Um dos equívocos que um viajante pode cometer na hora de organizar um roteiro de viagem em Pernambuco é achar que não há muito o que fazer em Recife. Afinal, estamos falando de uma metrópole com 484 aninhos de história, que foi uma das cidades mais relevantes do país desde a chegada e durante a época dos invasores europeus. E, que até hoje, desempenha importantíssimo papel cultural e econômico no nosso país.

É claro que se o viajante quiser curtir apenas praia, sombra e água fresca, a capital pernambucana, de fato, não é o melhor lugar. Isso porque, Recife é um destino histórico, que de quebra ainda oferece como bônus as conveniências – e inconveniências, claro – de uma cidade grande.

No entanto, uma vez entendido este detalhe, dá pra montar um itinerário de alguns dias com ótimos passeios para fazer em Recife.

Dicas do que fazer em Recife

Para aproveitar os melhores passeios em Recife sem deixar nenhuma grande atração de fora do roteiro recomendo passar três dias inteiros na cidade.

Dá para conhecer em menos tempo? Até “dá”.

Aliás, há quem vá visitar Recife e Olinda em apenas um dia durante um tour bate-volta saindo de Porto de Galinhas. No entanto, neste caso, considero esta uma atividade complementar de uma viagem que não tem a capital de Pernambuco como protagonista.

Sobre a locomoção entre os pontos turísticos em Recife, dá para se virar muito bem utilizando os aplicativos de corrida. Mesmo com alguns deslocamentos sendo longos, as corridas, de modo geral, têm tarifas realistas. 

Além disso, dependendo da sua disposição, em alguns dá para utilizar o transporte público. E, em algumas vizinhanças, o melhor jeito de perambular pela região será caminhando.

Por fim, eventuais passeios com agências também tem espaço na programação. Seja para algum bate-volta, ou para um tour guiado temático onde você poderá conhecer outras facetas de Recife.

1- Mercado da Boa Vista
2- Mercado de São José
3- Forte das Cinco Pontas (Museu da Cidade do Recife)
4- Recife Antigo
5- Embaixada dos Bonecos Gigantes de Olinda
6- Paço do Frevo
7- Cais do Sertão
8- Museu do Homem do Nordeste
9- Oficina Cerâmica Francisco Brennand
10- Instituto Ricardo Brennand
11- Passeio de barco pelo Rio Capibaribe
12- Praia de Boa Viagem
13- Olinda
14- Porto de Galinhas
15- Bate-volta para a Ilha de Itamaracá

O que fazer em Recife - Pernambuco
A região histórica de Recife é um dos principais atrativos da capital pernambucana

» Clique aqui para encontrar ofertas de pousadas em Recife

1- Mercado da Boa Vista

Localizado na área central de Recife, o Mercado Boa Vista é a melhor pedida para um almoço regional de respeito. Foi lá, inclusive, que eu comi o melhor Arrumadinho (feijão verde, farofa, vinagrete, carne de sol e queijo frito) da minha viagem – dica certeira do recifense Jayme, que comanda o blog Juntando Mochilas.

Na hora do almoço, as mesas do pátio central do mercado ficam lotadas de pessoas que trabalham pela região e aproveitam para comer por ali.

Além do arrumadinho, outros pratos típicos de Recife que preenchem os cardápios, são: caldinhos (prove o de sururu), fava com charque, escondidinho, sarapatel, peixes, dobradinha, galinhada e outras delícias. Em média, o prato individual – super bem servido – custa entre R$ 20, 00 e R$ 35,00. 

Além disso, aos sábados o mercado costuma organizar eventos com música ao vivo. Vale a pena acompanhar a programação  para consultar se terá alguma festança para as datas da sua viagem.

» Informações sobre o Mercado da Boa Vista

» Endereço: Rua da Santa Cruz, s/n, Boa Vista, Recife.

» Horário de funcionamento:

– Segunda a sábado, das 6hs às 18hs.

– Domingo, das 6hs às 15hs.

» Preço: Entrada gratuita

mercado públicos em Recife
Arrumadinho do Bar Dona Zuleide, Box 25, no Mercado Boa Vista

2- Mercado de São José

Enquanto o Mercado Boa Vista é focado nos comes e bebes, o Mercado de São José – também na área central da cidade e não longe de Recife Antigo – é o destino certo para quem quer comprar artesanato em Recife.

Aliás, saiba que em Recife não há um grande mercado público central, como acontece em muitos municípios. Por lá, a tendência são vários mercados menores pelas principais vizinhanças da capital pernambucana.

No caso do de São José, não há limite para as compras de artesanato. Os viajantes podem sair de lá com uma simples cachaça, imã de geladeira ou algum outro enfeite, ou, até mesmo, com uma rede e instrumentos musicais.

Uma vez no Mercado de São José, vale a pena esticar o passeio até o Pátio de São Pedro, que está a penas duas quadras de distância. Além de casarões históricos, lá você também encontrará outros pontos turísticos de Recife, como a Catedral de São Pedro dos Clérigos, o Memorial Chico Science e o Memorial Luiz Gonzaga.

» Informações sobre o Mercado de São José

» Endereço: Praça Dom Vital, s/n, São José, Recife.

» Horário de funcionamento:

– Segunda a sexta, das 8hs às 17hs.

– Sábado, das 8hs às 15hs.

– Domingo, das 8hs às 12hs.

» Preço: Entrada gratuita.

pontos turísticos em Recife
Mercado de São José é o local ideal para quem está em busca de comprar artesanato em Recife

3- Forte das Cinco Pontas (Museu da Cidade do Recife)

Construído durante a invasão holandesa em 1630, o Forte das Cinco Pontas abriga atualmente o Museu da Cidade do Recife. Portanto, é um ótimo lugar para começar as andanças culturais pela cidade.

Com um bom acervo de fotografias, mapas, pinturas e outros registros, o museu dá um ótimo panorama sobre o passado não apenas da capital pernambucana, mas de todo o estado.

Uma boa sequência para incluir o Forte das Cinco Pontas na sua lista do que fazer em Recife, é: Forte das Cinco Pontas – Mercado de São José – Recife Antigo, pois todos estes lugares estão relativamente próximo uns dos outros.

» Informações sobre o Museu da Cidade do Recife

» Endereço: Praça das Cinco Pontas, s/n, São José, Recife.

» Horário de funcionamento: terça a domingo, das 9hs às 17hs.

» Preço: Entrada gratuita.

lugares para conhecer em Recife
O Forte das Cinco Pontas é um dos pontos turísticos em Recife

4- Recife Antigo

Recife Antigo: esse é o bairro histórico da capital de pernambucana e onde estão algumas das principais atrações da cidade.

Embora caminhar pelas suas ruas com casarões de época já seja um baita programa, a região conta com ótimos centros culturais e museus que valem a visita.

A principal referência do pedaço é a Praça do Marco Zero, que tem vista para o Parque das Esculturas Francisco Brennand, fica em frente à Caixa Cultural Recife e ao lado do Centro de Artesanato de Pernambuco.

A uma quadra do Marco Zero, a Rua do Bom Jesus é uma das que tem arquitetura mais bonita e ainda é o endereço de algumas atrações, como a Embaixada de Pernambuco dos Bonecos Gigantes de Olinda e a Sinagoga Kahal Zur Israel.

Além disso, aos domingos, a tradicional Feira do Bom Jesus ocupa a rua com barraquinhas de artesanato e comidas típicas, até a altura da Praça Arsenal.

Em frente a esta praça está um dos lugares mais bacanas para conhecer em Recife: o Paço do Frevo – um centro cultural onde quem reina, obviamente, é a história do ritmo mais pernambucano de todos.

Por fim, não longe dali, o Cais do Sertão presta às devidas homenagens a outro símbolo de Pernambuco: Luiz Gonzaga. O museu interativo oferece um verdadeiro mergulho na história do inesquecível Rei do Baião que conquistou o Brasil com suas composições e melodias que retratavam o sertão nordestino.

Recife Antigo
A Rua do Bom Jesus é uma das principais referências do centro histórico de Recife

5- Embaixada dos Bonecos Gigantes de Olinda

Além do frevo ditar o ritmo do carnaval em Pernambuco, outro personagem que se tornou marca registrada da folia no estado são os bonecos gigantes representando pessoas famosas que ocupam as ruas.

E, para quem não estará em Recife durante a festa, dá para conhecer essas figuras na Embaixada dos Bonecos Gigantes de Olinda, localizada no centro de Recife.

Além de ver de pertinho os enormes bonecos que balançam o esqueleto durante a festa mais animada do Brasil, no local também há uma vista guiada, que nos conta sobre a história e as curiosidades deste símbolo do carnaval pernambucano.

» Informações sobre a Embaixada dos Bonecos Gigantes de Olinda

» Endereço: Rua do Bom Jesus, 183, Recife Antigo.

» Horário de funcionamento: Diariamente, das 8hs às 16hs.

» Preço: R$ 15,00 (Inteira).

o que fazer em Recife em 3 dias
A Embaixada dos Bonecos Gigantes de Olinda está em praticamente todos os roteiros de viagem a Recife

6- Paço do Frevo

Considerado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO, a grande estrela do carnaval de Pernambuco também possui um espaço inteirinho somente dedicado a sua história: o Paço do Frevo, que, como o próprio nome indica, dedica-se à promover o frevo.

Inaugurado em 2014, o Paço do Frevo está instalado em um belo prédio histórico que por si só já valeria a visita. Porém, mesmo chamando atenção de quem passa pela rua do lado de fora, a surpresa é ainda maior do seu lado de dentro. 

Com uma decoração cheia de detalhes, salas de exposições e ambientes interativos, o Paço do Frevo é muito mais do que um simples museu. Apesar de seu trabalho de documentação e disseminação da história do ritmo mais pernambucano de todos ser importantíssimo e primoroso, o local também atua como escola de música e dança.

» Informações sobre o Paço do Frevo

» Endereço: Rua da Guia, s.n, em frente a Praça do Arsenal, Recife Antigo.

» Horário de funcionamento:

– Quintas e sextas, das 10hs às 16hs.

– Sábados e domingos, das 11hs às 17hs.

» Preço: R$ 10,00 (Inteira).

passeios para fazer em Recife
Visitar o Paço do Frevo é um dos melhores passeios para fazer em Recife

7- Cais do Sertão

Assim como o Paço do Frevo, o Centro Cultural Cais do Sertão é outro lugar que, na minha opinião, não pode ficar de fora de nenhuma lista do que fazer em Recife. Ou seja, em caso de ter pouco tempo na cidade, vale a pena priorizar estas duas atrações.

Localizado muito próximo de outros atrativos do centro-histórico, o Cais do Sertão se dedica à cultura sertaneja da região Nordeste. Porém, essa dedicação vai muito além do que poderíamos imaginar.

Além de ser referência arquitetônica, o Cais do Sertão tem um conjunto de exposição – fixa e itinerante – que proporciona aos visitantes experiências que aguçam todos os nossos sentidos. É bonito para ver,  é bonito para escutar e é bonito para sentir.

Apesar de apresentar a história sertaneja sob diversos olhares e vozes, há uma personalidade que se destaca em diversos momentos: Luiz Gonzaga, o cantor, compositor e sanfoneiro pernambucano que foi um dos grandes nomes da música brasileira.

» Informações sobre o Cais do Sertão

» Endereço: Avenida Alfredo Lisboa, s/n (Armazém 10), Recife Antigo.

» Horário de funcionamento:

– Quintas e sextas, das 10hs às 16hs.

– Sábados e domingos, das 11hs às 17hs.

» Preço: R$ 10,00 (Inteira).

museus em Recife
O Cais do Sertão é um dos pontos turísticos mais imperdíveis de Recife

8- Museu do Homem do Nordeste

Para mim, nenhum roteiro em Recife está completo se não incluir o Museu do Homem do Nordeste.

Mais do que explicar a história de Pernambuco como um todo, o museu foca em exposições que registram as nuances culturais nordestinas, desde as tradições indígenas, até a inclusão de outros movimentos culturais e religiosos que foram ganhando seu espaço no estado, como, por exemplo, o Maracatu.

Embora o museu não esteja situado no principal eixo de turismo em Recife, vale a pena reservar algumas horinhas para ir até lá.

Uma boa pedida é visitá-lo à tarde e terminar o dia na simpática vizinhança de Poço da Panela, que fica a poucos minutos de caminhada desde o museu. Dá pra incluir ainda algum bar ou restaurante do bairro de Casa de Forte.

» Informações sobre o Museu do Homem do Nordeste

» Endereço: Avenida Dezessete de Agosto, 2187, Casa Forte, Recife.

» Horário de funcionamento:

– Terça a sexta, das 10hs às 16hs.

– Sábado e domingo, das 13hs às 17hs.

Preço: R$ 10,00.

o que conhecer em Recife?
Embora esteja afastado da principal rota turística de Recife, vale a pena incluir o Museu do Homem do Nordeste na sua programação

9- Oficina Cerâmica Francisco Brennand

Instalado nas ruínas de uma antiga olaria, a Oficina Cerâmica Francisco Brennand é um verdadeiro parque de diversões para os apaixonados por arquitetura e esculturas.

Em perfeita harmonia com o seu espaço, centenas de obras do artista plástico Francisco Brennand são expostas em diferentes ambientes. No total, são sete alas com exposições, além de um anfiteatro, salão para eventos e uma simpática cafeteria.

Muitos dos espaços com exposições são ao ar livre e formam um belo cenário junto à paisagem natural do seu entorno.

Tenha em mente, porém, que chegar a esse paraíso artístico, é mais viável de carro.

Além de afastado do burburinho central, o transporte público só vai até o inicio da propriedade onde está a oficina. Depois de descer, ainda é necessário caminhar por três quilômetros antes de chegar no setor das exposições.

Uma corrida de Uber desde o Recife Antigo até a oficina sai por cerca de R$ 35,00.

Para detalhes de como chegar com o transporte público, combinando ônibus + táxi, mototáxi ou Uber, leia o texto sobre a Oficina Cerâmica Francisco Brennand, no blog Juntando Mochilas.

Por fim, os viajantes que não tiverem tempo para este programa, saiba que é possível ter uma pequena amostra do trabalho do Francisco Brennand na área central de Recife. Em frente à Praça do Marco Zero, do outro lado do rio, está o Parque das Esculturas Francisco Brennand, onde se paga apenas para cruzar o rio.

» Informações sobre a Oficina Cerâmica Francisco Brennand

» Endereço: Propriedade Santos Cosme e Damião. Rua Diogo de Vasconcelos, s/n, Várzea, Recife.

» Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 10hs às 18hs.

» Preço: R$ 30,00 (Inteira).

Oficina Cerâmica Francisco Brennand
Oficina Cerâmica Francisco Brennand

10- Instituto Ricardo Brennand

Embora seja o mesmo sobrenome da atração anterior, estamos falando de outro lugar. Afinal, conflitos familiares existem em todas as casas e o fato é que os primos Francisco e Ricardo não se bicavam. Consequentemente, cada um seguiu o seu próprio rumo e deram à Recife dois dos seus principais pontos turísticos.

Apesar de algumas extravagâncias de gosto duvidosos, o Instituto Ricardo Brennand é um complexo cultural que conquista pelo impressionante combo de natureza, arquitetura e arte. Não à toa, foi eleito por dois ano consecutivos o melhor museu da América Latina, segundo votação no Traveler’s Choice Museums, do TripAdvisor.

Para visitar todos os seus ambientes e exposições com calma, reserve uma tarde inteira para este passeio em Recife.

Por fim, saiba que assim como na Oficina Cerâmica, para chegar ao Instituto Ricardo Brennand o ideal é estar com um carro próprio, ou recorrer aos aplicativos de corrida. Isso porque, não há transporte público direto até lá.

» Informações sobre a Oficina Cerâmica Francisco Brennand

» Endereço: Rua Mário Campelo, 700, Várzea, Recife.

» Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 13hs às 17hs.

» Preço: R$ 30,00 (Inteira).

11- Passeio de barco pelo Rio Capibaribe

Embora seja um passeio bastante tradicional em Recife, navegar de catamarã pelo Rio Capibaribe não é o tipo tour que me fez morrer de amores.

É legal porque conseguimos enxergar a cidade por outros ângulos. E, para quem gosta de fotografar, essa acaba sendo a principal graça do passeio. No entanto, se tivesse ficado de fora da minha programação, não teria feito tanta falta.

O passeio mais tradicional dura cerca de 1h30 e passa por baixo de cinco pontes de Recife: Ponte 12 de Setembro, Ponte Maurício de Nassau, Ponte Manuel Buarque de Macedo, Ponte Princesa Isabel e Ponte Duarte Coelho. Durante todo o caminho um guia conta um pouco da história e curiosidades da cidade.

Talvez, para tour ficar mais divertido, seja uma melhor ideia fazer algum passeio temático, como por exemplo, o Catamarã Assombrado.

» Informações sobre o passeio de catamarãRecife e suas Pontes

» Endereço de Embarque: Cais Santa Rita, s/n, São José, Recife.

» Empresa: Catamarã Tours.

» Horário dos passeios

– Segunda a sexta, saídas às 11hs e às 16hs.

– Sábados, domingos e feriados, saídas às 9hs, 11hs, 14hs, 16hs e 17h30.

» Preço: R$ 70,00 por pessoa (Inteira).

melhores passeios em Recife
Visual durante o passeio de catamarã em Recife

12- Praia de Boa Viagem

Localizada a quase 10 quilômetros do centro de Recife, a Praia de Boa Viagem é o lugar para quem faz questão de caminhar à beira-mar e molhar ao menos os pés na água – já que entrar no mar por inteiro não é permitido por conta do risco de ataque de tubarões.

Além disso, a vizinhança de Boa Viagem é onde está a principal rede hoteleira da capital pernambucana, e a região oferece excelente estrutura de bares e restaurantes. Portanto, além ser um dos melhores bairros para ficar em Recife, também é uma boa área para andanças gastronômicas.

Se sua intenção for esticar a canga na areia, tenha em mente que quando a maré está alta nem mesmo isso é possível. Portanto, vale consultar a tábua das marés para não perder a viagem caso esteja hospedado em outra área.

Além da praia e da orla, outros lugares para visitar em Boa Viagem, são: Parque Dona Lindu (onde estão o Teatro Luiz Mendonça e a Galeria Janete Costa) e a Praça Boa Viagem (onde acontece uma ferinha de artesanato).

o que fazer em Recife praias
A Praia de Boa Viagem rende um belo passeio em Recife

13- Olinda

A menos de 10 quilômetros do centro da atual capital de Pernambuco, Olinda é aquele lugar que não dá pra deixar de fora de um roteiro em Recife. E não há motivos para fazer isso.

Além do facílimo acesso, seja com o transporte público ou com uma barata corrida de Uber, em apenas uma tarde – chegue pouco antes do almoço para comer por lá! – dá pra fazer um belo recorrido pelas ladeiras do seu gracioso centro-histórico.

Para conhecer outra face de Olinda se programe para curtir uma noite no final de semana da cidade. A região central tem muitos bares que só abrem as portas no final do dia, e, sem dúvida, essa é uma experiência que fará uma baita diferença na sua visita.

Para os foliões fora de época, saiba que a partir de setembro já se iniciam as prévias do carnaval de Olinda. Normalmente, todo domingo alguns blocos ocupam as ruas para iniciar os festejos. Quanto mais se aproxima do carnaval, mais intensa fica a folia.  Para quem gosta, vale a pena se planejar para ir a cidade no final de semana.

No mais, fica a dica de que a melhor maneira de conhecer o centro-histórico de Olinda é com um guia local. Embora caminhar sem rumo também tenha seu valor, as histórias contadas pelos guias darão mais sentido ao passeio.

Você pode contratar o serviço de algum profissional quando chegar à Olinda. Próximo a Praça do Carmo ficam vários guias que oferecem o acompanhamento pelos principais pontos turísticos da cidade.

bate-volta de Recife para Olinda
Apenas 10 quilômetros separam o centro histórico de Recife com o de Olinda

14- Porto de Galinhas

A apenas 65 quilômetros de Recife, a Praia de Porto de Galinhas, no município de Ipojuca, é o principal destino praiano de Pernambuco. E, sem dúvida, é um local que merece ser incluído no roteiro de viagem.

Para isso, no entanto, o melhor a fazer é dedicar ao menos três noites na região. Dessa forma, dá para conhecer as principais praias do pedaço e fazer os passeios mais bacanas.

Além de ficar à toa praia, considere fazer o tradicional Passeio de Buggy de Ponta a Ponta, que passa pelas principais praias da região, e também o passeio de um dia até a famosa Praia dos Carneiros – que fica a 55 quilômetros de Porto de Galinhas.

Ainda assim, se o seu tempo estiver curto dá para fazer um passeio bate-volta de Recife para Porto de Galinhas. Neste caso, o ideal é que você esteja com um carro próprio, ou que se junte aos grupos de passeios oferecidos por receptivos turísticos.

Com os passeios em grupo, o mais comum é que o tour inclua apenas o deslocamento até Porto de Galinhas, e que fique o dia inteiro em um único ponto de apoio da praia central da cidade.

No entanto, fica a cargo do viajante se, ao chegar ao local, ele quer contratar passeios complementares opcionais, como o passeio de jangada às piscinas naturais e o passeio de buggy de Ponta a Ponta.

» Passeio bate-volta para Porto de Galinhas (R$ 92,00 por pessoa)

praias perto de Recife
Praia de Porto de Galinhas

15- Bate-volta para a Ilha de Itamaracá

A 50 quilômetros de Recife, a Ilha de Itamaracá é um dos lugares mais legais para se visitar em um passeio bate-volta saindo de Recife. No entanto, para essa aventura o ideal é estar com um veículo próprio, ou se juntar aos passeios em grupo que costumam acontecer duas ou três vezes na semana.

Diferente de Porto de Galinhas, quem reina em Itamaracá é a tranquilidade. Inclusive, quem estiver em busca de um ambiente sossegado para se desconectar por alguns dias pode considerar se hospedar por aqui.

Em todo caso, para o passeio de um dia coloque na sua programação as atrações mais famosas, como por exemplo, a Praia do Forte, o Forte Orange e a Coroa do Avião.

Sobrando tempo, na volta para Recife você pode fazer uma parada na parte histórica de Igarassú.

O que fazer em Recife à noite?

Para os boêmios de plantão, a boa notícia é que há muita coisa para fazer em Recife à noite. E o melhor: a diversão está espalhada pelos quatro cantos da cidade. Portanto, independente de onde você esteja hospedado, é provável que encontre bons bares a poucas quadras de distância.

No meu caso, como me hospedei no bairro de Boa Vista, minhas saídas noturnas em Recife se limitaram por estas bandas. Por aqui, há duas região com grande concentração de bares: Largo da Santa Cruz e a Avenida Manoel Borba – nesta última, mais especificamente no trecho em que cruza com a Rua das Ninfas.

Tenha em mente, porém, que a noite em Boa Vista tem um perfil mais rueiro. Apesar de muitos bares para se acomodar, você também encontrará uma grande concentração de pessoas bebendo na calçada, muito semelhante à região da Rua Augusta e da Praça Roosevelt, em São Paulo.

Outra área com boa quantidade de bares em Recife é o centro-histórico (Recife Antigo), mais especificamente pelos arredores da Rua da Moeda. Além disso, na Avenida Alfredo Lisboa, na altura da Praça do Marco Zero, há um bom conjunto de bares e restaurantes mais ajeitado.

Por fim, outra área para sair à noite em Recife é nos bairros do Pina e de Boa Viagem. Neste caso, você terá uma grande oferta de bares estrelados e com um perfil mais Vila Madalena-Pinheiros mais uma vez, comparando aos bairros boêmios paulistanos.

Para indicações de quais endereços visitar em cada região recomendo o texto “25 bares em Recife”, do site Viajali.

o que fazer em Recife à noite?
O Conchittas Bar, no bairro Boa Vista, está em uma das regiões mais movimentada para quem quer aproveitar a vida noturna em Recife

O que fazer em Recife com chuva?

Dentre as capitais nordestinas, uma viagem a Recife é a menos prejudicada no caso do tempo não colaborar. Afinal, como você deve ter notado, boa parte dos pontos turísticos da cidade são em ambientes fechados.

Portanto, mesmo que os aguaceiros atrapalhem as atividades ao ar livre, ainda há muitos passeios para fazer em Recife com chuva. 

Além dos mercados, museus e centros culturais que já foram mencionados, você também pode assistir à um filme no Cinema São Luiz, que é um cinema de rua com arquitetura primorosa e ingressos baratinhos.

Ou, se fizer o seu tipo, também dá para bater perna nos shoppings de Recife, como no Shopping Recife ou no RioMar Recife.

Por fim, para aumentar suas chances de que o clima em Recife colabore com as suas férias, prefira viajar entre setembro e março, que é a época com tempo mais firme. Por outro lado, evite visitar a capital de Pernambuco entre abril e agosto, que é o período de chuvas mais intensas.

o que fazer em Recife com chuva?
Visitar o Centro de Artesanato de Pernambuco é um dos passeios para fazer em Recife com chuva

O que fazer em Recife em 3 dias?

Deixarei a seguir uma sugestão de roteiro para fazer em Recife em 3 dias, à parte dos dias de ida e volta. Ou seja, nesta programação há um total de cinco dias, sendo que dois deles serão parcialmente dedicados à chegada e partida.

Se você pretende ir a Recife durante um feriado prolongado de 4 dias no total, dá para utilizar a mesma programação. Neste caso, apenas remova do itinerário a programação do dia que te parecer menos atraente.

Com mais tempo disponível dá para encaixar os passeios bate-volta até Porto de Galinhas e Ilha de Itamaracá na sua programação.

Por fim, vale lembrar que essa é apenas uma sugestão de roteiro em Recife, que basicamente é o que eu faria se tivesse esse tempo de viagem. Porém, sinta-se à vontade para fazer as adaptações que achar convenientes.

» Primeiro dia: Chegada, almoço no Mercado da Boa Vista e passeio de catamarã pelo Rio Capibaribe.

» Segundo dia: Forte das Cinco Pontas, Mercado de São José, Pátio de São Pedro e atrações de Recife Antigo.

» Terceiro dia: Oficina Cerâmica Francisco Brennand, Museu do Homem do Nordeste e Praia de Boa Viagem.

» Quarto dia: Bate-volta para Olinda.

» Quinto dia: Manhã livre para visitar algum ponto turístico de Recife que tenha faltado e regresso.

3 lugares para se hospedar em Recife

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Reef Hostel & Pousada é uma das opções mais bem cotadas da cidade.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, o Fity Hotel tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir em um cinco estrelas, vale conferir as suítes do Hotel Atlante Plaza.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Recife.

 

Avatar para Anônimo
Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

34 COMENTÁRIOS

  1. Olá Murilo
    Muito boas suas dicas. Irei a Recife no mês de abril de 2021. Estou no home office e quero conhecer a região. Espero que as feiras e mercados estejam abertos. Irei só. O tour de Recife e Olinda é melhor com guia?
    Abraços
    Obrigada
    Claudia

    • Oi Luana, tudo bem?

      Infelizmente a agência que eu conhecia que operava estes passeios bate-volta de Recife não está mais operando.

      De qualquer forma, há muitas outras na cidade e com preços bem parecidos!

      Abraço

  2. BOA NOITE, MURILO!
    GOSTARIA D FAZER O TOUR PELA CIDADE DE RECIFE ATRAVÉS DA JARDINEIRA. O PROBLEMA É QUE NÃO ENCONTRO O CONTATO DA EMPRESA. VC CONHECE O PASSEIO? A PREFEITURA REALIZA ESSE TIPO DE PASSEIO?

    • Oi Tania, tudo bem?

      Eu nunca tinha escutado sobre este passeio em Recife. Procurei rapidamente sobre ele e as informações são antigas, de 2016.
      Infelizmente Não sei te informar se ainda é realizado! =(

      Abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here