COMPARTILHAR

Atenção Viajante!!!

Economize no seu seguro viagem fazendo uma cotação online, que compara as melhores seguradoras do mercado. E também, utilize o cupom de desconto VOLTOLOGO5 para garantir 5% de desconto.

»»» Clique aqui e descubra agora quanto você vai precisar investir na sua segurança durante a sua viagem.

PS: Pode apostar que é menos do que você imagina! :)
Palermo, em Buenos Aires: 5 dicas práticas para você aproveitar o que há de melhor neste bairro. Descubra o que fazer, quais as principais atrações e pontos turísticos, onde se hospedar e onde comer.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Não lembro exatamente o porquê, mas foi somente na minha segunda viagem que eu reservei alguns dias para conhecer o bairro de Palermo, em Buenos Aires. Hoje, agradeço imensamente por ter voltado a capital da Argentina, e ter tido outra oportunidade para visita-lo.

Diferente de outros bairros portenhos, não é a arquitetura, história ou um monumento que se destaca em Palermo. Na verdade, na minha opinião, sua maior atração é vivenciar seu ambiente simpático e despojado. É claro que há pontos turísticos que você pode incluir nas andanças por lá. Mas para mim, nada supera uma caminhada sem compromisso pelos seus parques, e um fim de tarde em algum barzinho bacana.

Mas fique tranquilo, pois se caminhar sem rumo ou terminar o dia em um bar animado não faz seu estilo, neste post eu irei te contar o que mais há por Palermo, e o que o torna tão irresistível. Vou te falar exatamente o que você pode esperar desta região, como se locomover por lá, onde se hospedar, lugares para conhecer e onde comer.

Leia também: Onde se hospedar em Buenos Aires | Os melhores bairros

1- O que esperar de Palermo, em Buenos Aires

Antes de tudo vale informar que Palermo é enorme e que há algumas subdivisões dentro do próprio bairro.

Palermo Soho, por exemplo, é a região com ares moderninho e descolado. Bares, cafeterias, restaurantes e as próprias pessoas, têm um astral mais despreocupado e estiloso.

Palermo Hollywood, que ganhou este nome por causa dos estúdios de TV e cinema que se instalaram ali, pode se dizer que é um pouco mais conservador, porém, nem por isso careta.

Ainda há outras áreas que também recebem nomes próprios, como Palermo Chico e Alto Palermo.

Apesar de cada parte do bairro ter as suas particularidades, de um modo geral, você encontrará um ambiente pra lá de agradável para caminhar, bares e restaurantes de diversos estilos, parques, lojas, museus, murais com arte de rua e uma das noites mais animadas de Buenos Aires.

parques de palermo, em buenos aires
Algum parque em Palermo

Leia também: 11 dicas valiosas para sua viagem a Buenos Aires

2- Localização e dicas de transporte

Apesar de ser vizinho da famosa Recoleta, Palermo é o bairro que está mais afastado das outras regiões turísticas de Buenos Aires.

Além disso, nem todas as atrações tem uma estação de metrô ao seu lado. Na maioria das vezes você terá que combinar alguma estação da Linha Verde – como Plaza Italia ou Palermo – com mais dez ou quinze minutos de caminhada. O que não chega a ser um grande problema, já que andar pelo bairro já é um passeio e tanto.

3- Onde se hospedar

A maioria dos turistas que se hospedam em Palermo ficam no Soho, afinal, a região conta com acomodações para todos os gostos e bolsos.

Quem gosta de ficar em albergues, o 70 30 Hostel e o Caravan BA | Hostel Boutique são os mais bem cotados do bairro.

Já quem não abre mão de privacidade, porém, nem por isso quer gastar uma fortuna, vale conferir as suítes do Duque Hotel Boutique & Spa, Feel Buenos Aires e Soho Point Suites.

Leia também: 3 dicas úteis para escolher o seu hotel em Buenos Aires

4- Atrações e pontos turísticos de Palermo

Apesar de ser uma ótima região para comer bem e fazer algumas comprinhas, Palermo possui ainda muitos lugares para conhecer.

Na região chamada de Palermo Botânico, relativamente próximo da estação de metrô Plaza Italia, você encontrará as atrações número um do bairro: seus parques.

O Jardim Botânico é um refúgio bem ao lado da movimentada Avenida Santa Fé e pode ser a sua primeira parada. E, a partir daí, não faltarão outras áreas verdes para você incluir no seu roteiro por Palermo. Reserve uma manhã ou uma tarde para visitar lugares como o Rosedal, Jardim Japonês e outros parques e praças arborizadas que estarão pela vizinhança.

Para um passeio mais cultural, inclua na sua programação o Museo Evita e o Museo de Arte Latinoamericano (MALBA)

No fim do dia, uma boa pedida é ir para os arredores da Plaza Serrano e curtir seu astral animado em algum barzinho ou restaurante.

Ou ainda, caso prefira esticar a caminhada até Palermo Hollywood, você pode visitar as velharias do Mercado de las Pulgas, ou apreciar os murais de arte urbana da região. Um dos mais impressionantes é o que retrata a mexicana Frida Kahlo, que está na Avenida Dorrego, 1600.

o que fazer em palermo - museu evita
Museu Evita

Leia também: 50 dicas do que fazer em Buenos Aires

5- Onde comer

Para muitos, o bairro de Palermo é a melhor região para comer em Buenos Aires. E é claro que tal afirmação não é em vão, afinal, não faltam bares, restaurantes e cafeterias por lá.

Depois de bater perna pelos Parques de Palermo, o Daniels Bar foi a minha escolha para um almoço despretensioso pelos arredores da estação de metrô Plaza Italia. O pequeno restaurante de esquina pode passar despercebido por muita gente que caminha pela Rua Thames ou pela Rua Charcas, porém, se quiser almoçar em um ambiente simpático e tranquilo, pode entrar sem medo. Apesar do cardápio enxuto, você encontrará pratos tipicamente portenhos, como bife de chorizo e milanesa a napolitana, que custam em torno de AR$ 230,00 e AR$ 150,00, respectivamente.

Uma opção que infelizmente não conheci, mas que é indicado – e muito elogiado – pelo pessoal do blog Aires Buenos, é o moderno Brandon: comida boa e atendimento eficiente por um preço justo.

Para se esbaldar em algum café, vale conferir as dicas da Amanda, do blog Buenos Aires para Chicas. Inclusive, ela tem um post inteirinho somente com suas cafeterias favoritas em Palermo Soho.

Ou ainda, caso você seja daqueles viajantes que gostam de caminhar sem rumo e entrar naquele cantinho que te parecer mais convidativo, vá para a Plaza Serrano. Você certamente encontrará algo que te agrade.

restaurantes em palermo - dicas
Milanesa a napolitana, do Daniels Bar

COMPARTILHAR
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here