COMPARTILHAR

Atenção Viajante!!!

Economize no seu seguro viagem fazendo uma cotação online, que compara as melhores seguradoras do mercado. E também, utilize o cupom de desconto VOLTOLOGO5 para garantir 5% de desconto.

»»» Clique aqui e descubra agora quanto você vai precisar investir na sua segurança durante a sua viagem.

PS: Pode apostar que é menos do que você imagina! :)
Parques em Curitiba: Descubra quais são algumas das principais áreas verdes para você visitar durante a sua viagem. Dos clássicos Jardim Botânico e Parque Tanguá, a outros menos conhecidos como o Bosque Alemão e a Unilivre.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Logo que decidi viajar a capital paranaense umas das poucas certezas que tinha era que visitaria muitos parques em Curitiba. Afinal, as áreas verdes da cidade não poderiam ser tão famosas sem motivo.

Frequentados por moradores e turistas, Curitiba oferece espaços ao ar livre para todos os gostos. Se quiser apenas caminhar, têm parques adequados pra isso. Assistir ao pôr-do-sol? Fique tranquilo, pois há mais de uma alternativa para aproveitar o fim de tarde. Passear com a criançada enquanto lhes conta uma história infantil? Tem parque pra isso também!

As possibilidades são tantas que é possível dedicar uma viagem inteira apenas para conhecer os principais parques em Curitiba, e ainda deixar alguns para uma próxima visita.

Porém, não se preocupe. Neste texto eu contarei a você quais foram os sete lugares que eu mais gostei de conhecer, e que você poderá incluir – ou não – no seu roteiro pela cidade.

Leia também: Onde ficar em Curitiba | Dicas, bairros e hotéis

# Principais parques em Curitiba

Confira no mapa abaixo a localização dos parques em Curitiba que indicarei neste post!

1- Jardim Botânico de Curitiba

Principal cartão postal de Curitiba, engana-se quem pensa que o Jardim Botânico Francisca Richbieter é uma atração somente para turistas. Embora sua bela estufa seja um atrativo e tanto para quem está de passagem, minha maior surpresa no local foi observar que ele também é aproveitado pelos curitibanos.

No final da tarde, quando os últimos raios de sol deixam o cenário ainda mais encantador, viajantes dividem o local com corredores, praticantes de ioga ou qualquer pessoa que queira apenas admirar um belo pôr-do-sol – o que, convenhamos, é algo a ser comemorado em Curitiba já que o clima maluco é uma realidade.

Além da estufa, outra atração do parque que chama atenção é o Jardim das Sensações, onde você terá tato e olfato estimulados por diversos tipos de planta. Este passeio, no entanto, possui horário de visitação mais limitado: de terça a domingo, das 9hs às 17hs. Já a área principal do parque pode ser visitada diariamente das 6hs às 19hs, e até 20hs durante o verão.

jardim botânico de Curitiba - parques
Estufa do Jardim Botânico de Curitiba

Leia também: 21 coisas que você não pode deixar de fazer em Curitiba

2- Parque Tanguá

Outro parque em Curitiba que é um ícone entre moradores e turistas é o Parque Tanguá, que fica a menos de dois quilômetros da também turística Ópera de Arame.

Mas voltando ao parque, é neste aqui que você encontrará àquele castelinho com duas torres e um chafariz à sua frente, que rende ótimas fotos nos últimos suspiros do sol.

Apesar dessa área ser a mais concorrida entre os turistas, saiba que dá pra aproveitar ainda mais este espaço e fazer um belo passeio pela parte inferior do parque, que é onde você terá um contato maior com sua natureza.

Vale a pena reservar um tempo extra para caminhar entre suas árvores, lago e, quem sabe, fazer uma parada mais longa na lanchonete Deck Tanguá.   

melhores parques de Curitiba - Tanguá
Parque Tanguá

Leia também: 9 dicas valiosas para sua viagem a Curitiba [O Guia]

3- Parque Barigui

O Barigui foi o primeiro parque que visitei em Curitiba e, para minha surpresa, mesmo com a manhã chuvosa os curitibanos estavam lá na sua rotina matinal de atividade física.

Aliás, apesar do parque render horas à toa às margens do seu lago, quem vai lá geralmente é pra caminhar, correr ou pedalar. Inclusive, dá pra alugar uma magrela por R$ 15,00 a hora na entrada pela Avenida Cândido Hartmann do parque.

Quem não quiser praticar nenhum exercício físico, pode aproveitar o espaço no restaurante que há por lá, no centro de exposições ou ainda no Museu do Automóvel.

parque em Curitiba - Barigui
Parque Barigui

Leia também: 3 tours em Curitiba para fugir do óbvio [Surpreenda-se]

4- Unilivre

A pitoresca Universidade Livre do Meio Ambiente (Unilivre) foi um dos meus parques favoritos em Curitiba. Criada com o objetivo de incluir a sociedade em discussões sobre o meio ambiente, a Unilivre desenvolve programas e treinamentos de diversos segmentos ambientais.

Mas para o turista de passagem, a verdade é que talvez o mais surpreendente é o local privilegiado onde se encontra a construção: um bosque repleto de verde, um lago e um silêncio admirável. E o melhor: é possível contemplar esse visual do alto, através das passarelas de acesso que ajudam a compor um cenário ainda mais peculiar.

O passeio por lá não costuma tomar muito tempo já que é mais contemplativo. Porém, é claro, aprecie a paisagem sem moderação.

Unilivre - um dos parques mais legais de Curitiba
Paisagem pela Unilivre

5- Bosque Alemão

A um quilômetro e meio da Unilivre, o Bosque Alemão é uma parada e tanto, principalmente, para quem está viajando com crianças. Os marmanjos, por sua vez, também têm motivos de sobra para visitar o local.

Comece o passeio pela entrada da Rua Nicolo Paganini e de quebra já se encante com o Oratório de Bach, e com o mirante da Torre dos Filósofos.

Começando a trilha pelo bosque relembre dos seus momentos de infância – independente se você está acompanhado ou não dos pequenos – e mergulhe no universo de João e Maria. O conto infantil é retratado através de painéis ao longo do caminho que, inclusive, nos leva até a Casa da Bruxa, que na realidade é uma biblioteca recheada de livros pra criançada.

bosques em Curitiba - dicas
Torres dos Filósofos, no Bosque Alemão

6- Bosque do Papa João Paulo II

Além de muito verde e tranquilidade, o Bosque do Papa abriga também casinhas típicas polonesas construídas em meados de 1870, e que foram transportadas e remontadas no parque, já que sua estrutura feita com troncos de pinheiros encaixados permitiu esta mobilidade.

No interior de cada construção, móveis e peças antigas nos guiam de volta ao passado e a uma cultura pouco conhecida por nós brasileiros.

Pra conhecer dois lugares numa tacada só, aproveite para incluir no seu roteiro o Museu Oscar Niemeyer – conhecido como Museu do Olho – que fica a apenas cinco minutos de caminhada do parque.

dicas de parques para conhecer em Curitiba
Bosque do Papa João Paulo II

7- Parque Tingui (Memorial Ucraniano)

Assim como o Parque Barigui, o Tingui é uma área frequentada principalmente pelos esportistas de plantão. No entanto, o fato dele abrigar outro memorial dedicado a imigrantes o torna uma atração e tanto para os turistas.

Apesar das pequenas construções do Memorial Ucraniano nos transmitir uma sensação de conto de fadas, no seu interior encontramos detalhes sobre uma das maiores violências da humanidade: o Holomodor, genocídio que exterminou pela fome aproximadamente 10 milhões de ucranianos, entre 1932 e 1933.

Para tirar o gosto amargo do passeio – que ainda assim merece sua atenção na hora de conhecer os principais parques em Curitiba – a dica é saborear alguns quitutes típicos da Ucrânia que são vendidos na loja de lembrancinhas ao lado do memorial.

parque do Memorial Ucraniano, em Curitiba
Memorial Ucraniano

+ Parques em Curitiba

Ainda tem tempo para conhecer outros parques em Curitiba? Fique tranquilo, pois essa lista é apenas um aperitivo do que há na cidade. Apesar de serem os mais visitados pelos turistas, é possível incluir outros lugares no seu itinerário.

Embora não seja um parque propriamente dito, a Praça do Japão, na divisa entre os bairros de Batel e Água Verde, rende alguns minutos de descanso num ambiente agradável pra quem estiver por estas bandas.

Já o Parque São Lourenço é mais uma opção pra quem está a fim de pedalar ou correr. O visual é bacana e até rende algumas fotos legais, porém, os borrachudos por todos os lados – ao menos no dia em que fui – deixou o passeio agoniante.

Para se afastar ainda mais do burburinho da capital paranaense, o Parque do Passaúna está a quase 20 quilômetros do centro de Curitiba e oferece um ambiente pra lá de pacato e exuberante.

E você, tem outras dicas de parques para conhecer em Curitiba? Me conta aí nos comentários!

3 lugares para se hospedar em Curitiba

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Motter Home é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade mas não quer gastar uma fortuna, o Hotel Centro Europeu Tourist é econômico e tem ótima reputação.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do Intercity Curitiba – Centro Cívico.

» Se preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Curitiba.

COMPARTILHAR
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

2 COMENTÁRIOS

  1. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here