10 hostels em Buenos Aires, na Argentina. Descubra quais são os albergues mais concorridos e com melhor reputação na capital argentina. Para todos os gostos, bolsos e nos principais bairros da cidade: Centro, San Telmo, Recoleta e Palermo.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Escolher um hostel em Buenos Aires pode ser mais difícil do que você imagina. Porém, a dificuldade é por um bom motivo: não faltam bons albergues na capital argentina. E o melhor é que eles estão distribuídos nos principais bairros da cidade, e há para todos os gostos e bolsos.

Infelizmente eu só descobri isso na minha segunda viagem. Durante minha primeira estadia, embora tenha ficado na excelente Recoleta, minha acomodação deixou muito a desejar. Disposto a não cometer o mesmo erro, quando fui pela segunda vez a Buenos Aires passei um bom tempo analisando as vantagens e desvantagens de cada hostel.

Depois de considerar quais eram os planos para a minha viagem, optei por uma hospedagem na região central. Não me arrependi, mas confesso que bateu uma tristeza por não poder ficar ao menos uma noite nas dezenas de hostels bacanas que encontrei nas minhas pesquisas.

E é exatamente isto que quero compartilhar contigo neste post: hostels que me parecem ser uma ótima acomodação para os seus dias em Buenos Aires.

Leia também: Onde ficar em Buenos Aires | Melhores bairros

# Quanto custa uma diária nos hostels de Buenos Aires?

O preço das diárias em um quarto compartilhado varia entre R$ 30,00 e R$ 70,00. Já quem for ficar em um quarto privado para duas pessoas, espere gastar entre R$ 120,00 e R$ 200,00.

A variação no preço entre a opção mais barata e a mais cara se dá por três motivos: em qual bairro o hostel está localizado, como é sua estrutura, e se ele inclui café da manhã. Na média, as diárias ficam em R$ 45,00 e R$ 150,00 – para dormitório e quarto privado, respectivamente.

E por falar em café da manhã, é sempre bom lembrar que a primeira refeição do dia em um albergue é bem diferente da de um hotel convencional. Normalmente é algo simples: pão de forma, bolachas, manteiga, geleia, leite e café. Se encontrar bolo, cereais, frutas e suco, se considere uma pessoa de sorte.

Não menos importante, não se esqueça de verificar se seu albergue aceita cartão de crédito como forma de pagamento, e de levar adaptador de tomada. Nenhum dos modelos brasileiros é compatível com o padrão de tomada argentina.

Leia também: 10 hotéis baratos em Buenos Aires

# Hostels no Centro de Buenos Aires

A região central de Buenos Aires é um dos lugares com maior concentração de hostels na cidade. É lá, inclusive, que estão alguns dos mais procurados pelos brasileiros.

Embora não seja unanimidade entre os turistas, ficar no centro da capital argentina é conveniente para quem quer estar próximo das principais atrações turísticas, e de quebra encontrar acomodações mais em conta.

As principais desvantagens, na opinião de muitos, é o barulho e trânsito durante o dia, e o fato de algumas ruas ficarem desertas à noite.

1- Suites Florida

Localizado na rua de comércio mais popular de Buenos Aires, o Suites Florida é um velho conhecido dos brasileiros. Inclusive, não é nenhum exagero dizer que o português é a língua oficial dentro hostel. Apesar de ter alguns probleminhas, faz a linha bom custo-benefício e é uma boa para quem curte interagir com outros hóspedes.

Possui dormitórios organizados com banheiro espaçoso dentro do próprio quarto, área comum bacaninha e um bar no subsolo.

A maioria dos funcionários – ao menos os que conheci enquanto estive lá – não faziam questão de serem simpáticos ou prestativos. Outro contra é que a cozinha compartilhada é minúscula se comparado a quantidade de viajantes que o albergue acomoda, Mas, de um modo geral, minha estadia foi satisfatória.

>>> Nota geral no Booking: 7,8 – baseada em 2295 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do Suites Florida

2- Milhouse Hostel Avenue

Localizado na importante Avenida de Mayo, o Milhouse Hostel Avenue é outro albergue bastante concorrido no centro de Buenos Aires.

Famoso pelo seu astral animado, a localização privilegiada e os funcionários gentis são outros destaques do albergue.

>>> Nota geral no Booking: 8,5 – baseada em 1537 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do Milhouse Hostel Avenue

3- Hostel Estoril

A última dica de hostel no centro de Buenos Aires é o Hostel Estoril, que está praticamente ao lado da estação de metrô Sáenz Peña. É uma boa pedida para quem gosta de ficar em albergues mais intimistas.

Os quartos são aconchegantes e a área comum organizada. Além de uma sala com decoração bacaninha, há um terraço espaçoso e uma cozinha bem equipada.

Os funcionários também cumprem o seu papel e são sempre elogiados por quem já se hospedou lá.

>>> Nota geral no Booking: 8,5 – baseada em 547 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do Hostel Estoril

# Hostels em San Telmo

Com seus casarões antigos e astral nostálgico, San Telmo é um bairro vizinho ao centro e conta basicamente com as mesmas vantagens e desvantagens já citadas anteriormente. Aqui, no entanto, dependendo da localização do seu hostel as estações de metrô podem estar mais distantes do que as acomodações do centro. Mas dificilmente a caminhada passa e quinze minutos.

O bairro conta com boas opções de bares, cafeterias e restaurantes.

4- America Del Sur Hostel Buenos Aires

Localizado a três quadras das estações de metrô Independencia e Belgrano, este é o hostel mais bem avaliado de San Telmo.

Possui ambiente moderno, quartos confortáveis e funcionários que fazem questão de ajudar os viajantes.

A única queixa que observei nos sites de avaliação é sobre o espaço do box do banheiro ser apertado. Porém, segundo os próprios turistas que avaliaram, é um detalhe pouco relevante perto de todas as outras qualidades do albergue. Sem dúvida um excelente hostel em Buenos Aires.

>>> Nota geral no Booking: 8,7 – baseada em 1047 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do America Del Sur Hostel

5- Circus Hotel & Hostel

O Circus Hotel & Hostel é outro opção bem cotada em San Telmo e que dificilmente decepciona os viajantes. Possui decoração discreta e de bom gosto, além de uma piscina conveniente para o pesado verão portenho.

 Os dormitórios não deixam a desejar e proporcionam o conforto necessário para recarregar as energias depois de um dia de andanças pela a capital da Argentina.

>>> Nota geral no Booking: 8,4 – baseada em 1073 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do Circus Hotel & Hostel

# Hostels na Recoleta

Quem faz questão de se hospedar em um bairro elegante, e que ainda conta com uma localização privilegiada, certamente ficará contente com o que a Recoleta tem a oferecer. Este é o bairro queridinho de Buenos Aires, aquele que costuma agradar a maioria dos viajantes.

Obviamente que para desfrutar de tal charme você precisará gastar um pouco mais na diária da sua hospedagem. Mas trata-se de um investimento oportuno do qual os turistas raramente se arrependem,

Como a oferta de hostel não é tão generosa nesta região, o ideal é reservar o quanto antes.

Leia também: 10 hotéis que valem a pena na Recoleta

6- Benita Hostel

O acolhedor Benita Hostel é um dos albergues com melhor reputação da Recoleta. Além da organização, a limpeza e a atenção dos funcionários são outros aspectos muito elogiados.

Destaque ainda para sua localização estratégica a poucas quadras da estação de metrô Aguero. Sem dúvida um dos melhores hostels de Buenos Aires.

>>> Nota geral no Booking: 9,2 – baseada em 124 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do Benita Hostel

7- Reina Madre Hostel

Fazendo a linha bom custo-benefício, quem se destaca no bairro mais charmoso de Buenos Aires é o Reina Madre.

Os ambientes são simples, porém, nenhum deles deixa a desejar. Além do que o hostel possui um terraço bastante descontraído e ideal para fazer novas amizades. Uma boa alternativa para quem quer ficar na Recoleta sem precisar gastar muito. 

>>> Nota geral no Booking: 8,6 – baseada em 365 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do Reina Madre Hostel

8- Malala Hostel

Situado na tradicional Avenida Santa Fé, por onde passa a linha verde do metrô, o Malala tem como trunfos sua localização inquestionável, dormitórios espaçosos e funcionários simpáticos.

Além disso, a área comum é espaçosa e possui decoração moderninha sem exageros.

>>> Nota geral no Booking: 9,2 – baseada em 271 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do Malala Hostel

# Hostels em Palermo

Para muitos este é o melhor bairro para se hospedar em Buenos Aires, até mesmo do que a clássica Recoleta. Point dos mais descolados, Palermo conta com acomodações moderninhas, e, para mim, é a região mais afortunada quando se trata de bares, restaurantes e baladas.

Já a localização não é tão estratégica quanto os outros bairros. Apesar de ser vizinha da Recoleta, está mais distante do Centro, La Boca, San Telmo e Puerto Madero. Dependendo ainda da sua hospedagem, a estação de metrô mais próxima pode estar a uns vinte minutos de caminhada.

Também vale lembrar que o burburinho é pelos arredores da Plaza Serrano, região conhecida como Palermo Soho.

9- Caravan BA | Hostel Boutique

Possivelmente um dos hostels mais caros de Buenos Aires, mas que, segundo os viajantes que já ficaram aí, o investimento vale cada centavo. Não à toa possui uma nota de avaliação altíssima: incríveis 9,8.

Sendo assim, melhor do que eu ficar escrevendo sobre suas virtudes, é você conferir as fotos, avaliações e preços do Caravan.

>>> Nota geral no Booking: 9,8 – baseada em 295 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do Caravan BA | Hostel Boutique

10- 70 30 Hostel

Se o orçamento não está tão generoso a ponto de ficar no Caravan, outra boa escolha para se hospedar em Palermo é o 70 30 Hostel.

Além de econômico, a localização é bastante estratégica e a estrutura não deixa a desejar.

O inconveniente que pode desagradar alguns viajantes, no entanto, é que os dormitórios possuem beliches tripla (ou seriam treliches?!).  

>>> Nota geral no Booking: 8,1 – baseada em 1267 avaliações.

>>> Veja fotos, avaliações e preços do 70 30 Hostel

*** Os preços e notas de avaliações apresentadas foram consultadas em Janeiro/2018


Ficou com alguma dúvida ou tem outras dicas de hostels em Buenos Aires?

Me conta aí nos comentários! 🙂

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here