O que fazer em São Paulo: Descubra quais são as melhores atrações, passeios, pontos turísticos, museus, parques e outros lugares para visitar em SP.
Salve esta imagem no seu Pinterest!!!

Seria muito atrevimento de minha parte querer reunir num único texto tudo o que há para fazer em São Paulo. Afinal, na mesma proporção de trânsito, caos e edifícios, a cidade também oferece milhares de lugares bacanas para visitar.

Embora seu espírito não seja uma unanimidade entre moradores e forasteiros, a verdade é que em poucos destinos do mundo você terá tanta coisa para fazer quanto em São Paulo.

Ainda assim, atenção: para conseguir aproveitar ao máximo os seus dias, é necessário se organizar minimamente.

Além de pesquisar de antemão quais pontos turísticos tem mais chance de te agradar, é importantíssimo que você pense na logística da sua programação. Isso porque, sair zanzando sem rumo ao melhor estilo deixa a vida me levar, não é um bom plano para conhecer São Paulo.

E, para que você consiga se planejar de forma adequada, além de te contar quais são os melhores passeios para fazer em São Paulo, neste texto eu recomendarei um itinerário de três dias para quem nunca esteve na cidade.

Leia também: Onde ficar em São Paulo | Melhores bairros e hotéis

# Dicas do que fazer em São Paulo

De início, as dicas do que fazer em São Paulo que você encontrará neste texto estão separadas por categorias.

No entanto, não precisa se preocupar, afinal, no fim do post você também encontrará um roteiro com informações sobre o que visitar em São Paulo em 3 dias. Esse itinerário já terá levado em conta as regiões mais turísticas da cidade, e o que você pode conhecer em cada uma delas.

Além disso, tenha em mente que essas dicas contemplam apenas os principais eixos turísticos de São Paulo – que acaba sendo as vizinhanças de maior interesse para àqueles que estão pela primeira vez na capital paulista.

Se acaso você sentir falta de algum programa muito legal que não foi indicado, por favor, deixe um comentário com a sua dica no final do post. Afinal, tenho certeza que ela poderá ajudar outros viajantes.

1- Visitar museus e centros culturais
2- Fugir para parques
3- Ver a cidade do alto
4- Conhecer a tal da Avenida Paulista
5- Fazer compras
6- Ir a mercados e feiras
7- Se surpreender com os Sescs
8- Fazer tours guiados
9- Tomar café e comprar bons livros
10- Esticar o passeio até outros destinos

o que fazer em SP - dicas
Vão do MASP, na Avenida Paulista

» Clique aqui para encontrar hotéis com até 40% de desconto em São Paulo

1- Visitar museus e centros culturais

Acredite: dá para passar dois dias inteirinhos apenas visitando os principais museus em São Paulo e ainda deixar vários deles de fora da programação. Apenas atente-se para não visitá-los numa segunda-feira, afinal, no primeiro dia útil da semana a maior parte dos espaços culturais estão fechados.

As duas vizinhanças com maior número de museus e centros culturais são o centro e a Avenida Paulista. No entanto, há outros tantos espalhados pelos quatro cantos da cidade.

Além do inconfundível MASP, a Avenida Paulista também é o endereço do Instituto Moreira Sales, Centro Cultural Fiesp, Centro Cultural Itaú, Casa das Rosas e Japan House. Não exatamente na Paulista, mas perto dela, você também encontrará o Centro Cultural São Paulo.

Na área central estão o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Caixa Cultural, Pinacoteca, Memorial da Resistência e o Catavento Cultural. Este último, inclusive, é uma ótima dica do que fazer em São Paulo com criança.

No Parque do Ibirapuera estão dois dos meus museus favoritos da cidade: o Museu Afro Brasil e o Museu de Arte Contemporânea (MAC). Além destes, o parque também é a casa do Museu de Arte Moderna (MAM).

Mais afastados do burburinho turístico, porém, igualmente merecedores da sua visita, considere incluir no seu roteiro o Museu do Futebol (no Estádio do Pacaembu), o Museu da Imagem e do Som (no Jardim Europa), o Museu da Imigração do Estado de São Paulo (na Mooca) e o Instituto Tomie Ohtake (em Pinheiros).

Por fim, não se esqueça de que é pouco provável que você consiga visitar todos estes museus numa única viagem. Portanto, selecione àqueles que te parecem mais bacanas e que estão com exposições que lhe interesse.

passeios em São Paulo
Museu da Imigração do Estado de São Paulo

2- Fugir para parques

Se você gosta de parques, boa notícia para a sua lista do que fazer em São Paulo: há muitas áreas verdes que você pode incluir na sua programação.

Como não poderia deixar de ser, o famoso Parque Ibirapuera é um dos pontos turísticos mais visitados pelos viajantes. Porém, saiba que há outras opções na cidade. Inclusive, já até escrevi um texto sobre os melhores parques em São Paulo.

Na Avenida Paulista e em frente ao MASP, o Parque Trianon é um verdadeiro refúgio bem ao lado da avenida mais movimentada de Sampa.

No entanto, se você realmente quer um local com poucas pessoas – principalmente durante a semana – considere visitar o Jardim Botânico de São Paulo ou o Parque Villa Lobos. Apesar de estarem longe dos holofotes turísticos, garantem ótimos passeios em contato com a natureza.

Se acaso estiver próximo aos bairros da Aclimação ou Barra Funda, considere conhecer o Parque da Aclimação e o Parque da Água Branca, respectivamente.

o que fazer em sp
Parque Ibirapuera

3- Ver a cidade do alto

Um ótimo passeio para fazer em São Paulo é ir a um mirante. Afinal, é somente do alto que conseguimos ter a real dimensão do tamanho de Sampa.

Os mirantes do Edifício Itália e do Farol Santander estão no centro de São Paulo e oferecem vistas semelhantes. Portanto, recomendo escolher apenas um deles para o seu roteiro.

Para mim, considero o Farol Santander mais vantajoso porque além de ir o mirante, o ingresso permite visitar as exposições e áreas culturais do prédio.

Também no centro, outros dois edifícios icônicos de São Paulo e que oferecem um terraço com vista panorâmica é o Edifício Copan e o Edifício Martinelli. E o melhor: em ambos a visita é gratuita.

Por outro lado, dois inconvenientes é que o horário de visita no Copan é bastante limitado, e é típico do Martinelli suspender as visitas sem aviso prévio.

Na Avenida Paulista, a vista do Sesc Paulista é a mais famosa e não custa nada – apenas algumas horas de fila se acaso você for aos finais de semana.

Outro lugar com cenário bacana e que você não precisa desembolsar nenhum centavo é no terraço do Museu de Arte Contemporânea (MAC) – que tem uma das vistas para o Ibirapuera.

Para ver o pôr do sol o melhor lugar é a… Praça do Pôr do Sol. Localizada no bairro Alto de Pinheiros, trata-se de uma grande praça com um enorme gramado e sem nenhuma estrutura. Ainda assim, pode apostar que haverá centenas de pessoas aguardando mais uma despedida do astro rei.

Se quiser unir o passeio ao mirante com bons drinques e comilança de primeira, considere ir aos elegantes Terraço Itália (no Edifício Itália) ou no Skye Bar (no Hotel Unique). Para ambos, prepare o bolso.

o que fazer em São Paulo hoje
Vista do Museu de Arte Contemporânea

4- Conhecer a tal da Avenida Paulista

Com quase três quilômetros de extensão, a Avenida Paulista é possivelmente um dos endereços mais conhecidos da cidade. Por lá, espere encontrar prédios modernos, shoppings centers, um vai e vem ininterruptível de pedestres, além, de claro, muitos pontos turísticos de São Paulo.

À parte dos museus e centros culturais já mencionados – MASP, Instituto Moreira Sales, Centro Cultural Fiesp, Centro Cultural Itaú, Casa das Rosas e Japan House – e do Parque Trianon, um local que recebe muitos turistas é a imensa Livraria Cultura do Conjunto Nacional.

Por falar em livro, a biblioteca do Sesc Paulista é um espaço bonito de ver e pode ser um lugar para um rápido descanso durante as suas andanças.

Sobre os shoppings, os dois maiores e mais arrumados é o Shopping Cidade São Paulo e o Pátio Paulista.

Não menos importante, vale destacar que aos domingos a Avenida Paulista é aberta apenas para pedestres. Neste dia, ao invés dos tradicionais congestionamentos de carros e de pedestres sisudos, espere encontrar pessoas sorridentes, apresentações artísticas e muita descontração.

lugares para conhecer em São Paulo
Avenida Paulista

Leia também: 10 hotéis na Avenida Paulista

5- Fazer compras

Admito que tenho zero experiência com essa dica do que fazer em São Paulo. Mesmo morando na cidade há quase dois anos, os únicos lugares famosos que visitei foram a Rua 25 de Março e a Santa Efigênia. No entanto, é incontestável que São Paulo é um ótimo lugar para fazer compras.

Não importa o que você esteja procurando, é muito provável que exista alguma rua ou região especializada neste produto.

Além do comércio de rua, que, de um modo geral, é onde você encontrará produtos mais baratos, Sampa também ostenta dezenas de shoppings centers.

Se você realmente quer aproveitar sua viagem a São Paulo para ir às compras, recomendo que separe um ou dois dias inteiros da sua programação apenas para isso.

Para saber exatamente onde encontrar o que você procura, recomendo que leia o texto “60 ruas temáticas para fazer compras em São Paulo”, do blog Chicken or Pasta.

6- Ir a mercados e feiras

Seja para comer, comprar artesanatos ou simplesmente passear, visitar os mercados e feiras de São Paulo é uma ótima pedida.

No centro da cidade, grudado na Rua 25 de Março, o Mercado Municipal de São Paulo é figurinha carimbada nos roteiros de viagem. Lá você encontrará muitos comes e bebes, inclusive, os famosos sanduíches de mortadela e pastel de bacalhau. Tenha em mente, porém, que os preços têm uma pitada extra de sal.

De menor porte mas com uma pegada parecida, o Mercado de Pinheiros é um ótimo local para comer bem sem precisar ir à falência. Apesar de não oferecer tantos restaurantes quanto o Mercado Municipal, há boas pedidas para o almoço, como por exemplo, a pizzaria Napoli Centrale e o brasileiríssimo Mocotó Café.

Na categoria de feiras de antiguidade as duas que se destacam são a Feira da Benedito Calixto e a Feira do Bixiga. A primeira acontece todos os sábados, em Pinheiros, e a segunda aos domingos, no Bixiga. Independente de em qual delas você vá, aproveite para ir na hora do almoço para comer nos excelentes restaurantes que há nestas vizinhanças.

atrações em São Paulo
Feira de Antiguidades da Benedito Calixto

7- Se surpreender com os Sescs

Um dos lugares que eu mais frequento em São Paulo são os Sescs.

É bem verdade que os serviços de lazer e cultura oferecidos pelo Sesc são melhores aproveitados por quem mora na cidade, no entanto, tenho certeza que você não se arrependerá de visitar alguma unidade.

Apesar de oferecer serviços especiais para as pessoas associadas, o Sesc é aberto à comunidade em geral. Qualquer pessoa pode visitar uma unidade e participar das atividades não-exclusivas para associados.

Além de ver alguma exposição artística, você pode utilizar as áreas comuns como biblioteca, área de descanso e comedoria. Aliás, já anote essa dica: as lanchonetes do Sesc – que são chamadas de comedoria – oferecem excelentes comes e bebes por preços pra lá de simpáticos.

Próximo das vizinhanças turísticas, as duas unidades mais bacanas para você incluir na sua lista do que fazer em São Paulo é o Sesc Paulista e o Sesc 24 de Maio.

Com tempo para ir mais longe, vale esticar o passeio até o Sesc Pompeia ou o Sesc Interlagos.

Além disso, vale consultar a programação mensal de todas as unidades, afinal, pode ter algum show bacana durante a sua estadia.

Sesc em São Paulo
Vista do Sesc Paulista

8- Fazer tours guiados

Apesar de ser perfeitamente possível circular em São Paulo por conta própria, algumas experiências guiadas podem tornar os seus passeios mais divertidos. Ou, ao menos, mais rico em detalhes sobre a história da cidade.

Os primeiros passeios que eu fiz em São Paulo foi com a turma do Free Walking Tour SP. Os tours funcionam no esquema de contribuição voluntária. Ou seja, no final da atividade você colabora ($$$) com o quanto achar adequado.

As caminhadas do Free Walking Tour SP acontecem diariamente e há três roteiros diferentes: Centro Antigo, Avenida Paulista e Vila Madalena. A maior desvantagem é que esse é um passeio focado no público estrangeiro. Isso significa que as explicações dos guias são apenas em inglês.

Outra possibilidade de tours em São Paulo são os passeios do O Melhor de Sampa. Além de um guia local falando o bom e velho português, você poderá conhecer alguns bairros pouco visitados pelos forasteiros.

Além de roteiros por vizinhanças turísticas, como Avenida Paulista, Centro e Pinheiros, O Melhor de Sampa oferece tours guiados pela Liberdade, Mooca, Bom Retiro, Jardins e até mesmo passeios bate-volta para cidades próximas.

tours para fazer em São Paulo
Beco do Batman, na Vila Madalena

9- Tomar café e comprar bons livros

Café e livro formam uma dupla que agrada milhares de pessoas e que, em São Paulo, pode ter destaque na sua programação. Afinal, não faltam boas cafeterias e livrarias na cidade.

Para fazer uma pausa durante o dia, alguns dos cafés em São Paulo que eu gosto e recomendo, são: KOF | King of The Fork (em Pinheiros), Por um Punhado de Dólares (no Centro), Urbe Café (na Rua Augusta), 89ºC Coffee Station (na Liberdade), Coffee Lab (na Vila Madalena), Sofá Café (em Pinheiros) e Jardin do Centro (no Centro).

Já as três livrarias que valem a visita mesmo que você não pretenda comprar nenhum livro, são: Livraria Cultura do Conjunto Nacional, Livraria da Vila (na Vila Madalena) e a Livraria Cultura do Shopping Iguatemi.

o que visitar em São Paulo em 3 dias
Livraria Cultura do Shopping Iguatemi

10- Esticar o passeio até outros destinos

Você deve ter notado que há muito o que fazer em São Paulo. No entanto, se quiser incluir outros destinos próximos da capital paulista na sua programação, saiba que não faltam opções.

Três lugares para visitar num passeio bate-volta desde São Paulo, são: Embu das Artes (35 quilômetros, preferencialmente aos finais de semana), Paranapiacaba (65 quilômetros) e Guarujá (90 quilômetros).

No caso de Guarujá, apesar de um bate-voltar ser perfeitamente possível, o ideal seria passar ao menos uma noite para aproveitar melhor a vida boa de frente para o mar.

Com três noites disponíveis você pode considerar ir para outros destinos do litoral de São Paulo, como Maresias (185 quilômetros), Ilhabela (205 quilômetros) e Ubatuba (226 quilômetros).

Se acaso preferir ir para a serra, o destino mais famoso do estado é Campos do Jordão, localizada a 170 quilômetros da capital.

passeios perto de São Paulo
Praia do Tombo, no Guarujá

# O que fazer em São Paulo à noite?

Bares, teatros, shows, baladas e cinema – há tudo isso para fazer em São Paulo à noite.

Para os mais festeiros, ou para uma simples hora feliz no final do dia, três regiões movimentadas depois que o sol se põem é a Vila Madalena, a Rua Augusta e a Vila Olímpia. Nestas vizinhanças não faltam bares com mesas na calçada, pubs com música ao vivo e inferninhos para só voltar para casa no dia seguinte.

Além disso, pelos quatro quantos da cidade há casas noturnas e de shows que podem te oferecer agito independente do dia da semana.

# O que fazer em São Paulo com chuva?

É fato que os passeios ao ar livre ficam prejudicados, no entanto, tem muita coisa para fazer em São Paulo com chuva.

Com exceção dos parques, mirantes, feiras ao ar livre e walking tours, a maioria dos lugares indicados podem permanecer no seu roteiro. Afinal, mesmo com o tempo ruim, você pode visitar museus, centros culturais, mercados públicos, cafeterias, livrarias e qualquer outro local fechado.

O único cuidado redobrado que você precisa ter é com os deslocamentos. Se tiver compromissos com hora marcada, se adiante o máximo que puder. Isso porque, basta as primeiras nuvens escuras aparecerem no céu, para o trânsito – e até mesmo o transporte público – ficarem ainda mais caóticos.

Além disso, durante os meses de janeiro e fevereiro, pode apostar que mesmo com um céu azul e sol estralando durante o dia, por volta das 16hs o tempo começará a fechar e é melhor não estar desabrigado.

# O que fazer em São Paulo aos domingos?

Mais do que saber o que fazer em São Paulo aos domingos, você deve saber quais programas evitar.

Caminhar pela Avenida Paulista, por exemplo, é um clássico que deve estar na sua programação. No entanto, deixar para visitar os atrativos da região neste dia requer paciência, afinal, tudo estará lotado.

Beco do Batman, Parque Ibirapuera e todos os Sescs, são outros locais que têm o metro quadrado disputado a tapas.

Por outro lado, dois lugares movimentados, mas que por serem ao ar livre garantem bons passeios em São Paulo ao domingos, são a Feirinha da Liberdade e a Feira de Antiguidades do Bixiga. Além destas, outra feirinha que faz sucesso entre os programas dominicais é a de Produtos Orgânicos do Parque da Água Branca.

Para quem pretende sair à noite, saiba que muitas baladas tem programação especial no domingo. É comum, por exemplo, algumas delas abrirem as portas por volta das 18hs.

o que fazer em São Paulo domingo
Bairro Liberdade

# O que fazer em São Paulo às segundas-feiras?

Muita atenção na hora de planejar o que fazer em São Paulo às segundas-feiras. Afinal, no primeiro dia útil da semana muitos atrativos estão fechados.

No caso, para não perder a viagem, você pode fazer algum tour guiado. Isso porque, de um modo geral, esses passeios quase nunca contemplam entradas nos pontos turísticos.

Dentre os principais museus e centros culturais, permanecem abertos às segundas-feiras a Pinacoteca, o Memorial da Resistência e o Centro Cultural Banco do Brasil.

Além disso, bares, cafeterias, shoppings centers e comércios de rua estão a todo vapor. 

Por fim, saiba que um dos mais famosos pontos turísticos em São Paulo, o Parque Ibirapuera, também permanece aberto às segundas.

o que fazer em sp segunda-feira
Pinacoteca

# O que visitar em SP em 3 dias?

Há muito o que visitar em SP em 3 dias. Apesar de sua programação ficar bastante intensa, será possível cobrir as principais atrações da cidade.

Se essa será a sua primeira vez em Sampa, recomendo que divida o seu roteiro da seguinte forma:

Dia 1: Centro de São Paulo

Pode parecer exagero dedicar um dia inteiro para visitar as atrações do centro de São Paulo. No entanto, saiba que há muitos lugares bacanas por estas bandas da cidade.

Apesar de você provavelmente não se interessar por tudo o que há pela região, é certo de que terá um dia cheio.

Alguns locais que você pode visitar, são:

– Pinacoteca do Estado
– Sala São Paulo
– Mosteiro de São Bento
– Rua 25 de Março
– Mercado Municipal
– Catedral da Sé
– Farol Santander
– Mirante do Edifício Itália
– Galeria do Rock
– Edifício Copan
– Theatro Municipal
– CCBB
– Pateo do Collegio
– Caixa Cultural
– Centro Cultural dos Correios
– Catavento Cultural
– Sesc 24 de Maio
– Bairro Liberdade

Dia 2: Avenida Paulista e Parque Ibirapuera

Depois de perambular pelas ruas mais antigas e se deslumbrar com os prédios históricos de São Paulo, no seu segundo dia você conhecerá o pedaço onde não faltam edifícios modernosos.

Além das atrações da Avenida Paulista, aproveite para ir também ao Parque Ibirapuera. Afinal, a distâncias entre essas duas regiões não é tão grande.

Os locais que você pode visitar neste dia, são:

– Instituto Moreira Sales
– Livraria Cultura do Conjunto Nacional
– Parque Trianon
– MASP
– Centro Cultural Itaú
– Centro Cultural Fiesp
– Casa das Rosas
– Sesc Paulista
– Japan House
– Museu de Arte Contemporânea (MAC USP)
– Parque Ibirapuera
– Museu Afro Brasil
– Museu de Arte Moderna (MAM)

Dia 3: Vila Madalena e Pinheiros

Para fechar esse roteiro clássico de três dias em São Paulo, no seu último dia vá conhecer os encantos dos bairros Vila Madalena e Pinheiros.

Diferente das outras vizinhanças, estes dois bairros não tem grandes edifícios. No entanto, nem por isso deixa de ser menos bacana.

As atrações que você pode incluir no seu itinerário, são:

– Beco do Batman
– Beco do Aprendiz
– Livraria da Vila
– Cafeterias (KOF | King of The Fork, Sofá Café e Coffee Lab)
– Rua Aspicuelta (bares para fim de tarde)
– Feirinha de Antiguidade da Benedito Calixto (aos sábados)
– Mercado de Pinheiros
– Instituto Tomie Ohtake
– Praça do Pôr do Sol

o que fazer em São Paulo de diferente
Praça do Pôr do Sol

+ Dicas do que fazer em SP

Além de todas estas atrações, São Paulo tem dezenas de eventos que por si só já valeriam a viagem.

Alguns dos mais tradicionais e que reúnem multidão de pessoas todos os anos, são:

– Aniversário de São Paulo (em janeiro)
– Carnaval
– Lollapalooza (normalmente em março)
– Virada Cultural (normalmente em maio)
– Parada do Orgulho LGBT+ (normalmente no domingo depois do feriado de Corpus Christi)
– Bienal do Livro (normalmente em agosto)
– Comic Con Experience (normalmente em dezembro)

Por fim, se você é paulistano ou mora em Sampa há algum tempo, é bem provável que tenha sentido falta de algum cantinho especial que seria uma excelente ideia para estar nesta lista do que fazer em São Paulo. Portanto, não se acanhe e deixe sua dica nos comentários no final do texto.

3 lugares para se hospedar em São Paulo

($) Para os viajantes que procuram um albergue, o Soul Hostel é uma opção bem avaliada.

($$) Quem faz questão de privacidade, mas não quer gastar uma fortuna, o Ibis Sao Paulo Paulista tem um ótimo custo-benefício.

($$$) Podendo investir um pouco mais, vale conferir as suítes do Estanplaza Paulista.

» Se acaso preferir, clique aqui e confira outras ofertas de hospedagem em São Paulo.

Desde que comecei a viajar, em 2011, conhecer o mundo se tornou um dos meus objetivos de vida. Em 2014 deixei meu antigo emprego para realizar a minha primeira grande trip: 10 meses viajando e trabalhando pela América Latina. Desde então compartilho minhas experiências de viagem aqui no Volto Logo.

26 COMENTÁRIOS

  1. Uau! Quanta coisa tem em São Paulo. Eu já achava que não conhecia nada, agora vendo todas estas opções aí, realmente tive certeza que não conheço absolutamente nada de São Paulo.

    Este post é um verdadeiro guia! Parabéns! Adorei!
    Espero ter a oportunidade de conhecer pelo menos um pouquinho desta lista!

  2. Não falta o que fazer em São Paulo, mesmo quem como eu moro aqui desde sempre ainda têm lugar que não conheceu, encontrei alguns nessa lista que preciso ainda visitar.

    • Oi Deisy!

      Quando eu me mudei para São Paulo achei que daria conta de conhecer todos os lugares que gostaria, mas ainda não cheguei nem na metade! hehehe

      Abraço

  3. Sabe que eu morei durante um ano no Brasil, precisamente no estado de S. Paulo? E que não conheci quase nada de Sampa, à excepção do aeroporto? Ah, que desperdício. Pensei que teria muito tempo. As suas dicas são ótimas, quero muito conhecer os espaços culturais da cidade e os edifícios mais emblemáticos. É uma cidade muito animada

  4. Sempre quando eu vou para São Paulo, gosto de me hospedar perto da avenida Paulista. Por isso, acabo conhecendo mais a vida cultural dessa região. Quero muito conhecer as feirinhas de antiguidade dos finais de semana.

  5. Adorei o roteiro de 3 dias em São Paulo! Tudo bem geral e explicadinho, ótimo a divisão de dias 🙂 Fiz isso várias vezes com amigos gringos me visitando e tive diversas lembranças. Nossa São Paulo é muito diversa, né?

  6. Sou paulista e estudante de turismo e fiz praticamente todas essas dicas do que fazer em São Paulo. Adorei o resumo e espero que as pessoas usem e abusem desse guia completo! Você já participou de uma Virada Cultural? Eu adoro!

  7. Post sensacional com as 10 dicas e passeios para se fazer em SP. Eu adoraria passear pelos museus, fugir para os parques, fazer tours guiados! A fotos estão lindas! Parabéns!

  8. * Para evitar comentários spans (falsos), solicitamos que ao deixar sua mensagem você também preencha um campo com seu nome e e-mail.
    Mas não se preocupe, pois estas informações estão seguras e seu e-mail não será exibido e nem compartilhado com outras pessoas!
    Para mais informações clique aqui para ler a nossa Política de Privacidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here