Viagem a Jericoacoara, no Ceará: Dicas práticas para você organizar suas férias. Descubra quando ir, quantos dias ficar, como chegar, onde se hospedar, quais são as principais atrações e os gastos.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Não importa o destino. Se estou em vias de conhecer uma cidade que esteja nos holofotes social midiáticos, faço de tudo para viajar sem nenhuma expectativa a fim de evitar decepções. No entanto, minha técnica que costumava ser infalível não funcionou para minha viagem a Jericoacoara, e embarquei para o Ceará mais animado do que o habitual.

Depois de sete dias em Fortaleza e bastante impressionado com todas as praias que conheci pelos arredores da capital cearense, na hora de ir para Jeri àquela sensação de que talvez a vilazinha não fosse tudo isso voltou com força total. A essa altura do campeonato, porém, já não havia muito o que eu pudesse fazer.

Aliás, a única coisa que podia e fiz durante o caminho até lá, foi torcer para que o tempo abrisse nos próximos dias, já que todo o percurso foi feito sob uma pesada chuva típica de fevereiro.

Deu certo! Quase certo. Bem, na verdade o clima durante minha viagem a Jericoacoara poderia ter sido um pouco mais generoso. Porém, mesmo sem ser presenteado com os seus famosos pôr-do-sol, Jeri me conquistou e me surpreendeu – positivamente – do começo ao fim.

E, para que você também consiga aproveitar ao máximo as suas férias, neste post eu darei sete dicas para você se planejar adequadamente.

1- O que esperar de uma viagem a Jericoacoara?
2- Quando ir?
3- Quantos dias ficar?
4- Como chegar em Jericoacoara?
5- Hospedagem em Jericoacoara
6- Atrações em Jericoacoara
7- Principais gastos

1- O que esperar de uma viagem a Jericoacoara?

Sombra e água fresca, esse deve ser o principal propósito de uma viagem a Jericoacoara. Ao contrário de outros destinos praianos, Jeri tem poucos passeios, portanto, não vá achando que terá dias muito ocupados.

O mais bacana da vilazinha é visitar – e revisitar – seus cenários sem pressa, ao melhor estilo deixa a vida me levar vida leva eu.

No quesito comes e bebes, o centrinho de Jericoacoara ostenta restaurantes para todos os gostos e bolsos – de verdade! Se quiser pratos elaborados em restaurantes charmosinhos, tem! Se quiser um PF basicão e pagar R$ 15,00 num baita almoço, tem também!

O mesmo vale para a rede hoteleira. Tanto os mochileiros que querem se enturmar, como casais em lua de mel que não abrem mão do romantismo, conseguem encontrar hospedagens que atendam as suas necessidades.

Ainda assim, apesar de tantas possibilidades no que diz a respeito ao estilo de viagem, todos os estabelecimentos de Jeri têm algo em comum: as ruas de areia que são a marca registrada da cidade, e que dispensam qualquer tipo de calçado fechado na mala.

dicas de Jericoacoara
Lagoa da Tatajuba

2- Quando ir?

Preste atenção, pois é perfeitamente possível ter uma viagem a Jericoacoara bastante prejudicada por causa das chuvas.

Se for viajar em janeiro ou fevereiro, é bom deixar alguns dias vagos no roteiro por conta de possíveis imprevistos climáticos.

Caso você só possa viajar de março a julho, o ideal é que escolha outro destino. Segundo os moradores com quem conversei, chove pra valer por dias seguidos durante este período.

Já de agosto a dezembro é a época mais conveniente para viajar a Jericoacoara. O tempo está firme, as lagoas estão cheias e as águas mais cristalinas.

Minha experiência? Fui em fevereiro e comprovei que, neste mês, é altamente recomendável ter uma programação folgada para não perder nenhum passeio. 

melhor época para viajar a Jericoacoara
Praia Principal

3- Quantos dias ficar?

Três dias inteiros. Este é o tempo mínimo que eu recomendo para uma viagem a Jericoacoara. Dessa forma será possível fazer os dois passeios principais, e ainda ter um dia livre para curtir a praia da vila ou revisitar um lugar que tenha gostado muito.

A partir daí, é só estender o roteiro pra quanto tempo você quiser ficar curtindo a vida boa em Jeri.

Um tour que eu não recomendo – mas já diz o ditado cada louco com a sua loucura – é o passeio bate-volta de Fortaleza para Jericoacoara. Sim, essa insanidade existe. E, diga-se de passagem, tem muita gente que faz e até acha legal.

Porém, se quiser se arriscar tenha em mente que você sairá de Fortaleza às 4hs da manhã, e passará pelo menos oito horas do dia dentro de uma van. No tempo restante o itinerário mais comum costuma incluir a caminhada até a Pedra Furada e algumas horas na Lagoa do Paraíso.

Jericoacoara roteiro de viagem
Lagoa da Tatajuba

Leia também: 7 coisas que você deveria fazer em Jericoacoara

4- Como chegar em Jericoacoara?

Chegar em Jericoacoara já foi mais difícil. Porém, isso não significa que não exija uma dose cuidadosa de atenção.

A primeira parte do percurso mais comum é antes de qualquer coisa chegar a Fortaleza. Da capital cearense, a maneira mais rápida e confortável para ir a Jeri é num transfer privado num veículo tipo Hilux que já te deixa direto na sua pousada na vila. Dessa maneira, como o veículo já é 4×4 evita-se parar em Jijoca para trocar de carro. O senão, é claro, é que essa é a opção mais cara – principalmente para quem estiver viajando sozinho. Esse tipo de transfer custa a partir de R$ 600,00 e a viagem leva cerca de quatro horas.

Tranfers compartilhados são uma realidade mais escassa, porém, ainda assim uma possibilidade. A empresa Maracatur Turismo oferece uma saída diária às 8hs por R$ 100,00. Tem como vantagem o fato deles te buscarem no seu hotel em Fortaleza, e te deixarem na sua pousada em Jeri. Além disso, normalmente estes trasfers são mais rápidos do que os ônibus convencionais, e gastam apenas entre cinco e seis horas para fazer o percurso (com uma parada de trinta minutos!). A desvantagem é que o transporte é feito em vans, que, na minha opinião, é muito menos confortável do que um ônibus convencional.

Já os ônibus de Fortaleza para Jericoacoara saem do Terminal Rodoviário João Thomé e são operados pela empresa Fretcar. Ainda há outros pontos para embarque além da rodoviária, como a Avenida Beira Mar (consulte os horários exatos!) e o Aeroporto Internacional Pinto Martins. As passagens custam entre R$ 76,00 e R$ 91,00 e o deslocamento leva ao menos sete horas.

Importante saber: os deslocamentos de transfer compartilhado e de ônibus com a Fretcar exigem uma parada em Jijoca para troca de veículo, Isso porque, a partir desse ponto será necessário um veículo com tração 4×4 para vencer as dunas de areia. No entanto, não se preocupe, pois ao comprar estes serviços o valor já inclui os dois trechos.

Para quem pode investir em mais conforto e praticidade, desde 2017 dá pra chegar – quase – em Jericoacoara de avião. O aeroporto do município de Cruz, a trinta quilômetros de Jeri, recebe voos de Recife, Campinas-SP e São Paulo-SP. Vale lembrar, porém, que os horários são poucos e os preços altos. E também, uma vez no aeroporto de Cruz será preciso ainda pegar um transfer privado (cerca de R$ 260,00 para quatro pessoas) ou jardineira (R$ 60,00 por pessoa) até Jericoacoara.

dicas de transporte para Jericoacoara
Um dos caminhos para chegar a Jericoacoara

5- Hospedagem em Jericoacoara

De hostel baratinho a hotéis sofisticados de frente para o mar, é possível encontrar – quase – todo tipo de hospedagem em Jericoacoara. No entanto, independente de quanto você está disposto a investir, procure não se afastar muito da Praia Principal da vila e do burburinho central.

Quem estiver em busca de um albergue, o Villa Chic Hostel e Pousada foi a minha casa por alguns dias, e certamente me hospedaria por lá outras vezes. Possui dormitórios espaçosos, atendimento profissional café da manhã caprichado e ambientes sempre limpos. Além de claro, preço que cabe no bolso de qualquer viajante.

Para quem quer economizar mas não abre mão de uma pousada – ainda que simples – a Casa Mar Suites é uma das mais em conta de Jeri e tem uma excelente reputação.

Podendo investir um pouco mais, para aumentar também o conforto e charme das instalações, a Pousada O Refúgio se destaca pela decoração alegre e inovadora, e é praticamente uma unanimidade entre os viajantes que já se hospedaram lá. Oferece um custo-benefício acima da média de Jeri.

Já para se hospedar a beira mar, o Blue Residence Hotel e o Casa na Praia são as opções mais bem cotadas.

Se preferir, clique aqui e encontre outras hospedagens em Jericoacoara (algumas com até 30% de desconto!).

dicas de hospedagem em Jericoacoara
Villa Chic

Leia também: 10 pousadas baratas em Jericoacoara (Que valem a pena!)

As melhores pousadas em Jericoacoara

6- Atrações em Jericoacoara

As belezas naturais são, de fato, as grandes atrações de uma viagem a Jericoacoara. A grande surpresa, porém, é que suas praias mais famosas são na realidade lagoas de água doce.

É o caso da Lagoa do Paraíso, um dos principais cartões postais de Jeri e que pode ser visitada durante um passeio pelo lado leste, de buggy ou jardineira (carros 4×4 com a traseira adaptada com bancos). Além desta parada, que é a principal e a mais longa, o itinerário também passa pela Lagoa Azul, Praia do Preá e Árvore da Preguiça.

No tour pelo lado oeste, a parada para banho e almoço é na Lagoa da Tatajuba, que, apesar de não ter águas tão cristalinas quanto a Lagoa do Paraíso, também vale a visita. O passeio pela direção oeste de Jeri conta ainda com emocionantes manobras sobre as dunas, tirolesa e tobogã (estes dois últimos pagos à parte do passeio).

Reserva um dia inteiro para cada um destes passeios. Ambos saem de Jeri entre 9hs e 10hs e regressam antes do sol se pôr.

E por falar em entardecer, os dois points para o fim de tarde são a Duna do Pôr do Sol e a Pedra Furada. Para chegar nestes dois lugares basta caminhar. A Duna do Pôr do Sol está a dez minutos da Praia Principal da vila, numa rápida caminhada pela areia. Já para chegar na Pedra Furada a pernada é mais longa – entre 30 e 40 minutos, numa direção diferente da duna.

O sol já foi embora? Então corra para o Café Jeri, um dos lugares mais animados e diferentes da vila. Trata-se de um terraço que une bons drinques, música eletrônica e performances de artistas (dança, malabarismo e por aí vai…). O espaço funciona de quarta a domingo, das 16hs às 20h30, e a entrada é gratuita. As bebidas custam entre R$ 20,00 e R$ 30,00 cada.

No quesito comes e bebes, os frutos do mar – como não poderia deixar de ser – são escolhas certeiras. Destaque para o Camarão no Abacaxi do Restaurante Dona Amélia. Se peixe não é contigo, fique tranquilo, pois Jeri possui dezenas de bons restaurantes que servem de tudo um pouco.

Para curtir um dia à toa na praia, além da Lagoa do Paraíso – que costuma ser visitada mais de uma vez pelos viajantes – a melhor pedida que conta com boa estrutura à beira mar a Praia Principal, na própria vila de Jeri.

Caso você queira visitar somente a Lagoa do Paraíso, sem o passeio completo pelo lado leste, há jardineiras que fazem esse percurso por R$ 50,00 (ida e volta). Elas saem da Rua São Francisco, próximo da agência da Fretcar e é só chegar lá. As saídas são conforme o volume de passageiros, no esquema encheu-partiu.

Na lagoa, o trecho mais badalado é onde está o The Alchymist Beach Club, um estruturado quiosque/restaurante cheio de requinte. Vá preparado, porém, pois para comer e beber por lá se gasta pequenas fortunas (do tipo R$ 15,00 a cerveja long-neck).

atrações em Jericoacoara
The Alchymist Beach Club e a Lagoa do Paraíso

Leia também: 7 praias de Jericoacoara, no Ceará (Entenda para não se dar mal!)

7- Principais gastos

Além da passagem área e gastos com transporte terrestres – que já foram indicados no texto – deixarei aqui uma referência dos gastos com hospedagem, alimentação e passeios durante uma viagem a Jericoacoara, no Ceará.

Procurando e reservando com antecedência, quem quiser economizar com hospedagem encontra suítes simples para duas pessoas que custam entre R$ 170,00 e R$ 220,00. A média, porém, fica na casa dos R$ 300,00 por dia numa acomodação confortável, porém, sem muitas firulas.

Quem quiser só uma cama num dormitório compartilhado, espere gastar R$ 45,00 por dia nos meses menos concorridos, e R$ 60,00 pela mesma acomodação durante a alta temporada.

Sobre alimentação o preço pode ir de oito a oitenta dependendo do que você pretende pedir. Na Rua São Francisco, por exemplo, há diversos restaurantes simples que servem prato-feito de menu básico – mas muito bem servido – por R$ 15,00. Na Rua Principal, o mesmo prato individual deve custar entre R$ 20,00 e R$ 25,00.

Pratos mais elaborados variam de acordo com o restaurante e com o pedido. Mas para você ter uma ideia, um camarão no abacaxi que serve duas pessoas, em um bom restaurante, custa entre em torno de R$ 80,00.

Nos restaurantes a beira-mar, como em qualquer lugar, espere gastar mais por um pedido parecido.

Sobre os passeios, os dois tours mais tradicionais podem ser feitos em buggy (para até 4 pessoas) ou em jardineiras compartilhadas. (Lembrando que a tal jardineira nada mais é do que veículo 4×4 com a traseira adaptada com bancos, que transportam entre 9 e 12 pessoas).

O passeio de buggy pelo lado leste custa na faixa de R$ 300,00 (o que dá R$ 75,00 por pessoa), ou R$ 60,00 por pessoa na jardineira compartilhada.

O passeio pelo lado oeste é um pouco mais caro, sendo que o buggy sai por R$ 360,00, e a jardineira R$ 75,00.

# Bônus: Roteiro de 3 dias em Jericoacoara

Organizar o dia a dia de uma viagem a Jericoacoara não tem segredo e muito menos planilha mirabolante. Caso você tenha três dias inteiros livres, segue abaixo a minha recomendação:

– Dia 1: Passeio lado oeste (Lagoa da Tatajuba) + Pôr do Sol na Pedra Furada

– Dia 2: Passeio lado leste (Lagoa do Paraíso) + Pôr do Sol nas Dunas

– Dia 3: Dia livre (Sugestão: Praia da Vila) + Café Jeri

3 lugares para se hospedar em Jericoacoara

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Villa Chic Hostel e Pousada é uma das opções mais bem avaliadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, a Pousada O Refúgio tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, pra ficar de frente pra praia, vale conferir as suítes do Blue Residence Hotel.

» Se preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Jericoacoara

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

8 COMENTÁRIOS

  1. Achei muito bacana a estrutura do seu artigo. Achei que ficou bem claro. Nunca fui a Jericoacoara, mas sempre fico babando nas fotos que vejo! Me falta explorar bastante essa região do Brasil. Espero que não demore para conhecer.

  2. Você tem razão, às vezes a gente espera muito de um lugar devido à massissa exposição, mas Jeri é mesmo linda e hoje tem muito mais estrutura do que quando fui. Jericoacora me traz lembranças boas e ruins, enfrentamos alguns perrengues – e uma virose terrível que minha filha pegou. Muito boas suas dicas, parabéns!

  3. Oi Murilo, gostei bastante das dicas e espero aproveita-las em breve em uma viagem a Jeri. Pela relação de preços que você colocou achei mais barato do que imaginei, claro que sei que pode fica bem caro dependendo do hotel que ficar. Depois conto qual foi minha impressão.

    • Faaala Leo, tudo bem?

      Realmente, dá a impressão de ser uma viagem mais cara mesmo, né?! Mas dá pra curtir bastante sem precisar gastar taaanto! hahaha

      Abraço

  4. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here