Onde ficar em Recife, a capital de Pernambuco: Entenda quais são os melhores bairros e praias para se hospedar, além de hospedagens com excelente custo-benefício.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Após uma rápida pesquisa na internet em poucos minutos eu já havia decidido onde ficar em Recife. Ou ao menos, já tinha definido em qual bairro me hospedaria na capital de Pernambuco.

No entanto, semanas depois quando comecei a organizar meu roteiro, percebi que a região mais bem comentada pela maioria dos viajantes talvez não fosse a mais conveniente para a minha programação. Pelo contrário, ficar na tal vizinhança me exigiria longos deslocamentos que poderiam ser evitados caso eu me hospedasse em outras áreas.

Decidi mudar. E, depois de ter passado uma semana na maior cidade pernambucana, fiquei contente por ter alterado o meu endereço para ficar em Recife.

De fato, o bairro em que fiquei hospedado pode não agradar todos os viajantes. Porém, neste texto, eu irei contar porque a região me conquistou, em quais outros bairros você pode se hospedar, e indicarei acomodações com excelente custo-benefício.

Dicas de onde ficar em Recife

» Melhores lugares para ficar em Recife
» Boa Viagem e Pina
» Recife Antigo
» Boa Vista
» Minha experiência
» Vale a pena ficar em Olinda?

# Melhores lugares para ficar em Recife

Realmente não há muitos bairros para ficar em Recife. A rede hoteleira da cidade se concentra em poucas regiões, e, pra falar a verdade, os principais hotéis ficam em uma única vizinhança.

No entanto, procurando mais atentamente dá pra expandir as possibilidades na hora de reservar uma hospedagem.

Para quem vai turistar pela cidade, as regiões mais recomendadas para se hospedar em Recife, são:

– Boa Viagem e Pina
– Recife Antigo
– Boa Vista


# Boa Viagem e Pina

A Praia de Boa Viagem e sua vizinha Pina são consideradas pela maioria dos viajantes o melhor pedaço para ficar em Recife. E há motivos para isso: não faltam bons hotéis de todas as categorias, bares e restaurantes estão por todos os lados e abertos durante o dia e a noite, e ficar perto do mar sempre rende uma experiência agradável.

Para valorizar ainda mais a região, o Aeroporto Internacional de Recife se encontra por estas bandas.

Porém, quando vi a distância de Boa Viagem para os principais pontos turísticos de Recife – dez quilômetros para o Recife Antigo, por exemplo – desisti da ideia de ficar por aqui. (Dica: caso decida que essa é a melhor região para você, prefira ficar no bairro Pina, que está ao lado de Boa Viagem, só que mais perto dos atrativos centrais!)

Além disso, vale lembrar que a principal praia de Recife não é a grande atração da cidade. Embora caminhadas na sua orla rendem um passeio descompromissado, o banho de mar é limitadíssimo por conta do risco de ataque de tubarões. E também, quando a maré está alta nem mesmo na faixa de areia dá pra ficar. Ou seja, curtir a praia não deve ser um motivo para que você se hospede por aqui.

Levantando ainda uma questão pessoal, achei que falta um ziriguidum por estas bandas. Sim, os benefícios já citados anteriormente são incontestáveis, mas definitivamente essa não é minha praia.

melhores bairros para ficar em Recife
Praia de Boa Viagem

Acomodações em Boa Viagem e Pina

O eixo Boa Viagem-Pina conta com uma ótima rede hoteleira. Além de acomodações novas e estreladas, a região oferece ainda albergues e pousadas de menor porte – fica ao gosto do viajante.

Para quem pretende se hospedar em albergue, o Hostel Recife Sol & Mar está instalado numa casona bem cuidada e é uma boa pedida para quem quer tranquilidade. O contra, no entanto, é que ele fica um tantinho afastado da praia.

Com melhor localização está o Piratas da Praia Hostel Experience, que ostenta ainda um ambiente alto astral, decoração descolada e dormitórios adequados. Note, porém, que não há café da manhã.

Quem prefere um hotel convencional, alguns com bom custo-benefício, são: Fity Hotel, HY Beach Flats e o Hotel Atlante Plaza. Este último, inclusive, trata-se de um cinco estrelas com preços acessíveis e de frente para o mar.

Não se importando em ficar longe da praia para encurtar a distância até Recife Antigo, vale conferir as suítes do Hotel Luzeiros Recife. Todas as acomodações são amplas e com decoração contemporânea. Além disso, o hotel fica praticamente ao lado do Shopping Rio Mar.

# Recife Antigo

Recife Antigo é o nome dado à parte histórica da capital pernambucana. Ou seja, é por aqui que estão os principais pontos turísticos da cidade. Visitar museus, centros culturais e outras atrações, sem precisar de táxi ou transporte público, será uma realidade.

É uma área bastante movimentada durante o dia. Pela noite, porém, o movimento diminui durante a semana e muitas pessoas alegam que se tem a sensação de insegurança por causa das ruas desertas. No entanto, aos finais de semana e em época de eventos e festivais sempre há gente na rua.

Outra vantagem de se hospedar por aqui é que Olinda estará mais perto – são apenas dez quilômetros desde Recife Antigo até a cidade vizinha.

A maior desvantagem é que praticamente não há hotéis na vizinhança. As poucas hospedagens disponíveis são hostels.

onde se hospedar em Recife
Praça do Marco Zero, em Recife Antigo

Acomodações no Recife Antigo

A dica para ficar em Recife Antigo é válida apenas para turma que gosta ou não se importa em ficar em albergue. Os dois lugares mais bem avaliados são o Recife Antigo Hostel e o Origem Hostel, que ficam pertinho da Praça do Marco Zero. Ambos têm dormitórios espaçosos, funcionários simpáticos e limpeza bem feita. A principal diferença? O Origem não serve café da manhã.

# Boa Vista

Nem Boa Viagem e nem Recife Antigo. O bairro que eu escolhi para ficar em Recife foi Boa Vista. Embora esteja numa área central, certos quarteirões de Boa Vista são bastante residenciais e preservam uma atmosfera bairrista apaixonante.

Ainda assim, dependendo do local em que você se hospedar, basta caminhar algumas quadras para chegar até zonas mais comerciais, como o Mercado da Boa Vista (prove o Arrumadinho de algum restaurante de lá!) ou ainda o Shopping Boa Vista.

Além da boa estrutura, a localização do bairro também é positiva, pois fica a menos de três quilômetros de Recife Antigo. E, quem fizer questão de conhecer a praia, basta se deslocar cinco quilômetros para outra direção que também se chega no Pina.

Para os festeiros de plantão, a região conta ainda com muitos bares e baladas. Aliás, algumas ruas lembram a tradicional Rua Augusta, de São Paulo, onde beber na calçada é praticamente a regra.

Acomodações em Boa Vista

O local onde eu fiquei em Recife, e que por sinal, ficaria outras vezes, é o Reef Hostel & Pousada. Além de dormitórios compartilhados, o Reef oferece quartos privativos bastante econômicos. Espere encontrar um ambiente sem muitas firulas, funcionários pra lá de simpáticos e limpeza nos trinques. (Mais detalhes no tópico abaixo, “Minha experiência”)

Para se hospedar com mais charme, porém, sem gastar uma fortuna, a Pousada Lorde Inglês é uma das melhores acomodações da redondeza. Possui suítes espaçosas, arejadas e bem decoradas, área comum organizada e café da manhã caprichado. Sem dúvida é um ótimo lugar para ficar em Recife.

# Minha experiência: Reef Hostel & Pousada

Minha hospedagem em Recife foi no Reef Hostel & Pousada, que fica numa ótima área do bairro Boa Vista. E, sem dúvida, é um lugar que eu ficaria outras vezes.

Pra começar, os funcionários são bem atenciosos, educados e conseguem ajudar os viajantes com dúvidas sobre a cidade.

A limpeza, tanto dos banheiros, área comum e dormitórios, em nenhum momento deixou a desejar.

Por falar em banheiros, eles são no estilo de casa e fora dos dormitórios, separados em masculino e feminino. Nem todos possuem água quente, mas caso você faça questão, basta procurar algum que tenha chuveiro elétrico. Neste caso, para tomar um banho aquecido é comum ter que esperar alguns minutinho pois é o banheiro mais concorrido.

Já os dormitórios são espaçosos, com tomada ao lado da cama e colchão confortável. Por outro lado, a noite de sono seria ainda melhor com um travesseiro que não fosse tão fino.

A área comum está sempre organizada e há sala de estar com TV, cozinha compartilhada pequena e um terraço pra lá de agradável.

O café da manhã é simples, porém, bem feito e suficiente para aguentar até a hora do almoço, ou para garantir a energia necessária para subir os lances de escada que há no albergue. Há pão de forma, bolachas, ovos mexidos, café, suco, iogurte e achocolatado.

No balanço geral, conquista pelo conjunto bem orquestrado e pelo bom desempenho em aspectos relevantes, como localização, limpeza, atendimento e dormitórios confortáveis.

hospedagem em Recife
Sala de estar do Reef Hostel

>>> Veja fotos, avaliações e preços do Reef Hostel

# Vale a pena ficar em Olinda?

Muitos viajantes que vão ficar em Recife certamente pensam se irão precisar se hospedar também em Olinda. E, a reposta, é que depende.

De um modo geral, não há necessidade. As principais atrações da cidade são perfeitamente visitáveis num dia inteiro de andanças por aqueles lados.

Além disso, Olinda está a apenas dez quilômetros de Recife Antigo, e em menos de quarenta minutos dá pra chegar lá utilizando o transporte público. Se preferir, uma corrida de Uber também não sairá caro. Portanto, para conhecer a cidade durante o dia é possível fazer um bate-volta sem complicações.

Porém, Olinda ganha outros ares durante a noite – principalmente aos finais de semana. Aproveitar os barzinhos da cidade-histórica é um programa tão bacana quanto conhecer sua história durante o dia. E, neste caso, quem se hospeda em Olinda consegue curtir sem a preocupação da volta. No meu caso, se eu tivesse passado uma noite lá teria ido embora ainda mais contente!

Outra situação em que se hospedar em Olinda é um bom negócio é durante o carnaval.

lugares para se hospedar em Recife
Prévias de Carnaval em Olinda – acredite se quiser – em SETEMBRO!!!

Acomodações em Olinda

Caso seu roteiro de viagem contemple estadia em Olinda, segue abaixo algumas dicas de hospedagem. Lembrando ainda que a melhor região para se hospedar em Olinda é pelos arredores do seu centro-histórico, que é onde estão seus principais pontos turísticos, bares e restaurantes.

O Hostel da 13 é um dos albergues mais famosinhos e conquista os viajantes com sua piscina – que é uma baita ajuda para encarar os dia mais quentes. Além dos dormitórios, o hostel dispõem de suítes privativas com ótimos preços. É aquele tipo de lugar para se sentir em casa mesmo quando estamos viajando.

Com o astral lá em cima, outro que já tem nome na cidade e também ostenta uma boa reputação é o Mameluco Hostel.

Com jeito de hotel-fazenda numa escala reduzida, o Hotel 7 Colinas é o grande queridinho da cidade. Além de jardins bem cuidados, piscina enorme e suítes super aconchegantes, a decoração colonial do hotel é a cara de Olinda. Uma escolha certeira, principalmente, para casais que gostariam de um espaço com certo romantismo.

Um pouco afastado do burburinho central e ideal para quem quer tranquilidade, o Eco Olinda B&B oferece ambiente intimista e com decoração de encher os olhos – até parece aquela casinha que saiu de um conto de fadas. E o melhor de tudo: as tarifas são bem camaradas e o café da manhã é daqueles que deixa saudades.

+ Dicas de onde ficar em Recife

» Lembre-se: na alta temporada – de dezembro até o carnaval – os preços das hospedagens sobem em todo o litoral do Brasil. Para ficar em Recife sem precisar gastar uma fortuna, reserve a sua acomodação logo que souber as datas da sua viagem.

» Além disso, antes de garantir o seu quarto vale ficar de olho nas ofertas do site Booking.com. Muitas vezes dá pra encontrar hotéis em Recife com até 40% de desconto.

» Verifique também quais as formas de pagamento utilizadas na hospedagem, se o café da manhã está incluído no valor da diária, e se há estacionamento disponível (caso você precise!). Tudo isso pode gerar chateações durante a sua estadia caso você não se informe antecipadamente.

» Se preferir, clique aqui e encontre outros lugares para ficar em Recife.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here