10 coisas que nenhum viajante gosta durante uma viagem: aquelas situações que não teriam a menor necessidade de entrar em um roteiro.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Viajar é maravilhoso. Ao menos pra mim e pra boa parte das pessoas que conheço, poucas coisas são tão prazerosas quanto conhecer este mundão. No entanto, assim como qualquer atividade nesta vida, viajar também envolve algumas situações que eu preferiria evitar se tivesse essa opção. Na realidade, algumas delas eu até evito. Outras, no entanto, não há nada que eu possa fazer. 

E não é que essas situações destruam as minhas férias – longe disso. Mas sabe aqueles pequenos detalhes que não teriam a menor necessidade de entrar em um roteiro de viagem? É exatamente disso que eu estou falando.

Porém, como não dá pra se ver livre destes aborrecimentos, pelo menos não na maioria das vezes, o jeito é aceitá-los com bom humor. Até mesmo porque eles podem protagonizar belas cenas tragicômicas da vida viajante.

Leia também: 7 situações em que não há portunhol que resolva

1- Procedimentos de aeroporto

Não escondo de ninguém: evito aeroporto sempre que possível. Prefiro passar dez horas numa viagem noturna de ônibus, do que ir ao aeroporto para um voo de uma hora e meia. E olha que eu até gosto da sensação de estar em um, e observar o vai e vem dos passageiros. No entanto, para mim, os procedimentos que fazem parte desta etapa da viagem são uma tortura.

O aborrecimento já começa antes mesmo de chegar ao aeroporto, afinal, o deslocamento até ele normalmente custa muito dinheiro, muito tempo, ou os dois. Ainda sonho com o dia em que todos os aeroportos estarão conectados a uma linha de metrô.

Chegando lá começa a maratona: despachar bagagem, passar pelo raio-x, fila para o embarque, voar, muvuca para o desembarque, passar pela imigração, torcer para a sua mala chegar e gastar mais muito tempo ou dinheiro para chegar à acomodação.

Isso sem falar nos imprevistos de voo cancelado e no preço exorbitante da comida. Inclusive, se você faz parte do time que se recusa a pagar R$ 10,00 por um salgado de aeroporto, leia o texto “Sem perder o pão-durismo, jamais”, do blog 360Meridianos.

Mas talvez, nenhum destes procedimentos seja mais aborrecedor do que o próximo item desta lista.

2- Escalas longas durante a noite

Posso estar errado, mas duvido muito que alguém compre uma passagem aérea com escala entre uma da madrugada e dez da manhã, porque gosta de passar a noite em um aeroporto. Pelo menos quando isso acontece comigo o motivo é outro: possivelmente foi a passagem mais barata que encontrei.

Mas lembre-se de que dependo da diferença de preço a economia pode não compensar. Afinal, ou você jejua ou terá que enfrentar um problema que já mencionei no item anterior: o preço exorbitante da alimentação em aeroportos.

3- Atração turística lotada

Outra coisa que não faço a mínima questão durante uma viagem é encontrar atrações turísticas abarrotadas de gente. Obviamente, seria egoísmo e falta de noção da minha parte achar que teria um lugar tão bacana somente para mim ou poucos turistas. Porém, se pudesse escolher entre conhecer uma praia pouco movimentada e outra que eu tenho que tomar cuidado para não esbarrar em ninguém na água, escolheria a primeira opção sem a menor dúvida.

4- Se sentir lesado

Qual o viajante que fica contente ao descobrir que pagou o dobro por uma corrida de táxi pelo simples fato de ser turista? Ou que a comida perto de uma atração turística custa três vezes mais do que em um restaurante a poucos quilômetros de distância? Ou ainda que a polícia ou o agente de imigração está tentando te cobrar uma taxa qualquer que simplesmente não existe? Acho que ninguém, né?!

5- Jet lag

“Que saudade daquele jet lag da última viagem!!!”. Tá aí uma frase que eu nunca ouvi.

São três horas da manhã, você terá que levantar as seis e ainda não está nem perto de pregar o olho. Já durante aquele passeio que seria pra ser super divertido, você está tão animado quanto em uma manhã de segunda-feira chuvosa.

Definitivamente, o pobre do jet lag não deve ser muito querido entre os viajantes.

6- Dia de chuva na praia

E por falar em dias chuvosos, um dos meus maiores pesadelos é viajar a praia e só pegar chuva. Já passei por isso algumas vezes e confesso que não é das coisas que me deixam contente durante uma viagem. E convenhamos, praia é bom mesmo quando o dia está com o céu azul e o sol brilhando.

praia e chuva
Por mais dias assim quando formos a praia!!!

7- Arrumar a mala para voltar

Há quem não goste de fazer as malas até mesmo na hora de começar a viagem, o que não é o meu caso. Por outro lado, arrumar a mochila no último dia da trip é uma das coisas que considero mais chatas durante uma viagem. Pior que isso só mesmo desfazê-la quando chego em casa. Não há nada que eu adie tanto quanto isso.

»»» E então, quais outras coisas que você não gosta durante uma viagem ou que evitaria se possível? Me conte aí nos comentários! 🙂

# Leia também

>>> 10 coisas que nenhum mochileiro gosta de ouvir

>>> 7 medos que todo viajante já sentiu ao menos uma vez

>>> 10 coisas que deixam qualquer viajante feliz

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

4 COMENTÁRIOS

  1. Ao contrário do Antônio acima, eu já curto viajar de ônibus. Também não sou fã dos trâmites de aeroporto, principalmente porque onde eu moro eu preciso fazer conexão quase que sempre. Então pra chegar ao meio dia na cidade destino de avião eu preciso sair super cedo de casa, enfrentar os trâmites de aeroporto, me preocupar com a conexão (geralmente em aeroportos que sempre mudam o portão de embarque o tempo todo), etc. De ônibus, é só embarcar na noite anterior e relaxar. Ouço música e podcasts, leio, durmo, curto as paradas na estrada…

    Ainda que os preços de um ônibus leito estejam superiores às passagens aéreas promocionais (hoje em dia nem sempre é verdade), acho infinitamente mais confortável. Mesmo ônibus normal é bem de boa.

    Quanto a arrumar mala, odeio, pra ir ou pra voltar, mas a da volta é mais fácil porque nunca tiro tudo, vou tirando enquanto vou usando. O ruim mesmo é ter que voltar. 🙂

    • Faaala Marcel!!!

      Nem me fale… Se mesmo morando relativamente perto dos aeroportos de São Paulo eu já não gosto, imagine se morasse mais afastado… hahaha
      E também acho bem tranquilo viajar de ônibus…

      Abraço!

  2. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here