Onde ficar em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul: Descubra quais são os melhores bairros para se hospedar, além de hostels e hotéis com ótimo custo-benefício para a sua hospedagem!
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Embora seja uma grande cidade, não é difícil decidir onde ficar em Porto Alegre. Diferente de outras metrópoles brasileiras, como Rio de Janeiro e São Paulo, a rede hoteleira da capital gaúcha se concentra em apenas três bairros.

Além disso, estas três vizinhanças estão muito próximas uma das outras. Ou seja, mais do que a localização em si, o que mais irá influenciar a sua decisão é o estilo de cada área.

Sobre as acomodações, Porto Alegre oferece uma boa variedade de hospedagens – de hostels baratinhos a hotéis cinco estrelas. No entanto, fique de olho nas avaliações feitas por outros viajantes que já se hospedaram no local antes de reservar o seu quarto.

Isso porque, muitos hotéis de Porto Alegre estão instalados em prédios antigos. O que, consequentemente, acaba comprometendo a estadia em alguns aspectos.

Portanto, além de contar quais são os melhores bairros para ficar em Porto Alegre, neste texto eu também indicarei algumas acomodações com bom custo-benefício e que ostentam uma boa reputação.

Tenho certeza que depois de ler este post atentamente até o final, você estará pronto para reservar uma acomodação que atenda as suas necessidades.

# Melhores bairros para ficar em Porto Alegre

Sem delongas: para mim, os melhores bairros para ficar em Porto Alegre são Cidade Baixa e Moinhos de Vento.

Além de concentrarem grande parte dos hotéis da cidade, estas duas vizinhanças também estão recheadas de bares, restaurantes e comércios em geral.

Em todo caso, saiba que também há acomodações em outras áreas, e que podem ser uma opção dependendo do seu plano de viagem pela capital do Rio Grande do Sul.

A seguir, confira quais são as vantagens e desvantagens de cada região, além de hostels e hotéis bem avaliados para ficar em Porto Alegre.

Leia também: 10 hotéis baratos em Porto Alegre

# Cidade Baixa

Grudada no centro-histórico da capital gaúcha, a Cidade Baixa é um dos melhores bairros para ficar em Porto Alegre. Inclusive, foi nesta vizinhança que fiquei hospedado e com toda certeza ficaria outras vezes.

A menos de dois quilômetros do centro-histórico e ao lado do Parque Farroupilha (Redenção), a localização do bairro é central e facilita os deslocamentos.

Não menos importante, vale destacar que essa região é conhecida por ostentar a vida noturna mais agitada da cidade. O que é compreensível, afinal, por lá não faltam bares, restaurantes e baladas.

Nas sextas e sábados à noite a Rua General Lima e Silva fica lotada de pessoas bebendo – seja devidamente instalada numa mesinha na calçada, ou até mesmo em pé em frente algum estabelecimento. Aliás, tenha em mente que esse é o astral da região. Bares requintados com drinks instagramáveis – quase – não tem vez na Cidade Baixa.

Combinando com a alma jovem do bairro, espere encontrar muitas paredes grafitadas, hostels e cafeterias descoladas.  

Embora não tenha uma rede hoteleira tão bem formada quanto no centro ou no Moinhos de Vento, a Cidade Baixa tem boas acomodações. E o melhor: as tarifas costumam ser bastante simpáticas.

Cidade Baixa em Porto Alegre
Cidade Baixa

Hostels e hotéis na Cidade Baixa

Para quem estiver em busca de um albergue, é na Cidade Baixa que se encontra o hostel mais bem avaliado de Porto Alegre: o Solar 63. Aliás, foi lá que eu fiquei por quase uma semana (detalhes abaixo, no item “Minha experiência”).

Caso você precise de outra opção, o Poa Eco Hostel é outra possibilidade bem cotada nas redondezas.

Se você não abre mão de um hotel convencional, porém, não quer gastar uma fortuna, o três estrelas Master Express Lima e Silva pode ser uma boa saída. Embora esteja longe de ser o melhor hotel do mundo, oferece boas instalações e está bem localizado.

Podendo investir numa categoria acima, o Intercity Cidade Baixa é a melhor escolha. Com instalações modernas e elegantes, faz por merecer a boa fama que tem. Além de serviços profissionais, espere encontrar suítes espaçosas, limpeza bem feita e café da manhã daqueles que deixa saudades quando voltamos para casa.

Minha experiência

O lugar que eu escolhi para ficar em Porto Alegre foi o Solar 63 Hostel, que tem localização imbatível a uma quadra do Parque Farroupilha e da Rua General Lima e Silva – a principal via da Cidade Baixa.

Além de dormitórios compartilhados com ar condicionado (no verão é super útil!), o Solar 63 também dispõem de suítes privativas por um preço pra lá de amigo.

As instalações do albergue estão em ótimas condições – tanto na área comum quanto nos dormitórios. A área social tem sala de estar com TV, cozinha equipada e um simpático quintal com rede.

Os dormitórios também são bem montados e não decepcionam. Além de colchões confortáveis, há luz e tomada individual ao lado de cada cama, armário para guardar pertences de valor e ganchos para pendurar a toalha.

Por falar em toalha, o banheiro é em estilo vestiário e há um masculino e outro feminino. Espaço não é uma das suas virtudes, mas isso não chegou a ser um problema para mim.

Já duas qualidades incontestáveis é a atenção dos funcionários e a limpeza de todos os espaços do hostel.

Como nem tudo é perfeito, o café da manhã é básico, e se você gosta de uma primeira refeição farta, recomendo que compre algumas coisas no mercado para complementar os quitutes oferecidos pelo albergue. Ainda assim, não é um item que desmereça a estadia. Inclusive, com toda certeza me hospedaria lá novamente.

hostels em Porto Alegre
Solar 63

» Veja fotos, avaliações e preços do Solar 63 Hostel

# Moinhos de Vento

Mesmo estando mais afastado das principais atrações do centro da cidade, o Moinhos de Vento é um dos melhores bairros para ficar em Porto Alegre.

Isso porque, apesar da distância mais longa para conhecer os pontos turísticos da capital gaúcha, o bairro presenteia os viajantes com agradáveis ruas arborizadas, cafés charmosos e restaurantes elegantes.

Além disso, quem quer sair a noite também encontra ótimos bares por estas bandas. Tenha em mente, porém, que os estabelecimentos são mais arrumados – e caros – do que na Cidade Baixa.

Algumas referências do bairro – tanto de lugares para visitar quanto localização, são: Parque Moinhos de Vento (Parcão), Moinhos Shopping e a Rua Padre Chagas. Aliás, é na Rua Padre Chagas que se concentra a maior quantidade de lojas, cafés e pubs do bairro – parada obrigatória para quem gosta de sair à noite.

Hotéis no Moinhos de Vento

Antes de mais nada, saiba que as acomodações no Moinhos de Vento são mais caras do que em bairros como Cidade Baixa e Centro Histórico. Portanto, se gastar pouco é uma das suas prioridades, o ideal é reservar um hotel em outra área.

Ainda assim, dá para se hospedar bem sem ir à falência no Ibis Moinhos de Vento, que cobra em torno de R$ 280,00 numa suíte para duas pessoas – já com o café da manhã na conta.

Com preços intermediários e conforto incontestável, além de ótimos serviços, suítes espaçosas e café da manhã caprichado, se destacam na vizinhança o clássico Quality Porto Alegre e o charmoso Hotel Laghetto.

Para uma experiência cinco estrelas, o Sheraton é a grande estrela do bairro e não costuma desapontar os viajantes.

melhores bairros para ficar em Porto Alegre
Parcão, no bairro Moinhos de Vento

# Vale a pena ficar no centro de Porto Alegre?

Além da Cidade Baixa e do Moinhos de Vento, outro bairro que você pode considerar ficar em Porto Alegre é o centro-histórico. Aliás, o centro da cidade tem uma grande quantidade de hotéis.

No entanto, eu só recomendo se hospedar no centro se você tiver pouco tempo para explorar a capital gaúcha e não pretende sair à noite. Ou, é claro, se você estiver indo a Porto Alegre para algum compromisso específico que será realizado no centro.

Apesar de muitos pontos turísticos se encontrem por estas bandas, o que acaba facilitando a vida de quem está com o tempo contado, ficar no centro significa barulho durante o dia e silêncio desconfortável durante a noite.

Depois que os comércios fecham as portas muitas ruas ficam desertas, e isso pode acabar gerando uma sensação de insegurança. Além disso, depois que o sol se põem, a oferta de lugares para comer é mais restrita.

Na minha opinião, ficar na Cidade Baixa tem uma localização tão estratégica quanto o Centro-Histórico, mas com a vantagem de ter mais comércios e vida noturna.

Hotéis no centro de Porto Alegre

Se ainda assim você decidir ficar no Centro-Histórico de Porto Alegre, saiba que ao menos você encontrará tarifas mais simpáticas do que nas outras vizinhanças. Prova disso é o Açores Flat Design, que tem instalações moderninhas e diárias por menos R$ 160,00.

Outra acomodação bem avaliada e que é uma das mais tradicionais de Porto Alegre é o Hotel Praça da Matriz. Embora esteja num casarão histórico, a estrutura do hotel está em ótimas condições. Inclusive, sua arquitetura bem preservada é um dos itens mais elogiados pelos viajantes.

Caso prefira subir para uma categoria quatro estrelas, confira as suítes do Everest Porto Alegre Hotel.

hospedagem em Porto Alegre
Centro de Porto Alegre

+ Dicas de onde ficar em Porto Alegre

» Situado entre os bairros Cidade Baixa e Moinhos de Vento, o bairro Bom Fim também é um ótimo pedaço para ficar em Porto Alegre.

Trata-se de uma área mais residencial, com ruas arborizadas e alguns poucos comércios espalhados.

Por lá, vale conferir as ofertas do Piazza Navona (rede Intercity) e do Brick Hostel.

» Caso você precise se hospedar em um hotel próximo ao Aeroporto Salgado Filho – que está a quinze quilômetros da área central de Porto Alegre – o Ibis Aeroporto (três estrelas) e o Novotel Aeroporto (quatro estrelas), oferecem bom custo-benefício.

» Para ficar perto do Estádio Beira-Rio, o quatro estrelas Blue Tree Towers Millenium é a melhor pedida. Além de estar a apenas um quilômetro do estádio, o hotel é moderno e tem ótimas tarifas.

» Já para se hospedar em um hotel próximo à Arena do Grêmio você pode utilizar as mesmas dicas de hospedagem perto do Aeroporto Salgado Filho – Ibis Aeroporto e o Novotel Aeroporto. Afinal, o estádio do tricolor gaúcho está a apenas seis quilômetros do aeroporto.

» Se preferir, clique aqui e encontre outros lugares para ficar em Porto Alegre.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here