Quanto custa viajar para Santiago, no Chile: Preços de passagem aérea, seguro viagem, alimentação, passeios, atrações turísticas, transporte e outros gastos.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

O assunto é praticamente unanimidade entre os brasileiros: “a capital do Chile é um destino caro!”, dizem os viajantes que vão passar as férias por estas bandas do nosso continente. Porém, apenas essa informação é muito superficial. Afinal, em valores ($$$), quanto custa viajar para Santiago?

Por conta deste quase terrorismo pré-estabelecido sobre a os preços em Santiago, me preparei financeiramente – e psicologicamente – para os gastos que teria durante a minha viagem. Além disso, pesquisar como economizar na maior cidade chilena foi uma prioridade no planejamento da minha trip.

O resultado? Quando cheguei a Santiago entendi logo de cara que, de fato, este lugar está longe de ser o mais econômico da América do Sul – principalmente quando se trata de alimentação. Por outro lado, com o passar dos dias me dei conta que como toda boa grande cidade, a capital do Chile também guarda seus segredos para quem quer fazer uma bela viagem sem ir à falência.

E, para que você consiga se planejar adequadamente, neste post eu contarei quais os gastos mais comuns dos viajantes, para que você consiga calcular quanto custa viajar para Santiago levando em conta o seu perfil e o seu próprio roteiro.

# Passagem área

Há alguns anos promoções de passagens área para Santiago pipocavam nas redes sociais a todo instante. Hoje em dia, infelizmente, os tempos são outros – e voar para a capital já não é mais uma pechincha.

Saindo de São Paulo, os voos mais baratos que encontrei para Santiago (ida e volta) estão na faixa de R$ 1.200,00, comprando a passagem com três meses de antecedência. Se você vai voar de outra cidade, possivelmente precisará investir um pouco mais que isso.

Para tentar algum achado, comece a pesquisar sua passagem com antecedência e cadastre-se para receber alertas de promoções em sites como Melhores Destinos.

preço de passagem aérea para Santiago
Voos para setembro/2019

# Seguro viagem

Seja para uma viagem ao Chile ou para qualquer outro destino internacional, eu não recomendo que ninguém saia de casa antes de contratar um bom seguro viagem. Além deste tipo de auxilio poder literalmente salvar a sua vida e ajudar em diversos inconvenientes menos graves, o investimento num seguro viagem pode custar menos do que você imagina.

Na Seguros Promo, um buscador que cota os planos de diversas seguradoras, dá pra encontrar ótimos seguros que saem por menos de R$ 13,00 por dia. Ou seja, para uma viagem de sete dias você investirá cerca de R$ 91,00.

E, ao contratar seu seguro com a Seguros Promo você pode gastar ainda menos. Pagando no boleto bancário você ganha 5% de desconto, e utilizando o cupom VOLTOLOGO5 são mais 5% a menos. Uma economia de 10% que não faz mal a ninguém.

Leia também: Seguro viagem para o Chile | Dicas indispensáveis

# Hospedagem

Com uma rede hoteleira diversificada, dá pra se hospedar em Santiago gastando muito pouco, ou ostentando regalias em hotéis cinco estrelas.

Para a turma que fica em albergues, a média das diárias em quartos compartilhados giram entre R$ 60,00 e R$ 75,00, já com café da manhã incluído. Um achado? O Hostal Providencia, onde me hospedei por quase uma semana e certamente ficaria outras vezes, frequentemente oferece preços especiais por menos de R$ 55,00/ dia para quem pretende ficar em dormitórios. (E o café da manhã dos hostel é excelente)

Para quem não abre mão de privacidade mas nem por isso quer gastar uma fortuna, dá pra encontrar hotéis estilo pousadinha ou apartamentos que cobram entre R$ 200,00 e R$ 280,00 na diária. É o caso do Rukaza Lastarria Apartments e do Travesia Bed and Breakfast.

Investindo entre R$ 300,00 e R$ 400,00 por dia na diária de um hotel, já dá pra pensar em alguns dos três ou quatro estrelas mais famosos da cidade, como o Hotel Loreto no bairro Bellavista, e o Hotel Diego de Almagro Providencia no bairro Providencia.

A dica para encontrar hospedagens com preços especiais é ficar de olho nas ofertas do Booking.com. Onde normalmente há ótimas acomodações com até 40% de desconto.

Impostos sobre Hospedagem

Outra dica para economizar com o seu hotel em Santiago é conseguir a isenção dos impostos que não costumam estar incluídos no valor da estadia. Em sites como o Booking.com, você notará que abaixo do preço referente à diária há uma indicação sobre uma taxa que ainda será acrescentada. Ou, constará uma mensagem informando que os impostos e taxas podem variar.

Trata-se do ISS que tem um peso de 19%. Estrangeiros conseguem isenção deste imposto pagando a estadia no cartão de crédito ou dólares americanos, e apresentando RG/Passaporte junto com o cartão de migração que recebe na hora que chega ao Chile (e que precisa ser devolvido quando você sair do território chileno).

Em três dos quatro hotéis que fiquei hospedado no Chile consegui essa isenção sem o menor problema. Apenas em um deles precisei pagar o imposto, pois o local só aceitava pesos chilenos como forma de pagamento. No entanto, eu já sabia desta condição no momento em que fiz minha reserva.

preço de hotel em Santiago
Hostal Providencia

Leia também: 10 hotéis baratos em Santiago, no Chile

# Alimentação

A grande sacada para economizar numa viagem a Santiago é encontrar lugares baratos para comer, já que alimentação costuma levar boa parte do orçamento do viajante que está passeando pela cidade.

Eu sei, nem sempre é fácil encontrar estes lugares. Além disso, nem todo mundo abre mão de boas refeições em lugares bacaninhas durante as férias. Mas vai do orçamento de cada um.

Pra quem quer economizar com alimentação em Santiago, o que eu fiz foi combinar uma refeição grande por dia – tipo um almoço num PF – com lanches e empanadas nos outros horários. Fazendo isso, gastei em média CLP 7.000,00 (R$ 40,00)/dia com alimentação.

Procurando com atenção dá pra encontrar restaurantes simples que servem menus do dia na hora do almoço (entrada + prato principal e às vezes sobremesa) por CLP 4.000,00 (R$ 23,50). Tenha em mente, porém, que o mais comum é dar de cara com estabelecimentos oferecendo seus menus por algo entre CLP 5.000,00 (R$ 29,40) e CLP 8.000,00 (R$ 47,00).

Para enganar o estômago, espere pagar CLP 1.200 (R$ 7,00) numa empanada, CLP 2.200,00 (R$ 13,00) por dois completos (cachorro quente típico do Chile) com bebida, CLP 3.500,00 (R$ 21,00) num lanche com carne.

Para bons drinks no final do dia, uma cerveja litrão sai por CLP 3.000,00 (R$ 17,65) e é comum encontrar horas felizes onde dois coquetéis custam CLP 6.000,00 (R$ 35,30).

Para aquelas referências clássicas para ter uma base comparativa em qualquer canto do mundo, uma garrafinha de água de 600 ml custa em média CLP 750,00 (R$ 4,40), e um combo do dia em oferta no McDonald’s CLP 3.300,00 (R$ 20,00).

Na outra ponta, quem pretende fazer refeições em restaurantes mais arrumadinhos e pedir pratos a la carte, gastará algo entre CLP 12.000,00 (R$ 70,00) e CLP 20.000,00 (R$ 120,00) por refeição. 

preço de comida em Santiago
Chacarero, lanche típico do Chile que custa entre CLP 3.500,00 e CLP 5.000,00

Leia também: 10 lugares baratos para comer em Santiago

# Passeios e atrações turísticas

Embora a capital chilena ofereça algumas atrações gratuitas, como parques e museus, na hora de calcular quanto custa viajar para Santiago é preciso ter em mente quais passeios pagos você vai querer incluir no seu roteiro de viagem.

Confira a seguir os preços dos principais passeios e entrada em pontos turísticos:

 » Lugares com entrada gratuita: Museo de la Memoria y los Derechos Humanos, Museo de Bellas Artes, Centro Cultural la Moneda, Cerro Santa Lucia, Free Walking Tour, Parque Araucano e Parque Bicentenário.

» SKY Costanera: CLP 15.000,00 (R$ 89,00)

preço dos passeios e, Santiago
Mirante do SKY Costanera

» La Chascona (Casa do Pablo Neruda): CLP 7.000,00 (R$ 41,00)

» Museo Chileno de Arte Precolombino: CLP 7.000,00 (R$ 41,00)

» Cerro na Cristóbal (Funicular + Teleférico): CLP 6.000,00 (R$ 35,00) (essa e a combinação mais cara que pode acontecer, pois há diferentes preços que variam de acordo com o dia da semana!)

gastos em Santiago
Vista do Cerro na Cristóbal

» Tour tradicional em vinícola: CLP 15.000,00 (R$ 89,00)

» Tour premium em vinícola: CLP 25.000,00 (R$ 147,00)

» Passeio bate-volta para Cajon del Maipo: CLP 35.000,00 (R$ 206,00)

» Passeio bate-volta para Cajon del Maipo com Termas de Colina: CLP 60.000,00 (R$ 353,00)

» Passeio bate-volta para Viña del Mar e Valparaíso: CLP 35.000,00 (R$ 206,00)

» Entrada no centro de esqui Valle Nevado: Digamos que a brincadeira começa em CLP 53.000,00 (R$ 310,00), que é o valor da entrada para adulto. Mas essa é a entrada mais básica, e há muitas outras coisas que você precisará providenciar, como transporte, e outros tipos de entrada que incluem mais benefícios.

Para entender exatamente como funciona a dinâmica do Valle Nevado, recomendo que leia o texto “Guia Valle Nevado”, no blog Matraqueando.

Leia também: 15 dicas do que fazer em Santiago, no Chile (Roteiro)

# Outros gastos e preços em Santiago

Não se esqueça de incluir na sua conta de quanto custa viajar para Santiago outras despesas, como transporte público, táxi e possíveis compras (vinho!).

Para ir do Aeroporto Internacional Comodoro Arturo Merino Benítez até a região central de Santiago se gasta CLP 2.000,00 (R$ 12,00) com os ônibus da Turbus e Centropuerto, ou cerca de CLP 15.000,00 (CLP 88,00) numa corrida de Uber

A passagem do metrô varia de acordo com o horário que você for utilizá-lo, mas fica entre CLP 670,00 e CLP 800,00 (entre R$ 3,95 e R$ 4,70). Além disso, é necessário adquirir um cartão recarregável para pagar as passagens, e esse cartão custa aproximadamente R$ 10,00.

Para quem não dispensa um bom vinho, há ótimos rótulos que custam entre CLP 10.000,00 e CLP 15.000,00 (entre R$ 59,00 e R$ 88,00).

preço do transporte em Santiago
Trânsito em Santiago

# Câmbio e dinheiro em Santiago

Além de quanto custa viajar para Santiago, outra dúvida comum entre os turistas é sobre qual moeda levar para a capital chilena. E, a verdade, é que isso vai depender da época da sua viagem – principalmente com toda essa variação do dólar que estamos tendo.

O adequado é fazer as contas de conversão utilizando as cotações atuais dos meses próximos das sua férias.

Em todo caso, tanto dólar como real são facilmente trocados nas casas de câmbio da cidade. Para isso, basta ir até a Rua Augustinas, no centro, mais ou menos na altura do Palácio de la Moneda, que você encontrará diversas casas de câmbio uma ao lado da outra.

Eu levei real e também um pouco de dólar para pagar a hospedagem, já que pagando a acomodação com a moeda americana eu me isentei do imposto, conforme expliquei anteriormente.

Na época da minha viagem, trocar real por dólar e depois para peso chileno, ou trocar real diretamente por peso chileno, teria o mesmo efeito financeiramente falando.

Comprar pesos chilenos no Brasil não costuma ser vantajoso. Se precisar de pesos para as primeiras despesas, troque o mínimo possível no aeroporto quando chegar a Santiago. Mas só troque o que for realmente precisar, pois a cotação da casa de câmbio do aeroporto é horrível.

Cartão de crédito, de um modo geral, é bem aceito.

Caso opte por levar dólar prefira notas de US$ 50,00 e US$ 100,00. Não sei qual a razão, mas algumas casas de câmbio que fui para trocar meus poucos dólares que sobraram do que levei para hospedagem, pagavam uma cotação inferior para cédulas de US$ 20,00 e US$ 10,00. A única que encontrei que pagava o mesmo valor, independente da cédula, foi a Money Global Cambio.

Durante a minha viagem a Santiago, que foi em abril de 2019, a cotação que encontrei foi R$ 1,00 = 170 pesos chilenos.

*** CLP é o símbolo que representa o peso chileno. Todos os valores que foram apresentados em R$ neste texto, foram convertidos com a cotação de R$ 1,00 = CLP 170,00.

# Afinal, Santiago é caro?

Comparando com outras capitais sul-americanas, como La Paz, Bogotá, Quito e Lima, Santiago é tremendamente mais caro.

Se levarmos em consideração Montevidéu, pode-se dizer que os gastos nas duas cidades são muito parecidos.

Outra queridinha dos brasileiros, Buenos Aires, atualmente está ligeiramente mais barata do que Santiago.

Já em comparação com a média de preços das grandes cidades brasileiras, Santiago também tem custos mais altos na maioria dos itens que os viajantes precisam.

Ainda assim, planejando com cuidado e abrindo mão de certas comodidades, é perfeitamente possível viajar para Santiago sem estourar o limite do cartão de crédito.

No entanto, se seu orçamento está apertado e você quer aproveitar certos prazeres que não costuma ter no dia a dia – como comer em bons restaurantes – talvez seja mais conveniente escolher um destino mais em conta e deixar a capital chilena para uma próxima oportunidade.

3 lugares para se hospedar em Santiago

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Hostal Providencia foi onde eu me hospedei e recomendo de olhos fechados.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, o De Blasis B&B tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, o quatro estrelas Hotel Diego de Almagro Providencia é um dos queridinhos entre os brasileiros.

» Se preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em Santiago.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

2 COMENTÁRIOS

  1. Adorei seu esse seu artigo, realmente é um dos melhores blog que estou visitando. Suas postagens são excelente! Parabéns!

    Já até salvei em meus favoritos ❤️..

  2. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here