Os pontos turísticos de Salvador proporcionam um roteiro de viagem tão sortido que daria para montar pelo menos meia dúzia de programações temáticas pela capital baiana.

Seria possível, por exemplo, passar um dia inteirinho apenas visitando praias, outras 24 horas indo a museus e centros culturais, e mais um punhado de tempo conhecendo seus casarões históricos, restaurantes e outros cantos da cidade.

Depois, ao final de cada turno de turistagem, por pelo menos uma semana você ainda conseguiria ver o pôr do sol em um lugar diferente por tarde. À noite, se assim desejasse, também não faltariam atrações em distintas vizinhanças para uma noitada tão divertida quanto o carnaval.

Pode parecer exagero, mas acredite: para conhecer os principais pontos turísticos de Salvador você vai precisar de muito mais tempo do que uma manhã ou tarde batendo perna pelo Pelourinho. Sem dúvida alguma este é um excelente ponto de partida, porém, é muito pouco perto de tudo o que há para ver neste destino.

pontos turísticos de Salvador
O Elevador Lacerda é um dos principais pontos turísticos de Salvador

Pontos turísticos de Salvador

Indicarei a seguir quais são, na minha opinião, os melhores pontos turísticos de Salvador – àqueles que eu conheceria em uma primeira visita à cidade. Tenha em mente, porém, que essa lista não está montada em ordem de preferência, mas sim, de acordo com a localização de cada atrativo, começado na região sul da cidade e seguindo ao norte.

Além disso, saiba que haverá mais de dez pontos turísticos mencionados. Algumas vezes, você encontrará mais de um lugar indicado no mesmo tópico devido à proximidade dos endereços.

Por fim, o tempo mínimo que eu recomendo para uma viagem a Salvador que contemple todas estas atrações é de três dias inteiros – sendo que com um dia extra a programação ficaria menos corrida. Ainda assim, se você conseguir usar parte dos seus dias de chegada e partida para turistar, será tempo suficiente.

1- Basílica do Senhor do Bonfim
2- Ponta do Humaitá
3- Pelourinho
4- Elevador Lacerda e Mercado Modelo
5- Cidade da Música da Bahia
6- Ilha dos Frades
7- Farol da Barra
8- Casa do Rio Vermelho
9- Acarajé da Dinha, da Regina e da Cira
10- Praia de Itapuã

melhores pontos turísticos de Salvador
Se tiver que escolher apenas um dos pontos turísticos de Salvador para visitar, vá ao Pelourinho

» Clique aqui para encontrar ofertas de hotéis em Salvador

1- Basílica do Senhor do Bonfim

Distante a oito quilômetros da área central da cidade, isso não foi impedimento para que a Basílica do Senhor do Bonfim se tornasse um dos principais pontos turísticos de Salvador. O que é compreensível, afinal, a Lavagem do Bonfim é considerada a segunda maior celebração do estado, atrás apenas do Carnaval.

Enquanto o catolicismo reverencia o santo que dá nome ao templo religioso, no Candomblé a data é dedicada ao orixá a Oxalá. E, juntas, as duas religiões são a maior prova do sincretismo religioso tão típico da Bahia e reúnem milhares de pessoas às ruas – sempre na segunda quinta-feira depois do Dia dos Reis (6 de janeiro).

Fora da data comemorativa, os turistas apenas visitam a igreja. Apesar de, para mim, não ser a construção mais emblemática da cidade, o passeio até lá vale muito pena. Inclusive, recomendo ir ao final de tarde para que você possa esticar a programação ao ponto turístico de Salvador que será indicado a seguir.

pontos turísticos de Salvador Gratuitos
Basílica do Senhor do Bonfim

2- Ponta do Humaitá

A menos de dois quilômetros da Basílica do Senhor do Bonfim e ao lado da Praia da Boa Viagem está o local onde vi o pôr do sol mais bonito durante a minha estada na cidade. É claro que o clima em Salvador colaborou para que isso acontecesse, porém, via de regra, este é um dos melhores endereços para esse momento clichê-irresistível de qualquer férias.

O passeio aqui não tem segredo ou burocracias: basta chegar lá entre 16h30 e 17h e aguardar a despedida do sol depois de mais um dia de serviços prestados. Normalmente, ele dá adeus pelo horizonte da Baía de Todos os Santos por volta das 17h30.

pôr do sol em Salvador
Pôr do sol na Ponta do Humaitá

3- Pelourinho

Apesar de ser provavelmente um dos pontos turísticos de Salvador mais visitados da cidade, o Pelourinho é também um dos mais subestimados pelos viajantes. Isso porque, muitas vezes o tempo dedicado para conhecê-lo é de apenas uma manhã ou tarde – ou, quando muito, um dia inteiro. Porém, saiba que a área histórica da capital baiana tem atrações para mais de um dia.

Por lá, há literalmente dezenas de construções que guardam o passado desta área. Além de simplesmente caminhar observando os detalhes arquitetônicos da região, há muitas igrejas, museus, ateliês, lojinhas e centros culturais onde você poderá investir bons minutos conhecendo.

Na minha opinião, o melhor início de passeio pelo Pelourinho é sempre acompanhado de um guia. Afinal, este profissional do turismo te dará ótima referência sobre como essa região se tornou o que é hoje. No meu caso, fiz e recomendo o tour Caminhada Salvador Negra, um projeto fundado pelo Guilherme Soares Dias, do site Guia Negro.

Depois desta primeira apresentação ao Pelourinho, você pode continuar as suas andanças por conta própria e visitar os lugares que tiver mais interesse. Alguns pontos turísticos que podem fazer parte da sua programação, são:

» Largo do Pelourinho

» Fundação Casa de Jorge Amado

» Casa do Carnaval da Bahia

» Monumento da Cruz caída

» Basílica Primacial de São Salvador, Igreja de São Francisco e Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

Por fim, na categoria de gastronomia o meu melhor investimento foi no buffet self-service do Restaurante Escola Senac. Por R$ 75,00, come-se à vontade diversos pratos típicos da culinária baiana. Ainda assim, se você preferir gastar menos, no Pelourinho há muitos restaurantes que servem pratos executivos individuais que custam menos.

Se quiser algum lugar para ir ao final de tarde ou à noite, os bares de Santo Antônio Além do Carmo – um bairro histórico vizinho do Pelourinho – são uma boa pedida. Por lá, o Cafélier e o Café e Cana Botequim são dois que fazem sucesso.

pontos turísticos de Salvador história
Pelourinho

4- Elevador Lacerda e Mercado Modelo

A foto de capa deste texto sobre pontos turísticos de Salvador têm duas das mais famosas atrações da cidade: o Elevador Lacerda e o Mercado Modelo. E, apesar de ambos fazerem parte da história da capital da Bahia, são lugares que coloco na categoria de “Já que”… Já que estamos aqui, vamos até ali para ver. Ou seja, são lugares para dar uma passada, mas não precisa dedicar muito tempo da sua programação.

Com função de transporte público entre a cidade baixa e a parte alta desta região central, o mais bacana do Elevador Lacerda é a vista panorâmica que se tem lá do alto (não no elevador, mas na Praça Tomé de Souza).

Por outro lado, o Mercado Modelo merece sim alguns minutos extras da sua dedicação. Inclusive, além de bater-perna e comprar lembrancinhas da viagem, você também pode aproveitar para almoçar por lá. Ainda assim, na minha opinião, é um local que dá para vasculhar em menos de uma hora.

pontos turísticos no centro de Salvador
Elevador Lacerda
lista de pontos turísticos de Salvador
Mercado Modelo

5- Cidade da Música da Bahia

A fachada simétrica revestida de azulejos azul e branco que ocupa um quarteirão inteiro praticamente ao lado do Mercado Modelo não passa despercebida. Além disso, um grande letreiro deixa claro do que se trata: Cidade da Música da Bahia.

Ainda assim, muitos visitantes que passam por ali podem pensar que o local não esteja funcionando. Isso porque, a entrada – que é feita por apenas uma portinha que fica entreaberta – não dá nenhuma brecha do mundo cheio de vida que há ali dentro. Porém, siga adiante e vá de encontro a uma das mais recentes atrações da cidade.

Com uma exposição que usa e abusa do poder audiovisual distribuída em três andares, a Cidade da Música conta sobre o passado e o presente dos ritmos baianos, na Bahia e com artistas da cidade. É claro que grandes nomes da música brasileira também têm destaque, porém, engana-se quem pensa que o foco deste centro cultural seja apenas os hits do carnaval passado.

Com tanta história para contar, recomendo reservar pelo menos 1h30 para conhecer este ponto turístico. Afinal, você fará uma verdadeira imersão aos ritmos e artistas que ditam parte do cenário musical no Brasil.

museus em Salvador
A Cidade da Música da Bahia é um dos lugares mais legais para visitar em Salvador

6- Ilha dos Frades

Localizada na Baía de Todos os Santos, a Ilha dos Frades tem a praia mais cartão-postal da região: a Ponta da Nossa Senhora de Guadalupe. Portanto, se você quer passar o dia em uma das melhores praias de Salvador, inclua o passeio até lá no seu roteiro de viagem.

As escunas saem do Terminal Turístico Náutico da Bahia, em frente ao Mercado Modelo, às 9h. O retorno para Salvador é às 15h30, com desembarque na capital por volta das 17h. Ou seja, considerando o tempo gasto com deslocamento, os visitantes conseguem ter em torno de quatro ou cinco horas livres na praia.

Com uma faixa de areia plana, mar rasinho, água cristalina e rodeada de muito verde, a Ponta da Nossa Senhora de Guadalupe proporciona aquele cenário de praia selvagem-paradisíaca-proteção-de-tela.

De frente para o mar, nem mesmo mesas e cadeiras poluem a paisagem natural. A estrutura é apenas de guarda-sóis e esteiras de palha sobre a areia. Ainda assim, em outro nível da praia há restaurantes que oferecem mais comodidades para os seus comes e bebes.

Sobre os custos deste passeio de barco, seguem alguns os valores:

» Escuna até a Ilha dos Frades: R$ 100,00 por pessoa.

» Taxa de visitação Ilha dos Frades: R$ 30,00 por pessoa.

» Porção de isca de peixe: entre R$ 80,00 e R$ 130,00.

» Refeição para duas pessoas: a partir de R$ 160,00.

» Cerveja 600 ml: R$ 20,00.

» Caipirinha: R$ 25,00.

» Suco: R$ 15,00.

passeios baratos em Salvador
Praia da Ponta da Nossa Senhora de Guadalupe

7- Farol da Barra

Verdade seja dita: apesar de ser um dos símbolos da cidade e o elemento mais fotogênico da vizinhança, o Farol da Barra, no caso, o farol propriamente dito, é a atração menos relevante – turisticamente falando – da região. Ainda assim, é inquestionável: sua pose de cartão postal deixa o cenário ainda mais icônico.

Dito isso, o que você encontrará neste tópico é um resumo de tudo o que há no bairro da Barra – e aviso de antemão que não é pouca coisa.

Assim como o farol, as praias da Barra também são questionáveis. Apesar de formarem uma excelente orla para bater-perna no final de tarde, o banho de mar poderia ser mais agradável em outra vizinhança.

Em todo caso, vamos agora ao que considero de mais bacana na região. Para começar, este é um dos melhores bairros para ficar em Salvador – tanto pela localização como também pela estrutura de serviços para os turistas. Aliás, o conjunto de bares e restaurantes da Barra é outro ponto alto desta área.

Outro detalhe que conquista os forasteiros é o astral descontraído e animado – especialmente aos finais de semana e no final da tarde. Inclusive, eis aqui mais um atrativo que justifica o passeio até a Barra: o pôr do sol. Para completar o entardecer, comes e bebes nos barzinhos com mesas na calçada que estão nas orlas encerram o dia em grande estilo.

Além disso, também há atividades culturais por estas bandas: o Espaço Carybé de Artes no Forte de São Diogo e o Espaço Pierre Verger da Fotografia Baiana no Forte de Santa Maria. Estão localizados um em cada ponta da Praia do Porto da Barra.

Por fim, se você quiser se hospedar por estas bandas da cidade, deixo três dicas de lugares para a sua estada: Hotel Pousada Papaya VerdeViver Bahia Pousada e  Monte Pascoal Praia Salvador.

lugares para visitar em Salvador
Praia da Barra

8- Casa do Rio Vermelho

Um dos melhores pontos turísticos de Salvador se encontra em uma sossegada rua do bairro do Rio Vermelho e afastada do mar: trata-se da Casa do Rio Vermelho, onde o escritor Jorge Amado e a sua amada Zélia Gattai viveram por 40 anos. Mais do que reunir um impecável acervo sobre este casal que brincava como ninguém com as palavras, a casa preserva até hoje o astral mágico e afetivo que foi criado pelos antigos moradores.

Aliás, antigos não. De certa forma, eles permanecem ali até hoje. Tanto pelas memórias que deixaram em cada cantinho da casa e nos são apresentadas em diversos cômodos que funcionam como sala de exposição, como também pelas as suas cinzas, que foram depositadas no jardim de entrada da Casa do Rio Vermelho.

Apesar de não estar grudada em outras atrações da cidade, vale a pena dedicar um tempinho do roteiro para ir até lá. Mesmo quem nunca leu nenhuma obra do escritor certamente ficará encantando com o capricho desta casa-museu e com as histórias que lá são contadas.

 Para otimizar as andanças, organize-se para ir por volta das 15h (fecha às 18h) e depois siga para o burburinho do bairro para provar alguns dos acarajés mais bem falados da capital baiana.

Casa do Rio Vermelho
A suíte que foi do casal Jorge Amado e Zélia Gattai

9- Acarajé da Dinha, da Regina e da Cira

Embora não sejam pontos turísticos propriamente ditos, os três tabuleiros de acarajé mais famosos de Salvador já se tornaram atrações da cidade. E, de fato, todos eles servem bolinhos de feijão-fradinho fritos em azeite de dendê que são verdadeiras delícias.

Como os três estão localizados no bairro do Rio Vermelho e muito próximos uns dos outros, um bom plano é reservar uma noite para fazer o tour do acarajé. Ou seja, de barriga vazia, você vai provar os quitutes das três baianas para eleger o seu favorito. Porém, já adianto: talvez você não consiga se decidir sobre quem tem a melhor receita.

Querendo esticar a noite, dá para ficar ali mesmo na própria vizinhança, afinal, o Rio Vermelho é um dos bairros mais boêmios da capital baiana. Aliás, no próprio Largo de Santana e no Largo da Mariquita – onde estão localizadas as barraquinhas de acarajé – há muitos bares e restaurantes.

Por fim, tenha em mente que o preço do acarajé custa na faixa de R$ 15,00 cada, e que eles começam a funcionar por volta das 16h.

melhores acarajés de Salvador
O Acarajé da Dinha é um dos melhores de Salvador

10- Praia de Itapuã

Para a maior parte dos turistas – pelo menos àqueles que pretendem se hospedar perto dos pontos turísticos de Salvador – passar uma tarde em Itapuã significa se deslocar por pelo menos 22 quilômetros. Afinal, essa é a menor distância entre a Barra e a famosa praia que foi imortalizada na canção de Vinícius de Moraes.

Por isso, na minha opinião, um bom plano para visitar a Praia de Itapuã é dedicar um dia inteiro para conhecê-la, esticando o passeio até praias vizinhas, como por exemplo, Stella Maris e Flamengo.

Legítima praia urbana que é, a primeira impressão ao chegar a esta praia pode ser de mais caótica do que a melodia da música Tarde em Itapuã nos fez acreditar que seria. Porém, saindo do burburinho da entrada do bairro, em direção ao farol, a faixa de areia se torna menos tumultuada e sem tanta interferência dos carros e comércios.

Além de uma boa quantidade de quiosques simples e sem firulas, a Praia de Itapuã se caracteriza por ter o mar ligeiramente mais agitado do que as praias mais centrais de Salvador. Ainda assim, não chega a ser um grande problema para os banhistas pois as ondas não costumam ser violentas.

Salvador pontos turísticos
Apesar de bastante conhecida, a Praia de Itapuã está distante dos principais pontos turísticos de Salvador

3 lugares para se hospedar em Salvador

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o  Farol da Barra Suítes e Hostel é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Também na Barra, a Viver Bahia Pousada é o lugar certo para quem prefere um ambiente mais elegante.

($$) Ou, para um hotel mais clássico de rede, o Ibis Salvador Rio Vermelho é uma boa pedida.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Salvador.

Avatar para Anônimo
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here