O que fazer no centro de São Paulo: Descubra quais são as principais atrações e lugares para conhecer na região central de Sampa!
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Se você, assim como eu, não nasceu e cresceu em uma grande cidade, o centro de São Paulo pode te parecer um tanto quanto confuso à primeira vista.

Afinal, são muitos prédios, muitas pessoas, muitas lojas e muito barulho.  Aliás, é tanta informação que elas podem ofuscar todas as belezas e atrações escondidas por essa região de Sampa.

Eu mesmo só comecei a gostar do centro de São Paulo quando o visitei com a intenção de conhecer suas atrações turísticas. Antes disso as minhas idas ao centro antigo era com algum outro objetivo que não incluía aprender sobre sua história e importância para a cidade. O que, consequentemente fazia com que eu o achasse um lugar no mínimo desinteressante.

Pois bem, depois de muitas andanças por lá, hoje considero o centro de São Paulo um dos lugares mais fascinantes da cidade. Um lugar que merece a atenção dos turistas, mas também, dos moradores da cidade que muitas vezes acabam o ignorando.

Leia também: Onde ficar em São Paulo?

# O que fazer no centro de São Paulo

Antes de começar as dicas dos principais pontos turísticos do centro de São Paulo, vamos a uma breve explicação sobre a sua localização.

Há muitos distritos que fazem parte da zona central de São Paulo. E, apesar de cada um possuir suas particularidades e pontos de interesse, nesse post vou me limitar principalmente a alguns deles: Sé, República, Luz e o Centro Histórico.

Todas essas regiões são relativamente próximas e as distâncias podem ser percorridas a pé, principalmente se você quiser conhecer todas as atrações que irei recomendar em um ou dois dias.

No entanto, se você tiver pouco tempo livre e quiser conhecer apenas algumas delas, ou uma única, ao lado de cada atração irei te indicar qual a estação de metrô mais próxima.

Leia também: 10 hotéis baratos em São Paulo

1- Estação da Luz

Essa é uma das estações de metrô mais movimentada de São Paulo, e também, um dos pontos turísticos da cidade.

Com mais de 100 anos de história, a estação que teve a sua matéria prima para construção importada da Inglaterra é até hoje um ícone da arquitetura de São Paulo.

Endereço: Praça da Luz, 1, Luz, São Paulo-SP

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação da Luz (Linha 1- Azul, Linha 4- Amarela, Linha 7- Rubi [CPTM], Linha 11- Coral [CPTM]).

centro de São Paulo - Luz
Estação da Luz

2- Parque da Luz

Esse é o parque mais antigo de São Paulo e fica bem em frente à Estação da Luz. Possui espaço para musculação, bancos, chafariz, playground e muita sombra graças as árvores gigantescas que há por lá. Ah, também há um pequeno aquário subterrâneo que pouca gente conhece.

Um lugar que definitivamente vale a pena conhecer. Principalmente se você quiser um pouco de tranquilidade bem no centro de São Paulo.

⇒ Endereço: Praça da Luz, s/n, Luz, São Paulo-SP (em frente a Estação da Luz)

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação da Luz (Linha 1- Azul, Linha 4- Amarela, Linha 7- Rubi [CPTM], Linha 11- Coral [CPTM]).

centro de São Paulo
Parque da Luz

Leia também: 10 parques que você precisa conhecer em São Paulo

3- Museu da Língua Portuguesa

Pensei muito sobre indicar ou não o Museu da Língua Portuguesa nesse artigo, afinal, se você ainda não o conhece, provavelmente não irá visitá-lo antes de 2020. Isso porque, esse é o prazo estimado para que termine as obras de restauração após o incêndio que atingiu o museu no final de 2015.

Ainda assim, decidi colocá-lo aqui nesse post devido a sua importância não somente para a cidade de São Paulo, mas para todos os brasileiros.

Além disso, o museu está realizando algumas atividades em outros locais, como por exemplo exposições itinerantes pelo interior do estado.

⇒ Endereço: Praça da Luz, 1, Luz, São Paulo-SP (no mesmo edifício da Estação da Luz)

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação da Luz (Linha 1- Azul, Linha 4- Amarela, Linha 7- Rubi [CPTM], Linha 11- Coral [CPTM]).

4- Pinacoteca

Fundada em 1905, a Pinacoteca do estado de São Paulo é um dos mais antigos e importantes museus de arte da cidade.

Funciona de quarta a segunda, das 10h às 18h. O ingresso custa R$ 6,00 (inteira) e a entrada é gratuita aos sábados.

⇒ Endereço: Praça da Luz, 2, Luz, São Paulo-SP

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação da Luz (Linha 1- Azul, Linha 4- Amarela, Linha 7- Rubi [CPTM], Linha 11- Coral [CPTM]).

dica do que fazer no centro de São Paulo - Pinacoteca
Pinacoteca

5- Sala São Paulo

Difícil dizer o que é mais interessante no Centro Cultural Júlio Prestes: a arquitetura em si de todo o espaço, ou a grandiosidade da Sala São Paulo. Enfim, a minha única certeza é de que esse é um lugar imperdível em uma visita à Terra da Garoa.

Além de poder fazer uma visita guiada em uma das salas de concertos mais importantes do Brasil, é possível assistir a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo aos domingos de manhã sem precisar pagar nada.

⇒ Endereço: Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos, São Paulo – SP

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação da Luz (Linha 1- Azul, Linha 4- Amarela, Linha 7- Rubi [CPTM], Linha 11- Coral [CPTM]), 500 metros.

6- Mercado Municipal

Pertinho da Rua 25 de Março, minha grande surpresa ao ir ao Mercadão pela primeira vez  foi constatar que os preços por lá não condizem nem um pouco com a sua vizinha de comércio popular.

No entanto, mesmo assim não me arrependi de conhecê-lo. Frutas, peixes, restaurantes, e claro, o famoso sanduíche de mortadela. Reserve um tempinho do seu passeio pelo centro de São Paulo para conhecer tudo isso e muito mais.

⇒ Endereço: Rua Cantareira, 306, Centro, São Paulo-SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação São Bento (Linha 1- Azul), 750 metros.

mercadão no centro de São Paulo
Mercado Municipal de São Paulo

Leia também: Como ir de ônibus para o Aeroporto de Guarulhos?

7- Catavento Cultural

Esse museu interativo voltado ao público jovem consegue atrair centenas de visitantes graças a combinação de informação e diversão. Aliás, é uma ótima escolha de passeio para a criançada e também para os pais.

O espaço é dividido em quatro setores com os seguintes temas: Universo, Vida, Engenho e Sociedade.

Aberto de terça a domingo, das 9h às 17h. A entrada custa R$ 6,00.

⇒ Endereço: Pq. Dom Pedro II – Avenida Mercúrio, s/n, Brás, São Paulo – SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação São Bento (Linha 1- Azul), 1,2 km.
Estação Pedro II (Linha 3- Vermelha), 900 metros.

Leia também: Roteiro em São Paulo com crianças

8- Rua 25 de março

Você pode até não ser nenhum compulsivo por compras, mas mesmo assim recomendo que pelo menos de uma passada pela Rua Vinte e Cinco de Março.

Considerado um dos maiores centros de comércio na América Latina, você encontrará de tudo um pouco por lá, e claro, sem precisar gastar muito.

⇒ Endereço: Rua 25 de Março, Centro, São Paulo-SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação São Bento (Linha 1- Azul), 500 metros.

9- Mosteiro de São Bento

Seja pela arquitetura, pela sua religiosidade ou pelos impressionantes cantos gregorianos, o Mosteiro de São Bento agrada diversos estilos de turistas. Um lugar de tranquilidade próximo da agitação do centro de São Paulo.

Outra atração do mosteiro é a lojinha de pães, bolos, doces e geleias produzidas pelos próprios monges.

⇒ Endereço: Largo de São Bento, s/n – Centro, São Paulo – SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação São Bento (Linha 1- Azul).

centro de São Paulo
Mosteiro de São Bento

Leia também: Roteiro de três dias em São Paulo

10- BM & FBovespa

Não sei você, mas eu achava o máximo ver aquela loucura que era o antigo pregão da Bolsa de Valores. Toda vez que aparecia alguma reportagem na televisão ficava imaginando como aquele povo conseguia se entender no meio daquela gritaria.

Enfim… Com o avanço tecnológico isso não existe nos dias de hoje. Mas é possível fazer uma visita a Bovespa e descobrir como tudo aquilo funcionava, aprender sobre a história desse mercado no Brasil e muitas outras curiosidades.

⇒ Endereço: Rua Quinze de Novembro, 275, Centro, São Paulo – SP

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação São Bento (Linha 1- Azul), 100 metros.

centro de São Paulo
BM & FBovespa

Leia também: 9 dicas valiosas para uma viagem a São Paulo

11- Edifício Martinelli

Um dos cartões postais mais famosos do centro de São Paulo, o Edifício Martinelli é também um dos melhores lugares para se observar a cidade do alto.

O terraço do 26º andar é aberto ao público e você pode visitá-lo gratuitamente. Para isso, basta fazer o agendamento através deste site.

⇒ Endereço: Rua São Bento, 405 – Centro, São Paulo – SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação São Bento (Linha 1- Azul), 300 metros.

centro de São Paulo
Vista do Edifício Martinelli

Leia também: 9 mirantes em São Paulo

12- Praça das Artes

Confesso que o que chamou a minha atenção quando andava distraído pela região da Praça das Artes foi a sua arquitetura e o fato dela ser super fotogênica. Somente depois descobri que aquele espaço era dedicado à música, dança, teatro e exposições. Possui uma programação bem farta e eclética. Vale a pena ficar de olho.

⇒ Endereço: Avenida São João, 281 – Centro, São Paulo-SP

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação São Bento (Linha 1- Azul), 600 metros.

centro de São Paulo
Praça das Artes

13- Galeria do Rock

Roupas, vinis, estúdios de piercing e tatuagem, lojas de skate e acessórios, e muitas outras opções. Tudo isso você encontrará na Galeria do Rock.

Fundado em 1963, esse centro comercial se tornou popular entre os rockeiros a partir da década de 70 quando muitas lojas de discos se instalaram ali. Até hoje esse é principal público da galeria.

⇒ Endereço: Avenida São João, 439 – República, São Paulo – SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação República (Linha 3- Vermelha), 500 metros.

Estação São Bento (Linha 1- Azul), 800 metros.

14- Museu da Diversidade

Centro de Cultura, Memória e Estudos da Diversidade Sexual do Estado, o Museu da Diversidade é um dos poucos no mundo a tratar desse assunto. Além de pesquisar, divulgar e valorizar patrimônios e contribuições da comunidade LGBT brasileira, o museu também tem a função de conscientizar a população com questões relacionadas a homofobia.

⇒ Endereço: Estação República do Metrô – Rua do Arouche, 24 – República, São Paulo – SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: O museu se encontra dentro da Estação República (Linha 3- Vermelha)

15- Edifício Itália

Mais um local para ver São Paulo do alto, o Edifício Itália também abriga o tradicional (e caro) restaurante Terraço Itália.

A visita ao mirante de um dos prédios mais icônicos do centro de São Paulo acontece diariamente, das 15hs às 19hs. O valor da entrada é R$ 30,00 e dá direito a um drink da casa.

⇒ Endereço: Avenida Ipiranga, 344 – Centro, São Paulo – SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação República (Linha 3- Vermelha), 200 metros.

centro de sp
Vista do Edifício Itália

16- Edifício Copan

Projetado por Oscar Niemayer na década de 50, o Edifício Copan segue sendo até hoje uma das maiores obras em concreto armado do nosso país.

Além de observar suas curvas da arquitetura moderna, é possível fazer uma visita ao seu terraço. O único inconveniente é o tempo mega limitado: de segunda a sexta-feira, às 10h20min e 15h20min.

Endereço Avenida Ipiranga, 300 – Centro, São Paulo – SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação República (Linha 3- Vermelha), 400 metros.

17- Theatro Municipal

Construído para satisfazer as “necessidades” dos aristocratas e barões do café do inicio do século XX, o Theatro Municipal é outro ícone de São Paulo.

Desde a sua inauguração em 1911 até os dias de hoje, o Teatro é palco de grandes companhias artísticas do mundo inteiro.

É possível fazer uma visita guiada em diversos dias e horários da semana. Para consultar essas informações clique aqui.

⇒ Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/n, República, São Paulo – SP

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação Anhangabaú (Linha3- Vermelha), 300 metros.
Estação São Bento (Linha 1- Azul), 800 metros.

Leia também: 7 livrarias em São Paulo para os amantes da leitura

18- Viaduto do Chá

Primeiro viaduto construído em São Paulo, o Viaduto do Chá só foi concluído após inúmeras negociações e desapropriações. Foi inaugurado em 1892, e naquela época, as pessoas que utilizavam o viaduto tinham que  pagar uma espécie de pedágio.

Hoje você pode caminhar livremente por ele e observar uma bela vista da cidade.

⇒ Endereço: Viaduto do Chá, Centro, São Paulo-SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação Anhangabaú (Linha 3- Vermelha), 350 metros.

centro de São Paulo
Vista do Viaduto do Chá

Leia também: Avenida Paulista, dicas do que conhecer da Consolação ao Paraíso

19- CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil)

Inaugurado em abril de 2001, o CCBB SP é um dos centros culturais mais visitados da cidade. Possui diversos espaços como: galeria para exposições, teatro, cinema e até auditório para eventos.

A entrada para as exposições e programas educativos é gratuita. Funciona de quarta a segunda-feira, das 9h às 21h.

⇒ Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo (SP).

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação São Bento (Linha 1- Azul), 500 metros.
Estação Sé (Linha 3- Vermelha), 500 metros.

Leia também: 7 cafés em São Paulo

20- Pateo do Collegio

Em meio a grandes prédios antigos e modernos, uma construção bem simples costuma chamar atenção de quem passa por ali: trata-se do complexo cultural Pateo do Collegio – local onde os jesuítas se instalaram para dar inicio ao que se tornaria a maior cidade brasileira.

Além de desenvolver oficinas culturais, você ainda encontrará no local o Museu Anchieta e a Biblioteca Padre António Vieira.

⇒ Endereço: Largo Páteo do Colégio, 2, Centro, São Paulo – SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação São Bento (Linha 1 – Azul), 500 metros.
Estação Sé (Linha 1- Azul, Linha 3- Vermelha), 500 metros.

centro de São Paulo
Pateo do Collegio

Leia também: 11 museus em São Paulo para um roteiro cultural

21- Casa da Imagem

Pesquisar, restaurar e divulgar a memória fotográfica da cidade de São Paulo, esse é o objetivo da Casa da Imagem.

Você pode conferir as exposições que estiverem em cartaz de terça a domingo, das 9h às 17h.

⇒ Endereço Rua Roberto Símonsen, 136 B, Centro, São Paulo-SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação Sé (Linha 1- Azul, Linha 3- Vermelha), 350 metros.

22- Solar da Marquesa

Domitila de Castro Canto e Melo, a Marquesa de Santos, foi uma das donas dessa típica residência urbana do século XVIII. Depois de algumas restaurações, ainda hoje é possível observar diversas partes originais da residência e até mesmo alguns móveis e utensílios que eram utilizados pela Marquesa.

⇒ Endereço: Rua Roberto Símonsen, 136 – Centro, São Paulo – SP

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação Sé (Linha 1- Azul, Linha 3- Vermelha), 350 metros.

23- Caixa Cultural

O imponente edifício que foi durante muitos anos a sede regional do banco, abriga hoje em dia um belo centro cultural com diversas salas de exposição, além de espaços para apresentações de música, dança, teatro e cinema.

Visitação de terça a domingo, das 9h às 19h.

⇒ Endereço: Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo – SP.

 Estação de metrô mais próxima: Estação Sé (Linha 1- Azul, Linha 3- Vermelha), 200 metros.

24- Catedral da Sé

Localizada na Praça da Sé, a catedral de arquitetura neogótica que levou quase 50 anos para ser construída e finalizada é um dos marcos da cidade. Vale muito a pena dedicar alguns minutos para conhecê-la por dentro e por fora.

⇒ Endereço: Praça da Sé, São Paulo – SP.

 Estação de metrô mais próxima: Estação Sé (Linha 1- Azul, Linha 3- Vermelha).

centro de São Paulo
Catedral da Sé

Leia também: 10 hostels que valem a pena em São Paulo

25- Bairro Liberdade

Pertinho da Praça da Sé, o bairro da Liberdade é o famoso reduto da cultura oriental na cidade de São Paulo. Aproveite para provar algumas das delicias da sua gastronomia ou para comprar molhos, temperos e outros itens culinários nas diversas lojinhas que há por lá.

⇒ Endereço: Praça da Liberdade, Liberdade, São Paulo-SP.

⇒ Estação de metrô mais próxima: Estação Liberdade (Linha 1- Azul).
A estação Sé (Linha 1- Azul, Linha 3- Vermelha) também é bem perto.

+ Dica sobre o centro de São Paulo

Confira a seguir outras informações importantes para organizar seu passeio pelo centro de São Paulo. 

E claro, caso tenha ficado com alguma dúvida ou tenha outras dicas de lugares para conhecer, me conte aí nos comentários. Afinal, tenho certeza que ajudará outros viajantes!

O centro de São Paulo é um lugar seguro para passear?

Muitas pessoas acham que não.

Algumas dizem que o fato de haver muitas pessoas em situação de rua pela região, as deixam com receio de ficar passeando. E verdade seja dita, se você não está habituado a presenciar essa triste realidade da maior cidade brasileira (e de muitas outras), pode se sentir um pouco desconfortável com a situação.

Mas sinceramente não acho que isso seja motivo para considerar um lugar inseguro.  Por isso, a minha opinião é que SIM, o centro de São Paulo é um lugar seguro para passear.

Nunca tive nenhum problema por lá em nenhuma das vezes que fui, e olha que não foram poucas. Já fui sozinho, em grupos de tour e com amigos. Todas as minhas experiências foram positivas.

É obvio que por se tratar de um local com  grande aglomeração de pessoas, não são raros os casos de gente que tem o celular,  carteira e objetos pessoais furtados. Por isso, a minha recomendação é que você leve a menor quantidade de coisas possíveis e que não fique mostrando tais pertences sem razão.

Também evito andar sozinho por ali após às 19h.

centro de sp
Centro de São Paulo

Quanto tempo preciso para conhecer o centro de São Paulo?

Se acaso você quiser conhecer todas as atrações que recomendei, sugiro dois dias inteiros. Claro que isso também vai depender do seu ritmo de caminhada e de quanto tempo irá dedicar em cada lugar. Tem gente que vai com o objetivo de fazer compras e passa o dia inteiro somente na Rua 25 de Março, por exemplo.

Cortando algumas atrações e começando bem cedo, é possível fazer um roteiro  legal em um dia. Mas esteja ciente que você pode ter que ficar menos tempo do que gostaria em algum lugar pelo qual se encantou.

Qual a melhor ordem para visitar as atrações do centro de São Paulo?

Outra questão a se pensar é sobre qual a melhor sequência para visitar todas essas atrações do centro de SP.

A ordem que as recomendei no post já está relativamente bem distribuída com relação à proximidade de uma à outra. Porém, há outro detalhe importante que você deve levar em conta: o horário de funcionamento das atrações.

Aliás, esse é um dos motivos que pode fazer com que você não consiga visitar algumas delas em um mesmo dia.

No caso de visitas guiadas ou de lugares com curto período de visitação, como no Theatro Municipal, Bovespa e Edifício Itália, se planeje para não chegar atrasado e perder o passeio.

Lugares para comer no centro de São Paulo

Como saco vazio não para em pé, deixo aqui algumas sugestões de lugares para comer no centro de São Paulo.

Tenha em mente, porém, que a oferta de lanchonetes e restaurantes por estas bandas é enorme. Se preferir, sinta-se à vontade para entrar naquele local que mais chamar sua atenção quando estiver passeando.

Além do já citado Mercadão Municipal, que serve sanduíche de mortadela, pastel de bacalhau e outras delícias, outro lugar muito famoso é o Bar Estadão, que tem como carro chefe o seu tradicional sanduíche de pernil.

Querendo inovar em outros sabores, o Rinconcito Peruano, que tem unidades espalhadas em diversos cantos de São Paulo, é o melhor lugar para  uma comida peruana de qualidade por um preço realista. No centro, a unidade de mais fácil acesso é a que fica na Avenida Vieira de Carvalho, próxima a estação República do metrô.

E já que estamos na Praça da República, é neste pedaço que fica outro point tradicional do centro de São Paulo: o Bar Brahma – uma escolha certeira para o final do dia.

Querendo investir num almoço diferenciado, o premiadíssimo A Casa do Porco também está a menos de quinhentos metros da Praça da República e diariamente recebe centenas de comilões. O menu degustação, que inclui nove pratos e custa R$ 125,00, costuma ser a melhor pedida para uma primeira visita ao restaurante. Vá com tempo, tanto para comer como para enfrentar a fila.

A sobremesa pode ser numa das doçarias mais tradicionais de São Paulo, a Casa Mathilde – especializada em quitutes da cozinha portuguesa.

Para dar uma volta ao mundo, os pratos tradicionais – e outros nem tão conhecidos – da culinária oriental, estão por todas as partes do bairro Liberdade.

Free Walking Tour no Centro de São Paulo

Sempre que vou a alguma grande cidade umas das primeiras coisas que pesquiso é se ela possui algum Free Walking Tour. Acho esse tipo de passeio uma ótima forma de começar a conhecer o destino que escolhi.

Em São Paulo não há apenas um, mas sim, três roteiros diferentes de Free Walking Tour. Além do Centro Histórico, você pode conhecer a Avenida Paulista e a Vila Madalena através desse passeio.

Eu já fiz os três e contei como foi esse experiência no post “São Paulo Free Walking Tour: Um jeito divertido de conhecer a cidade”

Outras atrações no centro de São Paulo

Você já viu que esse post já está cheio de dicas, mas acredita que eu estava me esquecendo de mencionar alguns lugares que também são mega visitados?

Quando estiver sobre o Viaduto do Chá, em um dos lados sua vista será para o Vale do Anhangabaú. Além do visual render algumas fotos também vale a pena conhecer o Palácio dos Correios, no próprio Vale do Anhangabaú.

Pertinho da Estação São Bento do metrô também está o viaduto Santa Efigênia, e ao lado dele, o Edifício Mirante do Vale – o prédio mais alto de São Paulo. Como ele está localizado em um vale, outros prédios que se encontram em regiões mais altas da cidade parecem ser maiores que ele, mas na realidade não são.

Depois de anos fechado para reformas, outro ponto turístico do centro de São Paulo que está de portas abertas novamente é o antigo Banespão – que atualmente atende pelo nome de Farol Santander. Além de um mirante, o prédio passou a funcionar como um centro cultural, e agora conta também conta várias salas de exposições. A entrada inteira custa R$ 25,00.

Não muito longe da Estação da Luz, outro lugar que merece atenção num roteiro pelo centro de São Paulo é o Memorial da Resistência de São Paulo. Além de uma exposição fixa que tem como objetivo não nos deixar esquecer as atrocidades cometidas durante a ditadura militar, o museu tem ainda outras exposições temporárias.

Por fim, uma dica que pode ser usada em outras regiões de Sampa: Sesc. Com unidades em diversas vizinhanças de São Paulo, quem vai ao Sesc encontra ótimos espaços sociais, lanchonetes com preços camaradas e exposições artísticas. Na região central, alguns que você pode visitar, são: Sesc 24 de Maio, Sesc Consolação e Sesc Carmo.

3 lugares para se hospedar em São Paulo

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Soul Hostel é uma opção bem avaliada.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, o Ibis Sao Paulo Paulista tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do Estanplaza Paulista.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em São Paulo.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

34 COMENTÁRIOS

  1. Adoro ver esses posts sobre o centro de SP q infelizmente não é tão valorizado como deveria, né? Conheço a maioria, mas preciso voltar ao Pateo do Colégio pq visitei com a escola qnd tinha uns 10 anos (nem vale né? rs). Não subi ainda no Copan e tb nao vejo a hora do Museu da Lingua Portuguesa reabrir!

    • E aí Fernanda, beleza?

      Pois, éééé! Pensa numa região pouco valorizada!?! Mas acho que é uma questão de todos os centros das grandes cidade brasileiras né?!

      Também estou super ansioso pelo Museu da Língua Portuguesa! =)

      Abraço!

  2. Olá Murilo, tudo bem?
    Passando apenas para agradecer pelas dicas. no próximo mês, junto com minha família, estaremos conhecendo todos esses lugares maravilhosos. confesso que sempre tive um amor enorme por essa cidade.
    Grande abraço e não esqueça de nos recomendar mais lugares interessantes rsrs.

  3. muito obrigada pelas dicas. Sou do Rio de Janeiro e vamos passear nesta cidade no próximo mês.
    Posso confiar que essa postagem de 2016 ainda esta atual? Pergunto isso por causa sugestões que foram dadas para os horários de visitação dos edifícios. muito obrigada

    • Oi Juliana, tudo bem?

      Infelizmente ainda não consegui atualizar este post e checar todas as informações de horário.
      Mas acredito que a maioria dos horários ainda valem!
      De qualquer forma, talvez seja pertinente você dar uma confirmada naquelas atrações que pretende visitar! 😉

      Abração

    • Oi Lizie, tudo bem?

      Eu acho bem seguro sim. Nunca tive nenhum problema.
      Sobre o preço, depende muito da corrida, mas costuma ser ok.
      Você pode fazer algumas simulações antes mesmo de chegar em Sampa, só pra ter uma ideia! 🙂

      Espero que aproveite a cidade!

      Abração

  4. Hum, amei a dica, desde tempos vamos a são Paulo e ficamos no centro, só conhecemos a noite no bairro jardins. Estamos indo esse mês de outubro, agora com mais vontade, vamos conhecer vários lugares.obg amigo. Valeu#peladica#bayamigo.

  5. Realmente Murilo, São Paulo é maravilhosa, eu e meu marido adoramos bater pernas por essa cidade, mais segura que minha cidade, Porto Alegre. Estamos desde o dia 18 e estamos partindo hj para Porto Alegre com a certeza de que voltaremos para conhecer outros recantos de Sampa.

  6. Que lista incrível Murilo, tenho uma amiga que quer conhecer São Paulo e ela está aprendendo português, então essa sua lista caiu do céu, realmente muito completa! Eu adoro São Paulo, é uma cidade que sempre tento voltar e conhecer lugares novos! Abraços

    • Que bom que você gostou Flávia!!!
      🙂 🙂 🙂

      Espero que ajude!

      Também sou apaixonado por São Paulo… Moro pertinho e sempre que sobra um tempo vou lá!

      Abraço

  7. Uau, que lista maravilhosa 🙂 Amei, amei, amei… post mais que completo. Já quero conhecer todos esses lugares quando for para São Paulo, que apesar de morar pertinho, não conheço a grande maioria dos lugares citados. Fiquei interessada e vou ver sobre o free walking tour, pois adoro essa maneira de conhecer os principais pontos turísticos a pé.

    Um grand abraço

    • Esqueeeeci!!!

      E olha que também adoro!
      Sempre que vou com algum amigo pedimos 1 pastel e 1 sanduíche. Aí cada um come metade de cada…

      hahahahahaha

      Valeu por lembrar!

      Abraço

  8. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here