Passeio para a Laguna Cejar, no Deserto do Atacama: Descubra como funciona esse tour, qual a duração, quais lugares você irá conhecer e quanto custa.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Uma das diversões mais desejadas no Deserto do Atacama é poder boiar sem fazer o menor esforço em alguma lagoa salgada. E, um dos lugares onde isso é possível é na Laguna Cejar.

Devido a enorme concentração de sal que há nas piscinas naturais, bastar entrar na água que automaticamente não afundamos. Inclusive, até mesmo os viajantes que não sabem nadar não correm nenhum risco de se afogar.

Verdade seja dita, porém, que ficar de boa na lagoa não é exatamente a graça deste tipo de tour. Entrar na água para viver essa sensação de não afundar e tirar algumas fotos engraçadas é obviamente parte do programa. No entanto, como a temperatura da água não costuma ser das mais simpáticas, em poucos minutos já nos sentimos realizados com a experiência.

De qualquer forma, os cenários onde estão estas lagoas que não nos deixam afundar rendem diversas paradas no itinerário. E, neste post, eu te contarei exatamente como funciona o passeio para a Laguna Cejar.

Leia também: 7 hotéis baratos em San Pedro de Atacama [CHILE]

# Como é o passeio pela Laguna Cejar?

O passeio pela Laguna Cejar que vou relatar a seguir é baseado na experiência que tive com a Fui Gostei Trips – agência com que fechei todos os meus passeios no Atacama.

É importante que você saiba isso, pois, de um modo geral, cada agência tem suas próprias particularidades para cada tour no deserto. Ou seja, cada empresa costuma ter seu próprio horário de saída e regresso, paradas que serão feitas, ou ainda se há ou não algum tipo de comes e bebes incluído durante a trip.

No meu caso, acabei fazendo o passeio categoria “VIP que cabe no seu Bolso”, que tem a vantagem de sair um pouco antes da maioria dos tours – e consequentemente encontrar os destinos mais vazios, e oferece ainda grupos reduzidos, toalha de banho e um baita coquetel servido junto com o pôr do sol.

Primeira parada: Laguna Cejar

Aproximadamente a vinte quilômetros de San Pedro do Atacama, a primeira parada do passeio para a Laguna Cejar não demorou mais de trinta minutos. E, pra começar em grande estilo, na entrada do parque já estão três lagunas – inclusive a que se pode nadar.

Embora dê nome ao passeio, atualmente não é permitido nadar na Laguna Cejar. O que nem de longe é uma complicação, pois bem ao seu lado está a Laguna Piedras – essa sim adequada para os viajantes boiarem e onde são tiradas as famosas fotos com o Vulcão Licancabur de fundo.

Ainda por essa mesma área, a poucos metros da Laguna Piedras está a Laguna Baltinache (mesmo nome das Lagunas Escondidas, mas não é a mesma!). Apesar de também não ser permitido entrar nessa lagoa, vale a pena caminhar até lá para tirar algumas fotos.

Como a lagoa onde se pode boiar é a grade atração do passeio, a parada por aqui dura em torno de quarenta minutos.

como boiar na Laguna Cejar
Foto clichê imperdível durante o passeio para a Laguna Cejar
Laguna Piedras no Deserto do Atacama
Laguna Piedras, onde é permitido nadar!

Segunda parada: Ojos del Salar

Com o corpo devidamente salgado, e bota sal nisso, fomos para o segundo destino do passeio: os Ojos del Salar, duas lagoas de água doce (ou ao menos beeeem menos salubres que as outras), e onde em uma delas é possível nadar para se limpar do sal da lagoa anterior.

Se você não quiser entrar nos Ojos del Salar (a água estava mais fria do que na Laguna Piedras!), o ideal é que você utilize a estrutura de duchas que há nas proximidades da entrada do parque para tirar o excesso de sal do corpo, para então continuar com o passeio. Além de incomodar bastante, o sal pode causar algum tipo de irritação na sua pele.

No meu grupo todo mundo decidiu por entrar na água também nesta parada.  Por aqui o tempo foi de aproximadamente trinta minutos – até porque aproveitamos pra tirar algumas fotos, já que os Ojos del Salar formam um reflexo bacana da paisagem.

Ojos del Salar no Deserto do Atacama - dicas
Ojos del Salar

Terceira parada: Laguna Tebinquiche

Limpos do sal e vestidos adequadamente para esquentar o corpo depois do banho de água fria no Ojos del Salar, partimos para a terceira – mas não última – parada do passeio: a Laguna Tebinquiche.

Até meses atrás este costumava ser o cenário utilizado para ver o pôr do sol e onde era servido o coquetel que está incluído no passeio. No entanto, a coordenação do parque orientou que os comes e bebes não deveriam mais ser servidos naquela área.

 Portanto, a programação atual é ir até a Laguna Tebinquiche para conhecer o local numa caminhada de cerca de vinte minutos, e depois retornar aos Ojos del Salar onde é finalizado o passeio pela Laguna Cejar.

Laguna Tebinquiche no Atacama
Laguna Tebinquiche
Laguna Tebinquiche
Arredores da Laguna Tebinquiche

Coquetel e Pôr do Sol!

Terminar as minhas andanças no Deserto do Atacama com este passeio foi um tanto especial. O cenário do entardecer por si só já seria uma ótima forma de se despedir das paisagens atacamenhas. Porém, pra deixar tudo ainda melhor, os petiscos servidos no tour foram tão dignos de saudade quanto o próprio visual do passeio.

Espetinhos de carne e abobrinha, nuggets, cream cheese temperado, torradinhas salgada, castanhas, cokkies e – como ninguém é de ferro – pisco sour para brindar.

coquetel durante o passeio para a Laguna Cejar
Comes e bebes no fim do tour!
Lagunas Ojos del Salar - Deserto do Atacama
Fim de tarde no Ojos del Salar

Leia também: Onde ficar em San Pedro de Atacama | Melhores áreas, hostels e hotéis

+ Dicas para não se dar mal!

» A água não é quente, mas entrar na lagoa durante o passeio é uma experiência que vale a pena ser vivida mesmo com o frio. Portanto, além de levar roupa de banho e toalha, leve também roupas quentes para usar depois.

Chinelo para andar por lá também é bem vindo, já que há bastante pedrinhas e cristais de sal que incomodam uma caminhada descalço.

» Nem pense em mergulhar de cabeça na laguna, e também não passe a mão nos olhos ou na boca depois delas estarem molhadas com a água abarrotada de sal. (Arde pra valer!)

» Duração do passeio categoria “VIP que cabe no seu Bolso” com o pessoal da Fui Gostei Trips: saída de San Pedro do Atacama às 15hs, e chegada por volta das 20hs.

» Preço do passeio: CLP 40.000,00 (aproximadamente R$ 235,00). Neste valor está incluído transporte, serviço de guia, toalha de banho e coquetel no final do passeio.

» À parte do preço do passeio, para visitar a Laguna Cejar é cobrada uma taxa de CLP 17.000,00 por pessoa (R$ 100,00). Esse valor é pago em dinheiro no próprio local durante o passeio. Se possível, leve trocado.

» CLP é o símbolo utilizado para representar o peso chileno. R$ 1,00 equivale a aproximadamente 170,00 pesos chilenos.

» Como este passeio é de meio período a tarde, você pode utilizar a manhã para fazer outros tour, como por exemplo, o Bike tour pela Quebrada de Chulacao, Valle del Arco Iris ou Geyser El Tátio.

Outros passeios que fiz com a Fui Gostei Trips

» Lagunas Escondidas + Ônibus do Deserto: O passeio mais fotogênico do Atacama!

» Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas: Um passeio indispensável no Atacama!

» Tour Astronômico no Atacama: Dicas indispensáveis

» Valle del Arco Iris: Um passeio surpreendente no Atacama!

» Valle de la Luna e Valle de la Muerte: Um passeio clássico no Atacama!

» Passeio de bicicleta no Atacama: Fugindo do óbvio e das multidões!

» Termas de Puritama, no Atacama: Relaxando no deserto!

» Salar de Tara: Um passeio de tirar o fôlego no Atacama!

» Geysers El Tatio: O passeio mais gelado do Atacama!

» 10 principais passeios no Deserto do Atacama

*** A agência Fui Gostei Trips foi parceira do blog Volto Logo durante os passeios no Atacama, mas as opiniões aqui relatadas são livres e pessoais!

3 lugares para se hospedar em San Pedro do Atacama

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Hostal El Anexo tem jeitinho de pousada e me atendeu perfeitamente.

($$) Quem faz questão de privacidade mas não quer gastar uma fortuna, o Chalé Tehuelaike tem um ótimo custo-benefício e reputação invejável.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do Quechua Hotel.

» Se preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em San Pedro do Atacama.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here