pousada estrelada e organização impecável.

Para quem não abre mão de um hotel, ainda que econômico, o que oferece tarifas mais simpáticas e que ainda tem localização imbatível no burburinho central é o Alameda Alegra Hotel. Embora não seja uma acomodação requintada, as instalações são ótimas, os funcionários simpáticos e o café da manhã cumpre seu papel com maestria.

Um dos hotéis mais famosos de Gramado e com ótimo custo-benefício é o Prodigy Gramado. Localizado ao lado da Praça das Etnias e da Rua Torta, este hotel quatro estrelas conquista pela decoração elegante, serviços de altíssimo nível e café da manhã daqueles que deixa saudades.

Se afastando do tumulto central, mas não a ponto de tornar a estadia inviável, vale conferir as ofertas da charmosa Pousada Betânia, do concorrido Bavaria Sport Hotel e do cinco estrelas Hotel Ritta Höppner.

Ou se preferir, clique aqui e encontre outros lugares para ficar durante a sua viagem a Gramado.

Gramado dicas
Eleganz Hostel & Suítes

» Reserve hotéis e pousadas com desconto em Gramado

5- Atrações em Gramado

A primeira coisa a saber sobre o que fazer durante uma viagem a Gramado é que nem todos os passeios farão parte do seu roteiro.

Isso porque, além de ter literalmente dezenas de atrações, nem todos os pontos turísticos agradam qualquer viajante. Afinal, muitos lugares possuem uma temática bem especifica que acaba conquistando apenas parte das pessoas.

Ainda assim, saiba que há muitos atrativos clássicos, que quase não ficam de fora de nenhum roteiro.

Na área central, praticamente não há um único viajante que ao menos não passe em frente da Rua Coberta, da Paróquia de São Pedro, da Fonte do Amor Eterno e do Palácio dos Festivais. Também pelo centro, a Praça das Etnias e a Rua Torta sempre estão no álbum de fotos dos turistas.

Para quem gosta de parques ao ar livre, o Lago Negro, o Le Jardin Parque de Lavanda, o Jardim do Amor, o Lago Joaquina Rita Bier e o Parque do Caracol podem fazer parte do seu itinerário.

Parques e museus temáticos têm pra dar e vender. No caso, não fique pilhado para conhecer todos eles e visite apenas os que fazem mais sentido para você.

Alguns dos mais populares, são: Mini Mundo, Mundo a Vapor, Aldeia do Papai Noel, Museu de Cera, Museu do Automóvel, Hollywood Dream Cars, Harley Motor Show e Museu Egípcio.

Para uma imersão no mundo do chocolate, os dois locais temáticos com experiências mais bacanas são o Mundo de Chocolate Lugano e o O Reino de Chocolate – este último, indicado para quem faz uma viagem a Gramado com crianças.

Por falar em criança, embora muitas destas atrações já garantem a diversão dos pequenos, outros dois lugares que faz a alegria dos jovens é o Alpen Park e a  Terra Mágica Florybal.

roteiro Gramado 5 dias
Rua Torta
chocolateria em Gramado
Chocolateria em Gramado

Passeios em Gramado

Além de todas estas atrações, há ainda outros passeios para fazer em Gramado.

Um tour bastante tradicional são os chamados Roteiros de Agroturismo. O passeio consiste em visitar quatro famílias de imigrantes no interior da cidade e que, atualmente, não deixam morrer as tradições das suas respectivas famílias.

Como existem muitos lugares para visitar pelo interior de Gramado, atualmente há seis Roteiros de Agroturismo diferentes. E, cada um deles, passa por lugares distintos, como museus, vinícolas, restaurantes, construções históricas, cantinas e ervateira.

Apesar dos itinerários não serem iguais, a dinâmica dos passeios é bastante semelhante. De um modo geral, duram cerca de quatro horas, visitam quatro lugares e no valor do ingresso está incluída uma refeição – que pode ser um almoço ou um café colonial, a depender do horário do tour.

Os roteiros disponíveis, são: Tour no Vale, Raízes Coloniais, O Quatrilho, Caminhos Linha Ávila, Várzea Serra Grande e Tour Linha Bella.

Para ir mais longe, é possível também fazer um passeio bate-volta pelas principais atrações de Bento Gonçalves. O tour dura o dia inteiro e inclui transporte de ida e volta, passeio de Maria Fumaça, Espetáculo Epopeia Italiana, almoço estilo buffet à vontade, visita a Vinícola Miolo,  visita a uma malharia, a uma queijaria e a Loja da Tramontina.

Outra opção de passeio, só que na própria cidade de Gramado, é o Parque de Neve Snowland.

» Clique aqui para ver preços e reservar seus passeios em Gramado

6- Onde comer em Gramado?

Comer bem é uma das coisas que você não pode deixar de fazer durante sua viagem a Gramado. Até porque, a cidade é recheada de delícias que deixa o estômago de qualquer viajante rindo à toa.

Para refeições do dia a dia, no Gnomo Lanches você encontra prato executivo por R$ 22,00, e no Restaurante Ita almoça a vontade por R$ 26,00 (inclui sobremesa).

Outro buffet no estilo coma o quanto quiser é o Serra Grill. No entanto, por conta cardápio mais elaborado, o preço é de R$ 45,00 por pessoa.

onde comer em Gramado
Refeição no Restaurante Ita

Para hambúrguer, porções e chope gelado, indico o animado e descolado La Birra.

A tradicional sequência de fondue eu provei no Royal Fondue. Inclui fondue de queijo, carnes com molhos e fondue de chocolate – tudo a vontade, por R$ 40,00 na baixa temporada e o dobro disso nos meses mais concorridos.

restaurantes em Gramado
Fondue de chocolate do Royal Fondue

Para quem não dispensa uma guloseima, prove o trudel da Royal Trudel, o apfelstrudel do Castelinho Caracol, a cuca da Casa Colono, além de claro, os chocolates de qualquer uma das várias chocolaterias que há em Gramado.

Além disso, outras duas famosas experiências gastronômicas em Gramado são os cafés coloniais e os jantares temáticos.

O café colonial, apesar do nome, deve fazer a vez de um almoço ou jantar. Considere visitar o Coelho Café Colonial, o Café Colonial Bela Vista ou o Gramado Café Colonial. Todos eles custam, em média, R$ 75,00 por pessoa.

Já os jantares temáticos oferecem, além da culinária típica da região, apresentações culturais referentes ao tema questão. Os três principais jantares deste tipo, são: Noite Gaúcha no Garfo e Bombacha, Noite Italiana no Linha Bella e  Noite Alemã no Lindenhof.

7- E Canela?

Arroz com feijão, queijo com goiabada e Gramado com Canela. Não tem jeito, é impossível falar sobre uma viagem a Gramado sem mencionar sua vizinha, que fica a apenas nove quilômetros da prima rica.

Menos movimentada do que Gramado, Canela é uma boa pedida para quem quer se hospedar numa área mais tranquila e sem precisar gastar uma fortuna – principalmente durante a alta temporada, quando a diferença de preços das diárias é ainda mais acentuada.

Além disso, saiba que muitas atrações que você encontra quando pesquisa sobre Gramado, na realidade, estão situadas em Canela.

É o caso de lugares, como: Parque do Caracol, Alpen Park, Catedral de Pedra, Mundo a Vapor, Parque Terra Mágica Florybal, Castelinho Caracol, O Reino do Chocolate, Museu de Cera, Mundo Gelado e Museu do Automóvel.

Para curtir tudo o que há para fazer em Canela, reserve ao menos um dia do seu roteiro para cidade. No entanto, quem quer incluir na programação parques temáticos que exigem mais tempo para o passeio, talvez seja necessário mais um dia. Tudo vai depender, é claro, dos lugares que pretende visitar.

viagem Gramado e Canela - dicas
Parque do Caracol

8- Natal Luz em Gramado

O Natal chega mais cedo em Gramado e em grande estilo. Isso porque, a partir da última semana de outubro de cada ano se iniciam os eventos da temporada Natal Luz – o maior espetáculo do gênero no Brasil.

Portanto, quem pretende viajar pra lá no final do ano, até meados de janeiro, vale a pena se programar para incluir as atrações natalinas no roteiro de viagem.

Além de espetáculos gratuitos e pagos, nesta época, toda a cidade recebe uma decoração especial e o espírito do Bom Velhinho espalhado por todos os cantos deixa a viagem ainda mais especial.

No entanto, como nem tudo é perfeito, saiba que fazer uma viagem a Gramado durante este período é bastante caro. Primeiro, porque o preço das hospedagens vai às alturas. E segundo, porque embora existam algumas atrações do Natal Luz que são gratuitas, algumas apresentações custam na faixa de R$ 170,00 por pessoa.

9- É realmente caro viajar para Gramado?

Analisados sem nenhuma referência, o conceito de caro e barato é subjetivo. Porém, é fato que uma viagem a Gramado é mais cara do que para outros destinos brasileiros. Principalmente quem for durante a alta temporada – quando o preço das acomodações e restaurantes está ainda mais alto.

É verdade, também, que nos meses menos concorridos, como fevereiro, março, setembro e início de outubro, dá para fazer uma viagem sem ir à falência.

Se durante a alta temporada você dificilmente encontrará uma suíte para duas pessoas por menos de R$ 300,00, na baixa, há muitas pousadas com diárias em torno de R$ 170,00 – já com o café da manhã na conta.

O preço dos restaurantes também sofre variação. Durante minha viagem, que foi em fevereiro, uma sequência de fondue à vontade me custou apenas R$ 40,00. O mesmo fondue, no mesmo restaurante, vale R$ 80,00 durante a alta temporada – conforme indicado no próprio cardápio.

Pratos executivos do dia a dia estavam sendo ofertados – na baixa temporada – por R$ 22,00. E, refeições no sistema buffet a vontade, variavam entre R$ 26,00 e R$ 50,00, a depender do lugar em questão.

O “vilão” de um orçamento de viagem a Gramado

Para mim, o que realmente encarece uma viagem a Gramado, em qualquer época do ano, são os passeios. Isso porque, há pouca coisa para fazer de graça na cidade.

Além disso, são muitas opções de lazer, que muitas vezes ocupam pouco tempo na programação, e que não tem ingressos baratinhos. Se gasta facilmente em torno de R$ 130,00 por pessoa para comprar três ou quatro entradas de locais que irão preencher apenas um dia do seu roteiro.

Tenha em mente também, que alguns passeios custam mais de R$ 100,00 por pessoa, como por exemplo, os Roteiros de Agroturismo (a partir de R$ 130,00) e o ingresso do Snowland (a partir de R$ 140,00).

Ou seja, nestas atrações mais caras, que costumam ser realizadas em apenas uma manhã ou tarde, um casal com apenas mais uma criança desembolsa pelo menos R$ 500,00 no dia apenas com uma atividade.

Por essa razão, uma viagem a Gramado realmente pode ser bem cara – ou ao menos mais cara do que em outros destinos nacionais.

No entanto, viajando na baixa temporada, e montando um roteiro que foque nas atrações mais em conta – e que também garantem ótimos momentos de diversão – dá para ir sem precisar investir um valor exorbitante.

é caro viajar para Gramado?
Snowland, o passeio mais caro em Gramado

+ Dicas para sua viagem a Gramado

» Embora seja possível fazer um passeio bate-volta de Gramado para Bento Gonçalves, com mais três noites disponíveis você consegue aproveitar melhor toda a região do famoso Vale dos Vinhedos.

Por lá, um roteiro costuma incluir vinícolas, construções históricas e muitos restaurantes de dar água na boca.

Não há ônibus direto entre Gramado e Bento Gonçalves. Para fazer esta viagem, vá de Gramado para Caxias do Sul, e em Caxias pegue outro ônibus para Bento. Você gastará cerca de cinco horas e R$ 40,00 para fazer este percurso.

» Outra possibilidade é reservar dois dias inteiros para conhecer a capital do Rio Grande do Sul. Afinal, em 48 horas livres você conseguirá conhecer os principais pontos turísticos de Porto Alegre.

» Para reservar sua hospedagem, o site Booking.com costuma oferecer ótimas tarifas. Além disso, dá para consultar a nota de avaliação do hotel em questão, e ler os comentários de viajantes que já se hospedaram no local.

Se quiser, clique aqui para encontrar as melhores ofertas de pousadas e hotéis em Gramado.

» Caso você já queira deixar toda sua viagem organizada antes de sair de casa, um bom site para reservar seus passeios é o Só Ingressos.

Além de consultar os preços e descobrir passeios que você ainda não tinha considerado incluir no roteiro, reservar seu ingresso é bastante prático, rápido e seguro.

Não menos importante, dá para parcelar as compras no cartão de crédito e diluir os gastos da viagem antes mesmo das férias começarem.

3 lugares para se hospedar em Gramado

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Eleganz Hostel & Suítes é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, o Alameda Alegra Hotel tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do Prodigy Gramado.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Gramado.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here