A Guatemala é sem dúvida nenhuma um dos destinos mais atraentes da América Central. Aliás, poucas pessoas que conheci não se apaixonaram por esse país.

E claro que para isso não há apenas um motivo, mas muitos.

Um país que até hoje preserva grande parte da sua cultura, paisagens naturais únicas, baixo custo para viajar e um povo alegre e simpático são apenas algumas dessas razões que atraem muitos turistas.

Apesar de tantos atrativos, como esse é um dos maiores territórios da América Central, um roteiro de viagem pela Guatemala deve ser bem planejado a fim de facilitar a logística do seu itinerário. Caso contrário, chances imensas de você se aborrecer durante as férias.

Inclusive, já adianto: esteja preparado para enfrentar longas distâncias para se locomover durante um roteiro de viagem pela Guatemala.

Leia também: O que fazer na Guatemala | Melhores passeios

Roteiro de viagem pela Guatemala

Esse roteiro de viagem pela Guatemala irá contemplar as quatro principais regiões turísticas do país. E, para visitar todos os destinos, recomendo que você tenha ao menos 12 dias disponíveis.

Com mais tempo, além de tornar o ritmo da sua viagem menos frenético, você pode incluir outros países no mesmo roteiro, como por exemplo, Honduras ou Belize.

Para se locomover entres estes lugares da Guatemala o meio de transporte mais prático são os transfers compartilhados – por lá, chamados de shuttles.

Apesar de muito mais caros que o transporte público, os shuttles são mais confortáveis, fazem o percurso direto evitando assim conexões, e viajam em horários alternativos (como de madrugada).

Portanto, na minha opinião, vale a pena organizar o seu orçamento de viagem para se deslocar desta forma.

Além disso, tenha em mente que muitos percursos são longos e por estradas mal pavimentadas. Portanto, é comum passar mais de sete horas na estrada.

Em dias de viagem entre uma cidade e outra, não programe nenhuma outra atividade para o seu roteiro de viagem pela Guatemala.

Por fim, recomendo que você divida a sua estadia da seguinte forma:

» Antigua: 4 noites
» Lago Atitlán: 3 noites
» Semuc Champey: 2 noites
» Flores: 2 noites

» Clique aqui para contratar seu seguro viagem para a Guatemala

Antigua

Um bom lugar de começar o seu mochilão pela Guatemala é em Antigua.

Esse destino com arquitetura colonial foi a capital guatemalteca durante muitos anos. No entanto, depois de um terremoto que devastou a região, o governo decidiu escolher uma nova cidade para essa função – que, atualmente, é a Cidade da Guatemala.

A apenas uma hora de viagem a partir da atual capital, Antigua é uma das cidades mais bonitas – e turísticas – de todo o país.

Com casarões bem preservados, clima agradável e excelente infraestrutura, você achará que essa cidade faz parte de um conto de fadas.

Além de caminhar pelas suas ruas históricas, outra atividade que atrai muitas pessoas é o hiking em vulcões. O mais popular é o Vulcão Pacaya, porém, há outras opções, como Vulcão Água e o Acatenango.

» Clique aqui para ver preços ou reservar hospedagem em Antigua

» Passeio para o Vulcão Pacaya (US$ 18,00)

roteiro Guatemala
Antigua

Lago Atitlán

Depois de curtir Antigua é hora de partir para a região do Lago Atitlán. Para chegar até lá a opção mais rápida é através dos transfers compartilhados.

Em Antigua há muitas agências e hostels que oferecem este serviço, sendo que a passagem custa em torno de US$ 15,00 e a viagem leva aproximadamente quatro horas.

O Lago Atitlán é uma região formada por diversos vilarejos ao redor desse imenso lago e que ainda conta com a presença de três vulcões.

Cada vilazinha possui suas características específicas, e isso faz com que cada lugar receba pessoas de estilos diferentes.

Por exemplo: San Pedro la Laguna é famosa pela vida noturna e festas agitadas, portanto recebe turistas que estão em busca principalmente dessas atividades.

Por outro lado, San Marcos é um lugar mais zen e até meio hippie, e atrai em sua maioria pessoas que querem tranquilidade, relaxar, praticar ioga ou meditação.

A minha sugestão é que você escolha um vilarejo que mais combine com o seu perfil para ter como base e que explore alguns outros em passeios no esquema bate-volta.

» Clique aqui para ver preços ou reservar hospedagem no Lago Atitlán

o que visitar na Guatemala
Lago Atitlán

Semuc Champey

Depois de três noites à “beira-lago”, é hora de partir para o norte do país e descobrir paisagens ainda mais deslumbrantes.

A maneira mais fácil de ir para Lanquín, nosso próximo destino, são com os transfers compartilhados. Espere pagar US$ 40,00 na passagem e passar oito horas na estrada.

Lanquín é uma pequena vila e será sua base para conhecer um dos lugares com acesso mais difícil que já visitei: Semuc Champey.

Aliás, uma foto dessa paisagem que vi casualmente na internet há alguns anos, foi a principal razão que me motivou a viajar pela Guatemala.

Importante: saiba que a estrutura em Lanquín é bastante simples e limitada. Portanto, não vá esperado nenhum tipo de luxo ou sofisticação.

Além disso, leve dinheiro em espécie e na quantia que for precisar pois não há caixa eletrônico na região e são raros os estabelecimentos que aceitam cartão de crédito como forma de pagamento.

Apesar da região oferecer alguns passeios alternativos, o mais comum é ficar apenas duas noites em Lanquín. Isso porque, é preciso apenas um dia inteiro para visitar o Parque Semuc Champey.

» Clique aqui para ver preços ou reservar hospedagem em Lanquín

» Tour de 1 dia pelas Cavernas Kanba e Semuc Champey (US$ 30,00)

viagem pela Guatemala
Semuc Champey

Flores (Ruínas de Tikal)

Hora de partir para o último destino do nosso roteiro pela Guatemala: Flores.

Mais uma vez, a viagem será de aproximadamente oito horas, e shuttles são uma boa opção para se locomover.

Essa ilha formada no Lago Petén Itzá é a porta de entrada para conhecer as Ruínas Maias de Tikal.

Flores possuí diversas opções de hospedagem, restaurantes, pequenos mercados e apenas um caixa eletrônico que na maioria das vezes não funciona. Portanto, antes de chegar na cidade verifique se você possui dinheiro suficiente para a sua estadia.

Se acaso você for de shuttle, muitas vezes o motorista para na cidade vizinha, Santa Helena, para que as pessoas possam sacar dinheiro.

A grande atração de Flores é Tikal, que, apesar de não ser na ilha, é relativamente próximo.

Diversas agências oferecem esse passeio, sendo que normalmente as saídas são de madrugada ou no início da tarde, para que assim possamos assistir o nascer ou pôr do sol.

» Clique aqui para ver preços ou reservar hospedagem em Flores

» Passeio para Tikal saindo de Flores e com almoço (US$ 70,00)

Guatemala roteiro de viagem
Flores

guia de viagem américa central

Avatar para Anônimo
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

41 COMENTÁRIOS

    • Oi Thiago, tudo bem?

      Cara, eu não tenho o nome de nenhuma, pois na época estava começando com o blog e ainda não tinha experiência na produção de conteúdo. Resultado: deixei de anotar muitas informações! hehehehe

      Mas assim, se for sobre os passeios que saem de Antigua, na cidade há muitas que fazem esse tour. É só chegar lá e contratar na hora! No centrinho de Antigua você vai ter muitas opções de agências!

      Sobre viajar de carro por lá, não é tão comum. Mas vai depender do seu roteiro. A questão é que para alguns destinos, as estradas são bem ruins e sinal de internet fraquíssimo para se guia com gps. Mas como disse, depende de quais lugares você pretende visitar.

      Abraço

  1. Oi Murilo,
    Adorei suas ficas! Obrigada!
    Me diz uma coisa – Atravessar a fronteira – da Guatemala para Belize – é uma boa? Qual o melhor local de fronteira ? Aconselha terrestre ou aereo? Obrigada!

    • Oi Marcia, tudo bem?

      Fico feliz em saber que gostou das dicas! =)

      Eu achei bem tranquilo cruzar essa fronteira. Aliás, uma das mais tranquilas da América Central. Pequei um ônibus em Flores, no norte da Guatemala, com destino a Belize City, com parada no porto de onde saem as embarcações para Caye Caulker.

      O ônibus de Flores para Belize é confortável e convencional. Você pegará apenas um ônibus e seguirá nele durante toda viagem. Apenas precisa parar na fronteira para fazer a imigração.

      Se você pretende incluir Flores (Tikal) no seu roteiro pela Guatemala, recomendo fazer a travessia terrestre pois tem um ótimo custo-benfício.

      Abraço

  2. Caro Murilo, eu e minha namorada estamos pretendendo ir para lá em Fev/2019. Você fez tudo por conta própria ou contratou serviços de agências locais. Tenho pesquisado pacotes de agência aqui no Brasil, mas acho que estão saindo bem caro, ainda mais com essa subida do dólar. Outra coisa, nos passeios e andadas, você recomenda algum sapato tipo trekking ou dá pra encarar tudo de tênis mesmo? Abraços.

    • Faaala Leandro, tudo bem?

      Fiz parte por conta própria e parte por agência. No entanto, os passeios e transportes que fiz com agência eu contratava na própria cidade, assim que chegava. Tem muitas agências nos principais destino turísticos do país, e é fácil bater perna por lá para comparar preços e contratar os serviços.

      Eu fiz tudo de tênis. Mas uma bota de trekking impermeável teria sido útil para os dias de chuva que peguei!

      Abração!

  3. Fala, Murilo!
    Vim aqui pra abusar da tua boa-vontade mais um pouquinho e pedir a tua opinião sobre um roteiro que eu tô montando! hehehe
    Ainda nem sei se a viagem vai rolar mesmo, mas caso role quero estar com o roteiro pronto pra ir reservando as coisas.
    Tô pensando no seguinte:

    Dia 1 (3ª f.): Voo Rio – Cidade da Guatemala (chegada às 16h).
    Dia 2 (4ª): Cidade da Guatemala. À noite, voo para Flores (1 hora de viagem).
    Dia 3 (5ª): Flores. Tour para Tikal.
    Dia 4 (6ª): Voo Flores – Cidade da Guatemala de manhã e shuttle do aeroporto para Antigua.
    Dia 5 (sábado): Antigua.
    Dia 6 (domingo): Tour bate-volta Antigua – Chichicastenango.
    Dia 7 (2ª): Shuttle Antigua – Panajachel.
    Dia 8 (3ª): Lago Atitlán (lugar a definir).
    Dia 9 (4ª): Shuttle Panajachel – Antigua.
    Dia 10 (5ª): Shuttle Antigua – Cidade da Guatemala para pegar o voo no fim da tarde. Fim.

    Minha maior dúvida é como encaixar o Lago Atitlán. Não sei se volto pra Antigua e de lá vou pra Guate ou se pego um shuttle direto de Panajachel pra Guate.
    Outra dúvida é se fico mais uma noite na capital.
    Vale lembrar que sou cadeirante e ainda não sei se vou ter companhia pra essa viagem.

    O que você achou?

  4. Fala, Murilo, beleza?

    Tenho muita vontade de conhecer a Guatemala. Um amigo meu fez um mochilão pela América Central esse ano e disse que esse foi o país que ele mais gostou. Só que ele disse que o transporte lá não é muito bom, e eu sou cadeirante. O que você me recomendaria?

    • Faaala Heitor, tudo bem e você?

      Realmente, o transporte público/acessibilidade de lá é bem limitado.
      No caso de transporte intermunicipal, os shuttles, que são vans de agências muito popular entre os turistas, pode ajudar parcialmente, já que eles pegam a galera na acomodação e te deixa no lugar onde você ficará hospedado na outra cidade.

      Ainda assim, acredito que para fazer os passeios do dia a dia e conhecer as principais atrações de cada cidade seria complicado. =[

      Abração!

      • Imagino, Murilo! Em geral eu me viro bem, já fiz até Peru e Equador sozinho (incluindo Machu Picchu, que eu fui com guia), indo de avião entre as cidades, mas o transporte é que pega mesmo… Você indicaria alguma agência por lá?

        • Pô, que bacana!

          Como você já tá acostumado a viajar pela América Latina, então já tem uma ideia da estrutura por aqui…
          Infelizmente não conheço nenhuma agência pra indicar. =[

          O que você pode fazer, é entrar em contato com algum hostel/hotel e pedir indicações pra eles e tal… Ou ainda, tentar encontrar moradores locais através do Couchsurfing e ver se eles conhecem alguma! 🙂

          Abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here