COMPARTILHAR

viagem em Paraty Após seis horas dentro do ônibus a minha viagem em Paraty estava de fato começando. Ainda meio sonolento peguei minha mochila e acionei o Google Maps para verificar qual direção deveria caminhar. 

Como já era noite fui rapidamente para o meu destino sem dar muita atenção ao que me cercava, porém, era impossível não notar os vários bares e restaurantes que haviam por ali- alguns cheios e outros nem tanto.

Ao chegar onde ficaria tomei um banho rápido e já fui pra cama. Afinal, queria acordar disposto no dia seguinte e verificar se Paraty era realmente tão interessante como todos falavam.

Acordei cedo e fui começar minha caminhada pelo centro histórico. Poucas quadras percorridas e já havia constatado que além de encantadora, Paraty é uma cidade para conhecer sem pressa.

São tantas construções antigas e cheias de detalhes que você pode passar horas e horas para observar apenas algumas delas. Além disso, mesmo que você queira andar rápido, as ruas de calçamento irregular irão frear a sua velocidade.

Sobre suas belezas naturais pude comprovar ao longo da semana que Paraty também não deixa nada a desejar. São tantas praias, cachoeiras e lugares intocados que é impossível conhecer todos eles em uma única viagem. Mal voltei de lá e já não vejo a hora de poder regressar e descobrir um pouco mais das suas paisagens.

E você, tem vontade de conhecer ou já está planejando uma viagem à Paraty?

Se sim, você está no lugar certo. Nesse post irei te dar todas as informações que você precisa para que a sua viagem seja incrível. Aqui você encontrará informações práticas de quando ir, como chegar e se locomover na cidade, onde se hospedar, onde comer e quais são os principais festivais e atrações de Paraty.

Quando ir à Paraty

Muitos fatores devem ser analisados na hora de decidir qual é a melhor época para você ir à Paraty: chuvas, alta temporada (sinônimo de preços mais altos) e os vários festivais que há por lá.

Os meses de verão, de dezembro a março, é a época que a cidade recebe mais turistas. No entanto, não é um bom período para conhecê- la, na minha opinião. O calor vai estar presente, mas junto com ele também estarão as chuvas frequentes, muitas pessoas e preços mais altos.

Assim como em qualquer época do ano, os meses de abril, maio e junho também têm suas vantagens e desvantagens. Se por um lado as chuvas são menos frequentes, por outro, as temperaturas também começam a cair. Os preços são mais convidativos e a cidade menos movimentada. Apenas atente- se as datas de três eventos importantes que acontecem nessa época e que requer mais atenção no seu planejamento (e orçamento): Semana Santa, FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty) e Bourbon (Festival de Jazz)

Setembro e outubro são dois meses bem propícios para uma viagem em Paraty. Além de não ter começado o período de chuvas e alta temporada, os dias ensolarados já começam a ser mais comuns.

Lembrando mais uma vez que durante qualquer feriado prolongado ou algum festival de destaque, a cidade fica lotada e os preços sobem um pouco.

paraty-passeio

Chegando, saindo e circulando em Paraty

A cidade está localizada praticamente na divisa dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Caso você tenha que fazer parte da sua viagem em avião, saiba que os dois aeroportos mais próximos de Paraty são: Galeão (Rio de Janeiro) a 240 quilômetros, e Guarulhos (São Paulo) a 280 quilômetros.

Depois disso você poderá seguir sua viagem de ônibus ou de carro.

⇒ ⇒ ⇒ Chegando de ônibus em Paraty

Saindo de São Paulo, a empresa de ônibus Reunidas Paulistas oferece cinco horários diários para essa rota. Os ônibus saem do Terminal Rodoviário Tietê, a viagem leva aproximadamente seis horas e custa R$ 76,00.

Para quem vem do Rio de Janeiro, a empresa responsável por essa linha é a Costa Verde. Há mais de 10 saídas diárias, a viagem dura em torno cinco horas e o preço é R$ 77,00.

Outras rotas intermunicipais que possuem bastante saídas durante o dia são Paraty ↔ Ubatuba e Paraty ↔ Angra dos Reis.

⇒ ⇒ ⇒ Circulando pela cidade

Para se locomover em Paraty não é necessário ter carro, porém, ele pode ser útil na hora de conhecer as regiões mais afastadas da cidade.

O centro histórico e os bairros próximos são facilmente percorridos a pé.

Já para conhecer as melhores praias de Paraty, como a Praia do Sono ou a Vila de Trindade, se você não estiver de carro basta recorrer aos ônibus de linha da empresa Colitur. Apenas verifique os horários de ida e volta para que você não precise ficar esperando por muito tempo. Há maioria das linhas saem da rodoviária de hora em hora e custa R$ 3,40.

viagem em Paraty

Onde ficar em Paraty

Uma pesquisa rápida na internet irá te mostrar que uma das coisas que mais existe nesse mundo são lugares para se hospedar em Paraty.

Brincadeiras a parte, o fato é que a cidade possui diversas opções: de hostels descolados a pousadas charmosas; lugares baratos e caros; fora ou dentro do centro histórico.

A minha dica é que você escolha um lugar não muito afastado da região central. Eu optei pelo hostel Che Lagarto e não me arrependi nem um pouquinho.

A localização é excelente. Apesar de não ser dentro do centro histórico, fica apenas há duas quadras dele e a 300 metros da rodoviária.

Os quartos possuem lockers, tomadas individuais em cada cama e banheiro dentro do próprio dormitório.

A área comum possui piscina, sala de jogos, bar, sala de TV e uma pequena cozinha.

A limpeza de todos os espaços e a atenção dos funcionários também são impecáveis.

O café da manhã já está incluído na diária. Um buffet a vontade com pães, bolachas, bolo, frutas, suco, café, leite e cereais.

A diária em um dormitório compartilhado entre seis pessoas me custou R$ 34,00.

Outros hostels bem avaliados, com localização e preços bem perecidos são o Be Happy Paraty Hostel e o  Maracujá Hostel.

Já na linha de pousadas aconchegantes, bem localizadas e com ótimo custo beneficio, não deixe de consultar a Paraty Adventure Bed & Breakfast e a Pousada Jardim dos Oliveiras.

hospedagem para viagem em Paraty
Hostel Che Lagarto

Leia também: Onde se hospedar em Paraty | Dicas de bairros, hostels e pousadas

Onde comer

Na mesma proporção de muitas opções de hospedagem, Paraty tem uma oferta tão grande de restaurantes que é até difícil escolher em qual entrar. No entanto, boa parte deles são bem carinhos para quem quer economizar.

O segredo para conseguir preços mais atraentes (que nem é tão segredo assim), é sair do centro histórico. A poucas quadras da região mais movimentada você encontrará algumas alternativas com preços bem razoáveis.

Vou listar abaixo alguns dos lugares que conheci e que recomendo, mas como te disse, Paraty possui muitos restaurantes. Se você tiver disposição e um orçamento mais generoso, vale a pena bater perna e quem sabe conhecer alguns outros.

⇒ ⇒ ⇒ Quintal Verde

Restaurante simples, aconchegante, boa música ambiente, comida saborosa e bom atendimento. Oferece desde pratos do “dia a dia” a outros mais elaborados.

Os preços de pratos executivos variam entre R$ 22,00 e R$ 30,00.

⇒ ⇒ ⇒ Emirados Esfiharia e Restaurante

Boa opção para jantar. Restaurante bem decorado, espaçoso, atendimento rápido e eficiente.

Além das tradicionais esfihas abertas o cardápio oferece outros pratos da culinária árabe e também brasileira.

Há mais de 20 sabores de esfihas e os preços de cada uma varia entre R$ 5,00 e R$ 7,00.

Os pratos à la carte custam a partir de R$ 25,00.

⇒ ⇒ ⇒ Sabor da Terra

Ambiente simples e agradável. É uma boa alternativa para um almoço rápido já que a comida (saborosa) é servida no estilo buffet à R$ 45,00 o quilo.

Não há uma variedade muito grande de pratos. Mas é aquele tipo de lugar que as pessoas consideram ter um preço justo, e custo x beneficio coerente.

⇒ ⇒ ⇒ Manu Empório Café

Lugar ideal para comer alguma coisa  rápida entre o almoço e jantar ou depois de algum passeio.

Há salgados de diversos sabores. Todos os que provei eram bem gostosos e custam R$ 4,50.

Também há opções de lanches quentes, tortas doces e bolos. Preços a partir de R$ 8,00.

O atendimento poderia ser um pouco melhor, mas não chega a ser ruim.

Principais atrações e passeios em Paraty

Muitas pessoas acreditam que um final de semana será mais do suficiente para conhecer Paraty e as principais belezas naturais dessa região. Mas não é bem assim.

Conhecer o centro histórico de Paraty de fato não precisa levar mais do que um dia. No entanto, a cidade oferece muitas outras atrações que poderiam ser preenchidas por uma semana inteira ou até mais.

A pequena vila de Trindade, por exemplo, possui praias incríveis onde você poderia passar facilmente dois ou três dias.

As praias do Sono, Antigos e Antiguinhos, são outros lugares de beleza inestimável e que requer um dia inteiro para você conhecê-las.

Os passeios de barcos também são muito populares e indispensáveis para que você conheça algumas das mais belas praias da baia de Paraty, como por exemplo: praia da Lula, praia Vermelha e a região do Saco do Mamanguá.

Outro passeio bem legal que você pode incluir no seu roteiro em Paraty é percorrer o Caminho do Ouro. Você terá a chance de conhecer muitas cachoeiras, alambiques e ateliers.

viagem em Paraty praia
Praia do Sono

Leias também: 7 coisas que você não pode deixar de fazer em Paraty

Principais festivais em Paraty

Se as praias e o centro histórico são os principais responsáveis por atrair os turistas em Paraty na alta temporada, fora dela, os diversos festivais movimentam a cidade. Veja abaixo alguns dos mais importantes:

⇒ ⇒ ⇒ FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty

Lançada em 2003, a cada ano a FLIP vem se consagrando como um dos mais importantes eventos literários do Brasil, e talvez, de toda América Latina.

Durante cinco dias a cidade recebe uma multidão que quer participar de palestras, discussões e oficinas literárias.

Quando: normalmente em julho.

⇒ ⇒ ⇒ Bourbon Festival Paraty

Outro festival de grande importância em nosso país e que também acontece em Paraty é o Bourbon Festival Paraty. Durante um final de semana inteiro a cidade oferece uma programação intensa de muita música boa: jazz, blues, soul e claro, música brasileira.

As charmosas ruas da cidade ficam ainda mais encantadoras com vários artistas, moradores e turistas.

Quando: normalmente em maio

⇒ ⇒ ⇒ Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty

Além das belas praias e do preservado centro histórico, Paraty também é uma cidade muito famosa pelas cachaças que produz. Consequentemente, não poderia deixar de haver um festival para uma das bebidas mais famosas do Brasil.

Esse é um dos eventos mais antigos que acontece em Paraty, desde 1982. Além de quiosques com os alambiques tradicionais: Pedra Branca, Paratiana, Engenho d’ Ouro, Coqueiro e Corisco; o festival possui tendas de  comidas típicas e uma eclética programação musical.

Quando: normalmente em agosto

⇒ ⇒ ⇒ Paraty em Foco

Fundado em 2005 pelo italiano Giancarlo Mecarelli, o Festival Internacional de Fotografia de Paraty é um evento desejado por muitos dos apaixonados pela fotografia.

Durante cinco dias a cidade recebe diversas exposições e fotógrafos que participam de palestras, workshops, bate papos.

Quando: normalmente em setembro

⇒ ⇒ ⇒ MIMO

Outro festival com foco musical, o MIMO começou há dez anos em Olinda. Atualmente, além da cidade pernambucana, outras cidades históricas brasileiras sediam o evento, como: Tiradentes, Ouro Preto e Paraty.

Além de reunir cantores consagrados de diversos estilos musicais, a poesia e os filmes também estão presentes no MIMO.

Quando: normalmente em outubro

+ Dicas de viagem em Paraty

⇒ ⇒ ⇒ Para realizar passeios de barcos há muitas agências, hostels e pousadas que oferecem diferentes tipos de tour. Vale a pena dar uma pesquisada nos preços e serviços oferecidos de cada um.

⇒ ⇒ ⇒ Também vi muitos turistas que iam direto ao cais e fechavam o passeio por lá mesmo, sem a agência como intermediário. Talvez fazendo isso custe um pouco menos. Mas a principal vantagem, na minha opinião, é ver o barco ao vivo antes começar o passeio. Assim você pode escolher aquele que mais gostar.

⇒ ⇒ ⇒ Angra dos Reis está localizada a apenas 97 quilômetros de Paraty. Se você tiver tempo disponível talvez possa incluí-la no seu roteiro. De lá também é possível estender sua viagem até Ilha Grande.

⇒ ⇒ ⇒ NOTA: Os preços do hostel e restaurantes são referentes ao mês de Setembro/2016


QUER AJUDAR O BLOG SEM PRECISAR GASTAR UM ÚNICO CENTAVO POR ISSO? 

Utilizando os serviços dos nossos parceiros através dos links, banners e caixas de pesquisa que estão aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão e VOCÊ NÃO PAGA ABSOLUTAMENTE NADA A MAIS POR ISSO.

Confira as dicas de como pesquisar e reservar sua hospedagem através do Booking.com


Ficou com alguma dúvida ou tem outras dicas para uma viagem em Paraty? Deixe um comentário abaixo!

Esse post te ajudou ou foi útil de alguma maneira? Curta e compartilha clicando nos botões abaixo. Não custa nada e é uma forma de sabermos se você está gostando do nosso conteúdo. Além de deixar um blogueiro muito feliz! xD

COMPARTILHAR
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

16 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pelas dicas, estive em Paraty e gostaria de registrar que fiquei com minha família na Pousada Tropical por indicação de um amigo, fomos em 02 casais sendo que meu amigo tinha uma filha pequena, passamos dias agradáveis, certamente voltarei a essa pousada e indico, os funcionários são super atenciosos, ótimo preço, os quartos bem limpos e arejados, tem uma mini cozinha que ajudou muito pra fazer a papinha da criança e também para nos, ótima localização e pertinho do Centro Histórico.

  2. Boa tarde!!!!Parabéns pelas dicas…..Irei para Paraty no dia 1 de Abril…..Será que a temperatura ainda é quente?Você poderia me dizer se sabe alguma coisa sobre a segurança da cidade?Li que Paraty não é um lugar muito tranquilo…..Você saberia me dizer?Desde já agradeço!

    • Oi Letícia, tudo bem?

      Sobre o clima é difícil afirmar… hehehe
      Mas acredito que seja uma boa época sim.

      Achei bem sossegado a região central…

      Abraço

  3. Parabéns pelo post, nos ajudou muito!
    Estávamos programando nossa passagem por Paraty em apenas dois dias, após ler suas dicas acho que vamos estender mais um pouquinho hahaha.

  4. Caro Murilo,

    No último fim de semana fui a Paraty. Suas dicas da cidade foram de grande ajuda. Usei seu guia prático do início ao fim da viagem. Em breve voltarei em Paraty para fazer os outros passeios, um fim de semana é corrido pra fazer tudo que se tem direito. Parabéns pelo excelente blog.
    Forte abraço,

    Juliel

    • Que bom que as dicas te ajudaram Juliel!!!

      Fico meeega feliz em saber!

      🙂 🙂 🙂

      Eu também pretendo voltar à Paraty… Não pude conhecer tudo o que gostaria! hehehe

      Abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here