Viagem a El Calafate, na Argentina: Dicas práticas para organizar o seu roteiro pela Patagônia, no destino onde está o Glaciar Perito Moreno [Como chegar, quantos dias ficar, onde se hospedar e o que fazer na cidade!]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Uma viagem a El Calafate é o ponto de partida para visitar uma das obras da natureza mais impressionantes da América do Sul: o Glaciar Perito Moreno. Acredite: se você tivesse que sair do Brasil apenas para conhecer essa belezinha, o passeio já valeria a pena.

No entanto, vale lembrar que El Calafate é somente um dos destinos clássicos na Patagônia Argentina. Além desta cidade, com mais tempo você poderá percorrer outros cantos do sul do nosso continente.

Aliás, além perambular pelo território argentino, considere esticar a viagem de El Calafate para o Chile. Afinal, o Parque Nacional Torres del Paine, outra joia da Patagônia, se encontra a apenas 211 quilômetros de distância.

Por fim, para otimizar ainda mais o seu roteiro e não cometer nenhum deslize durante as suas férias, basta ler este texto atentamente até o final. Isso porque, neste post eu irei te contar tudo o que você deve saber antes de fazer as malas.

Leia também: 7 dicas essenciais para sua viagem pela Patagônia Argentina

# Dicas de viagem a El Calafate

1- Documentos para viajar à Argentina
2- Melhor época para ir a El Calafate
3- Quantos dias ficar?
4- Câmbio e dinheiro em El Calafate
5- Como chegar em El Calafate?
6- Hospedagem em El Calafate
7- O que fazer em El Calafate?
» Reservar passeios em El Calafate
» Contratar seguro viagem para a Argentina

1- Documentos para viajar à Argentina

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Argentina caso a viagem seja a turismo por até 90 dias.

Aliás, por causa do acordo do Mercosul, é possível entrar no país utilizando o RG como documento. É necessário, no entanto, que o RG esteja em bom estado de conservação e com foto que permita identificar claramente o titular.

Se acaso preferir, você também pode entrar no país utilizando o seu passaporte válido.

Seguro viagem para Argentina

Apesar de não ser obrigatório, recomendo que você contrate um seguro viagem para sua viagem à Argentina. Aliás, esse é um cuidado que, na minha opinião, devemos ter em qualquer ocasião em que vamos sair do nosso país.

Uma boa plataforma para contratar seu seguro é a Seguros Promo. Lá você encontrará planos de diversas seguradoras que custam a partir de R$ 15,00 por dia de viagem.

Além disso, saiba que utilizando o cupom VOLTOLOGO5 você ganha 5% de desconto. E, fazendo o pagamento através de boleto bancário, pagará mais 5% a menos. Portanto, sua economia pode chegar até 10%.

Se acaso quiser fazer uma cotação online, clique aqui.

2- Melhor época para ir a El Calafate

A melhor época para uma viagem a El Calafate é entre os meses de novembro e março. Isso porque, é neste período em que as temperaturas são menos congelantes, os dias mais longos, e os passeios mais agradáveis.

A altíssima temporada é entre dezembro e fevereiro. Portanto, se acaso for viajar nestes meses, vá preparado para preços mais altos, atrações mais cheias e reserve sua acomodação com antecedência.

Vale lembrar que mesmo durante o verão você deve caprichar nas roupas de inverno. Apesar de ser a estação mais quente do ano, a temperatura média em El Calafate, entre os meses de novembro e março, fica na casa dos 12°C, com mínimas chegando frequentemente a 5°C.

Outubro e abril são meses de transição e até podem render uma boa viagem a El Calafate, no entanto, vá preparado para enfrentar um clima mais traiçoeiro e gelado – com temperatura média de 8°C.

Durante o inverno é a baixa temporada em El Calafate. A principal atração da região, o Perito Moreno, tem parte das suas atividades suspensas nesta época. Além disso, para quem quer aproveitar a mesma viagem para vagar pelas trilhas de El Chaltén, saiba que não haverá condições climáticas adequadas para este tipo de programa.

melhor época para viajar a El Calafate
El Calafate durante um dia de verão

3- Quantos dias ficar?

Uma viagem a El Calafate deve durar ao menos dois dias inteiro na cidade. Dessa forma, você conseguirá visitar o Perito Moreno em um dia, e no outro, fazer algum passeio complementar.

No entanto, tenha em mente que além de El Calafate, você pode aproveitar para passar alguns dias em El Chaltén (Argentina) e em Puerto Natales (Chile).

Apesar de ser possível visitar estes dois destinos a partir de um passeio bate-volta desde El Calafate, o ideal é dedicar ao menos duas noites em cada cidade.

4- Câmbio e dinheiro em El Calafate

Atualmente, em julho/2020, a melhor moeda para levar durante a uma viagem a El Calafate é o dólar americano.

Devido à desvalorização do peso argentino diante do dólar paralelo (Dólar Blue), levar a moeda americana voltou a ficar mais vantajoso – desde que você troque o dinheiro com a cotação do dólar paralelo.

Se acaso você for passar alguns dias em Buenos Aires antes de seguir viagem a El Calafate, aproveite para trocar o seu dinheiro na capital pois a cotação será melhor.

Segue abaixo as cotações da moeda argentina em julho de 2020:

» US$ 1,00 = AR$ 71,00 (Dólar oficial)
» US$ 1,00 = AR$ 130,00 (Dólar paralelo | Blue Dólar)
» R$ 1,00 = AR$ 13,00

Se você fizer as contas de conversão e considerando que você pague R$ 5,43 por dólar – que é a cotação do dólar turismo em julho/2020 – perceberá que mesmo trocando o dinheiro nas casas de câmbio oficiais, levar dólar ainda é ligeiramente mais vantajoso do que o real. E, se você trocar o dinheiro com a cotação do dólar paralelo, a diferença será ainda maior.

Por fim, deixo um aviso importante: sempre que for viajar pela  Argentina consulte os valores de cotações atuais, e em datas próximas da sua viagem. Você pode consultar estes valores no site Dólar Hoy. 

5- Como chegar em El Calafate?

Se você pretende se deslocar apenas de avião, a boa notícia é que há aeroporto em El Calafate. O Aeroporto Internacional Comandante Armando Tola (FTE) se encontra a 20 quilômetros do centro da cidade e recebe voos de Buenos Aires, Ushuaia e Bariloche.

Por outro lado, se sua intenção é viajar de ônibus pela Patagônia, segue abaixo as rotas mais comuns para chegar em El Calafate:

» El Chaltén x El Calafate: 4 horas, AR$ 900,00 (R$ 70,00)

» Puerto Natales (Chile) x El Calafate: 6 horas, AR$ 1.500,00 (R$ 115,00)

» Ushuaia x El Calafate: Não há ônibus direto, mas as empresas costumam vender as passagens casadas.

– Ushuaia x Rio Gallegos: 11 horas, AR$ 4.000,00 (R$ 310,00)

– Rio Gallegos x El Calafate: 4 horas, AR$ 1.450,00 (R$ 112,00)

» Bariloche x El Calafate: 26 horas, AR$ 9.750,00 (R$ 750,00)


6- Hospedagem em El Calafate

A rede hoteleira de El Calafate se concentra no seu centrinho turístico e às margens do Lago Argentino. Essas duas vizinhanças são, de fato, os melhores lugares para ficar em El Calafate.

Para quem quer hospedagens mais em conta e gosta de bater perna para visitar lojas, bares e restaurantes, o centro é a melhor escolha.

Por outro lado, os viajantes que estão em busca de lugares mais charmosos, românticos, e querem uma estadia mais especial, encontrarão mais opções à beira do lago.

Como não poderia deixar de ser, o preço das hospedagens em El Calafate varia de acordo com a proposta da acomodação.

Um quarto compartilhado em hostel, que inclua café da manhã, deve custar entre R$ 60,00 e R$ 80,00 por dia.

Para quem faz questão de privacidade, ainda que sem luxo, dá para encontrar suítes para duas pessoas que custam entre R$ 280,00 e R$ 330,00.

Podendo investir a partir de R$ 400,00 por dia na diária do seu hotel, é possível se hospedar em locais mais refinados e elegantes.

Para reservar o seu hotel, ou até mesmo encontrar ofertas especiais que podem garantir até 40% de desconto na sua acomodação, recomendo que fique de olho nas promoções atuais do Booking.com.

Hostels e hotéis em El Calafate

Os dois albergues mais bem cotados para uma viagem a El Calafate são o America Del Sur Calafate Hostel e o  Schilling Hostel Patagonico. Ambos possuem boa localização, estrutura adequada e ótima área social.

Na categoria de hotéis econômico, dois que oferecem excelente custo benefício é o Complejo Don Pepe e o  Hotel ACA El Calafate.

Por fim, se acaso preferir investir numa experiência mais requintada, consulte as ofertas do Madre Tierra Patagonia e Mirador del Lago Hotel.

mochilão El Calafate
Hostel em El Calafate

» Clique aqui e encontre as melhores ofertas de hospedagem em El Calafate

7- O que fazer em El Calafate?

O passeio mais tradicional em El Calafate é o que vai até o Parque Nacional los Glaciares, onde se encontra a enorme geleira Perito Moreno.

O jeito mais prático para chegar até lá é com algum tour guiado, que basicamente inclui o transporte do seu hotel até o parque, e o acompanhamento de guia durante todo o passeio.

As entradas do Parque Nacional los Glaciares são compradas à parte, no próprio parque, e devem ser pagas em dinheiro (pesos argentinos!).

O tour mais básico dá direito ao viajante percorrer todas as passarelas diante deste monstro de gelo. No entanto, no momento em que estiver contratando o seu tour, dá para acrescentar um opcional de passeio de barco, onde os viajantes terão a oportunidade de chegar mais perto do Perito Moreno.

Além disso, também há a opção de mini-trekking sobre a geleira, que nada mais é do que uma caminhada com duração aproximada uma hora sobre o gelo.

Como este é um passeio que dura o dia inteiro, é conveniente levar uma mochila com água, lanchinhos, protetor solar e outras parafernálias indispensáveis. 

Ainda assim, saiba que existem outros passeios para fazer em El Calafate.

dicas de El Calafate
Glaciar Perito Moreno

Outros passeios para sua viagem a El Calafate

Para conhecer outras paisagens da região, o passeio de 4×4 rumo ao Balcón de El Calafate é uma ótima pedida para uma manhã ou tarde.

Querendo visitar outras geleiras na Patagônia, considere fazer o passeio pelo Glaciar Upsala – que inclui ainda outras atrações.

Reservar uma manhã ou tarde do seu roteiro em El Calafate para bater perna pelo centrinho também é válido. Além de ótimos bares, restaurantes e cafeterias, você pode esticar o passeio até o Glaciarium, um bar de gelo, ou até às margens do Lago Argentino para uma caminhada pra lá de agradável.

Além disso, há dois tours no esquema bate-volta que também estão no portfólio das agências de turismo: El Chaltén e Torres del Paine. Para mim, no entanto, a melhor maneira de visitar estes lugares é dedicando ao menos duas noites em cada cidade. Ainda assim, se acaso você estiver com o tempo curto, não deixa de ser uma possibilidade.

3 lugares para se hospedar em Paraty

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o America Del Sur Calafate Hostel é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, o Complejo Don Pepe tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes da Madre Tierra Patagonia.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em El Calafate.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here