Praia da Lagoinha do Leste, em Florianópolis: Tudo o que você precisa saber para o seu passeio. [Como chegar, como são as trilhas e como se organizar!]
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!
Apenas uma imagem no Instagram foi suficiente para que eu decidisse por fazer a trilha para a Praia da Lagoinha do Leste, em Florianópolis.

A foto em questão foi um daqueles clichês indispensáveis quando temos a possibilidade de conhecer um lugar como este: uma pedra em balanço que parece ter sido esculpida cuidadosamente para nos sentarmos ali por alguns segundos, e admirarmos uma das paisagens mais lindas da cidade.

O grande porém deste cenário pra lá de fotogênico é que chegar até ele exige um certo esforço. Não que seja algo extremamente difícil ou que nos faça andar dezenas de quilômetros.

No entanto, ninguém sai pra caminhar meio que sem rumo e da de cara com a Praia da Lagoinha do Leste, e muito menos com a tal pedra do Morro da Coroa.

Ainda assim, tenha certeza de uma coisa: cada gota de suor vale a pena.

Leia também: Melhores lugares, hotéis e pousadas para ficar em Florianópolis

1- Porque conhecer a Praia da Lagoinha do Leste?

A Praia da Lagoinha do Leste está localizada no sul da capital catarinense, é uma das mais selvagens de Floripa, e atende todos os requisitos necessários para ser considerada uma praia das mais impressionantes da cidade.

Longa faixa de areia, mar esverdeado, vegetação por todos os lados, nenhum indício de urbanização, e um morro onde podemos subir e ver tudo isso do alto. E claro, não menos importante e que dá nome a praia, bem ao lado do mar há uma pequena lagoa.

Fazer a trilha para a Lagoinha do Leste é um programa indispensável para, obviamente, todos os apaixonados por trilha, ou para aqueles viajantes que mesmo não sendo muito fã de caminhadas, não abrem mão de visitar um lugar com natureza privilegiada e sem vestígios de construções.

Lagoinha do Leste
Praia Lagoinha do Leste

Leia também: 15 melhores praias de Florianópolis

2- Trilhas para a Lagoinha do Leste

Mesmo tendo duas opções de trilha, isso não quer dizer que alguma delas será muito menos cansativa do que a outra. Porém, possuem algumas diferenças que podem influenciar na sua decisão de qual trilha fazer para chegar a Lagoinha do Leste.

» Via Pântano do Sul

Essa é a opção de trilha mais curta e a que eu optei por fazer. Em contrapartida pelo menor tempo gasto, os desníveis são mais acentuados e exigentes.

O caminho tem 2,2 quilômetros, é bem demarcado e os viajantes costumam gastar aproximadamente uma hora para percorrê-lo.

A trilha é praticamente toda na mata fechada, ou seja, uma boa proteção natural para os dias mais ensolarados. Porém, com a desvantagem de não oferecer mirantes ao longo do caminho. Apenas na reta final você terá alguns pontos com vista para o mar.

O acesso à trilha é perto dos comércios da Praia do Pântano do Sul, antes de chegar à praia.

Quem estiver de carro encontrará alguns estacionamentos disponíveis. Também há um mercadinho onde você pode garantir uma garrafa de água e lanchinhos para o caminho.

Trilha para a Praia da Lagoinha do Leste
Trilha para Lagoinha do Leste via Pântano do Sul

Leia também: Florianópolis: Roteiro para viagem de 7 dias [Ou menos]

» Via Praia do Matadeiro

Se acaso você optar por fazer a trilha que sai da Praia de Matadeiro, seu caminho será mais longo.

Por esta rota os viajantes costumam levar entre 2h30 e 3hs para completar a trilha até a Lagoinha do Leste. No entanto, depois de passar o começo íngreme, a trilha é relativamente menos cansativa do que via Pântano do Sul.

Além disso, outra diferença fundamental é que este caminho é mais aberto. Ou seja, durante a maior parte da trilha você será presenteado com vistas de tirar o fôlego.

Vale lembrar que para chegar à Praia de Matadeiro você deve fazer uma curta caminhada desde a Praia da Armação. É na Armação que você vai deixar seu carro estacionado (ou saltar do ônibus), e garantir os comes e bebes do passeio.

Leia também: 20 dicas do que fazer em Florianópolis

3- Morro da Caroa

Nenhuma das duas trilhas para a Lagoinha do Leste indicadas anteriormente te proporcionará a vista do Morro da Coroa. Portanto, para deixar o passeio mais completo, além da trilha para chegar à praia você precisará fazer mais este caminho.

Mas é claro, essa segunda parte é completamente opcional. Há quem vá à Praia da Lagoinha do Leste e curta somente o seu marzão revigorante. O que eu posso te dizer é que, apesar de difícil, fazer mais esta trilha vale muito a pena.

O Morro da Coroa está localizado o canto direito da praia – lado oposto de quem chega por Matadeiro. É subindo este morro você vai ter a vista impressionante da praia ao lado da lagoa, além de garantir aquela foto de cartão postal na pedra.

A trilha – se é que pode chamar tal caminho de trilha – é uma pirambeira numa subida de respeito. Para vencer os 600 metros de caminhada, os viajantes mais preparados costumam gastar 45 minutos.

Por outro lado, os que precisam de mais descanso ao longo do caminho gastam pelo menos uma hora para percorrê-lo.

Apesar do comecinho da trilha ter uma marcação óbvia, quando as pedras e a subida aparecem o que eu fiz e recomendo é seguir o fluxo. Fique atento se não está pisando em nenhuma rocha solta, e tenha as mãos livres para poder usá-las se necessário.

No mais, vale estar ciente de que a trilha, apesar de não ser muito longa, é bastante cansativa. Daquelas que exigem que nossos joelhos estejam em ordem, e que deixa a batata da perna doendo por alguns dias.

Morro da Coroa
Trilha no Morro da Coroa
Lagoinha do Leste - dicas
Vista do Morro da Coroa

Leia também: 3 trilhas em Florianópolis [Que eu fiz e recomendo]

+ Dicas práticas sobre a Praia  Lagoinha do Leste

» Assim como em qualquer trilha, se acaso você puder fazer acompanhado de outras pessoas o passeio pode ser mais divertido, e menos problemático caso você se acidente ao longo do percurso.

» Programa-se para começar a trilha para a Lagoinha do Leste o mais cedo possível. Além de pegar as temperaturas amenas da manhã, você terá mais tempo para fazer o percurso e aproveitar a praia com tranquilidade.

» A praia não possui nenhuma estrutura turística. Portanto, leve seus comes e bebes e não se esqueça de trazer o lixo de volta.

» Recomendo que você reserve um dia inteiro para esse passeio. Se você começar a trilha bem cedo é possível combiná-lo com outros lugares. Porém, na minha opinião, a correria não compensa.

» Vá de tênis e roupas confortáveis.

» Quem já se cansou só de imaginar fazendo estas trilhas, a boa noticia é que durante a alta temporada de verão há barqueiros que levam os turistas pelo mar.

Os barcos em direção a Lagoinha do Leste costumam sair da Praia Pântano do Sul e da Praia da Armação. (Desta última em menor número).

» Para os trilheiros de plantão, uma possibilidade é fazer o caminho de ida por uma rota e voltar pela outra. Por exemplo, ir pela Praia de Matadeiro e voltar via Pântano do Sul. No entanto, se você tiver deixado o carro estacionado em algum lugar, precisará voltar até lá com o transporte público para buscá-lo.

» Voltar pela trilha Pântano do Sul é bastante conveniente pois você poderá terminar o passeio no pitoresco Bar do Arante, que fica de frente para o mar na Praia Pântano do Sul.

Além dos pratos deliciosos, o lugar também é famoso pelos bilhetinhos de clientes grudados nas paredes, que forma uma decoração incomparável.

Dicas Lagoinha do Leste
Bar do Arante

3 lugares para se hospedar em Florianópolis

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Vintage Hostel Florianópolis é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, a Pousada da Lagoa tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do Novotel Florianópolis.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Florianópolis.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

20 COMENTÁRIOS

    • Oi Letícia, tudo bem?

      Infelizmente não sei te dizer como está sendo feito, de fato, o acesso à trilha.

      Atualmente, as praias de Florianópolis estão liberadas apenas para atividade física individual. No entanto, na prática, não é isso que tem acontecido.

      Abraço

  1. Cada vez que vejo uma dica de Florianópolis fico intimamente planejando passar um mês por lá, porque pelo amor de Deus quanto lugar lindo!! E essa Praia da Lagoinha do Leste e ainda com trilha! Que espetáculo!!!

  2. A curiosidade é um motor poderoso para nós viajantes, né? Também já fiz grandes percursos por causa de uma foto. Adorei esta trilha para a Lagoinha, é um excelente programa para quem visita Florianopolis.
    Grata pela partilha

  3. O bar do Arante é histórico! Localizado estrategicamente para que os turistas passem por lá. Quando eu fui até o Pântano do Sul, não tive tempo para fazer a trilha da Lagoinha, uma pena! Eu também fiquei enlouquecida quando vi uma foto panorâmica do lugar. Adorei as dicas para uma próxima vez!

    • Oi Danielle, tudo bem?

      O Bar do Arante é uma graça, né?!

      Vale voltar lá para fazer também a trilha para a Lagoinha do Leste! Tenho certeza que não irá se arrepender… hehehe

      Abraço

  4. Que máximo! também sou como você e uma bela imagem do instagram me faz querer conhecer um lugar. Amei sua dica, feve ser incrível fazer essa trilha e se contemplar com essa vista maravilhosa

  5. Já estive em Floripa três vezes e não lembro de ter ouvido falar de Lagoinha do Leste. Eu gosto muito de praias cujo acesso acontece por trilhas. Geralmente elas são lindas! Deve ser muito legal caminhar pela mata fechada, uma pequena aventura, mesmo que não tenha belas vistas.

    A vista do Morro da Coroa com certeza vale enfrentar a dor na panturrilha por alguns dias. 🙂

  6. Sou louco para visitar Florianópolis e, com certeza, a Praia da Lagoinha do Leste está na lista de desejos. As dicas foram ótimas, claras e diretas. Agora só falta passar tudo isso para partirmos 🙂

  7. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here