Viagem a Peruíbe, no litoral de São Paulo: Dicas práticas para você organizar o seu roteiro de viagem! [Melhor época para viajar, quantos dias ficar, como chegar de ônibus, onde se hospedar, o que fazer, melhores praias e passeios, restaurantes e lugares para comer, e outras informações para as suas férias!]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Apesar de não ser complicado organizar uma viagem a Peruíbe, é preciso tomar cuidado com alguns detalhes sobre a logística dos passeios para que você, de fato, consiga aproveitar essa região do litoral sul de São Paulo.

Afinal, saber de antemão quais praias fazem mais o seu estilo, quais atividades podem tornar o seu roteiro ainda mais especial, e quais locais deixarão o seu estômago contente, certamente deixará os seus dias de descanso ainda melhores.

Portanto, para que você consiga organizar o seu dia a dia adequadamente, e possa desfrutar ao máximo da sua viagem a Peruíbe, neste texto eu contarei tudo o que você deve saber antes de sair de casa.

Inclusive, vou revelar o motivo pelo qual não consegui conhecer um dos lugares que eu mais desejava.

# Dicas de viagem a Peruíbe

1- Melhor época para viajar a Peruíbe
2- Quantos dias ficar?
3- Como chegar e se locomover?
4- Hospedagem em Peruíbe
5- Praias, passeios e atrações
6- Onde comer em Peruíbe?
7- Roteiro de 4 dias em Peruíbe

1- Melhor época para viajar a Peruíbe

O clima em Peruíbe segue a mesma dinâmica de todo o litoral de São Paulo. Ou seja, tem verões quentes e úmidos e as outras estações mais secas.

De dezembro a março, apesar do calor, você provavelmente pegará um dia ou outro de chuva. Afinal, o volume de precipitação neste período tem histórico médio de 250 mm/mês.

Aliás, foi por causa das chuvas de janeiro que eu não consegui visitar a Praia da Barra do Una, que é considerada uma das melhores praias de Peruíbe. Como o acesso à praia é por uma estrada de terra de 15 quilômetros, em períodos de chuva intensa o caminho fica intransitável e pode até mesmo ser interditado – e foi o que aconteceu.

De abril a junho os aguaceiros começam a dar uma trégua e o sol continua a brilhar com frequência. Portanto, na minha opinião, essa é a melhor época para viajar a Peruíbe.

Durante o inverno a viagem pode valer a pena. No entanto, passagens de frente-fria podem derrubar a temperatura e fazer com que o clima não seja o mais conveniente para passar um dia à toa na areia de frente para o mar.

Por fim, viajar a Peruíbe durante a primavera, assim como no outono, também é uma boa ideia. Apesar de as chuvas voltarem a aparecer, elas ainda são menos intensas do que no verão.

clima em Peruíbe
Portinho de Peruíbe

2- Quantos dias ficar?

Para turistar, visitar as melhores praias e incluir no roteiro de viagem a Peruíbe os principais passeios da cidade, recomendo passar quatro dias completos por lá.

No entanto, é claro, com menos tempo já dá para conhecer algumas atrações. Se você não mora muito longe de Peruíbe, uma viagem de final de semana já é uma ótima maneira de iniciar suas andanças por estas bandas de São Paulo.

quantos dias ficar em Peruíbe
Ilha do Guaraú

3- Como chegar e se locomover?

Imagino que a maior dúvida sobre como chegar e se locomover em Peruíbe é para os viajantes que não pretendem ir de carro. Afinal, se você estará com um veículo próprio, não há grandes complicações sobre isso.

Portanto, é com essa linha de pensamento que darei as dicas a seguir:

Como chegar de ônibus em Peruíbe?

Os ônibus de São Paulo para Peruíbe saem do Terminal Rodoviário Jabaquara, são operados pela empresa Breda, a viagem leva em torno de 2h30 e a passagem custa R$ 56,00. Há muitas saídas ao longo do dia, sendo a primeira às 6hs e a última às 23h30.

Além disso, também dá para ir para Peruíbe de ônibus saindo de outros destinos da Baixada Santista, como Itanhaém, Mongaguá, Praia Grande, São Vicente e Santos. Neste caso, são os ônibus circulares da EMTU, sendo que o ônibus sai de Santos, e tem como destino final Peruíbe. No caminho, ele passa por todas as cidades indicadas acima.

Como se locomover em Peruíbe?

A melhor maneira de se locomover em Peruíbe é com um veículo próprio. No entanto, se não for possível para você, dá para se virar fazendo um combo de transporte público + 99 Táxi (não tem Uber em Peruíbe, só 99) + passeios.

Se você chegar na cidade pela rodoviária, que está situada no centro, a melhor maneira para seguir até a sua acomodação é de 99 Táxi.

Aliás, na minha opinião, esse é o melhor jeito de circular pela área urbana central, ou até mesmo se você quer ir para alguma praia mais afastada, como Prainha ou Praia de Guaraú.

Por outro lado, é preciso ter em mente que, apesar de ser fácil conseguir uma corrida saindo do centro até as duas praias indicadas acima, na hora de voltar, pode ser mais complicado conseguir um carro disponível.

Ainda assim, com paciência, você deve encontrar algum motorista que esteja por aqueles lados e buscando algum passageiro para voltar ao centro.

Se não conseguir, vale consultar os horários de transporte público, no próprio site da empresa Jundiá. Apesar dos horários serem bem espaçados, eles podem ser úteis para ir e voltar da Praia do Guaraú.

Inclusive, saiba que dá para ir de ônibus até mesmo para as distantes Praia do Caramborê, Praia do Barra do Una e Cachoeira do Paraíso. Os horários também estão disponíveis no site da Jundiá. Como são pouquíssimas saídas por dia, consulte também os horários de volta para você já se planejar quanto a isso.

Por fim, passeios de barco e de jipe (mais detalhes a seguir!), podem ser úteis para visitar alguns lugares durante a sua viagem a Peruíbe.

como chegar em Peruíbe
Rodoviária de Peruíbe

4- Hospedagem em Peruíbe

Basicamente, os dois melhores bairros para ficar em Peruíbe são o centro (e toda a área central, que também inclui outras vizinhanças) e a Praia de Guaraú.

Apesar de a Praia do Centro de Peruíbe não ser a mais bonita da cidade, se hospedar nesta área é bastante conveniente por causa da boa oferta de restaurantes, lojas e comércios em geral.

Além disso, é no centro que você também encontrará maior concentração de hospedagem, tendo opções de diversos preços.

Portanto, para quem gosta de passear à noite ou estará viajando sem carro, o centro é de fato o local mais prático para se hospedar.

Por outro lado, localizada a sete quilômetros do burburinho central, a Praia de Guaraú é a melhor pedida para os viajantes que estão em busca de tranquilidade, não fazem questão de sair à noite e querem ficar ao lado de uma praia bacana.

Porém, saiba que, de um modo geral, as acomodações tendem a ser um pouco mais caras, e há apenas poucos comércios básicos e simples para o dia a dia.

Hotéis e pousadas em Peruíbe

Para os forasteiros que realmente querem economizar com hospedagem durante uma viagem a Peruíbe, dois lugares que fazem a linha bom, bonito e barato são o Hotel Pousada Peruíbe Hostel e as Suítes Porto Hostel Peruíbe.

Apesar do hostel no nome, nas duas acomodações você encontrará suítes privativas. Além disso, ambos os lugares possuem excelente localização no centro de Peruíbe.

Podendo investir em uma pousada com piscina, recomendo que consulte as suítes da Pousada Píer 36.

Para uma acomodação estilo apartamento, o melhor custo-benefício que você encontrará na área central é no Praia Sul Studios.

Se acaso você pretende ficar na Praia de Guaraú, duas hospedagens com boa reputação são a Pousada Gaivotas e a Guaraú Praia Suítes.

Por fim, se você quiser consultar outras opções de hospedagem em Peruíbe, e quem sabe até mesmo encontrar alguma promoção, vale a pena consultar as ofertas especiais do Booking.com.

praia de Peruíbe vale a pena?
Centro de Peruíbe

Leia também: 7 pousadas baratas em Peruíbe

5- Praias, passeios e atrações

Os forasteiros que durante uma viagem a Peruíbe querem curtir a vida boa de frente para o mar em um quiosque bacana, devem se programar para ir à Praia do Centro de Peruíbe e à Praia de Guaraú.

Por outro lado, se você não faz questão de estrutura na areia, a Prainha é uma boa pedida e não fica tão distante da área central.

Mais longe do centro, na Estação Ecológica de Juréia-Itatins, as duas praias selvagens mais famosas são a Praia do Caramborê e a Praia da Barra do Una. Se você não quiser arriscar seu carro em uma estrada de terra pirambeira por 15 quilômetros, vale a pena se programar para fazer o passeio de jipe (ou jardineira) até lá.

A empresa Eco Tour Passeios Ecológicos faz esse itinerário, o tour dura o dia inteiro, custa R$ 100,00/pessoa e deve ser reservado antecipadamente.

Outro passeio que você pode incluir no seu roteiro de viagem em Peruíbe é o passeio de barco para a Ilha do Guaraú e para a Praia do Arpoador. Fiz com a empresa Roteiros Eco Trilhas e me custou R$ 100,00.

Para tirar o sal do corpo, as duas cachoeiras mais visitadas pelos viajantes são a Cachoeira do Paraíso e a Cachoeira do Perequê.

Por fim, outros pontos turísticos em Peruíbe, são: Aquário de Peruíbe, Lamário, Mercado de Peixes e Ruínas do Abarebebê. Antes de visitá-los, verifique se, de fato, são atrativos que fazem o seu estilo e que merecem espaço no SEU roteiro.

Peruíbe dicas
Praia de Guaraú
turismo em Peruíbe
Praia do Arpoador
Peruíbe melhores dicas
Triciclo no centro de Peruíbe

Leia também: 5 passeios para fazer em Peruíbe

6- Onde comer em Peruíbe?

Há bons lugares para comer em Peruíbe. Apesar de os intitulados melhores restaurantes da cidade serem relativamente caros – ao menos para o meu bolso – há outros locais onde dá para comer muito bem sem gastar uma fortuna.

Indicarei a seguir alguns destes locais que você pode incluir na sua programação. Como me hospedei no centro de Peruíbe, as maioria dos restaurantes que conheci estão nesta região.

Restaurantes em Peruíbe

Quer comer o máximo que conseguir gastando pouco? Se sim, nos restaurantes Tilinhas e Nova Opção, ambos no centro, praticamente um ao lado do outro, você pode se servir em um buffet à vontade por menos de R$ 20,00.

Para almoçar ou jantar PFs bem servidos, e com opções que podem ir além dos tradicionais filé de frango ou bife grelhado, três lugares que gostei bastante, são: Restaurante Escondidinhos, O Português e Tarang Comida Saudável. Nos três, o prato executivo individual custa em torno de R$ 30,00.

Se acaso você quiser comer um hambúrguer, provei o do Falú e o do Du Lanches, ambos estavam ótimos, e custam na faixa de R$ 30,00.

O do Falú faz a linha mais gourmet, o ambiente é maior e fica mais afastado do burburinho central. Já o Du Lanches é uma hamburgueria menor, com lanches enormes e ambiente mais básico.

Além disso, em Peruíbe há ótimas cafeterias para fazer uma pausa ao longo do dia.

A mais tradicional é a Pão de Maçã, que é uma espécie de padaria artesanal, que também serve almoço e ótimos doces.

Outras duas que também valem a pena é o Café Farol e o Café Paris.

Se estiver em dúvida sobre o que comer em Peruíbe, na Praça Ambrósio Baldin, também conhecida como Boulevard, há uma espécie de praça de alimentação, com trailers de lanche, restaurantes e bares.

Por fim, alguns restaurantes mais tradicionais em Peruíbe, e que são menos econômicos, são: A Ponte, Affamare Restaurante e Pizzaria e Pau do Índio Restaurante. Este último, encontra-se na Estrada do Guaraú, a cinco quilômetros do centro.

onde comer em Peruíbe - dicas
Feijoada vegana do Tarang Comida Saudável
lugares para comer em Peruíbe
Lanche do Du Lanches
Pão de Maçã Peruíbe
Pão de Mação da… Pão de Maçã

7- Roteiro de 4 dias em Peruíbe

Deixarei a seguir uma sugestão de roteiro para a sua viagem a Peruíbe.

No entanto, é claro, sinta-se a vontade para adequá-lo da melhor maneira possível levando em conta o seu tempo disponível e preferencias de passeios.

Dia 1

– Chegada em Peruíbe.

– Restante do dia na Prainha, Praia do Costão ou na Praia do Centro.

dicas de Peruíbe
Prainha

Dia 2

– Praia de Guaraú.

– Lá na praia você pode fazer a travessia para a Ilha de Guaraú ou para a Praia do Arpoador. Na minha opinião, a Praia do Arpoador vale mais a pena.

– Se acaso estiver sem carro ou se já quiser tudo acertado antes de chegar à Praia de Guaraú, recomendo contratar algum passeio de barco antecipadamente (foi o que eu fiz!).

Como estava sem carro, contratei o passeio de barco com a Roteiros Eco Trilhas (R$ 100,00/pessoa), que incluía transporte terrestre do centro até a Praia de Guaraú, e o passeio de barco com paradas na Ilha do Guaraú e na Praia do Arpoador.

Neste caso, porém, não há tempo para conhecer e curtir a Praia de Guaraú.

Dia 3

– Praia do Caramborê e Praia da Barra do Una.

– Se você estiver de carro próprio, dá para visitar também a Cachoeira do Paraíso.

– Se for de ônibus, desembarque no ponto final na Praia da Barra do Una.

– Outra opção é fazer um passeio de jipe ou jardineira. Além destas duas praias, você também poderá conhecer as Corredeiras do Perequê.

A empresa Eco Tour Passeios Ecológicos oferece este roteiro, o passeio custa R$ 100,00 por pessoa (+ R$ 25,00 de almoço, opcional), e deve ser reservado com antecedência.

ALERTA: Para chegar na Praia do Caramborê e na Barra do Una é preciso encarar uma estrada de terra de 15 quilômetros, sendo que buracos e pedregulhos fazem parte do caminho.

Não arrisque se seu carro não estiver em ordem, se você é muito apegado ao veículo, ou se estiver chovendo.

Dia 4

– Manhã: Aproveite para bater-perna no centro ou visitar algum lugar que não tenha dado tempo.

– Retorno.

3 lugares para se hospedar em Peruíbe

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Hotel Pousada Peruíbe Hostel é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, a Praia Sul Studios tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes da Pousada Píer 36.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Peruíbe.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here