COMPARTILHAR

Atenção Viajante!!!

Economize no seu seguro viagem fazendo uma cotação online, que compara as melhores seguradoras do mercado.

»»» Clique aqui e descubra agora quanto você vai precisar investir na sua segurança durante a sua viagem.

PS: Pode apostar que é menos do que você imagina! :)
Florianópolis: 3 sugestões de trilhas para você fazer na capital de Santa Catarina.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Como se não bastassem as praias suficientes para preencher uma semana inteira, também há trilhas em Florianópolis capazes de ocupar mais três ou quatro dias das suas férias. E o melhor: há desde caminhadas curtinhas que não exigem muito esforço, a outras mais pesadas que nos fazem queimar as calorias da viagem inteira. Ou, dependendo de como estiver a comilança pela capital catarinense, ao menos parte dela.

Além disso, a boa notícia é que dá pra combinar as trilhas de Floripa com outras atrações num mesmo dia. Até mesmo nos caminhos que eu recomendo que você reserve um dia inteiro para fazê-lo, você pode aproveitar para conhecer algum restaurante ou outra praia da região.

Pois bem. Se você já entendeu que ficar à toa de frente para o mar não é a sua única possibilidade – a menos que você queira, claro – neste post eu te indicarei três trilhas que eu fiz, e que recomendo que você também faça na sua viagem a Florianópolis.

Leia também: 15 praias de Florianópolis | Um guia indispensável

1- Piscinas Naturais da Barra da Lagoa

Localizada ao leste da ilha, a nove quilômetros da Lagoa da Conceição, a Barra da Lagoa é uma vizinhança que rende um dia inteiro de atividades. Além da praia que conta com uma estrutura adequada, há também o Projeto Tamar e a trilha para as suas piscinas naturais.

Para começar a trilha basta atravessar a ponte metálica que fica no centrinho do bairro, e seguir as indicações de placas ao longo do caminho. Se quiser, com cinco minutos de caminhada você já poderá fazer uma parada na pequena e simpática Prainha da Barra. Ou, caminhando por mais quinze minutos você já estará nas Piscinas Naturais da Barra da Lagoa.

trilha prainha da barra da lagoa
Prainha da Barra

Isso mesmo. Esta é uma trilha curta e indolor que pode ser feita sem nenhum compromisso. Apenas redobre a atenção na hora de descer pela pedra que nos leva até as piscinas. No mais, é só curtir o visual e a água.

trilha piscinas naturais da barra da lagoa
Piscinas Naturais da Barra da Lagoa

Para os mais dispostos, outra alternativa é fazer também a trilha rumo a Praia da Galheta, a praia naturista de Floripa que fica ao lado da badalada Praia Mole. O caminho, porém, exige mais esforço e tempo. Espere gastar em torno de uma hora andando. Como recompensa, esta trilha de Florianópolis vai te proporcionar vistas impressionantes.

Leia também: Os melhores bairros, praias e acomodações para ficar em Florianópolis

2- Trilha do Gravatá

Com um acesso discreto pela Rodovia Jornalista Manoel de Menezes, mais especificamente no trecho entre a Lagoa da Conceição e a Praia Mole, na altura do número 344, a Trilha do Gravatá foi uma grata surpresa durante os meus dias em Floripa.

E o motivo é que a caminhada rende duas vistas de tirar o fôlego: para a Praia Mole e para a singela Praia de Gravatá.

Após um começo íngreme e cansativo que dura entre dez e quinze minutos, somos presenteados com uma vista digna de cartão postal, que nos apresenta a Praia Mole de um ângulo privilegiadíssimo.

trilha em Floripa
Praia Mole

Depois de descansar e contemplar o primeiro mirante, é necessário caminhar por mais trinta ou quarenta minutos para chegar até a Praia de Gravatá. O caminho, apesar de não ser tão difícil, tem alguns trechos de sobe e desce num terreno acidentado.

Três dicas práticas para fazer esta trilha em Florianópolis, são:

1- Você não encontrará lugar para estacionar o carro na rodovia, portanto, se programe para deixa-lo na Praia Mole ou na Lagoa da Conceição. Você terá que caminhar um pouco para chegar ao acesso da trilha, porém, na minha opinião, é a maneira mais adequada.

2- Aliás, a Trilha do Gravatá combina com um dia de passeio pela Praia Mole, Lagoa da Conceição ou Praia da Joaquina, já que está muito próxima destes lugares.

3- Fui num fim de tarde e gostei bastante. Além disso, na volta dá pra ver o pôr do sol no gramadão às margens da Lagoa da Conceição (na Avenida das Rendeiras). Há diversos barzinhos e restaurantes por estas bandas e será uma ótima maneira de terminar o dia.

E antes que eu me esqueça, levar água e alguns lanchinhos não faz mal a ninguém, já que não há estrutura turística na Praia do Gravatá.

trilha do gravatá, em Florianópolis
Praia do Gravatá

Leia também: 5 mirantes em Florianópolis

3- Trilha da Lagoinha do Leste

Se eu tivesse que escolher apenas uma trilha para fazer em Florianópolis, certamente seria a que nos leva até a Praia da Lagoinha do Leste.

É bem verdade que o percurso é o mais longo e cansativo de todos os indicados neste post, porém, a recompensa chega na mesma proporção da dificuldade.

Considerada por muitos viajantes a praia mais linda de Floripa, a Lagoinha do Leste nos oferece um ambiente selvagem e sem vestígios de urbanização. Ideal para quem não faz questão de comodidades à beira-mar.

Para chegar até este refúgio não tão secreto há duas opções de trilhas: saindo do Pântano do Sul ou da Praia do Matadeiro.

De uma forma bem resumida, a primeira opção exige menos tempo – aproximadamente uma hora – mais esforço, e não oferece vistas panorâmicas ao longo do caminho. Já quem sair de Matadeiro gastará entre 2h30 e 3h numa rota menos cansativa, e poderá observar a paisagem na maior parte do tempo.

Uma possibilidade que você pode considerar é fazer a ida por uma trilha e a volta por outra. Neste caso, terminar no Pântano do Sul é uma boa pedida para que você possa encerrar o dia provando as delícias do tradicional Bar do Arantes. Lembre-se, porém, de que se você tiver deixado o carro estacionado pelos lados de Matadeiro, precisará pegar um ônibus ou táxi para voltar até lá.

Além de curtir um marzão pra lá de revigorante, uma vez na Lagoinha do Leste você também pode encarar outra trilha, a que nos leva ao topo do Morro da Coroa. Apesar do caminho ser bem puxado e recomendado apenas pra quem está com o condicionamento físico em dia, depois de subir por quase uma hora, você terá à sua frente uma das vistas mais lindas de Florianópolis.

melhor trilha em Florianópolis
Praia da Lagoinha do Leste | Vista do Morro da Coroa

Leia também: 20 dicas do que fazer em Florianópolis

+ Dicas de trilhas em Florianópolis

Tem mais tempo para explorar a Ilha? Então aproveite para fazer outras trilhas em Florianópolis.

Saindo do canto esquerdo da Praia Mole, é possível fazer uma trilha que dura em torno de trinta minutos e nos leva à preservada – e naturista – Praia da Galheta. A mesma praia que já mencionei no início do post e que também pode ser acessada desde a Barra da Lagoa.

No extremo sul da ilha, a trilha para a Praia de Naufragados estava nos meus planos mas teve que ficar para a próxima oportunidade. Devido à greve dos caminhoneiros precisei adaptar parte do meu roteiro por Florianópolis.

Outras duas trilhas que não fiz, mas que são recomendadas pelo Beneth, do blog Tire a Bunda do Sofá, é a Trilha da Costa da Lagoa e a Trilha do Saquinho.

E claro, se você já fez alguma destas indicadas, ou tem outras dicas de trilhas em Florianópolis, me conte sua experiência aí nos comentários.

3 lugares para se hospedar em Florianópolis

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Vintage Hostel Florianópolis é um dos mais bem avaliados da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, a Pousada da Lagoa é super econômica.

($$$) Podendo investir um pouco mais, no centro de Floripa o Novotel Florianópolis é um cinco estrelas acessível .

» Se preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Florianópolis

COMPARTILHAR
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here