Embora observar o céu com uma imensidão de estrelas não seja um programa facilmente recusável, o tour astronômico no Deserto do Atacama não era uma das minhas prioridades.

“Afinal, se já posso ver o céu super enfeitado de San Pedro de Atacama, por qual razão fazer um passeio para ver as estrelas?”, pensava eu quando estava organizando o meu roteiro pelo deserto.

No entanto, comecei a mudar de opinião quando descobri que existe mais de uma modalidade do passeio astronômico no Atacama. E, uma delas que me interessou muitíssimo, foi o tour conhecido como Astrofotografia, que, além de nos levar para um local afastado da cidade e mais adequado para observar o céu, nos dá tempo e instruções para conseguirmos tirar nossas próprias fotos.

No final das contas acabei incluindo esse passeio na minha programação. E sorte a minha que fiz isso.

Afina, além de garantir algumas fotos que dificilmente conseguiria tirar em San Pedro, o bate papo sobre astronomia se revelou ser muito mais interessante do que eu imaginava.

# Como é o passeio astronômico no Deserto do Atacama?

Assim como a maioria dos tours no Atacama, a dinâmica do passeio astronômico pode variar de agência para agência. Além disso, lembre-se de que há mais de uma modalidade deste passeio noturno, portanto, antes da fazer sua reserva é importante entender qual tipo tem mais chance de te agradar.

O passeio que fiz foi o Astrofoto com o pessoal da Fui Gostei Trips – agência com quem fechei todos os meus passeios no Atacama. Portanto, o relato a seguir e baseado nesta experiência que tive com eles.

Se você não é muito ligado em fotografia e não faz questão que o seu passeio aborde esse assunto, a Fui Gostei Trips também tem o Tour Astronômico Clássico, que inclui observação das estrelas com um telescópio.

dicas sobre o tour astronômico no Deserto do Atacama
O famoso céu do Deserto do Atacama

Passeio Astrofoto no Atacama

Com cartões de memória vazios e as baterias cheias, fui me encontrar com o pessoal que faria o tour astronômico por volta das 21hs.

Além do guia, um fotógrafo profissional nos acompanha durante todo o passeio, afinal, é ele quem nos ajuda a tirarmos as nossas próprias imagens, e quem tira uma foto individual para todos os participantes do tour.

A elevada altitude e a baixa umidade do ar já são dois baitas fatores que contribuem para que a visibilidade do céu no Atacama seja especial.

Porém, para ser ainda melhor, o ideal é se afastar do centrinho de San Pedro de Atacama, onde a iluminação artificial da cidade não prejudicará a experiência de observação das estrelas.

Por isso, a primeira etapa do tour é viajar por cerca de 20 minutos de van para chegarmos num local mais isolado.

Assim que chegamos, a primeira surpresa ao descer da van: fazia muito frio. Portanto, vá bem agasalhado. Mesmo que você não esteja com tanto frio em San Pedro, com o passar da noite a temperatura costuma cair bastante.

Além disso, por estarmos num lugar aberto, o vento faz a sensação térmica ser ainda mais congelante.

Só de estar naquela região com a visibilidade perfeita de um verdadeiro mar de estrelas, já tinha feito o passeio valer a pena. Porém, ainda mais interessantes foram as histórias e curiosidades que o guia nos contou sobre a nossa e outras galáxias (sem spoilers!).

Se acaso você, assim como eu, não sabe muita coisa a respeito desse tema, tenho certeza que ficará completamente fascinado quando dedicar um tempinho para aprender sobre o assunto.

Por pouco mais meia hora o que mais se ouvia dos participantes do tour – entre goles de vinhos e pisco – era “Caramba!” atrás de “Caramba!”.

Não menos importante, a reta final do passeio astronômico no Atacama foi dedicado à fotografia.

Além de explicar quais as configurações ideais da câmera para conseguirmos fazer uma boa imagem do céu estrelado, o fotógrafo nos orientava a fazer pequenos ajustes depois da primeira foto tirada, o que deixava o resultado ainda melhor.

Depois de instruir todos que estavam com câmera apropriada para este tipo de foto, o fotógrafo começou a fazer um registro de cada participante do passeio.

E aí, por cerca de uma hora a diversão foi garantida com tentativas – nem sempre bem sucedidas – de poses engraçadas para sair na foto com as estrelas.

passeio astrofotografia no Atacama
A foto que não pode faltar numa viagem ao Atacama! =)

+ Dicas sobre o tour astronômico no Atacama

» Para tirar suas próprias fotos durante o passeio Astrofoto é necessário ter uma câmera com ISO a partir de 3200 e tempo de exposição superior a 10 segundos. Um tripé também é bastante útil.

» Para sair bem na sua foto, use roupas claras ou coloridas.

» O passeio Astrofoto sai entre 21hs e 23hs, dependendo da época do ano, e dura entre duas e três horas. Como você chegará tarde ao seu hotel, não marque o passeio dos Geysers El Tatio para o dia seguinte, porque no tour dos geisers é necessário acordar super cedo.

» Preço do passeio: CLP 30.000,00 (aproximadamente R$ 215,00). Neste valor está incluído transporte, coquetel, e uma foto individual que você terá acesso via plataforma digital e poderá baixá-la alguns dias depois do tour.

» CLP é o símbolo utilizado para representar o peso chileno. R$ 1,00 equivale a aproximadamente 140,00 pesos chilenos.

» Cupom de desconto: utilizando cupom VOLTOLOGO10 você terá 10% de desconto em todos os tours que contratar com a Fui Gostei Trips.

Portanto, não se esqueça de informá-lo no momento em que fizer a sua reserva.

Para entrar em contato com eles e garantir o seu desconto clique aqui.

Outros passeios que fiz com a Fui Gostei Trips

» Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas: Um passeio indispensável no Atacama!

» Valle del Arco Iris: Um passeio surpreendente no Atacama!

» Valle de la Luna e Valle de la Muerte: Um passeio clássico no Atacama!

» Passeio de bicicleta no Atacama: Fugindo do óbvio e das multidões!

» Termas de Puritama, no Atacama: Relaxando no deserto!

» Laguna Cejar: Boiando em águas hiper salgada no Atacama!

» Salar de Tara: Um passeio de tirar o fôlego no Atacama!

» Geysers El Tatio: O passeio mais gelado do Atacama!

*** A agência Fui Gostei Trips foi parceira do blog Volto Logo durante os passeios no Atacama. Porém, as opiniões são livres e pessoais!

Avatar para Anônimo
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here